Festa da assunçÃo da mãe do senhor



Baixar 32,51 Kb.
Encontro21.09.2018
Tamanho32,51 Kb.
FESTA DA ASSUNÇÃO DA MÃE DO SENHOR

Lc 1,39-55

Desde o início da Idade Média, a liturgia celebrava a fé da Igreja na Assunção de Maria. Mas foi no século passado, em 1950, que o papa Pio XII proclamou solenemente que “Maria, a Imaculada Mãe de Deus, havendo terminado o curso de sua vida terrestre, foi elevada, em corpo e alma, à glória celeste”.
E Maria é ícone e modelo da Igreja. Com Maria, começa a Igreja. Em Maria, a Igreja já entrou na glória do céu!
Esta festa nos convida a trabalhar pela harmonia entre o corpo e a alma, entre as realidades materiais, temporais, e os valores espirituais, eternos, para que aconteça o que, cada dia, pedimos ao Pai, assim como o Filho de Deus e de Maria nos ensinou: “Venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra, como no céu!”. Pois, na perspectiva de uma vida sem fim, à luz da Assunção de Maria, o que está em questão é um Ser Humano Novo, Homens e Mulheres, unidos na construção de um Mundo Novo, de dignidade, liberdade, justiça e Paz!
A conjuntura destes dias nos coloca co-mo “sinal dos tempos” mais uma ELEI-ÇÃO! O desafio é nada menos que re-construir um país destroçado. E, espe-cialmente para a Classe Trabalhadora, reconquistar Empregos, Direitos e Digni-dade. A Marcha dos Sem Terra, as Caravanas dos Movimentos Populares e Sindicais à Brasília, são mais que um simples apoio ao inarredável registro da candidatura de LULA: além de repetirem o BASTA da passada sexta-feira 10/08, confirmam um compromisso de levar adiante uma luta que só cessará quando virmos realizado o sonho de MARIA: ver os opressores derrubados dos seus tronos e os humilhados, de pé... ver os ricos de mãos vazias e os famintos saciados... a TERRA PROMETIDA, aconte-cendo! Tem tudo a ver com a ASSUNÇÃO!
1) Abertura: GRANDE SINAL NO CÉU

Ap 12,1 + Sl 98 (ODC, Partituras I, p.117)

grande sinal no céu surgiu:

uma Mulher de sol trajada,

________________________________________________________________________

4.Deixareis vossos pais, mas tereis muitos filhos;

Fareis deles os reis soberanos da terra.

- Cantarei vosso nome de idade em idade,

Para sempre haverão de louvar-vos os povos!
(3) Aclamação: ALELUIA! (Mel. CD Of. da

Mãe do Senhor I “Of. das Alegrias”, f. 21)
ALELUIA! ALELUIÁ!

ALELUIA! ALELUIÁ!

ALELUIA! ALELUIÁ!
Deus te salve, ó Maria,

Que no céu foste acolhida!

/:Vibram anjos de alegria,

Porque és a mais bendita!:/


(4) Ofertório: ELA ERA POBRE

(ODC, Partituras II, p.185)
1.Ela era pobre e silenciosa e até sofrida,

Olhava com ternura a rosa e amava a vida.

- Ao receber o mensageiro inesperado,

Ficou surpresa, o dia inteiro, com seu recado.


2.Ofereceu-se, então, sozinha, ao bom Mistério

Sabendo que era Deus que vinha, a seu critério.

- Disse que ele aos prepotentes esvaziaria

E que aos mais pobres e carentes elevaria!


3.Sentiu que nessa tão secreta maternidade,

Nascia a compreensão completa da liberdade!

- Cantemos, hoje, com Maria, a esperança,

Louvando a Deus com alegria, que foi criança!


5) Comunhão: CÂNTICO DE MARIA

Lc 1,46-55 – (ODC, Partituras I p.244)
o Senhor fez por mim maravilhas,

santo, santo, santo é seu nome!
1.A minha alma engrandece o Senhor,

E se alegrou o meu espírito em Deus, meu

Salvador,

- pois, ele viu a pequenez de sua serva

Eis que agora as gerações hão de chamar-

me de bendita!


2.O Poderoso fez por mim maravilhas,

E santo é o seu nome!

- seu amor, de geração em geração,

Chega a todos que o respeitam!


3.Demonstrou o poder de seu braço,

Dispersou os orgulhosos!

- Derrubou os poderosos de seus tronos

E os humildes exaltou!


4.De bens saciou os famintos

E despediu, sem nada, os ricos!

- Acolheu Israel, seu servidor,

Fiel a seu amor,


5.Como havia prometido aos nossos pais,

Em favor de Abrão e de seus filhos, para

sempre!


com a lua sob os pés,

de doze estrelas coroada,

/:aleluia! aleluia! aleluia! aleluia!:/
1.Cantai, ao Amor Eterno

um canto novo, um louvor!

Por tal prodígio, este verso,



um canto novo, um louvor!

Por tal vitória e poder,



um canto novo, um louvor!

Por este amor pra valer,



um canto novo, um louvor!

2.A salvação resplendeu,



um canto novo, um louvor!

Justiça apareceu,



um canto novo, um louvor!

A terra, então, contemplou,



um canto novo, um louvor!

Com alegria aclamou,



um canto novo, um louvor!

3.Clarins, violas tocai,



um canto novo, um louvor!

Ao Rei de Amor aclamai,



um canto novo, um louvor!

O mar e todo o universo,



um canto novo, um louvor!

Perante o Amor Eterno,



um canto novo, um louvor!

4.Ao Justo, nosso Juiz,



um canto novo, um louvor!

Por todo sempre se diz:



um canto novo, um louvor!

Glória ao Pai, por seu Filho,



um canto novo, um louvor!

Gerado pelo Espírito,



um canto novo, um louvor!
(2) Salmo de resposta: Salmo 45

(refrão: ODC, Part. I, p.60 - salmodia, à escolha)
Resplandece a Rainha, Senhor,

Resplandece à tua direita,

/:Assentada à tua direita,

A Rainha é só esplendor!:/
1.De belos palácios os sons vos deleitam,

As filhas de reis vêm ao vosso encontro,

- E à vossa direita se encontra a Rainha

Com veste esplendente de ouro de Ofir!


2.Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto:

“Esquecei vosso povo, a casa paterna,

- Que o Rei se encante com vossa beleza!

Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor!”


3.Majestosa, a princesa real vem chegando,

Vestida de ricos brocados de ouro.

- Em vestes vistosas ao Rei se dirige,

E as virgens amigas lhe formam cortejo;


*

- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito

Santo,

Como era no princípio, agora e sempre.



Amém!
(6) UMA MULHER NO CÉU FOI VISTA

Cf. Apocalipse 12 - melodia ODC, Partituras II p.186 - após a homilia ou após a comunhão.
uma Mulher no céu foi vista (bis)

de doze estrelas coroada, (bis)

toda vestida de sol

e com a lua calçada! (bis)
1.Na mais terrível intriga

Entre a serpente antiga

E esta frágil Mulher,

Todo o poder deste mundo,

Portando ódio profundo,

Parece vitória ter...


2.Os poderosos da terra

Vão semeando a guerra,

É o batalhão do dragão!

Todo de ouro enfeitado,

Com seu dinheiro roubado,

Tenta iludir os cristãos!


3.A Mulher é a Igreja,

Sua força é a fraqueza,

Poder de Deus é assim!

Neste mudo desterrada

Sempre a marchar sem parada

Pras regiões do sem fim!


4.Salve ó Virgem Maria,

De ti nasceu nosso Guia,

Mãe desta gente mestiça!

Faz que teu Filho eterno,

Na força do Evangelho,

Faça reinar a justiça!



­­­­­­­­­­­­­­­­­­­_____________________________________
Nossa devoção à Mãe do Senhor precisaria, talvez, evoluir da simples busca de proteção para uma busca sempre mais exigente de inspiração: MARIA, ícone da Igreja, “Espelho de Justiça”, como canta a ladainha, quer ser, antes de tudo, olhada e assumida como referência primeira de uma gente que escuta a Palavra de Deus e a põe em prática. Precisamos aprender com ela a ser discípulas e discípulos de JESUS, missionários e missionárias a serviço do Evangelho do Reino, para que todos, todas, especialmente os mais precisados e precisadas, tenham Vida em plenitude.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal