Gabarito cordas vibrantes e tubos sonoros: Resposta da questão 1



Baixar 108,64 Kb.
Página1/3
Encontro02.08.2017
Tamanho108,64 Kb.
  1   2   3


Gabarito cordas vibrantes e tubos sonoros:
Resposta da questão 1:
[C]
A velocidade de propagação de uma onda numa corda depende da intensidade das forças de tração (F) aplicadas nas extremidades e da densidade linear da corda. A tensão na corda (T) é a razão entre a intensidade da tração e a área (A) da seção transversal.


A expressão final nos mostra que a velocidade aumenta com o aumento da tensão na corda.
Resposta da questão 2:
[C]
Dados: f1A = 200 Hz; f2A = 2 f1A = 400 Hz; v = 340 m/s.

Das expressões das frequências em tubos aberto e fechado, temos:




Resposta da questão 3:
[B]
O comprimento de onda e a frequência (f1) do 1º harmônico de uma corda fixa nas duas extremidades são:

Como a velocidade é constante, não dependendo da ordem do harmônico, se o comprimento da corda é reduzido à metade, o comprimento de onda também se reduz à metade, dobrando a frequência do harmônico fundamental.
Resposta da questão 4:
Dados: L = 0,32 m; vsom = 330 m/s.
a) 1. A corda somente vibra quando entrar em ressonância com a onda sonora emitida pelo autofalante. As frequências de ressonância são múltiplas inteiras da frequência fundamental
(fn = n f1). Como temos duas ressonâncias consecutivas, temos também duas frequências consecutivas ou dois harmônicos consecutivos (n e n + 1). Assim:


Voltando em (I):



2. O comprimento de onda correspondente à frequência é:


b) 1. A frequência do som emitido é igual à frequência de vibração da corda.

Fsom = f1 = 440 Hz.



2. Aplicando a equação fundamental da Ondulatória:


Resposta da questão 5:
[C]
A distāncia entre dois nós consecutivos é metade do comprimento de onda.

Resposta da questão 6:
[B]
Ampliando-se verticalmente a figura vemos melhor as posições dos nós e ventres.

Como sabemos,

O comprimento da ponte é . Portanto,

  1   2   3


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal