Educando com Seriedade



Baixar 41,03 Kb.
Encontro02.08.2017
Tamanho41,03 Kb.
COLÉGIO APHONSIANO

“Educando com Seriedade”

Aluno (a): __________________________________________ no: ____

Data: _____ / 08 / 2017 3º Pré-Universitário: ____ Professora: Maria Conceição B. Donencio

­­­­
Observações:


  • Esta lista é um dos requisitos para a realização da avaliação substitutiva, portanto, ela deverá ser apresentada respondida, no 1º dia das aulas preparatórias para a avaliação.

  • Consta nesta lista o gênero textual selecionado para a avaliação: Dissertação argumentativa; além de atividades de coerência e coesão, mecanismos indispensáveis para a produção textual.


Lista de exercícios – Avaliação Substitutiva de Redação
I Parte: Produção textual

Texto
Faltam 2,5 milhões de mulheres pretas e pardas no Brasil. Esse é o número total de brasileiras que deveriam deixar de se declarar brancas para que, estatisticamente, os números retratassem a mesma proporção racial dos homens.

Como é o próprio indivíduo que declara ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a cor de sua pele, os dados revelam que na verdade as brasileiras têm mais dificuldade em se identificar como pretas e pardas do que os brasileiros.

Recorte feito pelo Estadão Dados nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mostra que, historicamente, as mulheres declararam ser mais brancas que o sexo oposto. Essa diferença se manteve mesmo durante o impressionante crescimento do número de brasileiros que afirmava ser pardo ou preto na última década – a proporção subiu de 45% para 55% de 2001 para 2015, data da última pesquisa. Hoje, 53% das mulheres se declaram não brancas, ante quase 56% dos homens.

Essa diferença de quase 3% pode parecer pequena, mas impressiona quando traduzida para números absolutos. Se as mulheres declarassem a raça do mesmo jeito que os homens, seriam ao menos 2 milhões pardas e 500 mil pretas a mais na população brasileira.

A estimativa é conservadora, pois, como a probabilidade de nascerem homens e mulheres é a mesma dentro de uma mesma raça e a mortalidade de homens não brancos é mais alta do que a de brancos, o esperado seria que a proporção de pretas e pardas entre as mulheres fosse ainda maior.

“A comparação é interessante, e eu não conheço estudos que falem da diferença por sexo na classificação por cor ou raça”, diz o pesquisador da Coordenação de População e Indicadores Sociais do IBGE Leonardo Athias.

Ou, em outras palavras: não há pesquisa suficiente no Brasil para conseguir entender exatamente por qual motivo as mulheres parecem ter tendência de se imaginarem, na média, mais brancas do que são.

Questão cultural. Outros dados da Pnad dão algumas pistas na direção de que a principal explicação para a diferença desse processo entre homens e mulheres é também cultural. Em Estados do Norte e do Nordeste como Rondônia, Piauí, Roraima e Bahia, é praticamente igual a proporção de brancos, pretos e pardos entre homens e mulheres.

Já em alguns Estados do Sul e do Sudeste, como Santa Catarina, Paraná e Rio, há uma diferença bem maior entre raças que cada sexo declara.

A diferença também diminui de acordo com a escolaridade. Quanto mais anos de estudo a mulher tem, maior a chance de ela se declarar não branca. A maior diferença proporcional entre mulheres e homens que se declaram brancos está justamente no grupo que não acabou o ensino fundamental: as brancas têm 3,2 pontos porcentuais a mais.

Mas, entre a população com curso superior completo, o gráfico se inverte – 26% das mulheres declararam ser negras ou pardas, número que é superior aos 23% referente aos homens dessa escolaridade.
FONTE: HTTP://WWW.ATRIBUNA.COM.BR/NOTICIAS/NOTICIAS-DETALHE/ATUALIDADES/FALTAM-25-MILHOES-DE-PRETAS-E-PARDAS-NO-BRASIL/?CHASH=99D6A26DB100618D3140869484AC815A
A partir da leitura do texto motivador acima e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema “A Mulher negra no Brasil”. Apresente uma proposta de intervenção que respeite os direitos humanos, selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.
II Parte: Exercícios estruturais de coerência e coesão
Questão 01. Quando o treinador Leão foi escolhido para dirigir a seleção brasileira de futebol, o jornal Correio Popular publicou um texto com muitas imprecisões, do qual conta a seguinte passagem:

“Durante a sua carreira de goleiro, iniciada no Comercial de Ribeirão Preto, sua terra natal, Leão, de 51 anos, sempre impôs seu estilo ao mesmo tempo arredio e disciplinado. Por outro lado, costumava ficar horas aprimorando seus defeitos após os treinos. Ao chegar à seleção brasileira em 1970, quando fez parte do grupo que conquistou o tricampeonato mundial, Leão não dava um passo em falso. Cada atitude e cada declaração eram pensados com um racionalismo típico de sua família, já que seus outros dois irmãos, Edmílson, 53 anos, e Édson, 58, são médicos.”

(Correio Popular, Campinas, 20 out. 2000.)
a) O que aconteceria com Leão se ele, efetivamente, ficasse “aprimorando seus defeitos”? Reescreva o trecho de maneira que seja eliminado o equívoco.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


b) A expressão “por outro lado”, no início do segundo período, contribui para tornar o trecho incoerente. Por quê?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Construa uma nova versão do texto abaixo, utilizando em relação à palavra Vera, os mecanismos de coesão que julgar adequados.

“Desde cedo o rádio noticiava: um objeto voador não identificado estava provocando pânico entre os moradores de Valéria. A primeira reação de Vera foi sair da cama e correr para o porto. Fazia seis meses que Vera andava trabalhando em Parintins. Vera levantava cedo todos os dias e passava a manhã inteira conversando com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Vera estava em Parintins, tentando convencer os trabalhadores a mudar a técnica do plantio da várzea.”

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Abaixo, apresentamos alguns segmentos de discurso separados por ponto final. Retire o ponto final e estabeleça entre eles o tipo de relação que lhe parecer compatível, usando para isso os elementos de coesão adequados.
a) O solo do nordeste é muito seco e aparentemente árido. Quando caem as chuvas, imediatamente brota a vegetação.

b) Uma seca desoladora assolou a região sul, principal celeiro do país. Vai faltar alimento e os preços vão disparar.

c) O trânsito em São Paulo ficou completamente paralisado dia 15, das 14 às 18 horas. Fortíssimas chuvas inundaram a cidade.

No texto a seguir há um trecho que, se tomado literalmente (ao pé da letra), leva uma interpretação absurda.


"Um cadáver morto foi encontrado boiando em canal."

(Folha de S. Paulo, 2 nov. 1990.)


a) Identifique o trecho problemático.

____________________________________________________________________________________________________________________________________________


b) Diga qual a interpretação absurda que se pode extrair desse trecho.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


c) Qual a interpretação pretendida pelo autor?

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


d) Reescreva o trecho de forma que deixe explícita tal interpretação.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


Faça as alterações necessária para evitar a ambiguidade e/ou a incoerência dos períodos a seguir.

a) Desde os quatro anos minha mãe me ensinava a ler e escrever.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Vendo televisão nos EUA, as propagandas me chamaram a atenção.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


c) Andando pela calçada, o ônibus derrapou e pegou o funcionário quando entrava na livraria.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


d) Chegado ao aeroporto, o avião levantava voo.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


e) Depois da consulta o ginecologista lhe disse que estava esperando um bebê.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal