Domínio Expansão e mudança nos séculos XV e XVI subdomínio o expansionismo europeu Subdomínio 2



Baixar 1,39 Mb.
Página1/14
Encontro24.12.2016
Tamanho1,39 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14



Domínio 5. Expansão e mudança nos séculos XV e XVI

Subdomínio 5.1. O expansionismo europeu

Subdomínio 5.2. Renascimento, Reforma e Contrarreforma
Domínio 6. O contexto europeu dos séculos XVII e XVIII

Subdomínio 6.1. O Antigo Regime europeu: regra e exceção

Subdomínio 6.2. Um século de mudanças (século XVIII)
Domínio 7. O arranque da Revolução Industrial e o triunfo dos regimes

liberais conservadores

Subdomínio 7.1. Da Revolução Agrícola à Revolução Industrial

Subdomínio 7.2. Revoluções e Estados liberais conservadores
Domínio 8. A civilização industrial no século XIX

Subdomínio 8.1. Mundo industrializado e países de difícil industrialização

Subdomínio 8.2. Burgueses e proletários, classes médias e camponeses

Para uma maior especificação dos conteúdos programáticos acima apresentados deve consultar-



-se o documento Metas Curriculares (Anexos, páginas 84-96).


2.1. Planificações a longo e a médio prazo (Anualizações)
De acordo com o calendário escolar fizemos uma previsão de 92 a 98 tempos letivos distribuídos

da seguinte maneira:

3 a 4 tempos letivos para atividades de início de ano letivo (apresentação de alunos e

professores, apresentação do Programa e da estruturação do manual e aplicação do teste

diagnóstico;

63 tempos letivos para o desenvolvimento de conteúdos programáticos;

9 a 18 tempos letivos para atividades de consolidação de aprendizagens, avaliação formativa e

sumativa e autoavaliação de final de período;

7 a 13 tempos letivos para desenvolver outras atividades (visitas de estudo, trabalhos de

pesquisa, projetos interdisciplinares, dramatizações, visionamento de filmes e/ou documentários,

etc.).
Esta proposta de gestão curricular foi pensada para uma realidade em que a carga letiva atribuída à disciplina de História seja de três tempos de 45 minutos. Sabemos que o peso da disciplina varia de escola para escola e, por conseguinte, cabe ao professor contextualizar esta proposta. É dentro deste pressuposto que introduzimos, na planificação anual, uma coluna para registo dos tempos efetivamente utilizados pelo(a) professor(a) na gestão dos conteúdos programáticos, e nas atividades de sistematização e avaliação para servir de orientação nos anos letivos posteriores.

Para as aulas de consolidação, avaliação formativa e sumativa e de concretização de atividades variadas, constantes do Plano Anual de Atividades, não se elaboraram planos de aula dada a variedade de opções de escola para escola.


A proposta apresentada procura conjugar a planificação dos conteúdos programáticos por período letivo (com a respetiva gestão do tempo) com a planificação anual – Anualização.

Nesta planificação enunciam-se os objetivos gerais do Programa de 1991, as Metas Curriculares

(Domínios, Subdomínios, Objetivos Gerais e Descritores), as estratégias de aprendizagem e recursos pedagógico-didáticos utilizados no Manual e no Caderno do Aluno, bem como outros recursos exclusivos para o professor que constituem o nosso projeto pedagógico.

Os professores têm à sua disposição:

– O Mistério da História (material inserido na parte final do Manual) – Guia para trabalhar fontes

históricas diversas para apoiar o trabalho do professor em sala de aula e promover a autonomia

dos alunos na execução das atividades propostas no Manual.

– A Academia dos Professores (no Dossiê do Professor) – Apontamentos de didática específica da

Histórica para o enquadramento dos recursos e das estratégias de ensino-aprendizagem

propostos no Manual. Por exemplo: a diferenciação pedagógica, a literatura infantojuvenil, a

reconstituição e dramatização de situações históricas.

CD-ROM Bibliotec@Viva a História! (no Dossiê do Professor) – recursos digitais para o ensino-

aprendizagem da História e respetivas propostas de exploração. Por exemplo: visitas de estudo

virtuais; fichas e guiões de exploração pedagógico-didática de obra infanto-juvenil e de excerto

de uma recriação histórica.

– O Banco de Recursos (no Dossiê do Professor) – Fontes diversificadas para o desenvolvimento das



Atividades de Aprofundamento propostas no Manual na secção Com as Fontes Aprendes!.

Powerpoint didáticos por Subdomínio (em Recursos Digitais do Professor) – recursos didáticos diversificados para usar aula a aula ou para consolidar aprendizagens no final do Subdomínio.

e-Manual – recursos didáticos digitais para diversificar o processo de ensino-aprendizagem.

Fichas de avaliação sumativa diferenciadas (no Dossiê do Professor) – instrumentos de avaliação para todo o ano letivo, organizados por Domínio/Subdomínio e pensados para diferentes níveis de aprendizagem.

A diversidade e qualidade pedagógico-didática destes recursos, bem como as propostas de exploração apresentadas pelas autoras, parecem-nos adequadas para motivar os alunos para uma aprendizagem significativa da História.

2.2. Planos de aula
A planificação Aula a Aula orienta-se por um paradigma de cariz construtivista, ou seja, focaliza-se nas estratégias de ensino-aprendizagem com vista ao desenvolvimento de capacidades de natureza diversa e à construção do conhecimento significativo pelos alunos.

A aula organiza-se em torno de uma situação-problema, de conceitos e das questões orientadoras. As estratégias e os recursos didáticos propostos são perspetivados para as aprendizagens a promover nos alunos e para as metas curriculares a alcançar. As aulas são organizadas em quatro momentos:



1.º momento – levantamento das ideias prévias dos alunos no momento inicial da aula.

Este levantamento poderá fazer-se oralmente (com registo no quadro pelo professor) ou por escrito.



2.º momento – desenvolvimento da aula com base nas fontes e nas questões que se apresentam no manual na secção Com as Fontes aprendes!. Este momento pode desenvolver-se através do diálogo orientado pelo(a) professor(a), intercalado por momentos de exposição, em tarefas escritas de trabalho individual, de pares ou de grupo, recorrendo, por exemplo, à resolução das atividades propostas no manual ou nas fichas Aula a Aula do Caderno do Aluno.

3.º momento – síntese da aula com um comentário, sob a forma escrita ou oral, da situação-

-problema ou de outras tarefas propostas na secção Com as Fontes aprendes!.



4.º momento – avaliação das aprendizagens, tendo sempre em consideração as conceções prévias manifestadas pelos alunos, no início da aula, para avaliar a mudança conceptual. Deve também incidir nas respostas dos alunos às questões colocadas ao longo da aula; no comentário à situação-problema; na resolução das questões das fichas Aula a Aula correspondentes aos conteúdos da aula.



Planificação a longo

e a médio prazo





N.º total de aulas: 92/98

(tempos letivos de 45 minutos)



N.º de

tempos

(previsão)



N.º de

tempos

(real)1



N.º de tempos

letivos por

período

1.º Período:

Apresentação, introdução ao programa, apresentação do manual e definição de regras de funcionamento da aula

1







Ficha diagnóstica/Diagnóstico da turma

2







Domínio 5: Expansão e mudança nos séculos XV e XVI




Subdomínio 5.1. O pioneirismo português no processo de expansão europeia

13







Atividades de sistematização das aprendizagens; avaliação formativa e sumativa (inclui os conteúdos do Subdomínio 5.1.)

2







Subdomínio 5.2. Renascimento, Reforma e Contrarreforma

9







Atividades de sistematização das aprendizagens; avaliação formativa e sumativa (inclui os conteúdos do Subdomínio 5.2.)

2







Domínio 6. O contexto europeu dos séculos XVII e XVIII




Subdomínio 6.1. O Antigo Regime europeu

5







Auto e coavaliação de final do período

2







2.º Período:

Subdomínio 6.1. O Antigo Regime europeu

5







Atividades de sistematização das aprendizagens; avaliação formativa e sumativa (inclui os conteúdos do Subdomínio 6.1.)

2







Subdomínio 6.2. Um século de mudança

5







Atividades de sistematização das aprendizagens; avaliação formativa e sumativa (inclui os conteúdos do Subdomínio 6.2.)

2







Domínio 7. O arranque da Revolução Industrial e o triunfo dos regimes conservadores




Subdomínio 7.1. Da Revolução Agrícola à Revolução Industrial

5







Subdomínio 7.2. Revoluções e Estados liberais conservadores

6







Atividades de sistematização das aprendizagens; avaliação formativa e sumativa (inclui os conteúdos do Domínio 7)

2







Domínio 8. A civilização industrial no século XIX




Subdomínio 8.1. Mundo industrializado e países de difícil industrialização

2







Autoavaliação e coavaliação de final do período

2







3. Período:

Domínio 8. A civilização industrial no século XIX




Subdomínio 8.1. Mundo industrializado e países de difícil industrialização

8







Subdomínio 8.2. Burgueses e proletários, classes médias e camponeses

5







Atividades de sistematização das aprendizagens e teste de avaliação sumativa (inclui os conteúdos do Domínio 8)

2







Auto e coavaliação do final do ano letivo

2






  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal