O sistema respiratório permite



Baixar 1,65 Mb.
Página1/4
Encontro08.03.2018
Tamanho1,65 Mb.
  1   2   3   4

O sistema respiratório permite:



  • a realização de trocas gasosas bem como, através da mucosa respiratória.

  • a climatização do ar.

  • a expulsão de algumas substâncias passíveis de serem patogénicas através do movimento dos cílios.


Constituem o sistema respiratório superior
O sistema respiratório inclui:

  • Fossas nasais;

  • Faringe;

    Constituem o sistema respiratório inferior

  • Laringe;

  • Árvore traqueobrônquica;

  • Pulmões, que contêm os alvéolos pulmonares;

  • Pleuras.

Por sua vez, estas estruturas respiratórias podem ser divididas em termos funcionais:

  • Porção condutora

Inclui as vias respiratórias que:

  • transportam o ar para os locais das trocas gasosas;

  • filtram, humidificam e aquecem o ar que por elas passa pelas suas estruturas.

Esta porção encontra-se revestida pela mucosa respiratória que possui o epitélio respiratório que contêm cílios e células produtoras de muco.

É composta por: fossas nasais; Faringe; Laringe; Traqueia; Brônquios; Bronquíolos terminais.



  • Porção respiratória

Onde se realizam as trocas gasosas, nos pulmões, sendo composta pelas vias respiratórias terminais que contêm os Bronquíolos respiratórios; Ductos e os Sacos alveolares; Alvéolos pulmonares.

Fossas Nasais e anexos

As fossas nasais são compostas:



O nariz é uma saliência piramidal triangular ímpar e mediana que protege as fossas nasais, adiante. Permite a condução, filtração e aquecimento do ar e é também responsável pelo olfato.

Possui assim:



  • 1 base – onde as narinas são separadas pelo septo nasal/columela;

  • 2 faces laterais – fixas/móveis que são as asas do nariz;

  • 1 face posterior – cavidade das fossas nasais;

  • 1 vértice – entre os supercílios.

É constituído por:

  • Ossos nasais e maxilares;

  • Cartilagens do septo, laterais, alares e acessórias;

  • Músculos da mímica como o piramidal do nariz e nasal;

  • Partes moles – pele que continua com o revestimento do vestíbulo e mucosa respiratória e olfativa.

O vestíbulo é uma cavidade em forma de pêra, sendo o espaço contido dentro dos tecidos flexíveis. É composto por:

  • narinas (comunicação com o exterior)

  • orifício piriforme (comunicação com a cavidade nasal propriamente dita)

  • pelas paredes medial e lateral que permitem a extensão das narinas

  • revestido por pele com vibrissas (pelos desenvolvidos).

As fossas nasais propriamente ditas são estruturas pares, limitadas adiante pelas narinas e atrás pelas coanas (2 aberturas para a nasofaringe) e encontram-se em comunicação com cavidades pneumáticas, os seios paranasais.

Cada uma possui 4 paredes:



Parede lateral:

  • Formada pelos osos maxilar, lacrimal, palatino, corneto inferior, esfenóide e etmóide.

  • Apresenta 3 saliências, os cornetos (inferior, médio e superior) que aumentam a área das fossas nasais, aumentando também o contacto com o ar.

  • Apresenta ainda 3 meatos (inferior; médio e superior) que permitem a passagem do ar, ajudando à sua climatização.

Parede medial:

  • Composta pelo septo nasal, adiante por uma porção cartilagínea e atrás por uma porção óssea.

  • Limitada pelos ossos etmóide e vómer.

Superior/Abóbada:

  • Contém os ossos frontal, etmóide e esfenóide.

Inferior/Pavimento:

  • Contém os ossos maxilar superior e palatino.

Seios Paranasais

Cavidades que se abrem nos meatos nasais, funcionando como caixa de ressonância. São revestidos por uma túnica mucosa, a mucosa respiratória em que os cílios batem na direção do orifício.



Cada fossa nasal comunica com 4 seios paranasais:

  • Seio frontal – situa-se no osso frontal.

  • Seio maxilar – situa-se no maxilar.

  • Seio etmoidal (células etmoidais) – situa-se no labirinto etmoidal

  • Seio esfenoidal – situa-se no corpo do esfenóide

A sinusite, por exemplo, é originada por inflamação nos seios paranasais.



  1   2   3   4


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal