Escola roial do material



Baixar 19,09 Kb.
Encontro02.05.2017
Tamanho19,09 Kb.
ESCOLA ROIAL DO MATERIAL


Ao Exmo. Sr. Brigadeiro Chefe do Estado-Maior das FASTP

=SÃO TOMÉ=




Assunto:Situação dos militares estagiários em Reino do Marrocos

Havendo necessidade de informar sobre a situação dos militares estagiados em Reino de Marrocos, vem por este meio informar o seguinte:

O muito respeito que devemos a excelentíssimo senhor talvez inibisse de escrever estas curtas e preocupantes linhas. Mais os nossos corações obriga-nos a faze-la como prova da nossa gratidão.

Como é de conhecimento de excelentíssimo senhor Brigadeiro Chefe do Estado Maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe, cerca de 24 militares deslocaram-se no dia 28 de fevereiro a Reino do Marrocos para diversas escolas militaresa fim de enfrentar um estágio de 6 meses.

Na conversa de partida, excelentíssimo senhor garantiu-nos uma quantia de 100 euros como subsídio de viagem, mas só recebemos 100 dólares 30 minutos antes de partida.

Chegando a Marrocos tomando contacto com a situação, a direção da escola exigi-nos.

1. 36 Fotos passes fardado e civil para diversos fins.

2. Materiais escolares.

Deparamos com as seguintes dificuldades:

Compra de matérias de higiene pessoal, meios de agasalho tendo em conta o frio que se faz sentir. Em caso de doença, será da nossa inteira responsabilidade ou do nosso país,tudo isso prende-se com a falta de dinheiro parra cobrir essas necessidades.

Até a data presente, não tivemos contacto com Sargento-ajudante António da Fonseca e 2º Sargento Abdalá dos Santos por falta de meios de comunicação.

Estamos assistindo as aulas, somente como ouvinte tendo em conta as dificuldades acima mencionadas.

Por outro lado, alguns militares têm recebido dinheiro dos familiares, assim sendo, não dignifica as nossas forças armadas.

Por isso vemos rogar ao obséquio de Excelentíssimo Senhor junto as entidades competentes no sentido de solucionar este grande problema que temos. Tendo em conta que os militares estrangeiros que estão no mesmo estágio connosco estão a ser beneficiados de subsídio pelos seus respetivos países.

Desta forma não seremos capazes de cumprir os objetivos que o país pretende daqui em diante com o Reino de Marrocos na formação de militaras de São Tomé e Príncipe.

É tudo quanto temos a informar, desta forma aproveitamos para reiterar os nossos humildes cumprimentos, e Vossa Excelência no seu douto critério melhor decidira.



Reino de Marrocos 09 de Março de 2017


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal