Major Pedro Reis 961192488 Capitão canatário 961192078



Baixar 54,97 Kb.
Encontro02.05.2017
Tamanho54,97 Kb.
Major Pedro Reis 961192488

Capitão canatário - 961192078

914097925 André Nunes de Olalhas

……………………………………………………………………………….


……………………………………………………………………………….



……………………………………………………………………………….
Sejam bem-vindos a mais um Hertz Desportivo!
……………………………………………………………………………….
O Sporting de Tomar soma e segue na 2ª Divisão Nacional de hóquei em patins (zona sul). Desta feita, os «leões» tiveram que redobrar esforços na deslocação ao reduto do Marítimo, onde estiveram mesmo a perder por 3-1 e 4-3, por exemplo, mas ainda encontraram forças para dar a volta ao texto, mesmo com uma arbitragem infeliz. O que conta são os três pontos e graças a eles os tomarenses continuam na liderança com a mesma vantagem em relação ao HC Sintra.
2ª Divisão (zona sul), resultados da 14ª jornada: Benfica B-Biblioteca, 5-3, Alenquer-Académica, 6-3, Campo de Ourique-Tigres, 2-8, Grândola-Nafarros, 16-2, Marítimo-Sp. Tomar, 4-5, Juv. Salesiana-Oeiras, 4-4 e HC Sintra-Sesimbra, 4-3. Classificação: 1º Sp. Tomar, 36 pontos, 2º HC Sintra, 31, 3º Benfica B, 30, 4ºs Grândola e Tigres, 28, 6º Oeiras, 26, 7º Biblioteca, 22, 8º Campo de Ourique, 18, 9ºs Sesimbra, Juv. Salesiana e Alenquer, 14, 12º Académica, 12, 13º Marítimo, 6, 14º Navarros, 4. Próxima jornada (30/Janeiro): Sesimbra-Benfica B, Biblioteca-Alenquer, Académica-Campo de Ourique, Tigres-Grândola, Nafarros-Marítimo, Sp. Tomar-Juv. Salesiana e Oeiras-HC Sintra.
Nuno Domingues, treinador do Sporting de Tomar, falou de um conjunto de factores que dificultaram a tarefa dos «leões», nomeadamente antes do jogo, com o pouco descanso que os atletas tiveram. Depois, sublinhou o técnico, houve registo para uma entrada menos positiva… mas o valor dos nabantinos falou mais alto:
RM – NUNO DOMINGUES – SPORTING DE TOMAR
U. Entroncamento de “mãos cheias” numa jornada em que só Favinha não chegou à Juv. Ouriense
Só o União do Entroncamento escapou da jornada menos feliz das equipas do distrito de Santarém que competem na Zona Centro da 3ª Divisão Nacional de hóquei em patins. A formação da cidade dos comboios aproveitou as fragilidades do HC Lourinhã e venceu por 10-0, num duelo em que Rui Alves esteve em destaque fruto dos cinco golos apontados. Com estes três pontos, o União subiu ao quarto lugar. Quem caiu na classificação foi a Juventude Ouriense, que perdeu no reduto do Académico da Feira. Os quatro golos apontados pelo imparável Gonçalo Favinha foram insuficientes para um resultado positivo. Ainda nesta jornada, os Empregados do Comércio perderam na Marinha Grande mas, do mal o menos, a diferença não foi tão grande como se temeu.
Resultados (15ª jornada): Sp. Marinhense-Empregados do Comércio, 10-4, Oliveira do Hospital-Mealhada, 6-5, Carregado-Física B, 1-2, Ac. Feira-Juv. Ouriense, 7-5, Alverca-Arazede, 8-1, Alcobacense-Pessegueiro do Vouga, 3-5 e U. Entroncamento-HC Lourinhã, 10-0. Classificação: 1º Sp. Marinhense, 40 pontos, 2º Pessegueiro do Vouga, 32, 3º Juv. Ouriense, 30, 4ºs U. Entroncamento e Física B, 26, 6ºs Alcobacense e Ac. Feira, 25, 8º Vilafranquense, 23, 9º Carregado, 19, 10º Mealhada, 17, 11ºs Alverca e Oliveira do Hospital, 16, 13º Empregados do Comércio, 7, 14º HC Lourinhã, 3, 15º Arazede, 0. Próxima jornada (31/Janeiro): Alcobacense-U. Entroncamento, Alverca-Pessegueiro do Vouga, Ac. Feira-Arazede, Carregado-Juv. Ouriense, Oliveira do Hospital-Física B, Sp. Marinhense-Mealhada e Vilafranquense-Empregados do Comércio.
……………………………………………………………………………….
Carvalhos de Figueiredo venceu, neste fim-de-semana, no reduto do Cad Coruche e continua a acompanhar os Patos no segundo lugar da tabela classificativa. O emblema tomarense tinha pela frente um duelo onde era claramente favorito mas até teve que fazer pela vida, como é normal, acabando por chegar ao mais importante, ou seja, a conquista dos três pontos, o que lhe permite estar, à condição, a dois pontos do líder Ferreira do Zêzere, que viu o jogo diante do São Vicentense ser adiado, em princípio para 13 de Fevereiro, devido às más condições do piso.
Resultados (12ª jornada): Vit. Santarém-Sandoeirense, 3-6, Cercal-FutAlmeirim, 6-3, Patos-CB Golegã, 7-3, Cad Coruche-Carvalhos de Figueiredo, 3-6 e S. Vicentense-Ferreira do Zêzere (13/Fevereiro). Jogo correspondente à 11ª jornada: S. Vicentense-Carvalhos de Figueiredo, 3-5. Classificação: 1º Ferreira do Zêzere, 27 pontos, 2ºs Patos e Carvalhos de Figueiredo, 25, 4ºs S. Vicentense e CB Golegã, 19, 6º Cercal, 16, 7º FutAlmeirim, 12, 8ºs Salvaterrense e Vitória de Santarém, 9, 10º Sandoeirense, 7, 11º Cad Coruche, 5. Próxima jornada (30/31 Janeiro): FutAlmeirim-Vit. Santarém, Carvalhos de Figueiredo-Patos, CB Golegã-Cercal, Ferreira do Zêzere-Cad Coruche e Sandoeirense-Salvaterrense.
João Venâncio, treinador de Carvalhos de Figueiredo, considera que a vitória da sua equipa não sofre contestação ainda que, lamentou, a entrada em jogo dos seus atletas não foi a mais desejada:
RM – JOÃO VENÂNCIO – CARVALHOS DE FIGUEIREDO
……………………………………………………………………………….
Resultados (16ª jornada): Fátima-Fazendense, 3-0, U. Abrantina-U. Almeirim, 1-4 Rio Maior-Cartaxo, 1-4, Ouriense-Torres Novas, 1-0, U. Tomar-Amiense, 2-0, Empregados do Comércio-Moçarriense, 1-3 e Mação-Riachense, 1-1. Classificação: 1º Fátima, 44 pontos, 2º Cartaxo, 38, 3º U. Tomar, 30, 4ºs Riachense e Torres Novas, 23, 6ºs U. Almeirim e Mação, 22, 8º Empregados do Comércio, 18, 9ºs Fazendense, Moçarriense e Rio Maior, 17, 12º Ouriense, 16, 13º Amiense, 15, 14º U. Abrantina, 11. Próxima jornada (31/Janeiro): Riachense-Fátima, Fazendense-U. Abrantina, U. Almeirim-Rio Maior, Cartaxo-Ouriense, Torres Novas-U. Tomar, Amiense-Empregados do Comércio (este jogo é nesta sexta-feira) e Moçarriense-Mação.
……………………………………………………………………………….
O Fátima bateu o Fazendense por 3-0, com golos de Serginho, que bisou, e de Bruno Heleno, num resultado que foi construído na segunda parte, período em que o líder foi mais eficaz sendo que o Fazendense, valha a verdade, também chegou a estar perto do golo… mas ainda não foi desta que o Fátima e o seu guarda-redes Nuno Ribeiro foram batidos dentro de um quadro de onze jogos seguidos sem sofrer golos. Ainda em números, o Fátima somou a sexta vitória seguida, enquanto o Fazendense, depois do 1-6 em Riachos, volta agora a sofrer um desaire por números pesados, naquela que foi a segunda derrota seguida.
João Henriques, treinador do Fátima, mostrou-se, como é óbvio, satisfeito por mais esta vitória da sua equipa, considerando, ainda assim, que a eficácia deveria ter estado noutro nível, nomeadamente na primeira parte. O técnico disse que a diferença entre as duas equipas ficou bem espelhada:
RM – JOÃO HENRIQUES - FÁTIMA
……………………………………………………………………………….
O Cartaxo continua o seu fantástico percurso. Mais uma vitória, desta feita no reduto de um Rio Maior que não é pêra doce quando joga em casa e que voltou a fazer pela vida, tendo ainda em consideração que terminou com dez elementos fruto da expulsão do guarda-redes. Tiago Dias e Chevi, com um bis cada, deram cor ao marcador para o Cartaxo, sendo que Lúcio fez o tento de honra dos azuis e brancos. Aliás, o Rio Maior, com este desaire, elevou para sete o número de jogos sem vencer, enquanto o Cartaxo quebrou uma série de duas derrotas seguidas fora de portas.
André Luís, treinador do Cartaxo, admite que a sua equipa até nem esteve a um nível alto, nomeadamente na primeira parte, mas depois considera que as coisas melhoraram após o 1-1:
RM – ANDRÉ LUÍS - CARTAXO
……………………………………………………………………………….
O União de Tomar soma e segue. Mais um triunfo para os nabantinos, desta feita diante de um Amiense que tem feito pela vida nos últimos jogos. Luís Pedro e Tiago Vieira marcaram para os unionistas e ajudaram a compor o sétimo jogo seguido sem perder, sendo que o sete, o número sete, também está patente na diferença para com os mais directos perseguidores, no caso do Riachense e do Torres Novas. Já o Amiense, por sua vez, ainda necessita de atalhar caminho ainda que, como referido, está a apenas três pontos, por exemplo, do oitavo lugar.
Lino Freitas, treinador do União de Tomar, disse que a sua equipa estava alertada para aquilo que o Amiense pudesse fazer, tendo a consciência, sublinhou, do perigo que o adversário pode significar fora de portas. Lino Freitas louvou a forma segura como os seus atletas abordaram o duelo:
RM – LINO FREITAS – UNIÃO DE TOMAR
Rui Gaivoto, treinador do Amiense, assumiu que o jogo não correu bem á sua equipa, apesar de uma entrada que considerou positiva… até ao golo do União de Tomar:
RM – RUI GAIVOTO - AMIENSE
………………………………………………………………………………
Em Mação, registo para um duelo entre duas das melhores equipas da competição, sendo que o empate acabou por ser o desfecho mais lógico face ao equilíbrio esperado. Bernardo, recém-chegado aos «alvi-negros», adiantou a equipa perto dos setenta minutos mas pouco depois Persie restabeleceu a igualdade para os maçaenses que, desta forma, somaram o nono jogo seguido sem perder. Já o Riachense subiu ao quarto lugar e não perde há três jogos.
Paulo Costa, treinador do Mação, acabou por dizer à Hertz que o empate traduz o que se passou, uma vez que houve equilíbrio na partida, sublinhou. O técnico deu mérito à primeira parte do Riachense mas considerou que a sua equipa equilibrou no segundo tempo:
RM – PAULO COSTA - MAÇÃO
……………………………………………………………………………….
Um grande golo de Miguel Pereira, a cerca de cinco minutos do final, deu os três pontos ao Ouriense na recepção ao Torres Novas, num jogo em que o Atlético necessitava de vencer para fugir os últimos lugares. Os «amarelos», por sua vez, estavam num registo de três vitórias seguidas sendo que com este desaire foram apanhados curiosamente pelo vizinho Riachense.
Marco Ramos, treinador do Ouriense, considera que o triunfo é merecido e que, para além dos três pontos, pode significar um aumentar de confiança dos atletas que, referiu, merecem ser felizes:
RM – MARCO RAMOS – OURIENSE
Pedro Monserrate, treinador do Torres Novas, pelo contrário, disse que a sua equipa não merecia ter perdido, sublinhando que a primeira parte foi uma demonstração dessa mais-valia dos seus atletas. E ficaram reparos ao trabalho do árbitro:
RM – PEDRO MONSERRATE – TORRES NOVAS
………………………………………………………………………………
A revolta está instalada na União Abrantina. O jogo diante do União de Almeirim terminou favorável ao emblema da capital da sopa da pedra, por 1-4, mas o emblema forasteiro diz ter sido condicionado pela arbitragem e a prova disso é que houve cinco expulsões, duas das quais de jogadores, e ainda um penaltie que os abrantinos consideram como muito discutível e que esteve na origem do primeiro golo. O goleador Tiago Capeto bisou para os almeirinenses, enquanto Lucas e Quinzinho compuseram o marcador. Manuel Vitor marcou o tento dos locais que, assim, somaram a quarta derrota seguida para o campeonato, enquanto os almeirinenses, por sua vez, interromperam uma série de três desaires e estrearam-se a vencer fora de portas.
Paulo Fernando, treinador da União Abrantina, não escondeu a revolta face ao que aconteceu no jogo ao nível da arbitragem, sublinhando, em particular, o lance da grande penalidade que deu o primeiro golo aos almeirinenses. Mas o técnico quis deixar as primeiras palavras para o treinador e dirigentes contrários:
RM – PAULO FERNANDO – UNIÃO ABRANTINA
Renato Bento, treinador do União de Almeirim, deu mérito à forma como a sua equipa conseguiu explorar a inferioridade numérica da União Abrantina, considerando, ainda, que o facto de, antes deste duelo, a sua equipa ainda não ter conseguido ganhar fora de portas não estava a pesar no psicológico dos atletas:
RM – RENATO BENTO – UNIÃO DE ALMEIRIM
……………………………………………………………………………….
Em Santarém, houve derbie entre duas equipas do concelho. O Moçarriense levou a melhor, vencendo por 1-3, fruto dos golos de Matias, André Jorge e Rafael Moura, enquanto os Empregados do Comércio ficaram-se pelo tento de Bernardo Rama. Ao intervalo estava 1-1. Refira-se que os «Caixeiros», com este desaire, veêm-se dentro da luta pela fuga à despromoção, fruto até de uma série de treze jogos onde apenas conseguiram vencer uma vez. As limitações são de tal forma evidentes que Mário Ruas, o adjunto, teve que ser inscrito e até jogou neste domingo. O Moçarriense, por seu turno, continua a somar pontos, sendo que nos últimos quatro jogos apenas registou um desaire. A fazer pela vida a formação de Diogo Ferreira numa altura em que o campeonato aperta.
Jorge Peralta, treinador dos Empregados do Comércio, considera que o Moçarriense foi um justo vencedor, dando mesmo os parabéns ao adversário até pelo facto de ter sido resistido, durante algum tempo, com menos um elemento:
RM – JORGE PERALTA – EMPREGADOS DO COMÉRCIO
Diogo Ferreira, treinador do Moçarriense, diz que a vitória da sua equipa se enquadra na superioridade evidenciada. O técnico reforçou que os seus jogadores foram melhores em quase tudo do que os Caixeiros:
RM – DIOGO FERREIRA - MOÇARRIENSE
……………………………………………………………………………….
Alcanenense termina confiante… Coruchense tem que “correr muito”
Sortes diferentes para as equipas do distrito de Santarém que competem no Campeonato de Portugal: enquanto o Alcanenense bateu o Crato por 4-0 e, dessa forma, conquistou mais pontos que podem fazer a diferença na segunda fase da prova, o Coruchense continua em maré baixa. Os comandados de Daniel Kenedy tardam em acertar o passo, sendo que, desta feita, viram o Sacavenense fugir. A sorte, acredita-se, é que para a segunda fase os pontos “partem a meio”… e o Coruchense fica com mais hipóteses de evitar o cenário de descida.
Série F (resultados da 18ª jornada): BC Branco-U. Leiria, 1-0, Águias de Moradal-Caldas, 1-1, Sertanense-Naval, 0-0, Alcanenense-Crato, 4-0 e Sernache-Peniche, 1-2. Classificação: 1º U. Leiria, 43 pontos, 2º Benfica de Castelo Branco, 34, 3º Caldas, 31, 4ºs Peniche e Alcanenense, 26, 6º Naval, 21, 7ºs Sernache e Sertanense, 20, 9º Águias de Moradal, 15, 10º Crato, 10.
Série G (resultados da 18ª jornada): Real-1º Dezembro, 1-2, Loures-Sintrense, 2-1, Torreense-Eléctrico, 2-0, Casa Pia-Malveira, 3-0 e Sacavenense-Coruchense, 3-2. Classificação: 1º Casa Pia, 35 pontos, 2º 1º Dezembro, 33, 3º Loures, 32, 4º Real, 30, 5ºs Sintrense e Malveira, 28, 7º Torreense, 26, 8º Sacavenense, 16, 9º Coruchense, 12, 10º Eléctrico, 7.
……………………………………………………………………………..
Feitos e factos da 16ª jornada da 1ª Distrital – Fátima não vacila; Cartaxo também não… e U. Tomar já não perde há sete jogos!
Nada de novo na 16ª jornada da 1ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Santarém. O Fátima continua de vento em popa, sendo que desta feita deixou o Fazendense pelo caminho e elevou para onze o número de jogos seguidos, para o campeonato, sem sofrer golos. O Cartaxo, no segundo lugar, continua o seu fantástico percurso, enquanto o União de Tomar, que não perde há sete jornadas… ficou com sete pontos de avanço para defender o terceiro lugar.
A SURPRESA – Numa jornada em que os resultados acabaram por não causar surpresas por ai além, é sempre de destacar os desempenhos de Ouriense e Moçarriense, que venceram equipas que estão em posições cimeiras relativamente aos lugares que ambos ocupam. O Atlético, por exemplo, nesta temporada, cometeu a proeza de vencer o Torres Novas em casa e fora. O Moçarriense, por sua vez, fazendo fé nas palavras de Jorge Peralta, deu uma lição de atitude diante dos «Caixeiros».
A DESILUSÃO – Numa análise mais abrangente, a nota negativa da semana vai para a falta de compromisso de alguns jogadores pelos seus clubes. E, infelizmente, não são tão poucos quanto isso. Há alguns anos, o “simples” facto de jogar futebol era motivo suficiente para que os jogadores encontrassem motivação de fazer mais e melhor e de honrar a palavra dada no arranque da época. Agora, um jogo na TV é mais importante do que comparecer aos treinos. A continuar assim há muitos clubes que não vão resistir a este desinteresse e vão acabar por fechar as portas.
A CONFIRMAÇÃO – O União de Tomar volta a assumir um papel relevante na 1ª Divisão Distrital. A equipa está bem e recomenda-se, fruto dos sete jogos seguidos sem conhecer o sabor da derrota. E perante este desempenho o terceiro lugar está seguro com uma margem de sete pontos. Nada de definitivo, como é óbvio, mas dá para acreditar no futuro. Seria injusto não falar, neste campo, do Mação, que elevou para nove o número de jogos sem perder.
O GOLEADOR – Tiago Dias, do Cartaxo, e Tiago Capeto, do União de Almeirim, somam e seguem na luta pelo título de melhor marcador. Cada um deles apontou um “bis” na jornada deste fim-de-semana, deixando para trás Pedro Emanuel, do Fátima.
………………………………………………………………………………
Sequências:

U. Almeirim……….VDVDEDEEVEVVDDDV

Torres Novas………VVDEEVVDDDDDVVVD

Mação……………...VDDVVDDEEEEVEEVE

Empregados………..VVVEEDEEDEEVDDDD

Rio Maior…………..VDDVDDVVVDEDEDDD

Moçarriense………..VDDDVVDDDEDDVEDV

Cartaxo……………..EVVEVVVVVVVDVDVV

Fátima……………...EVVVVVVVVEVVVVVV

U. Tomar…………..DVEDVVEDDVVVVEVV

Fazendense………...DEDDVVEEEEDVDVDD

Riachense………….DEVDDVVDVVDDDVVE

U. Abrantina………DDDVDDDDVEEVDDDD

Ouriense…………..DVVEEDDVDDDDDEEV

Amiense…………..DDEDDDDVDEVDVEVD

……………………………………………………………………………….

……………………………………………………………………………….

Contactos:

Paulo Costa (Mação, 1ª Distrital): 914446430 – a qualquer hora

Jorge Peralta (Empregados do Comércio, 1ª Distrital): 915090682 – a qualquer hora

Marco Ramos (Ouriense, 1ª Distrital) – 918989425 – a qualquer hora

Vitor Alexandre (Rio Maior, 1ª Distrital) – 968900549 – a qualquer hora

Rui Gaivoto (Amiense, 1ª Distrital, treinador) – 916968916 – a qualquer hora

Diogo Ferreira (Moçarriense, 1ª Distrital) – 919395663 – 11h10

João Henriques (Fátima, 1ª Distrital): 962610525 – 11h35

Lino Freitas (U. Tomar, 1ª Distrital): 963548181 – a qualquer hora

Paulo Fernando - Seninho (União Abrantina, 1ª Divisão Distrital) - 963453259

Pedro Monserrate (Torres Novas, 1ª Distrital): 910616626 – entre o meio-dia e a uma

André Luís (Cartaxo, 1ª Distrital): 916502320 – 12h30

Gonçalo Silva (Fazendense, 1ª Divisão Distrital, treinador) - 914285489 - 12h30 ate 13h45

Renato Bento (União de Almeirim, 1ª Distrital) –917626076–uma e pouco ate as duas ou a seguir as cinco

Ricardo Pinheiro (Rio Maior, 1ª Distrital) – 913300537 – a qualquer hora

Hugo Rafael (Amiense, 1ª Distrital): 932847840 – a partir das 18h30

Mário Nelson (Riachense, 1ª Distrital): 912059698 – entre o meio-dia e a uma

Bruno Carrapato (Fazendense, 1ª Distrital) - 914 576 318–17 ou 18 horas

Carlos Pereira (Moçarriense, 1ª Distrital, director desportivo) –914965030

André Mesquita (União de Almeirim, 1ª Distrital, presidente) – 917566955

Eduardo Rosa (Rio Maior, 1ª Distrital, dirigente) - 963841506

Rogério (Fazendense, 1ª Distrital, adjunto) –914646866

Tó Rei (Amiense, 1ª Distrital, dirigente) – 968016481

Fábio Patrício (Mação, 1ª Distrital): 969218244

Bruno Brito (Cartaxo, adjunto, 1ª Distrital): 962960350

Botas Moreira (Fazendense, presidente, 1ª Distrital): 917212238

Tiago Duarte (U. Chamusca, 1ª Distrital): 911019655 – a qualquer hora

Nuno Guerra (Pontével, 1ª Distrital): 961042464 – a qualquer hora

Renato Dias (União Abrantina, 1ª Distrital): 910093956 – por volta 11h10 e 11h20

Carlos Ribeiro (Ouriense, Nacional de Seniores): 919777675

João Henriques (Fátima, 1ª Distrital) - 962610525

Rui Subtil (Sabacheira, 2ª Divisão Distrital): 915843080 –

Pedro Nobre (U. Entroncamento, hóquei em patins): 913890479 – a qualquer hora

Ricardo Cardoso (Sp. Tomar, hóquei em patins): 965477736

Nuno Domingues (Sp. Tomar, hóquei em patins, treinador): 914791797 – a qualquer hora

João Pedro (Sp. Tomar, hóquei em patins, jogador) – 912771489 – 11h30

Paulo Simões (Ferreira do Zêzere, futsal): 963553558

Xavier Costa (CB Golegã, futsal): 917326986

Marco Marques (Carvalhos de Figueiredo, presidente) – 965486200



João Venâncio (Carvalhos de Figueiredo) – 918846568/966016724 – entre o meio-dia e a uma

…………………………………………………………………………………………….


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal