Partituras dos tribalistas para todo mundo



Baixar 5,29 Kb.
Encontro26.01.2017
Tamanho5,29 Kb.
PARTITURAS DOS TRIBALISTAS PARA TODO MUNDO

Além do Brasil, 'Songbook' do grupo vai ser lançado na Itália, Estados Unidos, Espanha e países latinos

Tárik de Souza

Jornal do Brasil / Setembro de 2003

Ao diagnosticar com sagacidade a atitude tribalista da juventude atual - ''Eu sou de ninguém/ eu sou de todo mundo/ e todo mundo é meu também'', cantam em Já sei namorar - Marisa Monte, Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes derrotaram os percalços da indústria (pirataria, baixa de arquivos na internet, jabá) e enfileiraram perto de um milhão de compradores em plena recessão. Mesmo sem shows e entrevistas de divulgação, mas em destaque no Grammy Latino, Tribalistas, o projeto do trio, é um retumbante triunfo que agora desembarca em songbook pela editora Gryphus.

- Foi uma batalha convencer as editoras das músicas que livro não vende a mesma coisa que disco, mas conseguimos - suspira Gisela Zingoni, diretora da editora associada à quase centenária Forense (fundada em 1904), de sua família.

Carioca de 42 anos, tecladista e ex-vocalista da banda Afrodite Se Quiser, que atuou no final dos 80, ela admite que os livros de música são os que mais gosta de editar, uma lista que já comporta desde rockbooks (Paralamas, Kid Abelha, Raul Seixas, Biquini Cavadão, Zé Ramalho) ao songbook e biografia de Guinga, biografias de Cartola e Pixinguinha, escritas por Marilia Barboza, além de livros técnicos ( Dicionário de acordes de guitarra , Manual de produção de CD ). Quase todos tiveram boas vendagens, mas os Tribalistas desembarcam nada menos de 5 mil exemplares nas livrarias dentro de 15 dias.

Evitando o nome songbook , registrado por Almir Chediak para sua editora Lumiar, os Tribalistas saem num esmerado livro de partituras. Estão lá para quem quiser tocar de Carnavália e Velha infância a Passe em casa (onde o trio autoral é reforçado pela assinatura de Margareth Menezes), O amor é feio , Carnalismo , Um a um e Mary Cristo , num total de 13 músicas. O livro vai ser distribuído na Itália, Estados Unidos, Espanha e países latinos.



- Estou indo para a feira de Frankfurt em outubro e acredito que a penetração do catálogo de música pode ficar ainda maior - espera Gisela.

O livro de partituras dos Tribalistas é aberto por uma cronologia da gravação do disco que gerou o projeto. A entrada em estúdio rolou dia 8 de abril de 2002, ''quando as agendas se acomodaram'', e começou-se a registrar as 13 canções inéditas compostas um ano antes por Marisa, Arnaldo e Carlinhos, em Salvador. Como define o hino título do (anti)movimento, ''Os tribalistas não entram em questão/ não entram em doutrina, em fofoca ou discussão/ chegou o tribalismo no pilar da construção/ pé em Deus e fé na taba''. E, agora, olho na partitura.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal