Ife Tolentino



Baixar 242,13 Kb.
Página1/2
Encontro28.02.2017
Tamanho242,13 Kb.
  1   2


Ife Tolentino

Ife Tolentino nasceu em São Paulo em 1952 e começou sua carreira profissional em 1970. Estudou na escola de música de São Paulo, foi baixista do Fagner por quatro anos e tocou, também, com Ednardo e Amelinha. Em 1978 e 1979 gravou com o violeiro e cavaquinista Manassés de Sousa.

Foi integrante da banda Santarén, junto com Manassés, onde atuava como baixista, violonista, compositor e arranjador. Com o grupo, Fagner ganhou o último festival da TV Tupi de música popular com "Quem me levará sou eu", de Dominguinhos e Manduca, em 1980. No mesmo ano, Ife participou, ainda, do lançamento do álbum Romance Popular, de Nara Leão, no festival do Guarujá.

Depois disso, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde passou 12 anos tocando e gravando com grandes músicos e compositores brasileiros como Naná Vasconcelos, Toninho Horta, João Donato, Sivuca, Dominguinhos, Tuti Moreno, Alceu Valença, Dino Sete Cordas, Armandinho, Patativa do Assaré, Wagner Tiso e muitos outros.

Em 1992, Ife mudou-se para Londres e se envolveu com o cenário latino e jazzista local, trabalhando com nomes de peso e tocando nos principais clubes de jazz londrinos, como Ronnie Scots, Jazz Café, Vortex, 606, Union Chapel, Bass Clef. Lá também fundou a banda Nóis e o quarteto Nóis 4, com a qual abriu shows de artistas como Gilberto Gil, Joyce e da turnê inglesa de Brian Ferry. Em 2003, o quarteto gravou no Brasil o álbum Gente, com a participação de Guinga e Toninho Ferragutti. O lançamento na Inglaterra contou com a participação do próprio Guinga.

O músico possui três discos gravados com a banda Nóis e dois com a Nóis 4. Nesses 19 anos de Inglaterra, participou da gravação de mais de 15 álbuns, apresentando-se diversas vezes no país e também na Escócia, País de Gales, Itália, França, Alemanha, Grécia, Islândia, Luxemburgo e Barbados.



Em seu álbum de estréia, Brazil in Black and White, Ife faz um tributo a um dos mais reconhecidos compositores brasileiros, Chico Buarque. As músicas escolhidas para a gravação mostram tanto o trabalho original de Chico, como Chão de Esmeraldas, Para Todos, Embarcação, quanto outras músicas que serviram de inspiração para a própria carreira do compositor, como Lá vem a baiana e Palpite Infeliz.

Em Brasília, Ife e se apresenta ao lado de Pablo Fagundes (gaita) e Marco Moraes (violão elétrico). No repertório, além de composições próprias gravadas na Inglaterra, Islândia e Luxemburgo, estão incluídas interpretações rearranjadas de Tom Jobim, João Gilberto, Beatles, parcerias com Climério e Clodo Ferreira, Toninho Horta, Gershwin, Assis Valente, Geraldo Pereira, Caetano Veloso e Chico Buarque, além de surpresas com seu compadre Manassés.



  1   2


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal