O sistema de ensino ser está preocupado com a preservação das paisagens brasileiras e do



Baixar 2.22 Mb.
Pdf preview
Página8/15
Encontro25.03.2020
Tamanho2.22 Mb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   15
. Acesso em: jul.2015. 
a) 
Observe que o t’tulo traz uma parte da fala do treinador Vin’cius Eutr—pio: ÒN‹o tem 
jogo f‡cilÓ. Como se deveria escrev•-la, segundo as regras da gram‡tica normativa?
N‹o h‡ jogo f‡cil/N‹o existe jogo f‡cil 
b) 
Observe falas na TV, no r‡dio, no dia a dia e registre: o que mais se emprega, o 
verbo 
ter ou o verbo haver, no sentido de existir? Nas situa•›es mais formais ou 
mais informais? Levem para a classe o que registrarem e conversem sobre a ade-
qua•‹o dos usos ˆ circunst‰ncia em que o falante est‡ envolvido.
Hora de organizar o que estudamos
Forma de organizar as orações
Ora•‹o sem sujeito
Uso de verbos impessoais
Ora•‹o com sujeito e 
predicado
Tipos de 
sujeito
Simples
Composto
Subentendido
Indeterminado
82
Narrativas em foco: do mito à crônica
SER_EF2_Portugues8_M1_C2_046_096.indd   82
10/1/15   9:23 AM

 Atividades: tipos de sujeito 
 1.
  Leia a tira do cartunista Quino reproduzida a seguir, com as personagens Mafalda e Miguelito. 
QUINO. Toda Mafalda. São Paulo: Martins Fontes, 1993. p. 219.
© J
oaqu’n S
alvador Lavado (Quino)/Acerv
o do car
tunista
a) 
A graça da tira está na diferença entre o que Mafalda e Miguelito entendem por sujeito. Pela fala dele no último quadrinho, o 
que ele entende por sujeito da frase inventada por Mafalda?
Comente com os alunos que Miguelito pensa no contexto, não se limita aos elementos da frase dada por Mafalda como exemplo. Mafalda, porém, fornece 
o exemplo pensando nos elementos da oração em si.
b) 
Em sua opinião, Miguelito está errado em sua dedução?
Resposta pessoal. Comente com os alunos que Miguelito não está errado em sua dedução. Ele fez um raciocínio correto, considerando o agente
responsável pela coleta de lixo. Miguelito não considerou a outra acepção da palavra sujeito, como definição de uma função sintática na frase.
c) 
Releia a frase dita por Mafalda como exemplo:
Esse lixo enfeia a rua.
Se considerarmos sujeito como função sintática, qual é o sujeito dessa oração? 
Esse lixo.
 2.
  Releia as orações da crônica “Emergência” reproduzidas a seguir. Sublinhe o verbo com 1 traço e sublinhe com 2 traços o 
núcleo do sujeito.
a) 
“[...] nosso pessoal de bordo fará uma demonstração de rotina do sistema de segurança deste aparelho.”
b) 
“Isto acionará o suprimento de oxigênio.”
c) 
“‘No caso de despressurização da cabina, máscaras de oxigênio cairão automaticamente de seus compartimentos.’”
 
Esta é uma questão de inferência de sentidos. Descritor D4.
83
LêNGU
A
 
POR
TUGU
ES
A
Narrativas em foco: do mito ˆ cr™nica
SER_EF2_Portugues8_M1_C2_046_096.indd   83
10/1/15   9:23 AM

 3.
  Leia a manchete:
N’vel de ‡gua do Cantareira n‹o sobe h‡ meses
Folha de S.Paulo. São Paulo, 16 dez. 2014. p. C1. 
a) 
Identifique os verbos dessa manchete. 
Sobe e há.
b) 
Quantas orações há nessa frase? 
Duas.
c) 
A expressão “Nível da água do Cantareira” funciona como sujeito de qual verbo? 
A expressão é sujeito do verbo 
subir.
d) 
Releia o título da manchete e responda: qual das orações que formam esse título é considerada uma oração sem sujei-
to? Por quê?
A oração sem sujeito é: “[...] há meses”. Porque o verbo haver é usado para indicar tempo decorrido.
 4.
 
Em dupla.
 Releiam frases da crônica de Luis Fernando Verissimo reproduzidas abaixo. Observem os verbos destacados e 
numerados para responder às questões propostas na sequência.
Finalmente, a muito custo, (1) conseguem acalm‡-lo. Ele (2) fica r’gido na cadeira. (3) Recusa tudo o que lhe Ž oferecido. 
N‹o (4) quer o almo•o. (5) Pergunta se pode receber a sua comida em dinheiro. [...]
a) 
Como se classifica o sujeito do verbo indicado como 1? E do verbo 2?
Verbo 1: sujeito indeterminado; verbo 2: sujeito simples (Ele).
b) 
O sujeito das orações com os verbos indicados como 3, 4 e 5 é subentendido. É possível identificá-lo não nessas orações, 
mas no texto da crônica. Que palavra, nesse trecho, concorda com esses verbos e ajuda o leitor a perceber a quem se referem 
esses verbos? 
A palavra Ele, sujeito da oração do verbo 2.
 5.
  Leia um trecho da letra de uma canção do cantor e compositor brasileiro Cazuza.
Brasil
N‹o me convidaram
Pra essa festa pobre 
[É]
N‹o me sortearam
A garota do 
Fantástico
N‹o me 
subornaram
Ser‡ que Ž o meu fim?
Ver TV a cores [É]
Programada pra s— dizer ÒsimÓ
CAZUZA. 
Ideologia. Rio de Janeiro: Universal Music Group, 1988.
subornar:
 dar dinheiro 
ou outros valores a 
alguém para conseguir 
vantagens.
84
Narrativas em foco: do mito ˆ cr™nica
SER_EF2_Portugues8_M1_C2_046_096.indd   84
10/1/15   9:23 AM

a) 
Observe os verbos em destaque: Ž poss’vel determinar os sujeitos a que se referem? Que classifica•‹o pode ser atribu’da 
aos sujeitos nesse caso?
N‹o podem ser determinados. S‹o sujeitos indeterminados, os verbos est‹o na 3
a
 pessoa do plural sem que seja poss’vel, pelo contexto, saber de quem 
se trata.
b) 
Com que prov‡vel inten•‹o foi empregado esse tipo de sujeito?
Sugest‹o: Provavelmente para n‹o limitar a ideia sobre os respons‡veis pela exclus‹o do eu que se expressa no texto. ƒ uma forma de ser mais 
abrangente, sem determinar quem.
 6.
  Identifique e classifique o sujeito das ora•›es abaixo, observando as formas verbais destacadas.
a) 
O feriad‹o 
est‡ chegando, e voc• n‹o tem carro pra viajar? 
ÒO feriad‹oÓ: sujeito simples; 
voc•: sujeito simples.
b) 
Foram identificados os principais focos de dengue nas cidades. 
ÒOs principais focos de dengueÓ: sujeito simples.
c) 
O sucesso dos atletas paraol’mpicos valorizou o potencial de pessoas com necessidades especiais no Brasil. 
ÒO sucesso dos atletas paraol’mpicosÓ: sujeito simples.
d) 
Os rios, os lagos e os mares sempre 
foram considerados dep—sitos da pr—pria natureza. 
ÒOs rios, os lagos e os maresÓ: sujeito composto.
Esta quest‹o atende ˆs habilidades esperadas para o Descritor D19.
Nik Neves/Arqui
v
o da editora
85
LêNGU
A
 
POR
TUGU
ES
A
Narrativas em foco: do mito ˆ cr™nica
SER_EF2_Portugues8_M1_C2_046_096.indd   85
10/1/15   9:23 AM

e) 
 dias que n‹o chove no Rio Grande do Sul. 
Ora•›es sem sujeito.
f) 
Roubaram meu celular e fizeram liga•›es para minha casa. 
Ora•›es com sujeito indeterminado.
g) 
Termina o hor‡rio de ver‹o. 
ÒO hor‡rio de ver‹oÓ: sujeito simples.
h) 
 quase dois meses n‹o chove no Nordeste. 
Ora•›es sem sujeito.
i)  
Nada substitui o talento e o empenho. 
ÒNadaÓ: sujeito simples.
j)  
Chovem artistas mirins nas portas de emissoras de TV. 
ÒArtistas mirinsÓ: sujeito simples.
A posição do sujeito em relação ao verbo
Em geral constru’mos as ora•›es no sentido direto, ou seja, posicionando os 
elementos nesta sequ•ncia: sujeito+predicado. O sujeito Ž anteposto ao verbo. 
Essa escolha favorece a objetividade. Observe um exemplo da cr™nica lida neste 
cap’tulo:
Ele faz quest‹o de sentar num banco de corredor, perto da porta.
  sujeito verbo
 simples
Entretanto, muitas vezes n‹o Ž esse o posicionamento do sujeito em rela•‹o ao 
verbo. 
 1.
  Do mesmo texto de Luis Fernando Verissimo, observe estes exemplos:
[...] de onde 
sai a voz.
 verbo
Ñ [...] aqui 
fala o comandante Araœjo.
 verbo
a) 
Indique o sujeito desses verbos. 
a voz; o comandante Araœjo
b) 
Qual Ž a posi•‹o deles em rela•‹o ao verbo? 
Est‹o depois do verbo.
86
Narrativas em foco: do mito à crônica
SER_EF2_Portugues8_M1_C2_046_096.indd   86
10/1/15   9:23 AM

 2.
  Leia as manchetes reproduzidas a seguir. O sujeito de cada uma delas está em 
destaque.
I. 
Cai o pre
ço do litr
o da 
gasolina
 em Fortal
eza
Disponível em: 
vo.com.br>. 
Acesso em: jul. 2015.
II. 
Preço da
 gasolina
 cai em 
39 posto
s de João P
essoa […]
Disponível em: ww.paraiba.c
om.br>. 
Acesso em: jul. 2015.
Fotos: goir/Shut
ter
stoc
k/Glow Images
 
  Nessas manchetes, a posição do sujeito da oração varia de uma construção para a 
outra. Na frase I ele está depois do verbo. Na frase II, está antes do verbo.
 
  Que efeito causa a posição do sujeito em relação ao verbo? Compare as duas possi-
bilidades.
 3.
  Leia estas manchetes de jornais:
I.
Dimin
ui núm
ero d
e famíli
as 
brasil
eiras en
divid
adas
Disponív
el em: w
ww.opo
vo.com.br>. 
Acess
o em: jul. 2015.
II.
Estão abertas as ins
crições 
para o 5
o
 Festival de Te
atro […]
Disponível em:

Baixar 2.22 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   15




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
Curriculum vitae
espírito santo
pregão eletrônico
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
conselho municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar