Encarando o Medo



Baixar 19,12 Kb.
Encontro22.07.2017
Tamanho19,12 Kb.
Encarando o Medo

Autoria de Mara Hodler


Li recentemente um ótimo acrônimo da palavra medo que achei que poderia ser aplicado ao tipo de medo que às vezes enfrentamos com relação a certas preocupações com coisas que ainda não aconteceram. Ele dizia que o medo é uma “falsa evidência”:

F-False

E-Evidence

A-Appearing

R-Real

(Falsa Evidência que Aparenta ser Real)

Ora, há medos que são válidos, como, por exemplo, medo de pular de uma ponte. Nesses casos, o medo é a voz da sabedoria nos impedindo de fazer algo perigoso.

Mas estou me referindo ao sentimento de medo que nos impede de fazer algo que vai melhorar nossa vida porque achamos que somos incapazes ou inadequados.

Lembro-me de tantas vezes na minha vida em que esses medos me convenceram de que eu não conseguiria fazer algo!... E acredite, aconteceu mais vezes do que consigo contar. Quando estava aprendendo a dirigir (e nem vou lhe dizer que idade eu tinha na época), fiquei totalmente paralisada de medo. Imaginava cenas horríveis nas quais eu perdia o controle do carro e batia em outro, matando ou aleijando alguém. Pensava em como era tonta e que provavelmente iria me esquecer de parar no sinal vermelho. Eu me imaginava batendo em outros carros ao estacionar.

Se eu soubesse que ia dirigir no dia seguinte, eu literalmente não conseguia dormir naquela noite. Ficava na cama pensando em tudo o que poderia fazer de errado atrás do volante. Quando chegava a manhã, eu não estava em condições de dirigir. Era ridículo, mas na época, muito real.

Infelizmente, permiti por muito tempo que os meus temores me dominassem. Fui reprovada duas vezes seguidas no exame de direção só porque estava convencida de que eu era a única pessoa no mundo que NUNCA conseguiria dirigir. Acabei chegando ao ponto em que eu não tinha escolha a não ser encarar os meus medos.

E nesse processo de “encarar os meus medos”, sofri um acidente. Bati em outro carro quando mudava de faixa. Eu nunca mais queria dirigir. Achava que agora tinha uma boa razão para desistir de dirigir para o resto da minha vida, pois tinha validado meus temores. Mas logo percebi que o fato de não dirigir me tolhia tanto quanto o medo de dirigir. Eu deixava de participar de muitas coisas por não dirigir. Além disso, era um inconveniente para outros, porque eu não ia de carro para nenhum lugar. Em suma, eu tinha que superar esse medo.

Por isso escolhi um Wal-Mart com um trajeto fácil e comecei a praticar dirigir de casa até lá. Eu ia e voltava várias vezes. Estacionava o mais distante possível e na área mais isolada do estacionamento (para grande frustração dos passageiros no carro). Depois de algumas semanas indo e voltando do Wal-Mart, percebi que havia outros lugares onde eu precisava ir e que ficavam perto, a apenas mais um semáforo de distância, uma virada à direita ou à esquerda. Logo havia conquistado a cidade onde vivo.

E aí chegou o inverno com gelo e neve, e dirigi nesse clima também. Nós nos mudamos para uma cidade maior, e aprendi a dirigir no trânsito intenso. Mudei-me para o campo, e aprendi a dirigir longas distâncias. Aprendi como dirigir numa estrada movimentada e a estacionar em estacionamentos lotados (apesar de ainda achar que ser manobrista deve ser o emprego mais estressante do mundo).

Posso lhe dizer agora com grande alegria que o medo de não conseguir dirigir era uma “evidência falsa que aparentava ser real”. Mas esse medo poderia ter me mantido presa em casa a maior parte da minha vida se eu não o tivesse derrotado pouco a pouco. Especialmente depois do meu acidente, eu poderia ter me convencido facilmente de que não era motorista! Estou muito grata por ter deixado o medo de lado, porque ao fazer isso mudei um importante detalhe na minha vida. Poder dirigir tem me permitido ajudar a sustentar a minha família, ajudar outros que precisam de mim, e eliminado um enorme sentimento de limitação, frustração e...medo.

A Bíblia está cheia de versículos sobre o medo. Um dos meus favoritos é Isaias 26:3:

Tu guardarás em perfeita paz aquele cujo propósito está firme, porque confia em Ti.1

Durante a luta para vencer o medo de dirigir, eu tentava sempre seguir as instruções deste versículo. Tentava focar em Deus e no Seu poder e habilidade para superar as minhas inabilidades. Esse versículo é um versículo de “ação”. Tem uma cláusula condicional. Deus lhe dará perfeita paz se você escolher confiar nEle. Isso pode ser mais fácil de dizer do que fazer quando se está numa situação que o faz temer.

Para mim é mais natural ficar imaginando cenas assustadoras de como algo vai ser horrível em vez de focar no poder de Deus e receber a Sua paz. Mas é importante lembrarmos que medo NÃO provém de Deus.

Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.2

O medo pode nos deixar sentindo fracos e indefesos, mas Deus não quer que você se sinta assim. Ele quer que você se sinta poderoso, amado, e “com as ideias claras”, como gosto de dizer—sem sentir-se atormentado, perturbado ou incapaz.

E, finalmente, meu versículo preferido por dias quando eu simplesmente fico sem saber o que fazer com os meus temores:

Busquei ao Senhor, e Ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores.3

Eu amo esse versículo! É uma declaração cheia de gratidão do que Deus fez por alguém que estava atribulado e preso pelo medo.

Encarar os seus temores faz parte da vida, nunca acaba. Alguns medos são razoáveis e outros obviamente irracionais, mas não importa o tipo de medo, ele o aprisionará.

A boa notícia é que, cada um desses temores tem um antídoto, e em todos os casos começa com focar no amor de Deus e Seu cuidado por você.



No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.4

Se estiver enfrentando alguma forma de medo em sua vida, perceba que não precisa ficar prisioneiro desse medo. Lembre-se que Deus o ama e Ele quer que você seja feliz, cresça e prospere. Então, encare os seus medos.



Se o medo o estiver impedindo, lembre-se que o único poder que ele tem é o que você lhe permite ter. Você provavelmente não vai superar todos os seus temores em um único dia, ou talvez nem durante a sua vida, mas sempre que enfrentar um medo e der pequenos passos para superá-lo, estará um passo mais próximo de impedir que ele o domine.
Footnotes

1Nova Versão Internacional

22 Timóteo 1:7 ACF.

3Salmo 34:4, ACF.

41 João 4:18, ACF.

Tradução Denise Oliveira. Revisão Hebe Rondon Flandoli.

Copyright © 2013 por A Família Internacional
Tags: coragem, medo, superar obstáculos


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal