Literatura de cordel



Baixar 289,37 Kb.
Página1/3
Encontro07.12.2017
Tamanho289,37 Kb.
  1   2   3
Literatura de cordel (do Português termo Literatura de cordel , literalmente "literatura de cordel") são populares e folhetos barata impressos ou panfletos contendo populares romances e poemas e canções , que são produzidos e vendidos em feiras e por vendedores de rua lateral no Nordeste do Brasil . Eles são assim chamados porque eles são pendurados em cordas para exibi-los aos potenciais clientes. Eles formam um dos menos alterados continuações das tradições ocidentais de literatura popular, como chapbooks e estampas populares . 

Literatura de Cordel ainda podem ser encontradas nos estados do Nordeste, principalmente em Pernambuco , Paraíba e Ceará e Rio Grande do Norte.



História do Cordel em Natal


Em Natal, foi inaugurada no dia 17 de agosto de 2007 a Casa do Cordel. A iniciativa é de Erivaldo Leite de Lima, o poeta Abaeté, que já escreveu e publicou mais de cem cordéis. Além dos próprios, com o passar dos anos ele acumulou milhares de folhetos de vários autores e agora abre as portas de uma casa na Rua Vigário Bartolomeu, no Centro, para o público conhecer o acervo. Mais do que isso, quer que o lugar seja um novo ponto de encontro da cultura popular.


A ‘Casa do Cordel’, já possui em seu acervo milhares de folhetos de cordel e centenas de títulos diferentes para venda e troca. No Rio Grande do Norte, a Casa do Cordel é o primeiro espaço cultural totalmente destinado à literatura de cordel, onde Abaeté reuni poetas, músicos, escritores, jornalistas e apreciadores desse gênero literário para tertúlias e saraus nos finais de tarde, além de fomentar a leitura do folheto de cordel para novos leitores.

No início de 2007 o poeta já estava com o seu espaço funcionando na rua Vigário Bartolomeu, próximo ao mítico “beco da lama”, região considerada como pólo de aglutinação da boemia e artistas potiguares.

  1   2   3


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal