Objetivo e estrutura do mini-curso



Baixar 10,33 Kb.
Encontro09.03.2017
Tamanho10,33 Kb.
HEGEL – Uma introdução ao sistema da Enciclopédia


Objetivo e estrutura do mini-curso: Introdução ao projeto sistemático hegeliano em suas linhas fundamentais (o objetivo será perseguido a partir da explicitação dos temas das Introduções às várias “partes” do sistema). Particular atenção será dada à questão da objetividade do pensamento.


  1. A Fenomenologia do espírito como introdução ao sistema – 1.1) Apresentação do objetivo e da estrutura da Fenomenologia: a elevação da consciência natural ao saber absoluto. 1.2) Os 'protagonistas' da Fenomenologia: o absoluto e a consciência. 1.3) A crítica do conhecimento como “meio” ou “instrumento” e da análise preliminar da “forma” do conhecimento. 1.4) A negação determinada como motor da Fenomenologia. 1.5) “Certeza” e “verdade”. 1.6) Crítica de uma unidade de medida do saber externa à consciência. 1.7) A “ciência da experiência da consciência”– o itinerário fenomenológico e a Erinnerung.




  1. O sistema da Enciclopédia – 2.1) Apresentação do objetivo e da estrutura da Enciclopédia: a filosofia e as ciências – o requisito da ausência de pressupostos. 2.2) O “Conceito” como 'forma' e ‘método’ da exposição da Enciclopédia. 2.3) As três partes da Enciclopédia: Lógica, Natureza e Espírito.




  1. A Ciência da Lógica – 3.1) Uma nova concepção da lógica: crítica da lógica como ciência formal e crítica da lógica transcendental. 3.2) “Pensamentos objetivos”. 3.3) A autocontraditoriedade das determinações finitas do pensamento – do abstrato ao concreto. 3.4) A justificação da Ideia como estrutura lógica que define o Absoluto e a passagem da Lógica para a Filosofia da Natureza.




  1. A Filosofia da Natureza – 4.1) O conceito de filosofia da natureza: as maneiras de considerar a natureza. 4.2) O conceito de natureza: a natureza como “Ideia na forma da outredade”. As características da natureza: a natureza como “sistema de degraus”; necessidade, contingência e irregularidade da natureza; a natureza como totalidade vivente. 4.3) Divisão da filosofia da natureza: modalidades de configuração ontológica e de inteligibilidade da natureza. 4.4) Conceitualismo hegeliano e possibilidade do conhecimento objetivo.



Bibliografia fundamental:
- Introdução in: G.W.F. Hegel, Fenomenologia do espírito. Petrópolis: Editora Vozes e Editora Universitária São Francisco, 2005 (3° ed.).

- Introdução in: G.W.F. Hegel, Enciclopédia das ciências filosóficas I. A Ciência da lógica. São Paulo: Loyola, 1995.

- Segundo Prefácio e Introdução, in Ciência da Lógica, in: G.W.F. Hegel, Ciência da lógica(Excertos). São Paulo: Barcarolla, 2011.

- Introdução, Conceito de Natureza e Divisão, in: G.W.F. Hegel, Enciclopédia das Ciências Filosóficas em Compêndio. II – Filosofia da Natureza, Loyola, São Paulo, 1995.



- Introdução, Conceito do Espírito e Divisão, in: G.W.F. Hegel, Enciclopédia das ciências filosóficas III. Filosofia do espírito. São Paulo: Loyola, 1995.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal