Disciplina: Cartografia



Baixar 6,89 Kb.
Encontro03.07.2017
Tamanho6,89 Kb.
Universidade Estadual de Goiás

Disciplina: Cartografia

Profª: Loçandra e Eunice

Acadêmica: Maria Lucia Bastos Coelho



O programa CBERS foi implantado em 1988 após parceria assinada entre o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e a Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (CAST), num convênio técnico-científico binacional envolvendo Brasil e China. A missão CBERS já lançou três satélites de observação terrestre em órbita:

CBERS-1 (1999 – 2003),

CBERS-2 (2003 – 2009),

CBERS-2B (2007 e operante até o início de 2010).

O CBERS-2B diferencia dos seus antecessores por incluir em sua carga-útil o sensor HRC que oferece imagens com resolução espacial de 2,7 metros. Foi executado para garantir o fornecimento de imagens aos usuários, órgãos públicos e empresas. Com Bandas Espectrais PAN, Resolução Espectral 0,50 - 0,80µm, Resolução Espacial 2,7m.



Inicialmente o programa previa o desenvolvimento e a construção de apenas dois satélites de sensoriamento remoto e, devido ao sucesso da missão, em 2002 foi assinado um acordo para continuidade do programa, que ainda prevê o lançamento de mais dois satélites: CBERS-3, com lançamento previsto para o final de 2012 e o CBERS-4, com lançamento previsto para 2014.

O satélite ALOS foi lançado em 24 de janeiro de 2006 pela Japan Aerospace Exploration Agency – JAXA, no centro espacial de Tanegashima (Japão) e entrou na fase operacional e fornecimento de dados ao público em 24 de outubro de 2006. A ele foram incorporadas características necessárias aos satélites modernos de alta resolução. Foi desenvolvido prioritariamente para fomentar pesquisas científicas e aplicadas na área de sensoriamento remoto. Instrumentos Sensores PRISM,AVNIR-2 e PALSAR. O PRISM é um radiômetro pancromático com resolução espacial de 2,5 metros. O AVNIR-2 é um radiômetro que opera nas regiões do visível e infravermelho, desenvolvido para mapeamentos temáticos em escalas de até 1:50.000, com ênfase em uso e cobertura das terras. O PALSAR é um radar de abertura sintética que opera na Banda L, capaz de obter imagens diurnas ou noturnas e em quaisquer condições atmosféricas. Foi desenvolvido pela Japan Aerospace Exploration Agency (JAXA) em parceria com a Japan Resources Observation System Organization (JAROS).


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal