InformaçÃo de imprensa



Baixar 0,59 Mb.
Página1/5
Encontro01.12.2017
Tamanho0,59 Mb.
  1   2   3   4   5




INFORMAÇÃO DE IMPRENSA
30/11/2017

O Guia MICHELIN Suíça 2017

Com um aumento de 25% de restaurantes com estrela em cinco anos, o guia confirma a vitalidade da gastronomia helvética.

A Suíça continua a ser o país com a maior concentração de restaurantes com estrela por habitante com os seus 117 endereços galardoados.

A seleção de 2017 confirma, uma vez mais, o alto nível e a incrível diversidade da gastronomia proposta entre Genebra e Saint-Gall, Basileia e Lugano”, comentou Michael Ellis, Diretor Internacional dos guias MICHELIN. “A Suíça está entre as regiões culinárias mais variadas da Europa. A concentração de restaurantes franceses clássicos, com uma cozinha tradicional e produtos de qualidade, é especialmente densa. A par destas mesas, a Suíça dispõe igualmente de uma grande oferta de endereços que servem cozinha moderna e inovadora; uma variedade que qualquer pessoa pode encontrar na seleção Michelin”, concluiu Ellis.

Nesta seleção de 2017, todos os restaurantes de três estrelas conservam a sua distinção este ano. São: O Schauenstein, em Fürstenau, o Cheval Blanc by Peter Knogl, situado em Basileia, e o Restaurant de l’Hôtel de Ville, em Crissier, perto de Lausanne, onde o novo chef manteve este alto reconhecimento.

Dezanove mesas obtiveram duas estrelas, de entre as quais, três novas. O Silver, situado em Vals (GR), que tinha obtido a sua primeira estrela Michelin há um ano, conquistou uma nova nesta edição. O Ecco Zürich, em Zurique, foi distinguido diretamente com duas estrelas. Outro restaurante recompensado na seleção de 2017 do guia MICHELIN foi o After Seven, localizado em Zermatt (VS).

A seleção de 2017 conta com 95 restaurantes com uma estrela. Entre estes, 12 obtiveram-na pela primeira vez este ano: O Tsé Fung, em Genebra, um estabelecimento que propõe cozinha chinesa, o MEGU, em Gstaad (BE), um restaurante japonês; o IGNIV by Andreas Caminada, em Bad Ragaz (SG); o Le Murenberg, em Bubendorf (BL); o La Pinte des Mossettes, em Cerniat (FR); o Glow by Armin Amrein, em Davos (GR); o La Riva, em Lenzerheide (GR); o Guarda Val, em Lenzerheide-Sporz; o Le Petit Manoir, em Morges (VD), o Pur, em Pfäffikon (SZ); o La Maison du Village, em Saint Aubin-Sauges (NE), e, por último, o Le Jardin des Alpes, em Villars-sur-Ollon (VD).

O guia MICHELIN Suíça 2017 estabelece um recorde histórico em número de restaurantes premiados com um Bib Gourmand, tendo sido recompensados 139 restaurantes no total, ou seja, mais 20 endereços do que no ano anterior. Isto representa um aumento de 60% em cinco anos (comparando com os 87 endereços de 2012). Este reconhecimento recomenda as mesas que propõem uma refeição de qualidade a um preço moderado (entrada, prato principal e sobremesa por um preço máximo de 70 francos suíços, aproximadamente 65 euros).

O guia MICHELIN Suíça 2017 inclui:


  • 3 restaurantes de 3 estrelas

  • 19 restaurantes de 2 estrelas, dos quais 3 novos

  • 95 restaurantes de 1 estrela, dos quais 12 novos

  • 139 restaurantes Bib Gourmand, dos quais 31 novos.


  1   2   3   4   5


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal