Objeto de conhecimento



Baixar 104,66 Kb.
Encontro02.09.2018
Tamanho104,66 Kb.



SEQUÊNCIA DIDÁTICA 3

Falando, escutando, lendo e escrevendo com contos de fadas

4 AULAS


EIXO

Educação literária

UNIDADE TEMÁTICA

Categorias do discurso literário

OBJETO DE CONHECIMENTO

Elementos constitutivos do discursivo narrativo ficcional em prosa e versos: estrutura da narrativa e recursos expressivos

A. INTRODUÇÃO

Os contos de fadas estão presentes na infância, há séculos, pois são histórias que tematizam vários aspectos da existência humana. Eles nasceram orais e estão presentes em diversos países, pois se adaptaram às tradições e valores de cada lugar. Foram escritos depois da invenção da imprensa e hoje continuam vivos, em diferentes linguagens: cinema, teatro, ópera etc.

Um trabalho, na escola, que contemple os contos de fadas, as relações entre “alfabetização e letramento” e os eixos do ensino de língua portuguesa propicia, aos alunos, uma aprendizagem contextualizada e significativa, na direção de viverem diferentes papéis enunciativos: leitores, produtores, contadores, ouvintes de histórias.

Como a imaginação, a fantasia e o maravilhoso constituem os elementos de expressão dos contos de fadas, os alunos não somente aprendem sobre e com os contos de fadas, mas também brincam com eles, uma vez que a abordagem didática pode dialogar com esse universo, proporcionando que os alunos “aprendam brincando” ou “brinquem aprendendo”.


B. OBJETIVOS

OBJETIVO GERAL

Falar, escutar, ler e escrever com os contos de fadas, relacionando “alfabetização e letramento”.



OBJETIVO ESPECÍFICO

Favorecer o desenvolvimento das seguintes habilidades do componente curricular Língua Portuguesa:



  • (EF01LP05) Recuperar assuntos e informações pontuais em situações de escuta formal de textos.

  • (EF01LP07) Ler palavras e pequenos textos, apoiando-se em pistas gráficas e semânticas.

  • (EF01LP11) Localizar, em textos, títulos, nome do autor, local e data de publicação (se houver).

  • (EF01LP13) Identificar a função sociocomunicativa de textos que circulam em esferas da vida social das quais participa, reconhecendo para que tais textos foram produzidos, onde circulam, quem produziu, a quem se destinam.

  • (EF01LP14) Associar os temas de textos lidos pelo professor ao seu conhecimento prévio ou conhecimento de mundo.

  • (EF01LP15) Reconhecer o significado de palavras conhecidas em textos.

  • (EF01LP16) Escrever, espontaneamente ou por ditado, palavras e frases de forma alfabética – usando letras/grafemas que representem fonemas.

  • (EF01LP18) Copiar textos breves, mantendo suas características e voltando para o texto sempre que tiver dúvidas sobre sua distribuição gráfica, espaçamento entre as palavras, escrita das palavras e pontuação.

  • (EF01LP24) Reconhecer o sistema de escrita alfabética como representação dos sons da fala.

  • (EF01LP37) Identificar os constituintes básicos da estrutura de narrativa ficcional lida ou ouvida: personagens, tempo e espaço.

  • (EF01LP42) Reconhecer que os textos literários fazem parte do mundo do imaginário e

reconhecer também a sua dimensão lúdica e de encantamento.

  • (EF01LP43) Ouvir, com atenção e interesse, a leitura de textos literários de gêneros e autores variados, feita pelo professor, e conversar com os colegas sobre o que acharam do texto.


C. METODOLOGIA

AULAS 1 e 2

Conteúdo específico

Falar, escutar e ler contos de fadas.



Gestão dos alunos

Turma no coletivo, em círculo.



Recursos didáticos

Livros de Contos de fadas.

Cópias das atividades para os alunos.

Habilidades

(EF01LP05); (EF01LP07); (EF01LP11); (EF01LP13); (EF01LP14); (EF01LP37); (EF01LP42); (EF01LP43).



Encaminhamento

1. Converse com os alunos sobre a finalidade da SD: aprender a falar, escutar, ler e escrever, com os contos de fadas, de uma maneira divertida e com muitas descobertas interessantes.

Atente para o fato de que, na presente SD, foram selecionados excertos contextualizados dos contos, como forma de possibilitar que os alunos leiam e escrevam, de forma mais autônoma, palavras, frases e pequenos trechos textuais.

A abordagem lúdica também favorece o engajamento dos alunos, envolvendo-os com os elementos caracterizadores do gênero textual, de forma prazerosa. E a escolha dos contos de fadas, como gênero textual, de ampla referência desde a Educação Infantil, favorece que os alunos acessem seus conhecimentos prévios a respeito.

2. Para começar o trabalho, leia, em voz alta, com os alunos organizados em um círculo, um conto de fada selecionado previamente. Em seguida, converse sobre o lido: como foi ouvir a história? Conhecem o conto? Conhecem outra versão? Em caso afirmativo, qual? Gostam dessa história? Por quê?

Lembre os alunos de que os contos de fadas podem ter versões diferentes, dependendo do autor e da época em que foram escritos, portanto, esse fato abre um grande leque de enredos variados, tendo em vista os conhecimentos dos alunos a respeito, bem como o acervo da sala de aula, da escola e até mesmo dos alunos.

3. A seguir, focando as relações entre ler, falar e escutar e com os alunos ainda em círculo com as cópias das atividades em mãos, solicite que leiam os trechos dos contos selecionados e lembrem-se da continuidade dos enredos, oralmente, em um clima de “contação de histórias” que agrada sobremaneira os alunos.
Atente para o fato de que a seleção, a seguir, contemplou três autores clássicos com uma obra representativa de cada um: “O gato de botas”, de Charles Perrault, “Branca de neve e os sete anões”, dos Irmãos Grimm, e “O patinho feio”, de Hans Cristian Andersen. É possível fazer a mesma abordagem com outros contos de fadas dos mesmos autores, uma vez que são contos universalmente conhecidos.

SÓ PARA LEMBRAR traz resumos breves de alguns Contos de Fadas de Perrault, Grimm e Andersen, sem o final, mas com uma pergunta que instiga um “gostinho de quero mais...” (para quem não conhece) ou de “me lembro sim!” (para quem se lembra do final de alguma versão conhecida).


Só pra lembrar

Contos

Contar a continuação

O gato de botas

O filho caçula de um moleiro herdou, após a morte do pai, apenas um gato, o que foi pouco em comparação ao que herdaram os irmãos. Isso o fez se sentir injustiçado. O gato tratou de ser esperto para garantir sua vida. Bolou vários planos para mostrar ao rei que o seu dono era rico e poderoso e, assim, tinha grandes chances de se casar com a princesa.



Será que o gato conseguiu?

Branca de neve e os sete anões

Havia uma moça linda e bondosa que sofria na mão de uma madrasta invejosa. Quando esta não aguentou mais a beleza da moça, mandou um caçador matá-la. Sem coragem de cumprir a ordem da rainha má, ele liberta Branca de Neve, que, depois de ficar perdida, acaba encontrando a casa dos sete anões. Quando a rainha descobre que a moça não morreu, ela resolve se vingar.



O que será que aconteceu depois?

O patinho feio

Uma pata, chocando seus ovos, percebeu que um deles era grande demais e até demorou a se quebrar. Desse ovo saiu uma ave grande e esquisita. Todos a chamavam de “patinho feio” porque, além de tudo, era muito desajeitada. Como todos os animais a rejeitavam, decidiu fugir pelo mundo. No caminho encontrou marrecos, gansos selvagens e se deu mal com todos.



Será que o “patinho feio” continuou sofrendo?

Atividade adaptada do Almanaque dos contos de fadas, de Alfredina Nery e Lourdes Atiê, Editora Moderna, 2013.
4. Com o foco nas relações entre ler, falar e escutar, solicite aos alunos que “digam rapidamente, em voz alta” os títulos referentes aos contos de fadas no quadro a seguir, tendo em vista alguns aspectos estruturais de cada um.

DIGA RÁPIDO, RAPIDINHO trata de alguns aspectos centrais de determinadas personagens e seus modos de ser ou de alguns aspectos dos diferentes contos de fadas, como aqueles que têm ou não fada, ou ainda dos que têm ou não elementos mágicos.

DIGA RÁPIDO, RAPIDINHO

Os títulos dos contos de fadas que têm

  • um gato muito sabido!

  • uma garota que se distraiu na floresta!

  • uma menina de lindos e longos cabelos loiros!

  • uma menina pobre que passa fome e frio!

  • uma fada má que deseja a morte da menina que nasceu!

  • um cisne que pensou que era pato!

  • um príncipe que era amado por uma sereia!

  • quatro amigos inseparáveis que tocam juntos!

  • uma menina que ora é feia, ora é bonita!

  • um ogro que comeu suas filhas no lugar dos irmãos que se perderam na floresta!


Respostas: “O Gato de Botas”, “Chapeuzinho Vermelho”, “Rapunzel”, “A Menina dos Fósforos”, ”A Bela Adormecida no Bosque”, “”O Patinho Feio”, “A pequena sereia”, “Os músicos de Bremen”, “A Gata Borralheira ou Cinderela”, “O Pequeno Polegar”.

Os contos de fadas que:

  • têm fada nas histórias!

  • não têm fada nas histórias!

  • têm nome de gente no título da história!

  • têm animais falantes!


Respostas:

Contos que não têm fada nas histórias: “O Gato de Botas”, “Chapeuzinho Vermelho”, “A Menina dos Fósforos”, “O Patinho Feio”, “A pequena sereia”, “Os músicos de Bremen”, “O Pequeno Polegar”.
Contos que têm fada nas histórias: “A Bela Adormecida no Bosque”, “A Branca de Neve”, “A Gata Borralheira ou Cinderela”.
Contos que têm nome de gente no título: “Rapunzel”, “Cinderela”, “João e Maria”.
Contos que têm animais falantes: “O Gato de Botas”, “Os músicos de Bremen”, “O Patinho Feio”, “A Pequena Sereia”, “Chapeuzinho Vermelho”.

Contos de fadas cujos elementos mágicos são:

  • varinha de condão!

  • anões!

  • velha misteriosa!

  • espelho mágico!

  • maçã envenenada!

  • fada madrinha!


Respostas:

Varinha de condão: ”A Bela Adormecida no Bosque”, “A Gata Borralheira ou Cinderela”.
Anões: “A Branca de Neve e os sete anões”.
Velha misteriosa: “A Branca de Neve e os sete anões”, “Rapunzel”, “João e Maria”.
Espelho mágico: “A Branca de Neve e os sete anões”
Maçã envenenada: “A Branca de Neve e os sete anões”.
Fada-madrinha: ”A Bela Adormecida no Bosque”, “A Gata Borralheira ou Cinderela”.

Atividade adaptada do Almanaque dos contos de fadas, de Alfredina Nery e Lourdes Atiê, Editora Moderna, 2013.
AULAS 3 e 4

Conteúdo específico

Escrever palavras, trechos das histórias e produzir texto, tendo em vista os contos de fadas.


Gestão dos alunos

Alunos em dupla.

Alunos individualmente.

Turma no coletivo, em círculo.


Recursos didáticos

Cópias das atividades para os alunos.



Habilidades

(EF01LP05); (EF01LP07); (EF01LP11); (EF01LP13); (EF01LP15); (EF01LP16); (EF01LP18); (EF01LP24); (EF01LP37); (EF01LP42); (EF01LP43).



Encaminhamento

1. Com o foco nas relações entre ler e escrever, organize a turma em duplas, para a realização das atividades a seguir, com os alunos tendo cópias delas em mãos. Combine um tempo para a realização das atividades, para retomá-las no coletivo.

a) Proponha que os alunos descubram os trechos dos contos de fadas que estão misturados, nas colunas do quadro a seguir, colocando o número correspondente no local indicado.
DESEMBARALHANDO CONTOS DE FADAS trata de trechos antológicos ou significativos quanto ao enredo de certas histórias.


Desembaralhando contos de fadas

Vamos imaginar que aconteceu um problema e que alguns Contos de fadas ficaram embaralhados. Em cada coluna, há um trecho de uma história. Sua missão é descobrir os dois trechos que são da mesma história.



1. O caçador não matou a menina, como a rainha má tinha ordenado.

A. A velha dizia para Rapunzel jogar suas tranças. ( )

2. Na herança deixada pelo pai, ao filho mais velho coube o moinho; ao do meio, o burro; e ao caçula, apenas o gato.

B. Atirou-se sobre a velhinha e a devorou gulosamente. ( )

3. Enquanto a menina demorava-se na floresta, o lobo chegou à casa da vovó.

C. A mocinha estava assustada na floresta, quando avistou uma casinha com sete caminhas. ( )

4. Ao ser rejeitado por todos, o animalzinho fugiu da mãe pata.

D. O gato tornou-se um grande Senhor e só corria atrás dos ratinhos por diversão. ( )

5. A garota vivia presa na torre.

E. Ele, já muito cansado, encontrou uns cisnes. ( )

Respostas: 1 + C – “Branca de neve e os sete anões”; 2 + D – “O gato de botas”; 3 + B – “Chapeuzinho Vermelho”; 4 + E – “O patinho feio”; 5 + A – “Rapunzel”.

Atividade adaptada do Almanaque dos contos de fadas, de Alfredina Nery e Lourdes Atiê, Editora Moderna, 2013.
b) Com o foco nas relações entre ler e escrever, solicite aos alunos que escrevam os títulos referentes aos trechos dos contos de fadas no quadro.

VIVEU E VENCEU traz mais um elemento da estrutura textual dos contos de fadas: as personagens vivem problemas que são enfrentados e, depois de um tempo, são resolvidos, muitas vezes com a ajuda de elementos mágicos. No final, há a recompensa, com as personagens vencendo os obstáculos. Essa abordagem pode ser ampliada com outros contos de fadas.

Viveu e Venceu!

Você já reparou que, nos Contos de Fadas, as personagens são sempre recompensadas no final? Para descobrir as recompensas presentes em algumas histórias que selecionamos, verifique que título da 2a coluna combina com o trecho da 1a coluna.



Trechos de contos de fadas

Títulos dos contos de fadas

A. Ficaram perdidos na floresta. Foram capturados pela bruxa malvada que os queria comer. No final, salvaram-se.




B. Andou pelo mundo, perdido, mas ao final, encontrou sua verdadeira identidade.




C. Foi maltratada pela madrasta e as filhas dela. Não desistiu. Teve ajuda mágica. Encontrou seu príncipe, casaram e foram felizes para sempre.




D. Por causa da inveja da rainha foi parar na floresta. Com sua bondade, encontrou amigos fiéis. Casou-se com o príncipe e foram felizes para sempre.




Respostas: A – “João e Maria”; B – “O Patinho Feio”; C – “Cinderela”; D – “Branca de neve”.

Atividade adaptada do Almanaque dos contos de fadas, de Alfredina Nery e Lourdes Atiê, Editora Moderna, 2013.
c) Com o foco nas relações entre ler e escrever, solicite aos alunos que escrevam os títulos referentes aos contos de fadas do quadro, tendo em vista o vocabulário preponderante de cada um.

PALAVRAS QUE REVELAM trata do léxico dos contos de fadas, ou seja, há uma espécie de “vocabulário próprio dos contos ou de cada conto”, como se fosse um “vocabulário técnico”. Essa abordagem pode ser ampliada com outros contos de fadas.


Palavras que revelam

Você é o detetive... As palavras “rainha” e “príncipe” aparecem em dois Contos de Fadas selecionados para essa brincadeira, cujos títulos, você tem que descobrir. Para isso, leve em conta as palavras de cada coluna.



Qual é o título do Conto de Fada que tem “rainha”, “príncipe” e...?

Qual é o título do Conto de Fada que tem “rainha”, “príncipe” e...?

“neve”

“baile”

“espelho”

“sapatinho”

Título:

Título:


Resposta: ”Branca de neve e os sete anões”.

Resposta: “Cinderela” ou “A gata borralheira”.

Atividade adaptada do Almanaque dos contos de fadas, de Alfredina Nery e Lourdes Atiê, Editora Moderna, 2013.
2. Proponha aos alunos que, individualmente, produzam um texto, como a seguir indicado, para que conheçam mais o gênero textual jornalístico “manchete”, que é uma frase curta para atrair o leitor a ler a notícia correspondente.

VOCÊ É O REPÓRTER

Faz de conta que você caiu num conto de fadas! Mas não como uma personagem da história, e sim como um repórter que vai fazer a cobertura de algum fato da história para publicar no seu jornal. Você pode fazer várias manchetes para uma primeira página de jornal impresso, usando o que é conhecido dos contos de fadas, por exemplo: PRINCESA DORME SEM PARAR ou CAI MAIS UMA CASA DOS TRÊS PORQUINHOS.

Manchetes:










Atividade adaptada do Almanaque dos contos de fadas, de Alfredina Nery e Lourdes Atiê, Editora Moderna, 2013.

3. Organize os alunos em círculo novamente, para que eles leiam, em voz alta, as manchetes elaboradas e conversem a respeito:



  • as manchetes são curtas como devem ser?

  • de quais aspectos, episódios, personagens dos contos de fadas tratam?

4. Finalize a SD, conversando sobre o processo vivido, sintetizando desde a 1a atividade e, por fim, solicite também que os alunos digam do que mais gostaram de aprender.
D. SUGESTÃO DE FONTE PARA O PROFESSOR

NERY, Alfredina; ATIÊ, Lourdes. Almanaque dos contos de fadas. São Paulo: Moderna.



E. SUGESTÕES PARA VERIFICAR E ACOMPANHAR A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS

É possível verificar e acompanhar a aprendizagem dos alunos por meio de observações e anotações da professora que sintetizem os diferentes momentos trabalhados, como:

1. As participações orais de cada aluno da turma, quando solicitado, no coletivo, a contribuir com o que foi proposto, como se dão: quem fala e não ouve; quem apenas ouve. Quais encaminhamentos poderão ser feitos para alterar esse quadro, de forma a garantir uma participação mais equilibrada?

2. Os alunos ampliaram seus repertórios de contos de fadas, percebendo suas características, nas diferentes atividades da SD?

3. As habilidades linguísticas básicas (falar/escutar; ler/escrever) estavam articuladas ao longo do trabalho. Em que medida essa abordagem contribuiu para a aprendizagem dos alunos?

4. Como a proposta de trabalho articulou os eixos do ensino de língua, quais alunos demonstram mais dificuldades e em qual eixo? Como atuar nesses casos?

5. Os trabalhos em duplas favorecem as aprendizagens não somente do conteúdo específico, mas também da relação verbal dos alunos, uma vez que todo ato de linguagem é uma negociação de sentidos. Assim, nas duplas, os papéis enunciativos (quem escreve, quem lê, quem fala, quem dita, quem ouve) são trocados/alternados ou estão “cristalizados”?

6. Os alunos divertiram-se com o que foi proposto? Como isso foi percebido?


F. FICHA DE AUTOAVALIAÇÃO
MARQUE X NA COLUNA QUE RETRATA MELHOR O QUE VOCÊ SENTE AO RESPONDER CADA QUESTÃO.




SIM

MAIS OU MENOS

NÃO

GOSTEI DE CONTAR E ESCUTAR CONTOS DE FADAS?










GOSTEI DE LER E ESCREVER SOBRE CONTOS DE FADAS?










PERCEBI QUE APRENDI, BRINCANDO?










PARTICIPEI ATIVAMENTE DOS TRABALHOS?












G. AFERIÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DOS ALUNOS DAS HABILIDADES SELECIONADAS NA SEQUÊNCIA

FALE PARA O PROFESSOR OU ESCREVA.

IMAGINE QUE VOCÊ FAZ PARTE DE UM PROGRAMA DE ENTREVISTA DE TELEVISÃO OU RÁDIO.

A) QUE PERSONAGEM DOS CONTOS DE FADAS VOCÊ ENTREVISTARIA?

___________________________________________________________________

B) QUE PERGUNTA IMPORTANTE FARIA A ELE?

___________________________________________________________________

___________________________________________________________________

C) IMAGINE A RESPOSTA DELE E FAÇA UMA MANCHETE DE JORNAL COM ELA.

___________________________________________________________________

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Considerando as habilidades, a seguir transcritas, analise se o aluno conseguiu:



  • (EF01LP13) Identificar a função sociocomunicativa de textos que circulam em esferas da vida social das quais participa, reconhecendo para que tais textos foram produzidos, onde circulam, quem produziu, a quem se destinam.

  • (EF01LP16) Escrever, espontaneamente ou por ditado, palavras e frases de forma alfabética – usando letras/grafemas que representem fonemas.

  • (EF01LP24) Reconhecer o sistema de escrita alfabética como representação dos sons da fala.

  • (EF01LP42) Reconhecer que os textos literários fazem parte do mundo do imaginário e reconhecer também a sua dimensão lúdica e de encantamento.

Este material está em Licença Aberta — CC BY NC (permite a edição ou a criação de obras derivadas sobre a obra com fins não comerciais, contanto que atribuam crédito e que licenciem as criações sob os mesmos parâmetros da Licença Aberta).




©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal