O deus que ama e julga



Baixar 15,04 Kb.
Encontro01.12.2017
Tamanho15,04 Kb.
O DEUS QUE AMA E JULGA

I. O Deus que ama

1. Intro:

a. Será que Marción estava certo ao disser que o Deus do AT é um Deus de ira e o Deus do NT um Deus de amor?

b. O AT tem um vocabulário rico de amor.

2. A terminologia

a. ahab bha (amar)

1) amor entre marido e esposa, pais e filhos, sogra e nora, amigos

2) Pessoas como o objeto do amor de Deus ou Deus como objeto do amor de pessoas

3) O amor de Deus para Israel (Dt. 7.8; Os. 11.1)

4) ahab é traduzido agape na LXX e significa “amor por escolha”. Veja, por exemplo, Dt. 7.8, Jr. 31.3

b. hesed dsx (amor leal, amor fiel, lealdade, bondade, benignidade, misericórdia)

1) A palavra comunica dois elementos básicos:

a) força, lealdade, fidelidade

b) bondade, piedade, misericórdia, graça

2) Se encontra muito com a palavra “ verdade” tm,a/ (verdade, fidelidade) e com “aliança”. Se encontra em paralelo com a palavra “compaixão” ~xr (raham)

3) A palavra é mais freqüente nos Salmos, especialmente Sl 136
3. Passagens chave:

Ex. 34.6


Lm. 3.22-24

Dt. 7.7-9 (ahab e hesed)

Os. 6.4, 6; Mi. 6.8

II. O DEUS QUE JULGA



  1. A ira de Deus

  1. A terminologia

  1. Sl 7.11 – za’am indignação, ira

  2. Ex. 15.7 – haron, furor

  3. Sl 2.5, 12 – ‘ap narina, ira, furor

  4. Sl. 90.7, 11

  1. A ira de Deus é vinculada a zelo de Deus pelo seu povo e sua santidade. Expressa a força de Deus em executar seu juízo sob re a terra e as pessoas que nela habitam. A vingança e a ira são instrumentos de Deus. É mais transitória que permanente. Veja Sl. 30.5.

  2. O pecado é o motivo aparente da ira de Deus. Êx. 32.10, 11, 12, 19, 22; Nu. 25.3,4.

  3. A ira de Deus não é a última palavra sobre Deus. Veja Os. 11.8,9; Jr.3.12; is. 54.8,9.

  1. Deus como juiz

    1. As três características necessárias para ser um bom juiz:

      1. Autoridade e soberania

      2. Decisões justas e imparciais

      3. A capacidade de interpretar corretamente as evidências

    2. A justiça de Deus é baseada no seu caráter. Ele é completamente justo, isto é, ele sempre age conforme um critério correto, uma norma, que é ele mesmo.

    3. A terminologia

      1. Justiça (mishpat)

      2. Retidão (tsedaqa)

      3. Dt. 32.4; Sl 119.137

    4. As palavras muitas vezes são usadas juntas. Assim, às vezes é difícil distinguir as duas. Veja Sl. 9.8; 36.6; Is. 5.16. Às vezes as duas palavras são traduzidas pela mesma palavra portuguesa. Veja sl. 65.6; 72.2;

    5. Uma maneira de entender as duas palavras é entender a justiça como um ato e a retidão como uma característica. Mas, retidão também pode descrever como Deus age. Veja Sl. 98.9; Is. 11.4

    6. Deus é o juízo do mundo porque o criou. Veja Sl. 89.14; Is. 28.16, 17.

    7. São qualidades do futuro rei messiânico (Is. 9.7; 11.4).


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal