Domínio Expansão e mudança nos séculos XV e XVI subdomínio o expansionismo europeu Subdomínio 2



Baixar 1,39 Mb.
Página11/14
Encontro24.12.2016
Tamanho1,39 Mb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14



Domínio 7. O arranque da “Revolução Industrial” e o triunfo dos regimes liberais conservadores

Subdomínio 7.1. Da “Revolução Agrícola” à “Revolução Industrial” Aula n.º 42

Situação-problema: Com tantos estímulos, a Inglaterra foi “forçada” ao arranque industrial.

Questões orientadoras:
– Quais as condições políticas e sociais da prioridade inglesa?

– Em que medida é que o desenvolvimento do comércio colonial e do setor financeiro foi essencial ao arranque da industrialização?

– Que condições naturais e tecnológicas contribuíram para o pioneirismo inglês?


Metas Curriculares

Estratégias de aprendizagem/Recursos

Avaliação

Conteúdos/Conceitos

Objetivos Gerais/

Descritores



Manual e Caderno do Aluno

Outros Recursos

O arranque da “Revolução Industrial” na Inglaterra

Conceito: Revolução Industrial

Objetivo Geral 1 – Compreender os principais condicionalismos explicativos do arranque da Revolução Industrial na Inglaterra
Descritor 4 – Enunciar as condições políticas e sociais da prioridade inglesa.
Descritor 5 – Relacionar o desenvolvimento do comércio colonial e do setor financeiro com a disponibilidade de capitais, matérias-primas e mercados, essenciais ao arranque da industrialização.
Descritor 6 – Referir as condições naturais e as acessibilidades do território inglês que contribuíram para o pioneirismo da sua industrialização.

1.º momento – Levantamento das ideias prévias dos alunos sobre o conceito de “Revolução Industrial”, com o respetivo registo no quadro.

• registo da situação-problema no quadro.


2.º momento – Desenvolvimento da aula:

• observação, análise, leitura e interpretação das imagens, mapas, textos e esquema (F1, F2, F3, F4, F5, F6 e F7, pp. 132 e 133) para os alunos:

– aplicarem o conceito de iniciativa privada;

– indicarem a origem de matérias-primas necessárias à industrialização inglesa;

– localizarem as regiões da Inglaterra que foram pioneiras no processo de industrialização.
3.º momento – Síntese:

• elaboração de um comentário à situação-problema: Com tantos estímulos, a Inglaterra foi “forçada” ao arranque industrial.

resposta ao Já sabes o fundamental…? (p. 133 do manual).
4.º momento – Avaliação:

Trabalha com…

– resolução da ficha Aula a Aula 40, p. 45 do Caderno do

Aluno.


PowerPoint Didático n.º 5

PowerPoint

– Guia de Exploração do PowerPoint.
e-Manual

Recursos diversos


Mistério da História

• Registo da capacidade para selecionar informação adequada aos temas em estudo
• Registo da capacidade para usar fontes diferentes (textos, ilustrações, esquemas, mapas, barras cronológicas, imagens…) e com mensagens diversas
Registo do interesse, participação no diálogo e empenho nas tarefas propostas
• Registo da capacidade para sintetizar a informação
• Registo da correção na expressão oral e escrita em língua portuguesa
• Registo da capacidade para aplicar e integrar as aprendizagens




Domínio 7. O arranque da “Revolução Industrial” e o triunfo dos regimes liberais conservadores

Subdomínio 7.1. Da “Revolução Agrícola” à “Revolução Industrial” Aula n.º 43

Situação-problema: Entre 1780 e 1850, uma revolução [...] abriu as portas a [...] um mundo de fontes de energia. Carlo Cipolla, historiador (século XX)

Questões orientadoras:
– Como se caracterizou a primeira fase da industrialização?

– Em que consistiram as “revoltas luditas”?



Metas Curriculares

Estratégias de aprendizagem/Recursos

Avaliação

Conteúdos/Conceitos

Objetivos Gerais/

Descritores



Manual e Caderno do Aluno

Outros Recursos

A industrialização europeia meados do século XVIII a inícios do século XIX

Conceitos: Fonte de energia;

Assalariado; Contestação social



Objetivo Geral 2 – Conhecer e compreender as características das etapas do processo de industrialização europeu de meados do século XVIII e inícios do século XIX
Descritor 1 – Definir os conceitos de maquinofatura e de indústria, distinguindo-os das noções de artesanato, manufatura e indústria assalariada ao domicílio.
Descritor 2 – Identificar as principais características da primeira fase da industrialização (“Idade do vapor”).
Descritor 3 – Referir a importância da incorporação de avanços científicos e técnicos nas indústrias de arranque

(têxtil e metalurgia).


Descritor 4 – Reconhecer as “revoltas luditas” como primeira modalidade de reação a consequências negativas, para as classes populares, do processo de industrialização.

1.º momento – Levantamento das ideias prévias dos alunos sobre os conceitos de Fonte de energia, Assalariado e Contestação social com registo no quadro.

• registo da situação-problema no quadro.


2.º momento – Desenvolvimento da aula:

• análise e interpretação de esquemas e de imagens, leitura e interpretação de textos (F1, F2, F3, F4 e F5, pp. 134 e 135) para os alunos:

– aplicarem os conceitos de maquinofatura e de indústria, distinguindo-os de artesanato e de indústria assalariada ao domicílio;

– identificarem os avanços técnicos nas indústrias têxtil e metalúrgica;

– identificarem as razões do descontentamento do operariado e consequente revolta.
3.º momento – Síntese:

• resumo oral dos conteúdos da aula, feito pelos alunos;

– resposta ao Já sabes o fundamental…? (p. 135 do manual).
4.º momento – Avaliação:

Trabalha com…

– resolução da ficha Aula a Aula 41, p. 46 do Caderno do

Aluno.

– TPC – Pesquisa para o desenvolvimento da Atividade de Aprofundamento.



PowerPoint Didático n.º 5

PowerPoint

– Guia de Exploração do PowerPoint.
e-Manual

– Recursos diversos


Banco de Recursos

(Dossiê do Professor)


Mistério da História

• Registo da capacidade para selecionar informação adequada aos temas em estudo
• Registo da capacidade para usar fontes diferentes (textos, ilustrações, esquemas, mapas, barras cronológicas, imagens…) e com mensagens diversas
• Registo do interesse, participação no diálogo e empenho nas tarefas propostas
• Registo da capacidade para sintetizar a informação
• Registo da correção na expressão oral e escrita em língua portuguesa
• Registo da capacidade para aplicar e integrar as aprendizagens




Domínio 7. O arranque da “Revolução Industrial” e o triunfo dos regimes liberais conservadores

Subdomínio 7.1. Da “Revolução Agrícola” à “Revolução Industrial” Aula n.º 44

Situação-problema: A “Revolução Industrial” desumanizou o trabalho e humanizou a paisagem.

Questões orientadoras:
– Quais as implicações ambientais das sociedades industrializadas?

Metas Curriculares

Estratégias de aprendizagem/Recursos

Avaliação

Conteúdos/Conceitos

Objetivos Gerais/

Descritores



Manual e Caderno do Aluno

Outros Recursos

As implicações ambientais das sociedades industrializadas

Conceito: Consciência ecológica

Objetivo Geral 3 – Conhecer e compreender as implicações ambientais da atividade das comunidades humanas e, em particular, das sociedades industrializadas
Descritor 1 – Problematizar a proposta interpretativa segundo a qual apenas na época contemporânea as sociedades humanas geraram problemas ambientais graves.
Descritor 2 – Relacionar industrialização com agravamento de condições de higiene e segurança no trabalho, com poluição e com degradação das condições de vida em geral.
Descritor 3 – Relacionar a industrialização com o consumo intensivo de recursos não renováveis e com alterações graves nos equilíbrios ambientais.

1.º momento – Levantamento das ideias prévias dos alunos sobre o conceito de consciência ecológica, com o respetivo registo no quadro.

• registo da situação-problema no quadro.


2.º momento – Desenvolvimento da aula:

• observação, análise e interpretação de imagens, gráficos e textos (F1 e F2, pp. 136 e 137) para os alunos:

– conhecerem a degradação das condições de vida e os problemas ambientais decorrentes do processo de industrialização;

– reconhecerem esses problemas na atualidade;

– perspetivarem caminhos na atualidade para a resolução desses problemas ambientais.
3.º momento – Síntese:

• elaboração de um comentário à situação-problema:



A Revolução Industrial desumanizou o trabalho e humanizou a paisagem.

• resposta ao Já sabes o fundamental…? (p. 137 do manual).


4.º momento – Avaliação:

Trabalha com…

– Resolução da ficha Aula a Aula 42, p. 47 do Caderno do Aluno.



PowerPoint Didático n.º 5

PowerPoint

– Guia de Exploração do PowerPoint.
e-Manual

– Recursos diversos


Mistério da História

• Registo da capacidade para selecionar informação adequada aos temas em estudo
• Registo da capacidade para usar fontes diferentes (textos, ilustrações, esquemas, mapas, barras cronológicas, imagens…) e com mensagens diversas
• Registo do interesse, participação no diálogo e empenho nas tarefas propostas
• Registo da capacidade para sintetizar a informação
• Registo da correção na expressão oral e escrita em língua portuguesa
• Registo da capacidade para aplicar e integrar as aprendizagens



Domínio 7. O arranque da “Revolução Industrial” e o triunfo dos regimes liberais conservadores

Subdomínio 7.2. Revoluções e Estados liberais conservadores Aula n.º 45

Situação-problema: A América é a esperança do género humano! Turgot (1727-1781)

Questões orientadoras:
– Como decorreu o processo que levou à criação dos EUA?

– Em que medida é que o regime instituído pela Revolução Americana reflete a aplicação dos ideais iluministas?



Metas Curriculares

Estratégias de aprendizagem/Recursos

Avaliação

Conteúdos/Conceitos

Objetivos Gerais/

Descritores



Manual e Caderno do Aluno

Outros Recursos

A Revolução Americana e a Revolução Francesa

Conceitos: República Federal; Congresso

Objetivo Geral 1 – Conhecer e compreender a Revolução Americana e a Revolução Francesa
Descritor 1 – Descrever o processo que levou à criação dos EUA, tendo em conta a relação de proximidade/conflito com a Inglaterra e ao apoio por parte da França.
Descritor 2 – Verificar no regime político instituído pela Revolução Americana a aplicação dos ideais iluministas.

1.º momento – Introdução ao Domínio/Subdomínio:

– diálogo orientado pelo(a) professor(a) para a introdução ao Domínio/Subdomínio, o respetivo enquadramento espaciotemporal e contexto, com base nas diversas fontes apresentadas nas duplas páginas de abertura e em “Inicia a Descoberta”;

– levantamento das ideias prévias dos alunos sobre os conceitos de República Federal e Congresso, com registo no quadro;

• registo da situação-problema no quadro.


2.º momento – Desenvolvimento da aula:

• observação e análise de mapa, imagens e leitura e interpretação de textos (F1, F2, F3, F4 e F5, pp. 144 e 145) para os alunos:

– localizarem as colónias inglesas na América;

– aplicarem os conhecimentos sobre os ideais iluministas no texto da Declaração de Independência e na Constituição;

– identificarem factos e personalidades significativos da Revolução Americana.
3.º momento – Síntese:

• comentário à situação-problema: A América é a esperança do género humano!

• resposta ao Já sabes o fundamental…? (p. 145 do manual).
4.º momento – Avaliação:

Trabalha com…

– resolução da ficha Aula a Aula 43, p. 48 do Caderno do Aluno.


PowerPoint Didático n.º 6

PowerPoint

– Guia de Exploração do PowerPoint
e-Manual

– Recursos diversos


Mistério da História

• Registo da capacidade para selecionar informação adequada aos temas em estudo
• Registo da capacidade para usar fontes diferentes (textos, ilustrações, esquemas, mapas, barras cronológicas, imagens…) e com mensagens diversas
• Registo do interesse, participação no diálogo e empenho nas tarefas propostas
• Registo da capacidade para sintetizar a informação
• Registo da correção na expressão oral e escrita em língua portuguesa
• Registo da capacidade para aplicar e integrar as aprendizagens




Domínio 7. O arranque da “Revolução Industrial” e o triunfo dos regimes liberais conservadores

Subdomínio 7.2. Revoluções e Estados liberais conservadores Aula n.º 46

Situação-problema: O povo faz a Revolução e altera a História da Humanidade.

Questões orientadoras:
– Quais foram as condições económicas, sociais e políticas que conduziram à Revolução Francesa em 1789?

– Quais foram as medidas aprovadas pela Assembleia Constituinte?



Metas Curriculares

Estratégias de aprendizagem/Recursos

Avaliação

Conteúdos/Conceitos

Objetivos Gerais/

Descritores



Manual e Caderno do Aluno

Outros Recursos

A Revolução Americana e a Revolução Francesa

Conceitos: Direitos de cidadania; Monarquia constitucional

Objetivo Geral 1 – Conhecer e compreender a Revolução Americana e a Revolução Francesa
Descritor 3 – Analisar as condições económicas, sociais e políticas que conduziram à Revolução Francesa de 1789.
Descritor 4 – Reconhecer a influência das ideias iluministas na produção legislativa da Assembleia Constituinte (abolição dos direitos senhoriais, Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão e

Constituição de 1791).



1.º momento – Levantamento das ideias prévias dos alunos sobre os conceitos de Direitos de cidadania e monarquia constitucional.

• registo da situação-problema no quadro.


2.º momento – Desenvolvimento da aula:

• observação, análise de imagens diversas, leitura e interpretação dos textos e esquema (F1, F2, F3, F4 e F5, pp. 146 e 147) para os alunos:

– distinguirem, na caricatura, o terceiro estado dos grupos privilegiados;

– identificarem as queixas do Terceiro Estado aos Estados Gerais;

– explicarem o contexto em que eclode a Revolução Francesa de 1789;

– conhecerem as medidas aprovadas pela Assembleia Constituinte e que extinguem o regime político e económico-

-social de Antigo Regime, com destaque para a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.
3.º momento – Síntese:

• resposta ao Já sabes o fundamental…? (p. 147 do manual);

Trabalha com…

– resolução da Ficha Aula a Aula 44, p. 49 do Caderno do Aluno.


4.º momento – Avaliação:

• TPC – Pesquisar informação para o desenvolvimento da Atividade de Aprofundamento (p. 147 do manual).




PowerPoint Didático n.º 6

PowerPoint

– Guia de Exploração do PowerPoint
e-Manual

– Recursos diversos


Banco de recursos

(Dossiê do professor)


Mistério da História

• Registo da capacidade para usar fontes diferentes (textos, imagens, mapas, …) e com mensagens diversas
• Registo do interesse, participação no diálogo e empenho nas tarefas propostas
• Registo da capacidade para sintetizar a informação
• Registo da correção na expressão oral e escrita em língua portuguesa
• Registo da capacidade para aplicar e integrar as aprendizagens
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal