Final do século XIX e século XX



Baixar 5,62 Mb.
Página37/54
Encontro30.10.2016
Tamanho5,62 Mb.
1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   54

Há ainda quem prefira uma imagem mais romântica, optando pelos vestidos e saias compridas e esvoaçantes, e até há espaço para um estilo mais formal e clássico com tailleurs, vestidos e conjuntos que, embora mais conservadores, obedecem aos ditames estéticos da época no que respeita a cores, padrões e até formas. Os padrões têm que ser exóticos, tropicais e psicadélicos, tudo estampados que bebem a inspiração recolhida e depois propagada pelos milhares de pessoas que por estes tempos, viajam pelo mundo fora, conhecendo novas culturas e estéticas.

Um dos padrões que ficará para a posteridade associado à década de 70 é o dos tecidos com cornucópias que se sucedem numa intrincada repetição.

Não é só nas saias que a moda feminina vai de um extremo ao outro. Os mini-calções e as calças-saias são outras duas peças de roupa que a mulher dos anos 70 privilegia, são provocadoramente justas na anca.

Nesta altura as roupas continuam a tendência do unissexo. Mais uma vez tanto homens como mulheres usam sapatos ou botas plataformas. Isto é sapatos que assentam sobre uma sola que no caso dos homens pode atingir um dedo de altura, mas que no caso das mulheres chega a atingir o triplo. A completar este tipo de sapatos tem os tacões quadrados e altos, tanto para eles como para elas.

A partir de certa altura, a boca-de-sino das calças começa a ser feita de forma a cobrir o sapato, senão todo, pelo menos quase todo, até tocar no chão.

A década de 70 é também a primeira a introduzir aquilo que hoje se chama tight fit, mas que quer apenas dizer roupa justa, e que nestes idos anos foi levado ao exagero.

As camisas passam a ter um corte muito justo, de ombros muito estreitos, mangas cingidas aos braços e o tronco igualmente desenhado pelo tecido apertado até onde os botões consigam aguentar. Em contrapartida nos colarinhos não há economia de tecido, usam-se muito largos e desapertados, bem como os primeiros dois ou três botões da camisa, caindo para o peito ou abrindo para os ombros.

O look justo aparece também nas malhas e camisolas de lã, dá-se preferência às golas altas. Os homens usam-nas com fatos completos para lhes dar um ar mais informal, as cores garridas e brilhantes são a tónica, amarelos mostarda, verdes, cor de tijolo, azuis claros, amarelos…

As gravatas dos anos 70 ficarão para a posteridade como imagem de marca da época, estas são curtas extremamente largas e geralmente com padrões garridos.

Nos anos 70 as guedelhas estão na moda. Patilhas, barbas abundantes e bigodes farfalhudos fazem parte da estética masculina da década. O conjunto é completado por cabelos compridos a tocar os colarinhos e despenteados. Os hippys sejam a usar os cabelos tão compridos como o das mulheres a negar os valores e convencionalismo das gerações anteriores.



A década de 70 é sem duvida a da consagração dos jeans, como peça de vestuário corrente, ou compondo toilettes de grande elegância. Surgem os ABBa.

Com o look de intervenção aparecem também as t-shirts com mensagens.
1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   54


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal