IntençÕes de oraçÃo do papa 2017 Clarificações



Baixar 86,88 Kb.
Encontro06.02.2017
Tamanho86,88 Kb.




INTENÇÕES DE ORAÇÃO DO PAPA 2017

Clarificações
Desde 1879, o Papa confiou ao Apostolado da Oração – atualmente, a sua Rede Mundial de Oração – a sua intenção universal. Em 1928, acrescentou uma intenção missionária, chamada atualmente “pela evangelização”. Durante quase um século, milhões de católicos de todo o mundo, unidos ao Coração de Jesus, rezaram mensalmente por duas intenções de oração do Santo Padre. E não rezaram apenas, mas ofereceram as suas vidas, diariamente, por estas intenções.
Desde o século XVIII, tempo das missões, o mundo mudou. As estruturas e os meios usados, com os quais se desenvolveu o Apostolado da Oração, necessários devido às distâncias geográficas e ao tempo requerido para a impressão dos boletins e revistas, mudaram. Agora, no nosso mundo digital sem fronteiras, no imediatismo das redes sociais e com a proximidade do Papa a todos os meios de comunicação, tornam-se necessários novos caminhos, embora continuemos com os meios tradicionais, sempre fecundos. Como recordamos, com o Jubileu da Misericórdia, o Papa Francisco convidou-nos a rezar “pelas intenções que tem no coração para o bem da Igreja e de todo o mundo”(1). Com esta finalidade, apoiou, desde o princípio, os projetos da sua Rede de Oração: Click To Pray e O Vídeo do Papa.
Click To Pray é, agora, a plataforma oficial de oração do Papa pelos grandes desafios da humanidade e da missão da Igreja. Tem atualmente 310.000 utilizadores, em Português, Espanhol, Francês e Inglês. Durante o ano de 2017, surgirão também versões em alemão, italiano e chinês.
O Vídeo do Papa recebeu 7 prémios, o último dos quais o prémio Bravo da Conferência Episcopal Espanhola. Publica-se em 10 idiomas: espanhol, inglês, português, francês, italiano, chinês mandarim, árabe, alemão, holandês e hebreu. A difusão é feita através das redes sociais do Vaticano, as que estão especificamente ao nosso serviço com O Vídeo do Papa (YouTube, Facebook, Twitter, WhatsApp) e as da Secretaria de Comunicação (News.va, o canal de YouTube do Vaticano, Rádio Vaticana, The Pope App, etc.). Durante o Jubileu da misericórdia, O Vídeo do Papa permitia ao Papa Francisco pedir, mensalmente, orações e mobilização pela sua intenção universal. Isto vai mudar, pois em 2017 alternarão as intenções de oração: num mês será universal e noutro pela evangelização.
Embora as intenções de oração sejam sempre sobre a situação do mundo e da Igreja, com frequência apresentam-se demasiado generalistas e pouco relacionadas com a atualidade que preocupa o Santo Padre. Isso deve-se ao facto de estas intenções de oração serem preparadas com quase dois anos de antecedência: é um longo processo de discernimento orante e de escolha, durante o qual se recebem centenas de propostas do mundo inteiro, dos dicastérios e das diversas congregações do Vaticano. O Diretor Internacional da Rede de Oração do Papa apresenta estas sugestões ao Papa Francisco, com um ano de antecedência, ou mais. Ele, posteriormente, responde, enviando a versão oficial. Durante este longo processo é necessário traduzir as intenções nos principais idiomas, para de seguida serem enviadas aos diretores nacionais da rede e aos bispos de todo o mundo, publicá-las em diversos folhetos e revistas, fazê-las chegar ao conhecimento dos meios de comunicação católicos, etc. Para que a oração do Papa possa estar mais próxima da atualidade que o preocupa, além da intenção mensal, o Santo Padre vai propor, no início de cada mês, outra intenção de oração, uma intenção mais concreta, precisa, delimitada no tempo, uma oração relacionada com a atualidade.
Neste ano de 2017 temos, portanto, várias mudanças. A partir deste mês de janeiro de 2017, o Papa Francisco confia-nos apenas uma intenção de oração para todo o mês. Alternarão as intenções de oração: num mês será universal e noutro pela evangelização. Além da intenção de oração mensal, que explicita desafios da humanidade e da missão da Igreja que preocupam o Santo Padre e pelos quais nos convida a mobilizar-nos pela oração e pela ação, proporá, no início de cada mês (1er Ângelus), uma intenção de oração relacionada com a atualidade, uma intenção de “última hora” para nos arrancar à globalização da indiferença.
Frédéric Fornos SJ

Diretor Internacional


(1) Carta a Monsenhor Rino Fisichella pela qual se concede a indulgência por ocasião do Jubileu extraordinário da misericórdia.
O artigo completo foi publicado no MENSAJERO – revista da Rede Mundial de Oração do Papa, Espanha.


Compartilhe com seus amigos:


©bemvin.org 2019
enviar mensagem

    Página principal