Edital de seleçÃo para programas de pós-graduaçÃo da uenf



Baixar 1,57 Mb.
Página10/11
Encontro25.04.2017
Tamanho1,57 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11

________________ANEXO 3 _________________________________________________
Carta de Intenção de Orientação

À

Banca de Seleção de Doutorado



Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais

Campos dos Goytacazes– RJ

Prezados,
Venho pela presente confirmar a minha disponibilidade e intenção de orientar o/a candidato (a) inscrito no processo seletivo 001/2016 para desenvolver atividades de pesquisa junto ao Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais conforme condições abaixo:


Nome do Orientador:




Lotação




Linha de Pesquisa

do PPGPS






Dados do Candidato:

Nome do candidato:




CPF do candidato:




Nível do Curso

Doutorado - 48 meses

Proposta do Projeto:





Regime dedicação

( ) Exclusiva ( ) Parcial

Declaramos estar cientes que a presente orientação se concretizará desde que o candidato/a seja aprovado/a e classificado/a no processo seletivo conforme estabelecido em edital próprio.

Campos dos Goytacazes, ____ de ________________ de 2015.

______________________________________

Orientador

______________________________________

Candidato

MESTRADO STRICTO SENSU


PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016

____ PROGRAMA____________________________

Mestrado em Políticas Sociais
Centro de Ciências do Homem (CCH)
Recomendado pela CAPES em nível de Mestrado stricto sensu em 12/12/2000 (CAA/CTC 296)
Conceito CAPES 4

__________ ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ___________________________________


PARTICIPAÇÃO E REGULAÇÃO

A área de concentração reflete o caráter interdisciplinar da proposta acadêmica do programa assim como a própria pluralidade das políticas sociais. A política social está fundada na existência de um princípio de justiça que se produz como parte da construção social que é gerada a partir de valores compartilhados socialmente e de normas coletivas que orientam a conduta. Consequentemente, o campo das políticas sociais está atravessado por lutas e confrontos de diferentes forças sociais, no processo de constituição, manutenção e contestação dos projetos de direção hegemônica de cada sociedade. Nesse sentido, torna-se imprescindível para esta proposta explicitar que a participação dos sujeitos e a regulação por parte do Estado, enquanto área de concentração perpassam em forma interdisciplinar as duas linhas de pesquisa propostas. Compreende-se a Participação como um conceito relacional e polissêmico que de nota tanto uma coesão social, quanto a capacidade dos indivíduos de influírem nos rumos de uma mudança social. Requer, antes de tudo, entender o modo como se operam os comportamentos e as atitudes dos sujeitos da ação, que variam da passividade ao ativismo social, requerendo que se leve em conta os aspectos emocionais, intuitivos e racionais que motivam a ação dos sujeitos, variando segundo a sociedade à qual pertencem e à época histórica em que se desenvolvem os acontecimentos estudados. Já a Regulação tem um estreito laço com os atos estatais de intervenção no cenário das políticas públicas. Essa ação se dá por meio de decretos e leis que buscam impor alguma regularidade no ato discricionário dos agentes, buscando, com isso, oferecer, no contexto social, a promoção do interesse público, vis-à-vis, o reconhecimento da necessidade do desenvolvimento.


__________ LINHAS DE PESQUISA_______________________________________



  1. EDUCACAO, CULTURA, POLITICA E CIDADANIA


Trata questões relativas às formas emergentes de cidadania, inclusão e participação social, sua relação com as diferentes modalidades de conhecimento e saberes e sua importância na consolidação da sociedade democrática. O foco se situa nas tensões decorrentes da participação e regulação na produção, distribuição e apropriação diferenciada dos bens sociais, educacionais, culturais e políticos pelos indivíduos e coletividades. Discutem-se as políticas educacionais e culturais no contexto do Estado democrático, o problema da desigualdade e seu papel na construção do espaço público republicano. Reúne ainda estudos culturais, históricos e de memória social, dando ênfase ao debate contemporâneo sobre patrimônio, identidade, diversidade cultural, gênero e universalização dos direitos de cidadania. Focaliza o estudo de questões e temáticas do campo da educação relativas ao agendamento da política educacional, a história da educação e aos direitos sociais.

  1. ESTADO, SOCIEDADE, MEIO AMBIENTE E TERRITÓRIO


Visa aprofundar a reflexão crítica sobre as relações entre estado, sociedade, meio ambiente e território que permeiam o debate contemporâneo das políticas sociais em escala nacional e regional. A análise recai sobre o estudo, monitoramento e avaliação de políticas setoriais espacialmente localizadas. Volta-se para o estudo dos impactos sociais destas transformações e as formas de gestão do território, do meio ambiente e do sistema produtivo. Aborda questões concernentes ao desenvolvimento e a sustentabilidade indagando as interações do Estado com organizações da Sociedade civil, movimentos sociais e comunidades humanas em ambientes urbanos e rurais. Discute temáticas correlatas, tais como os ordenamentos territoriais e ambientais, estratégias de apropriação, gerenciamento de recursos naturais e conflitos socioambientais em diferentes escalas de analise. Incorpora e articula nesta dimensão questões do agendamento das políticas sociais como bem estar, saúde, trabalho e moradia.

_________ VAGAS PARA O PRESENTE EDITAL ___________________________


TOTAL DE VAGAS: 20
__________ PERÍODO DE INSCRIÇÕES __________________________________

Período: 05/10/2015 a 13/11/2015

Horário: 14h às 18h (exceto sábados, domingos, feriados e recessos).
Local: Campus da UENF – Centro de Ciências do Homem/CCH, na Secretaria de Pós-Graduação em Políticas Sociais.
Inscrições via correio, serão aceitas somente aquelas que contiverem a documentação
completa, e que a data de postagem não exceda a data final, 13/11/2015, estipulada no calendário como data final das referidas inscrições. Estas deverão ser remetidas por SEDEX para:
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro/UENF
Centro de Ciências do Homem/CCH
Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais
Av. Alberto Lamego, 2000 – Parque Califórnia – Campos dos Goytacazes/RJ.
CEP 28013-600
___________ DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA ____________________________


Documentação –Parte comum
- Requerimento de inscrição (modelo próprio – Formulário 1, disponível no site do
Programa);
- Cópia do diploma de curso superior reconhecido pelo MEC, com duração plena ou
documento equivalente;

- Cópia do histórico escolar do curso superior;

- Duas fotos 3x4;

- 1 Cópia da carteira de identidade (expedida pelo órgão de Identificação civil, não serão aceitas carteiras de identificação expedidas por Conselho profissional e CNH), 1 cópia do CPF, 1 cópia do Título de Eleitor, 1 cópia do certificado de reservista e 1 cópia do Registro Civil (Certidão de nascimento ou casamento);

-Comprovante de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) em nome da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF, Banco BRADESCO, conta nº 302-6, Agência nº 6898-5 – O depósito pode ser realizado por transferência bancária e pode ser realizado em qualquer agência Bradesco, porém Não serão aceitos depósitos efetuado em caixa eletrônico.
Documentação – Parte específica
- 3 (três) vias impressas do Currículo Lattes, atualizado, (disponível para preenchimento no endereço http://lattes.cnpq.br), compreendendo informações dos últimos cinco anos no mínimo. Junto a cada currículo deverão ser anexados todos os comprovantes da vida acadêmica e profissional do candidato e organizados de acordo com a ordem dos itens constante da tabela de pontuação para avaliação anexa a este Edital (Anexo 2);

- 03 (três) vias impressas do Pré-Projeto em modelo próprio com até 10 páginas (Roteiro para elaboração de acordo com Anexo 3 deste edital).

- Três (03) cartas de referência, modelo próprio - Formulário 2 - disponível no site do
Programa. Encaminhada ao Programa EM ENVELOPE LACRADO, subscritas por
pessoas ligadas à formação universitária do candidato ou às suas atividades profissionais e externas à UENF;
Documentação – Cota

- Documentos para análise de solicitação de cota – conforme Anexo 4 – Os documentos de candidatos a cotas deverão vir em envelope lacrado, separado dos demais documentos exigidos neste edital. A documentação será enviada ao Serviço Social da UENF para análise seguindo o calendário de avaliação de pedidos de cotas.



Para alunos estrangeiros:

Além dos documentos acadêmicos pertinentes solicitados acima, será necessário apresentar:

- 01 Cópia do Passaporte;

- Diploma autenticado da graduação;

- Cópias do original do diploma, histórico e certidão de nascimento/casamento;

- Tradução juramentada para o português do diploma, histórico e certidão de nascimento/casamento para candidatos estrangeiros (exceto aqueles de língua espanhola).

- Certificado de suficiência em língua portuguesa para estrangeiros (Celpe-Bras intermediário ou equivalente), exceto se o candidato for oriundo de pais lusófono.

Todos os documentos deverão vir em envelope, ou, pasta, que seja suficiente para o acondicionamento dos mesmos. Os documentos deverão estar separados de acordo com sua especificação: Documento – parte comum, documento – parte específica, documento – cota.

_______ OBSERVAÇÕES _____________________________________________

1. Para candidatos que ainda não colaram grau, será exigido no ato da inscrição a
apresentação de uma declaração contendo a data provável da conclusão. No caso do
candidato ser aprovado deverá entregar o diploma ou certificado de conclusão do curso no dia da matrícula. A não apresentação deste impedirá o candidato de realizar a matrícula.

2. Os candidatos com necessidades especiais deverão informá-las no ato da inscrição,


especificando a necessidade de atendimento e/ou condições especiais para a realização da prova.

3. Os documentos dos candidatos não selecionados ficarão à disposição dos mesmos, para retirada na Secretaria da Pós-graduação em Políticas Sociais, até 60 dias após


divulgação final do resultado da seleção. Depois desta data os mesmo serão incinerados.
_________ DO PROCESSO SELETIVO ______________________________

AVALIAÇÃO DE PEDIDOS DE COTAS: (essas datas vão vir da PROPPG)

 Análise dos Processos de Cotistas –


 Resultado das Análises dos Pedidos –

 Período de Recurso:


 Resultado Final da Análise da Condição de Carência Socioeconômica e da Opção de
Cota:
O processo de seleção consistirá de duas fases.
Primeira Fase (classificatória e eliminatória)

24/11/2015 – (terça-feira)

09h às 13h: Prova de Conhecimento específico – seguindo bibliografia contida no anexo I.
03/12/2015 – (Quinta-feira)

Divulgação dos Resultados da primeira fase e do Cronograma de Entrevistas. O candidato estará apto para a segunda fase se obtiver nota igual ou superior a 7,0.


Os candidatos deverão consultar o quadro de avisos da Secretaria Acadêmica do CCH e/ou buscar informações na página do programa www.uenf.br/index.html/psociais.



Segunda Fase (classificatória e eliminatória)



14/12/2015 e 15/12/2015 (Segunda-feira e terça-feira)

Entrevista, análise de currículo e análise do pré-projeto.


Somente os alunos classificados na primeira fase terão seus currículos e pré-projetos avaliados.
Resultado Final - 18/12/2015 (sexta-feira)

– O resultado final será obtido pelo somatório das notas da primeira fase e da segunda fase dividido por dois. Serão considerados aptos para o ingresso ao mestrado os alunos que obtiverem nota igual ou superior a 7,0 respeitando-se a ordem de classificação e o número de vagas oferecido neste edital. Será admitida lista de espera.


- Os candidatos deverão consultar o quadro de avisos da Secretaria Acadêmica do CCH e/ou buscar informações na página do programa www.uenf.br/index.html/psociais
_____________ CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO ________________________

O processo de avaliação atenderá os seguintes critérios:


Primeira Fase

Prova de Conhecimentos Específicos:

Segundo bibliografia indicada no anexo 1. Somente os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 7,0 estarão habilitados para a segunda fase.

Segunda Fase

Análise de currículo:

Os currículos serão avaliados pela banca do concurso segundo critérios descritos no anexo 2 podendo alcançar nota de 0,00 (zero) a 10,0 (dez) segundo critério dos avaliadores. A nota terá Peso 2 (DOIS), ou seja, será multiplicada por 2.



Análise do pré-projeto:

Os pré-projetos serão avaliados pela banca do concurso podendo alcançar nota de 0,00 (zero) a 10,0 (dez) segundo critério dos avaliadores. A nota terá Peso 4 (QUATRO), ou seja, será multiplicada por 4.



Análise do pré-projeto:

Os pré-projetos serão avaliados pela banca do concurso podendo alcançar nota de 0,00 (zero) a 10,0 (dez) segundo critério dos avaliadores. A nota terá Peso 4 (QUATRO), ou seja, será multiplicada por 4.



Entrevista:
A entrevista será conduzida pela banca do concurso. A nota da entrevista poderá variar de 0,00 (zero) a 10,0 (dez) segundo critério dos entrevistadores. A nota terá Peso 4 (QUATRO), ou seja, será multiplicada por 4.

A nota da segunda fase dar-se-á pelo somatório da nota de cada subfase: análise do currículo, entrevista e análise do pré-projeto dividida por 10 (dez), ou seja, cada subfase terá sua nota multiplicada pelo valor de peso: 2 (análise de currículo), 4 (análise do pré-projeto) e 4 (entrevista) e depois serão somadas as notas e o total dividido por 10 (dez) considerando-se esta a nota final da segunda fase. Para maiores esclarecimentos consulte o exemplo abaixo:



Exemplo:
Considerando um candidato com as seguintes notas nas subfases
Análise de Currículo – Nota 5,0 multiplica-se por 2 = 10 (dez)
Análise de pré-projeto – Nota 6,0 multiplica-se por 4 = 24 (vinte e quatro)
Entrevista – Nota 7,0 multiplica-se por 4 = 28 (vinte e oito)
Total: pontos, 62 divide-se por 10
Nota Final da segunda fase: 6,2
Resultado Final:

Para fins de apuração da nota final, será considerada a média ponderada entre a nota da prova de conhecimentos específicos e a nota final da segunda fase. Os alunos que obtiverem nota final inferior a 7,0 (sete) estarão eliminados do processo seletivo.

Os Candidatos que obtiverem Nota Final igual ou superior a 7,0 (sete) serão relacionados em ordem decrescente das notas finais distribuídos pelo numero de vagas disponibilizadas. Em caso de igualdade de notas serão adotados, sucessivamente, os seguintes critérios de desempate:


  • Nota de avaliação da prova teórica.

  • Nota de avaliação do Currículo.

  • Nota de avaliação do pré-projeto de pesquisa.

  • Nota de avaliação da entrevista.

__________ PREENCHIMENTO DE VAGAS E DEMAIS PRERROGATIVAS _______

 As vagas serão preenchidas de acordo com a ordem de classificação dos candidatos, depois de aplicados os critérios de desempate, até o preenchimento total do número de vagas oferecidas, obedecendo-se o limite de vagas estabelecido.


Em caso de desistência de algum dos candidatos aprovados será obedecida a lista de espera a ser regulada pela ordem de classificação original estabelecida.

 A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais


deliberará sobre os casos omissos ou situações não previstas neste edital.

 Os projetos dos candidatos aprovados poderão sofrer mudanças de acordo com o


interesse do orientador e do Programa.

 O Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais funciona em regime de tempo


integral (40 horas/semana) e dedicação exclusiva. A critério da Comissão
Coordenadora poderão ser aceitos alunos em regime de dedicação parcial (com no
mínimo 20 horas/semana dedicadas ao Programa).

 Dependendo da disponibilidade de cotas UENF/FAPERJ, FAPERJ e CAPES, o


Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais poderá conceder bolsas de
mestrado. Não é permitida a concessão de bolsas a alunos com vínculo empregatício
ou dedicação parcial. A distribuição de bolsas terá por critério o mérito, respeitando
assim a classificação final dos candidatos aprovados nesta seleção e a disponibilidade
de bolsas da Universidade.

Os candidatos aprovados para ingresso no 1º semestre de 2016 prestarão exame de


proficiência de língua estrangeira (Inglês) no dia 14/01/2016, de 16h às 18h. A prova
de inglês não tem caráter eliminatório. Se os candidatos aprovados para ingresso no
1º semestre de 2016 não obtiverem nota igual ou superior a 7,0, será disponibilizado
pela Universidade um curso de inglês técnico para os mesmos durante um semestre,
os candidatos aprovados para ingresso no 1º semestre de 2016 não aprovados
deverão obter no curso nota igual ou superior a 7,0 para serem considerados aptos. O Programa aceitará também como comprovação de proficiência em inglês o curso disponibilizado pela CAPES, com aprovação no nível 2, após o término do curso o aluno deverá realizar uma prova sob a supervisão da Comissão Coordenadora do PPGPS, a ser marcada na época. Após a prova apresentar certificado de aprovação do curso,
DA RESERVA DE VAGAS - - Em atendimento ao disposto na Lei nº 6914 de 06 de novembro de 201 4 (http://www.alerj.rj.gov.br), do total de vagas ofertadas neste Edital de Seleção:

I- 12% (doze por cento) para estudantes graduados negros e indígenas; II – 12% (doze por cento) para graduados da rede pública e privada de ensino superior; III – 6% (seis por cento) para pessoas com deficiência, nos termos da legislação em vigor, filhos de policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração penitenciária, mortos ou incapacitados em razão do serviço.


- Os alunos que concorrerem às vagas reservadas às cotas, deverão apresentar a documentação necessária para a inscrição e a documentação elencada no Anexo 3.
- Os modelos da Autodeclaração Étnico-Racial e da Autodeclaração para indígenas, encontram-se no final deste Edital.

- O Formulário de Inscrição está disponível no site da UENF (http://uenf.br/posgraduacao/?grupo=POS-GRADUACAO).


- Caso persistirem vagas ociosas depois de esgotados os critérios de que trata o inciso II do artigo 1º, as vagas remanescentes deverão, obrigatoriamente, ser complementadas pelos candidatos não optantes pelo sistema de cotas (Art. 2º da Lei 6914). - A tabela com o quantitativo de vagas para os candidatos que optarem pelo sistema de cotas está no final deste edital.

Campos dos Goytacazes, 05 de outubro de 2015.



Comissão Coordenadora

Prof.ª Silvia Alicia Martinez (LEEL) - Coordenadora


Prof. Leandro Garcia Pinho (LEEL)
Prof.ª Paula Mousinho Martins (LCL)

______ ANEXO 1 ___________________________________________________

BIBLIOGRAFIA

Bibliografia Geral

Livros

FONSECA, A. e FAGNANI, E.(Org.) (2013) Políticas sociais, cidadania e desenvolvimento:


Economia, Distribuição da Renda e Mercado de Trabalho, São Paulo: Fundação Perseu
Abramo,(Vol.1)
______________________(2013) Políticas sociais, cidadania e desenvolvimento: Educação,
Seguridade Social, Pobreza, Política Urbana e demografia. São Paulo: Fundação Perseu
Abramo, (Vol.2)
MONTAGUT, Teresa. Una introducción Politica Social. Barcelona Ed. Ariel, 2014

Artigos

CARDOSO JUNIOR. José Celso Trabalho e Civilização. Políticas Sociais: acompanhamento


e análise, BPS, n. 22, Brasilia, 2014 pp. 613-632. Disponível em:
http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=23602&Itemid= 9
DRAIBE, Sônia Estados de Bem-Estar Social e estratégias de desenvolvimento na América
Latina. Um novo desenvolvimentismo em gestação? In: Sociologias, Porto Alegre, ano 13, no 27, mai./ago. 2011, p. 220-254. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/soc/v13n27/a09v13n27.pdf
JACCOUD, Luciana. Proteção social no Brasil: debates e desafios. In: Ministério do
Desenvolvimento Social, UNESCO (2009) Concepção e gestão da proteção social não
contributiva no Brasil. Disponível em
http://unesdoc.unesco.org/images/0018/001830/183075por.pdf


Linha 1

CALABRE, Lia. POLÍTICA CULTURAL NO BRASIL: UM HISTÓRICO. I ENECULT. 2005.


MENESES, Ulpiano Toledo B. de. O campo do Patrimônio Cultural: uma revisão de
premissas. In: IPHAN. I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural: Sistema Nacional de Patrimônio Cultural: desafios, estratégias e experiências para uma nova gestão, Ouro Preto/MG, 2009. Anais, vol.2, tomo 1. Brasília: IPHAN, 2012.
RUBIM, Antonio Albino Canelas. Políticas culturais no Brasil: tristes tradições. Revista Galáxia, São Paulo, n. 13, p. 101 -113, jun. 2007.

KRAWCZYK, Nora. A Pesquisa Em Educação e os desafios para área de política


educacional. In: GOUVEIA, Andréa Barbosa; PINTO, José Marcelino Rezende; CORBUCCI, Paulo Roberto (orgs.). Federalismo e políticas educacionais na efetivação do direito à educação no Brasil. Brasília : Ipea, 2011. pp.217-227.
ESPINOZA, Oscar. Reflexiones sobre los conceptos de “política”, políticas públicas y política educacional. In: Archivos Analíticos de Políticas Educativas. Volumen 17 Número 8 Abril 15, 2009. p. 1 -13
OLIVEIRA, Dalila Andrade. Das políticas de governo à política de estado: Reflexões sobre a atual agenda educacional brasileira. In: Educ. Soc., Campinas, v. 32, n. 115, p. 323-337, abr.- jun. 2011. p. 323-337. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br
Linha 2

DAS, Veena & POOLE, Deborah. "El estado y sus márgenes: etnografías comparadas". Cuadernos de Antropología Social. Nº 27, Buenos Aires: FFyL – UBA 2008. pp. 19–52


FLEURY, S. Reforma do Estado, Seguridade Social e Saúde no Brasil. In: MATTA, G.C.; LIMA, J.C.F. (Org.). Estado, sociedade e formação profissional em saúde: contradições e desafios em vinte Anos do SUS. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2008, p. 49-87. Disponível in: http://www.epsjv.fiocruz.br/index.php?Area=Material&Tipo=8&Num=95

HARVEY, David (2005): “Do administrativismo ao empreendorismo: a transformação da governança urbana no capitalismo tardio”. In:A Produção Capitalista do Espaço. São Paulo: Annablume, p. 163-190.


TOLEDO, Enrique de La Garza, La Flexibilidad del trabajo em América Latina, in TOLEDO,Enrique de La Garza (org) , Tratado Latinoamericano de Sociologia Del Trabajo, ed. El Colégio de México, Faculdad Latinamericana de Ciências Sociales, Universidad Autónoma Metropolitana, Fondo de Cultura Económica, México, 2000.

ACSELRAD, Henri. Justiça ambiental e construção social do risco. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 5, jan.-jun. Editora UFPR, 2002 p. 49-60.


LOUREIRO, Carlos Frederico. Educação ambiental e 'teorias críticas', in Guimarães, Mauro (org.) - Caminhos da educação ambiental. Da forma à ação. SP: Papirus, 2013.
SAMPAIO JR, Plínio de Arruda. Desenvolvimentismo e neodesenvolvimentismo: tragédia e farsa. Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 112, p. 672-688, out./dez. 2012.
VAINER, C. B. Cidade de exceção: reflexões a partir do Rio de Janeiro. Disponível em:
http://pfdc.pgr.mpf.gov.br/atuacao-e-conteudos-de-apoio/publicacoes/direito-amoradiaadequada/artigos/cidade-de-excecao-carlos-vainer
ZHOURI, Andréa, OLIVEIRA, Raquel. Desenvolvimento, Conflitos Sociais e Violência no Brasil Rural: o caso das usinas hidrelétricas. Ambiente & Sociedade, Campinas, v X, nº 2, juldez. 2007 p. 119-135.

Os textos, que não estiverem disponíveis na internet, serão disponibilizados para cópia na copiadora do CCH/UENF.



______ ANEXO 2 ___________________________________________________

AVALIAÇÃO DE CURRÍCULO - SELEÇÃO 2016 MESTRADO

1. Formação
1.1. Mini-cursos ou estágios na área - 0,3
1.2. Especialização / Aperfeiçoamento - 1,0
1.3. IC ou monitoria - 0,4
1.4. Extensão - 0,4
MÁXIMO DE 4,0

2. Produção Científica
2.1. Participação em congresso, sem resumo - 0,1
2.2. Resumo em congresso - 0,2
2.3. Resumo expandido - 0,3
2.4. Apresentação oral em congresso - 0,3
2.5. Publicação:
Artigo submetido comprovado
2.5.1.1. Primeiro autor - 0,5
2.5.1.2. Co-autor - 0,3
Artigo publicado ou no prelo
2.5.2.1. Primeiro autor - 1,0
2.5.2.2. Co-autor - 0,6
2.6. Prêmios - até 0,5
MÁXIMO DE 4,0

4. Experiências profissionais anteriores em área correlata:

Serão consideradas como áreas correlatas as seguintes experiências ou similares:


Coordenação e avaliação de eventos, gestão de projetos, elaboração, implantação e
avaliação de projetos, docência em ensino superior.
MÁXIMO DE 2,0
TOTAL 10,0
Obs: Cartas de referência serão analisadas e computadas junto com a entrevista.

______ ANEXO 3 _________________________________________________
Modelo de Pré-projeto

MODELO PRÓPRIO PGPS/CCH/UENF PARA APRESENTAÇÃO DE PRÉ-PROJETO.

Capa:
1. Título/subtítulo; Linha de Pesquisa e Projeto de Pesquisa ao qual o Pré-projeto se aplica; nome do Autor-Candidato.

Na sequência, desenvolver os seguintes itens (Obs: Não precisa mudar de página a cada novo item):

2. Resumo
3. Tema
4. Revisão bibliográfica
5. Hipótese(s)
6. Objetivo(s)
7. Metodologia
8. Justificativa
9. Cronograma
10. Bibliografia

- Formatação: Word, Times New Roman 12, espaçamento 1,5;



____ ANEXO 4 _________________________________________________
Documentação Cotas

Foto
Colorida
3X4

DECLARAÇÃO

De acordo com a Lei Estadual nº 6914/2014, eu, __________________________________________________________________________________, inscrito no Processo Seletivo da Pós-Graduação da UENF/ 2016, DECLARO, sob pena das sanções penais, previstas no Decreto-lei nº 2848/1940


(Código Penal, artigos 171 e 299), administrativas (nulidade de matrícula, dentre outros) e civis (reparação ao erário), além das sanções previstas nas normas internas da UENF, identificar-me como
NEGRO.

Informo a seguir o(s) critério(s) utilizado(s) para me autodeclarar negro.

( ) Características físicas. Especifique: _____________________________________________________

( ) Origem familiar/antepassados. Especifique: ______________________________________________

( ) Outros. Especifique: _________________________________________________________________

Declaro, ainda, estar ciente de que, após matriculado na UENF, poderei ser convocado por comissões específicas da Universidade para verificação da afirmação contida na presente declaração.

Campos dos Goytacazes, ____ de ______________ de ______.

___________________________________________________________________


(Assinatura do Candidato)

___________________________________________________________________


(Assinatura Testemunha)

___________________________________________________________________


(Assinatura Testemunha)


Foto
Colorida


3X4

DECLARAÇÃO

De acordo com a Lei Estadual nº 6914/2014, eu, ___________________________________________________________________________________, inscrito no Processo Seletivo da Pós-Graduação


da UENF/ 2016, DECLARO, sob pena das sanções penais, previstas no Decreto-lei nº 2848/1940 (Código Penal, artigos 171 e 299), administrativas (nulidade de matrícula, dentre outros) e civis (reparação ao erário), além das sanções previstas nas normas internas da UENF, identificar-me como
INDÍGENA.

Informo a seguir o(s) critério(s) utilizado(s) para me autodeclarar índio.

( ) Características físicas. Especifique: _____________________________________________________

( ) Origem familiar/antepassados. Especifique: ______________________________________________

( ) Outros. Especifique: _________________________________________________________________

Declaro, ainda, estar ciente de que, após matriculado na UENF, poderei ser convocado por comissões específicas da Universidade para verificação da afirmação contida na presente declaração.

Campos dos Goytacazes, ____ de ______________ de ______.

___________________________________________________________________


(Assinatura do Candidato)

___________________________________________________________________


(Assinatura Testemunha)

___________________________________________________________________


(Assinatura Testemunha)

CENTRO DE CIÊNCIAS DO HOMEM – CCH
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA POLÍTICA

(Recomendação CAPES – CTC/CAPES nº 458/11, em 14/07/2006)
EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO E DOUTORADO – 2016

Área de Concentração:

Sociologia Política


Período de Inscrição:

Início da Inscrição: 05/10/2015

Término da Inscrição: 13/11/2015

Horário: 10:00h – 14:00h (exceto sábados, domingos, feriados e recessos).

As inscrições poderão ser feitas no endereço abaixo ou pelos Correios (data de postagem até 13/11/2015).

Endereço para inscrição e contatos com o Programa:

Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política

Centro de Ciências do Homem – CCH / Térreo

UENF


Av. Alberto Lamego, 2000

Parque Califórnia – Campos dos Goytacazes – RJ

CEP 28013-602

Telefone: (22) 2739-7281

e-mail do PPGSP: sociologiapolitica@uenf.br

Home-page do PPGSP: http://uenf.br/pos-graduacao/sociologia-politica/

e-mail para encaminhamento da documentação de alunos estrangeiros:

alunosestrangeiros.uenf@gmail.com


Documentos exigidos:
• Requerimento de inscrição: modelo próprio que pode ser obtido na homepage do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UENF. Procurar Formulário de Inscrição para Aluno Regular ou Estrangeiro: http://www.uenf.br/Uenf/Pages/CCH/Pos_Sociologia/

• Cópia do diploma de curso superior ou documento equivalente e comprovante de Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo MEC (para candidatos ao mestrado). O candidato(a) que ainda não colou grau deverá apresentar no ato da inscrição declaração da sua IES contendo a data provável da colação de grau. A matrícula é vinculada a apresentação de certificado de conclusão do Curso;

• Cópia do diploma de mestrado, ou equivalente (para candidatos ao doutorado). O candidato(a) que ainda não defendeu a dissertação de mestrado deverá apresentar no ato da inscrição declaração da sua IES contendo a data provável da defesa. A matrícula é vinculada à apresentação de certificado de conclusão do Curso;

• Diploma autenticado da graduação para candidatos estrangeiros ao mestrado e diplomas autenticados de graduação e mestrado para candidatos estrangeiros ao doutorado.

• Cópias do original e da tradução juramentada para o português dos diplomas, históricos e certidão de nascimento/casamento para candidatos estrangeiros, exceto aqueles de língua espanhola ou inglesa.

• Cópia da dissertação de mestrado para os candidatos ao doutorado (para os candidatos que já defenderam a dissertação);

• Histórico escolar da graduação (para candidatos ao mestrado);

• Histórico escolar do mestrado (para candidatos ao doutorado);

• Curriculum vitae documentado (anexar cópias dos certificados e declarações de participação em eventos e/ou cursos), preferencialmente o modelo Lattes/CNPq;

• Duas fotos 3x4;

• Cópia da carteira de identidade, do CPF, do título de eleitor, do registro civil (certidão de nascimento ou casamento) e do documento militar;

• 3 (três) cartas de recomendação encaminhadas ao Programa em ENVELOPE LACRADO;

• Pré-projeto de dissertação (mestrado) e de tese (doutorado), em 3 (três) vias;

• Comprovante de pagamento da taxa de inscrição de R$ 50,00 (cinquenta reais) em qualquer Agência BRADESCO, Conta Nº 302-6, Agência Nº 6898-5, Universidade Estadual do Norte Fluminense. NÃO SERÃO ACEITOS DEPÓSITOS EM CAIXAS ELETRÔNICOS.

• Para candidatos estrangeiros não serão cobradas taxas referentes ao ato de inscrição.
A seleção para mestrado ou doutorado requer comprovação de proficiência em inglês mediante as seguintes opções:
a) prova escrita de tradução livre de texto, sendo permitida consulta a dicionários (inglês-inglês e/ou inglês-português)

b) certificado de Proficiência em Inglês do Test Of English as a Foreign Language– TOEFL (mínimo de 213 pontos para o CBT TOEFL ou 500 pontos para o TOEFL tradicional) ou do International English Language Test – IELTS (mínimo de 6,0 pontos); Os candidatos estrangeiros, residentes fora do Brasil, selecionados que não apresentarem um dos comprovantes de proficiência em Inglês acima mencionados deverão realizar a prova e obter aprovação no próximo processo seletivo para o PPGSP, sob pena de desligamento.

c) Certificado de suficiência em língua portuguesa para estrangeiros (CELPEBRAS básico), salvo se o candidato for oriundo de pais lusófono;
Conteúdo do pré-projeto de dissertação de mestrado (máximo de 5 páginas, fonte 12 Times New Roman e espaço 1,5):

- Título;

- Delimitação do tema;

- Abordagem teórico-metodológica;

- Referências.
Conteúdo do pré-projeto de tese de doutorado (máximo de 20 páginas, fonte 12 Times New Roman e espaço 1,5):

- Título;

- Delimitação do tema e objetivos;

- Justificativa (relevância do tema selecionado);

- Abordagem teórica;

- Hipótese(s) de trabalho;

- Metodologia e fontes das informações que se pretende utilizar;

- Referências.



PROCESSO DE SELEÇÃO DO MESTRADO
1ª ETAPA: Prova de Conhecimentos e Exame de Proficiência em Inglês (para quem não apresentou certificado):
01/12/2015 – 9:30h às 12:00h: Prova de Conhecimentos

Local: Centro de Ciências do Homem – CCH

Prova de caráter eliminatório, sem consulta, consistindo em duas ou três questões dissertativas sobre temas vinculados à bibliografia abaixo relacionada. A nota mínima exigida para aprovação no exame será de 7,0 (sete) num total de 10 (dez) pontos.


Bibliografia Básica:

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand, 1998. Capítulos. 1, 3, 6 e 7.

FERNANDES, Florestan. A Sociologia no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1977. Capítulo 3.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora UNESP, 1991.

MARX, Karl, Manuscritos econômico-filosóficos e outros textos escolhidos, São Paulo, Abril Cultural, 1978 (terceiro manuscrito) pp. 6-48.

O’DONNELL, Guillermo. Accountability horizontal e novas poliarquias. Revista Lua Nova, São Paulo, n. 44, 1998. pp. 27-54.


OLSON, Mancur. A Lógica da Ação Coletiva. São Paulo: Edusp. 1999. Introdução, capítulos. 1, 2 e 6.
SOUZA, Celina. Políticas Públicas: uma revisão de literatura. Sociologias, v. 8, n. 16, jul./dez., 2006, pp. 20-45.

WAGNER, Peter. Crises da Modernidade: A Sociologia Política no Contexto Histórico. Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 31, 1996, pp. 29-43.


WEBER, Max. “A ciência como vocação”, in Ensaios de sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1979. (várias edições).
01/12/2015 – 15:00h às 17:00h: Exame de Proficiência em Inglês

Local: Centro de Ciências do Homem – CCH

Exame de caráter eliminatório, com consulta a dicionários (inglês-inglês ou inglês-português), para quem não apresentou certificado. O exame constará de tradução livre para o português de texto relativo às linhas de pesquisa do Programa. A nota mínima exigida para aprovação no exame será de 6 (seis) num total de 10 (dez) pontos.


Divulgação do resultado da 1ª Etapa: 04/12/2015 - A divulgação será feita no quadro de avisos da Secretaria de Pós-Graduação do CCH, localizada no térreo do CCH, e na home-page do PPGSP.
2ª ETAPA: Análise de Currículo, do Pré-Projeto de Dissertação e Entrevista
07/12/2015 a 08/12/2015 - Análise do currículo, do pré-projeto e entrevista, de caráter eliminatório. A nota mínima exigida para aprovação na 2ª etapa será de 7 (sete) num total de 10 (dez) pontos. Os horários das entrevistas serão informados pela banca examinadora junto com a divulgação dos candidatos selecionados para a 2ª etapa.

Para alunos estrangeiros o processo seletivo para mestrado constará das seguintes etapas: A Comissão Coordenadora do Programa (CCP) após analisar o projeto de pesquisa e o curriculum vitae do candidato, emitirá parecer fundamentado pela sua Aceitação ou não.

Na análise do projeto de pesquisa para Mestrado serão apreciados os seguintes itens: a) Enquadramento nas linhas de pesquisa e áreas de concentração do Programa; b) Delimitação do tema e objetivos; c) Fundamentação teórica; d) Adequação metodológica; e) Referências.

Na análise do curriculum vitae, para Mestrado de alunos estrangeiros serão apreciados os seguintes itens: a) Experiência em pesquisa científica; b) Certificado de especialização, aperfeiçoamento ou equivalente, concedido por instituição pública ou privada de reconhecida idoneidade; c) Histórico escolar da graduação; d) Publicação de trabalhos que revelem valor científico, comprovada por fotocópias ou cópias escaneadas; e) Experiência profissional; f) Bolsas de estudo /pesquisa recebidas.


Divulgação do Resultado Final: 10/12/2015 - A divulgação será feita no quadro de avisos da Secretaria de Pós-Graduação do CCH, localizada no térreo do CCH, e na home-page do PPGSP.

*Critérios de Classificação (Mestrado):

Pesos
Prova de conhecimentos 4
Proficiência em inglês 2

Pré-projeto de dissertação

Curriculum vitae 4

Entrevista

*Estes critérios não se aplicam aos candidatos estrangeiros

PROCESSO DE SELEÇÃO DO DOUTORADO
1ª ETAPA: Exame de Proficiência em Inglês e Avaliação do Pré-Projeto de Tese
01/12/2015 – 15:00h às 17:00h: Exame de Proficiência em Inglês

Local: Centro de Ciências do Homem – CCH

Exame de caráter eliminatório, com consulta a dicionários (inglês-inglês e/ou inglês-português), para quem não apresentou certificado.

O exame constará de tradução livre para o português de texto relativo às linhas de pesquisa do

Programa. A nota mínima exigida para aprovação no exame será de 6 (seis) num total de 10 (dez) pontos.


02/12/2015 a 03/12/2015: Avaliação do Pré-Projeto de Tese de caráter eliminatório e nota mínima exigida para aprovação na avaliação será 7 (sete) num total de 10 (dez) pontos.

Divulgação do resultado da 1ª Etapa: 04/12/2015 - A divulgação será feita no quadro de avisos da Secretaria de Pós-Graduação do CCH, localizada no térreo do CCH, e na home-page do PPGSP.
2ª ETAPA : Análise de Currículo e Entrevista
07/12/2015 a 08/12/2015 - Análise de currículo e entrevista de caráter eliminatório. A nota mínima exigida para aprovação na 2ª etapa será de 7 (sete) num total de 10 (dez) pontos. Os horários das entrevistas serão informados pela banca examinadora junto com a divulgação dos candidatos selecionados para a 2ª etapa.
Para alunos estrangeiros o processo seletivo para doutorado constará das seguintes etapas: A Comissão Coordenadora do Programa (CCP) após analisar o projeto de pesquisa e o curriculum vitae do candidato, emitirá parecer fundamentado pela sua Aceitação ou não.

Na análise do projeto de pesquisa para Doutorado serão apreciados os seguintes itens: a) Enquadramento nas linhas de pesquisa e áreas de concentração do Programa; b) Delimitação do tema e objetivos; c) Fundamentação teórica; d) Hipótese(s) de trabalho; e) Adequação metodológica e fontes de informação que pretenda utilizar; f) Referências.

Na análise do curriculum vitae, para Doutorado de alunos estrangeiros serão apreciados os seguintes itens: a) Experiência em pesquisa científica; b) Certificado de especialização, aperfeiçoamento ou equivalente, concedido por instituição pública ou privada de reconhecida idoneidade; c) Histórico escolar da graduação e do mestrado; d) Publicação de trabalhos que revelem valor científico e originalidade, comprovada por fotocópias ou cópias escaneadas; e) Experiência profissional; f) Bolsas de estudo/pesquisa recebidas.
Divulgação do Resultado Final: 10/12/2015 - A divulgação será feita no quadro de avisos da Secretaria de Pós-Graduação do CCH, localizada no térreo do CCH, e na home-page do PPGSP.
Critérios de Classificação (Doutorado)*:

Pesos
Pesos Proficiência em Inglês 2


Pré-projeto de tese 4
Curriculum vitae

Entrevista 4


*Estes critérios não se aplicam aos candidatos estrangeiros.
Informações Gerais:

Número de vagas oferecidas: 10 (dez) vagas para mestrado e 10 (dez) vagas para doutorado.


As vagas serão preenchidas de acordo com a ordem de classificação dos candidatos aprovados, sem obrigação do preenchimento total do número das vagas oferecidas. A critério da Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, caso seja aprovado um número de candidatos superior ao das vagas oferecidas, poderão ser convocados candidatos excedentes em virtude de desistência ou não comparecimento - dentro dos prazos regulamentares - de candidatos aprovados, respeitada a ordem de classificação geral.

A Comissão de Seleção é soberana em suas decisões. Os casos omissos ou situações não previstas serão resolvidos pela Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política.

O Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política funciona em regime de tempo integral. A critério da Comissão Coordenadora do Programa, poderão ser aceitos alunos em regime de dedicação parcial.

A aprovação no processo de seleção não garante a concessão de bolsa de estudo. Dependendo da disponibilidade de recursos o Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política poderá conceder bolsas de mestrado e doutorado para os candidatos selecionados, de acordo com a classificação obtida no exame de seleção, segundo as normas do programa.

O prazo para retirada da documentação dos candidatos não aprovados é de 30 (trinta) dias após a data de divulgação do resultado final. Após esse período, os mesmos serão recolhidos para efeito de reciclagem.

O candidato estrangeiro selecionado deverá matricular-se, no momento adequado, para o próximo período letivo oficial. Se o candidato não realizar a matrícula, entender-se-á que desistiu da vaga. Aplicam-se ao aluno estrangeiro matriculado todas as regras do Programa aplicáveis aos demais alunos, inclusive acerca dos créditos necessários, prazos e defesa de trabalho final.

O aluno estrangeiro deverá demonstrar que possui recursos para sua manutenção no país durante a vigência do curso (bolsa, salário, etc).

É de inteira responsabilidade do aluno estrangeiro a inscrição, a matrícula, o transporte, a estada, o visto de estudos etc. O visto deverá ser válido para entrada e permanência no país durante todo o período de realização do Curso. A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro ou seus órgãos não se responsabilizam por qualquer Auxílio Financeiro ao aluno estrangeiro.



CENTRO DE CIÊNCIAS DO HOMEM - CCH

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COGNIÇÃO E LINGUAGEM

INFORMAÇÕES PARA PROCESSO DE SELEÇÃO PARA

O MESTRADO E DOUTORADO
1º SEMESTRE DE 2016

PROGRAMA

Mestrado / Doutorado em Cognição e Linguagem

Centro de Ciências do Homem (CCH)

Recomendado pela CAPES em nível de Mestrado (1999) e Doutorado (2013) - Conceito 4
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

COGNIÇÃO E LINGUAGEM


LINHAS DE PESQUISA
A Linha 1 “Pesquisas Interdisciplinares em Comunicação, Educação e Novas Tecnologias da Informação” (PICENTI) é dedicada a pesquisas interdisciplinares centrada na Teoria da Comunicação, na Semiótica e no Discurso. Interessa ao Programa na abordagem dos fenômenos da atualidade, especialmente no ambiente da cibercultura, a emergência de novos problemas para a comunicação, isto é, como os princípios da comunicação podem ser aplicados áreas das Ciências da Natureza, do Direito e da Saúde. O estudo da Educação está centrado nas Teorias da Aprendizagem, nas Metodologias de Ensino e no estudo das relações entre Educação e Saúde e entre Educação e Discurso. Entretanto, não pretendemos conduzi-lo à maneira tradicional dos programas de pedagogia, mas buscando enfocar os processos educacionais como processos de comunicação e interação, dedicando atenção especial ao uso das novas tecnologias da informação no processo educativo. Finalmente, o estudo específico das Novas Tecnologias da Informação, embora envolva aspectos técnicos bastante específicos, é interdisciplinar por sua natureza, envolvendo os processos de comunicação e prestando-se a aplicações educacionais. O uso dessas novas tecnologias deve ser visto como variações no uso da linguagem e novas formas de aquisição de conhecimento, e estudado no contexto da cultura contemporânea.
A Linha 2 “Pesquisas interdisciplinares em Ciências Humanas, Artes e Filosofia” (PICHAF) concentra pesquisas interdisciplinares em Ciências Humanas, Artes e Filosofia. Esta aparente dispersão de objetos se unifica, metodologicamente, pela abordagem interdisciplinar e, em termos de conteúdo, pelo foco na cognição e na linguagem. Disciplinas como a Psicanálise e a Hermenêutica, por exemplo, frequentemente tão encasteladas em si mesmas, só nos interessam na medida em que se abram ao diálogo interdisciplinar e tenham como objeto de interesse a linguagem e a aquisição de conhecimento. Ciências cognitivas como a Psicologia Cognitiva, a Neuropsicologia e a Linguística na sua diversidade de disciplinas são também áreas de profundo interesse para a condução de pesquisas interdisciplinares dirigidas aos fenômenos da linguagem e do conhecimento. As teorias da arte também encontram aqui o seu espaço na medida em que são exploradas como formas especiais de linguagem, as quais dependem de processos de cognição específicos e possibilitam, por outro lado, uma terceira forma de conhecimento do mundo, ao lado da Filosofia e da Ciência. Dentro do amplo universo da Filosofia, por outro lado, esta linha de pesquisa privilegia a Filosofia da Linguagem, articulada principalmente à linguística e à comunicação e questões de ética e de bioética; a hermenêutica, em diálogo com as ciências cognitivas; e a filosofia da cultura, voltada principalmente para o impacto cultural das novas tecnologias da informação.

RELAÇÃO VAGAS/LINHA DE PESQUISA MESTRADO
Linha de Pesquisa 1: 14 (quatorze) vagas
Linha de Pesquisa 2: 13 (treze) vagas
TOTAL DE VAGAS: 27 (vinte e sete) vagas

RELAÇÃO VAGAS/LINHA DE PESQUISA DOUTORADO
Linha de Pesquisa 1: 6 (seis) vagas
Linha de Pesquisa 2: 6 (seis) vagas
TOTAL DE VAGAS: 12 (doze) vagas
Obs1.: Para a distribuição das vagas descritas acima serão adotados os critérios previstos na LEI Nº 6914 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014, conforme anexo IV.
Obs2.: As vagas previstas poderão ser remanejadas entre as duas linhas de pesquisas em caso de não aprovação de candidatos em número suficiente para uma determinada linha.
PERÍODO DE INSCRIÇÕES
Período: 05/10/2015 a 13/11/2015

Horário: das 13 às 18 horas (exceto sábados, domingos, feriados e recessos).

Local: Campus da UENF – Centro de Ciências do Homem/CCH, na Secretaria de Pós-Graduação em Cognição e Linguagem: Tel. (22) 2739.7186 Fax (22) 2739.7281 - e-mail: pgcl-cch@uenf.br

Inscrições via correio: serão aceitas somente aquelas que contiverem a documentação completa, e cuja data de postagem não exceda o dia 13/11/2015, estipulada no calendário para a efetuação das referidas inscrições.

Estas deverão ser remetidas por SEDEX para:

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro/UENF

Centro de Ciências do Homem/CCH

Programa de Pós-Graduação em Cognição e Linguagem

Av. Alberto Lamego, 2000 – Parque Califórnia – Campos dos Goytacazes/RJ.

CEP 28013-600




Documentação Necessária para a Inscrição:

Obs: O Formulário Obrigatório para contagem de pontos em produção científica do candidato estará disponibilizado no site do Programa.

  • Requerimento de inscrição (modelo próprio – Formulário 1);

  • Cópia do diploma de curso superior de graduação reconhecido pelo MEC ou Ata de Defesa de Conclusão de Curso;

  • Cópia do diploma do mestrado para candidatos ao Doutorado ou Ata de Defesa de Conclusão do Mestrado (Ata com validade máxima de 12 meses);

  • Histórico escolar da Graduação e do Mestrado (para candidatos ao Doutorado);

  • Três Cartas de Referência (modelo próprio) subscritas por pessoas ligadas à formação universitária do candidato ou às suas atividades profissionais (encaminhamento à Coordenação do respectivo Programa);

  • Duas fotos 3x4;

  • Cópia da carteira de identidade, do CPF, do título de eleitor, do certificado militar, da certidão de nascimento ou casamento;

  • Três copias do Pré-Projeto, sem a identificação do candidato e do professor (orientador) proposto, pois a avaliação será por pares “às cegas”;

  • Três copias do currículo Lattes atualizado pelo menos até setembro de 2015 (sendo uma cópia documentada).

  • Comprovante de pagamento da taxa de inscrição de R$ 50,00 (cinqüenta reais) em qualquer agência BRADESCO, conta Nº 302-6, Agência 6898-5, em nome da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.


NÃO SERÃO ACEITOS DEPÓSITOS EM CAIXA ELETRÔNICO
DURANTE TODO O PROCESSO DE SELEÇÃO O CANDIDATO SERÁ

IDENTIFICADO PELO SEU NÚMERO DE INSCRIÇÃO

___OBSERVAÇÕES _________________________________________________



  • Os candidatos com necessidades especiais deverão informá-las no ato da inscrição, especificando-as.

  • Candidatos ao programa de doutorado, que estiverem em viagem para o exterior participando de programas públicos dos governos Estaduais e ou Federal de pesquisa (por ex. Ciência sem Fronteiras), poderão solicitar a participação na segunda etapa (fase das entrevistas) por via eletrônica “vídeo conferência”, caso seja aprovado na primeira fase (análise do Currículo e Pré-Projeto), sendo dado aos mesmos: igual tempo de arguição, mesma composição de banca de entrevista, e gravação do evento para posterior transcrição, mantendo a mesma registrada para eventuais verificações. A entrevista deverá seguir a ordem determinada na divulgação das bancas. Cabe destacar que o procedimento de defesa pública utilizando recursos de vídeo conferência é uma prática reconhecida na UENF.


Atenção: Os documentos e notas de cada etapa dos candidatos não selecionados, ficarão à disposição dos mesmos, para retirada na Secretaria da Pós-Graduação em Cognição e Linguagem, até 60 dias após o prazo final da seleção. Depois desta data os mesmo serão incinerados.

______ DO PROCESSO SELETIVO – MESTRADO ________________


Primeira Fase (classificatória e eliminatória)
19/11/2015 – (quinta-feira)

09h às 12h: Prova de Conhecimento específico – seguindo bibliografia contida no anexo III e orientações para a prova no anexo IV.


Até o dia 01/12/2015 – (Segunda Feira)
Divulgação dos Resultados da primeira fase e do Cronograma de Entrevistas.

Os candidatos deverão consultar o quadro de avisos da Secretaria Acadêmica do CCH e/ou buscar informações na página do programa: www.pgcl.uenf.br


Segunda Fase (classificatória e eliminatória)

04/12/2015 – (sexta feira)

Entrevista, análise de currículo e análise do pré-projeto.

Somente os alunos classificados na primeira fase terão seus currículos e pré-projetos avaliados.
Até 08/12/2014 – (terça feira)

Resultado Final – O resultado final será obtido pelo somatório das notas da primeira fase e da segunda fase dividido por dois. Serão considerados aptos para o ingresso ao mestrado os alunos que obtiverem nota igual ou superior a 70 e respeitando-se a ordem de classificação e o número de vagas oferecido neste edital.

Os candidatos deverão consultar o quadro de avisos da Secretaria Acadêmica do CCH e/ou buscar informações na página do programa www.pgcl.uenf.br
___ CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO __________________________________
O processo de avaliação atenderá os seguintes critérios:

Na primeira Fase

Prova de Conhecimentos Específicos:

Seguindo bibliografia indicada no anexo III. Somente os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 70 estarão habilitados para a segunda fase.
Na segunda Fase:

Na segunda fase serão considerados: análise do currículo, pré-projeto, entrevista, publicação de artigos em periódicos e/ou eventos e cartas de referência, podendo o candidato alcançar a nota de 0 (zero) a 100 (cem).


Resultado Final: Para fins de apuração da nota final, será considerada a média entre a nota da prova de conhecimentos específicos e a nota final da segunda fase. Os alunos que obtiverem nota final inferior a 70 (setenta) estarão eliminados do processo seletivo.
DO PROCESSO SELETIVO – DOUTORADO
1ª ETAPA: Análise de Currículo e do Pré-Projeto


  • Análise de Currículo e Pré-Projeto

16/11/2015 a 23/11/2015 - Análise do currículo (obrigatoriamente no formato Lattes) e do pré-projeto, com caráter eliminatório. A nota mínima exigida para aprovação na 1ª etapa será de 70 (setenta) num total de 100 (cem) pontos (vide critérios e tabela anexo I).

Na análise do Currículo Lattes e documentos apresentados, serão apreciados os seguintes itens: a) Experiência em pesquisa científica e publicações comprovadas; b) Histórico escolar da Graduação e do Mestrado; c) Experiência profissional na área de estudo proposta; d) Bolsas de estudo/pesquisa recebidas.



Divulgação do resultado da 1ª Etapa até 24/11/2015 - A divulgação será feita no quadro de avisos do Programa de Pós-Graduação em Cognição e Linguagem localizado no prédio do CCH, primeiro andar e/ou na página web do Programa (a mesma poderá ser divulgado antes da data final marcada, dependendo do andamento dos trabalhos desta comissão). Não divulgaremos notas e nomes de alunos reprovados, porém as mesmas estão disponíveis na secretária do programa , juntamente com os documentos apresentados, dentro do prazo de 60 dias após a divulgação de cada etapa correspondente).


2ª ETAPA: Entrevista

1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal