Os Europeus exerciam o seu domínio: sob o



Baixar 21,52 Kb.
Encontro26.01.2017
Tamanho21,52 Kb.


B



Grupo I

1.

1.1. Os Europeus exerciam o seu domínio: sob o

ponto de vista “científico”, como refere a FA, através do desenvol­vimento de tecnologia de ponta; sob o ponto de vista in­dustrial “56% do total da produção industrial”; sob o ponto de vista comercial “máximo de trocas”.



1.2. O Imperialismo é a capacidade de expansão

territorial e dominação política económica e cultural exercido por um Estado sobre outros Estados ou territórios.



1.3. Motivos de ordem económica – necessidade

de matérias­-primas; motivos de ordem política e estratégica – as princi­pais potências, rivais entre si, precisavam de afirmar o seu poderio e força militar; motivos de ordem cultural – os países com necessidade de se afirmar no mundo consideravam ter uma “missão civilizadora”, expandindo assim a sua língua, religião e cultura junto dos povos indígenas.



1.4. F; V; V; F.

a) A Conferência de Berlim estabeleceu o princípio da ocupação efetiva;

d) O Mapa cor-de-rosa levou ao Ultimato Inglês de 1890.

2. 1 – 1.ª Guerra Mundial; 2 – Alemanha;

3 movimentos; 4 – Bélgica; 5 – Rússia;

6 – Marne.

3.

3.1. A resposta deve apresentar: referência aos

tópicos soli­citados; organização coerente dos conteúdos; utilização adequada e sistemática da terminologia específica da disciplina e integração pertinente da informação contida nas fontes.



[Acontecimentos que precipitaram o fim da guerra em 1918]

A partir de 1917 a Alemanha decreta o bloqueio marítimo dos barcos ingleses com o intuito de condicionar o abas­tecimento das suas tropas [FF]. Os barcos americanos que cruzavam o atlântico, por serem aliados dos ingle­ses, começaram a ser atacados; os alemães promete­ram ainda ao México a recuperação de territórios outrora seus. Estas medidas levaram à intervenção dos EUA. A 6 de abril de 1917 os EUA declaram guerra à Alemanha. O envio de soldados e material bélico americano foram determinantes para o culminar do conflito [FF]. Em outu­bro de 1917 os comunistas tomam o poder na Rússia e em março de 1918 assinam paz com a Alemanha através do Tratado de Brest-Litovsky, libertando-os da frente oriental [FF]; Entre julho e outubro de 1918 os aliados contra-atacaram em várias frentes (França, Balcãs e Itá­lia) derrotando as potências centrais. As sucessivas der­rotas alemãs levaram ao armistício a 11 de novembro de 1918.



[Consequências económicas, demográficas e sociais da 1.ª Guerra Mundial]

A guerra trouxe consigo um rasto de morte e destruição. As perdas humanas ascendem, na Europa, aos 8 milhões de pessoas; registam-se ainda mais de 6,5 milhões de inválidos [FG]. Baixa dos índices populacionais; quebra da natalidade; perda de mão de obra – integração das mulheres no mercado de trabalho; elevadas perdas ma­teriais nos teatros das operações militares. Destruição de campos, povoações, fábricas, vias de comunicação; destruição das frotas mercantes; subida de preços; de­semprego e agitação social;



[Afirmação da supremacia dos EUA enquanto primeira potência mundial]

Os EUA aumentaram, neste período a sua produção in­dustrial; aproveitamentos dos seus recursos naturais e adoção de novos métodos de produção. Os EUA são, neste momento, o principal credor dos países europeus, que contraíram empréstimos para se reconstruir do es­forço de guerra.



GRUPO II

1.

1.1. Revoluções de Fevereiro e Outubro de 1917.

1.2. As duas medidas presentes na fonte são: a

saída da Rús­sia da 1.ª Guerra Mundial através do Tratado de Brest­-Litovsk “o governo soviético proporá uma paz democrá­tica: imediata a todas as nações” [FH] e a abolição da propriedade privada, nacionalização dos meios de pro­dução “o controlo operário sobre a produção”.




©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal