Gabarito bimestral portuguêS 1º bimestre



Baixar 5,49 Kb.
Encontro27.09.2017
Tamanho5,49 Kb.
GABARITO BIMESTRAL PORTUGUÊS 1º BIMESTRE

1)

a) Na primeira frase, José usou o artigo indefinido um porque a luz era um elemento novo no texto, não mencionado antes. Na segunda, João usou o artigo definido porque esse elemento (luz) já havia sido citado anteriormente no texto.



b) um / o

c) O artigo não foi utilizado no título porque “lorotas” expressa um sentido vago, genérico.

d) 2kg.

e) O foco narrativo ou o narrador do texto acima é 3ª pessoa, uma voz narrativa do texto não identificada.

2)

A) É a expressão "negra de estimação", usada pelo autor no parágrafo 5 do texto. Os escravos eram propriedades dos senhores brancos, não eram tratados como pessoas. A expressão "negra de estimação" revela esse modo de pensar. Primeiramente pela utilização da palavra "negra", como se a cor de Tia Nastácia fosse sua característica identificadora (do mesmo modo que a referência à raça é o modo de identificar os animais). Além disso, a qualificação "de estimação" é a mesma utilizada para os animais domésticos - animal de estimação, cãozinho de estimação...). Portanto, apesar de não existir mais escravidão e de Tia Nastácia ser uma pessoa muito querida, ela é tratada como uma ex-escrava. A expressão revela o preconceito da sociedade brasileira em relação aos afrodescendentes.



B) Sou uma velha de mais de sessenta anos e moro numa casinha branca, lá no sítio do Pica-Pau Amarelo. Chamo-me dona Benta. Quem passa pela estrada e me vê na varanda, de cestinha de costura ao colo e óculos de ouro na ponta do nariz, segue seu caminho pensando: — Que tristeza viver assim tão sozinha neste deserto...

C) Dona Benta é a mais feliz das vovós, porque vive em companhia de sua neta — eu, Lúcia, a menina do narizinho arrebitado, ou Narizinho como todos dizem. Tenho sete anos, sou morena como jambo, gosto muito de pipoca e já sei fazer uns bolinhos de polvilho bem gostosos.



3) Mafalda estava na biblioteca da escola, quando de repente, seu professor entrou, pegou um dicionário, pesquisou o significado da palavra que desconhecia e em seguida guardou o livro na prateleira. Mafalda ficou indignada com a rapidez da consulta e disse ao professor que daquele jeito ele nunca iria terminar de ler um livro tão grosso.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal