Dia Internacional dos Arquivos 8 de junho de 2018 Local



Baixar 14,47 Kb.
Encontro25.08.2018
Tamanho14,47 Kb.
Dia Internacional dos Arquivos

8 de junho de 2018

Local: Auditório István Jancsó / IEB - USP

Endereço:

Espaço Brasiliana

Avenida Professor Luciano Gualberto, número 78

Cidade Universitária / Butantã – São Paulo - SP



Tema do encontro de 2018: Gestão dos Arquivos e os desafios da governança estratégica

Ementa:

É possível que todo profissional de arquivos já tenha tido que lidar, em algum momento de sua atividade profissional, com o velho estereótipo que cerca tais instituições descrevendo-as constantemente como um grande depósito de antiguidades mal conservadas e de duvidosa serventia. Síntese mais bem acabada de tal visão social, talvez seja a ainda presente expressão “Arquivo Morto”. Contra tal é costumeiro invocar o papel dos Arquivos como personagem importante na preservação da memória coletiva e com decisiva função estratégica para as instituições que os geram. Mas, se seu lugar como repositório historiográfico é mais facilmente aceito e entendido vale se perguntar se o mesmo grau de entendimento é alcançado sobre o papel estratégico dos mesmos.

Tais preocupações certamente não passaram desapercebidas ao Conselho Internacional dos Arquivos ao propor a reflexão, no Dia Internacional dos Arquivos, da tríade “Governança, memória e patrimônio”. E é nessa linha que a REDARQ-SP se propõem a discutir os problemas da governança em Arquivos. Tema complexo que engloba desde a definição de planos estratégicos para as instituições até as relações micropolíticas existentes em todos os ambientes profissionais, passando ainda pela gestão de prédios e equipamentos, a sustentabilidade financeira, a jurisdição e as atribuições legais e sociais, a necessidade de capacitação de seu pessoal, as vicissitudes políticas e um sem número de outros problemas específicos.

Mergulhando nessas questões o evento deste ano começará por apresentar a conferência de Paulo Elian sobre a atuação de José Honório Rodrigues e sua paradigmática trajetória, notadamente no comando no Arquivo Nacional. Na sequência será a vez de Antonio Carlos Galdino expor suas experiências e reflexões sobre o cotidiano da administração de uma instituição arquivística. Encerrando o evento a professora Ana Maria Camargo apresentará elementos para uma síntese das problemáticas anteriormente tratadas e comandará uma roda de conversa com os conferencistas onde também serão tratadas as perguntas e os comentários formulados pelo público presente.

Com isso a REDARQ-SP espera mais uma vez manter-se fiel à sua missão de “trabalhar pela valorização e proteção dos acervos e instituições arquivísticas”, ciente da dimensão dos desafios, mas ao mesmo tempo com renovada convicção nas possibilidades da intervenção consciente em sua realidade.

Programação:

13 horas – Credenciamento

14 horas – Abertura

Fala de um dos Representantes da REDARQ – SP, na qual será apresentada a proposta da REDARQ, contextualização e histórico das ações até então realizadas e o convite para a participação de outras instituições que queiram se juntar a nós.



14h30 às 15h20 – Conferência: Políticas públicas de arquivos e o Arquivo Nacional: três contextos da experiência histórica brasileira pós 1950.

Convidado: Paulo Elian

Doutor em História Social pela USP; pesquisador da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e professor dos programas de pós-graduação em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde (COC/Fiocruz) e Gestão de Documentos e Arquivos (Unirio). Desde 2013 é diretor da Casa de Oswaldo Cruz.



15h20 às 16h10 – Conferência: Gestão de Documentos no cenário brasileiro: limites e questões.

Convidado: Antonio Carlos Galdino.

Possui graduação em linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1987), mestrado em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas (1994) e doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2006). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil Império, atuando principalmente no seguinte tema: Foucault. É o coordenador do Arquivo Municipal da Prefeitura de Campinas. Possui graduação em linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1987), mestrado em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas (1994) e doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2006). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil Império, atuando principalmente no seguinte tema: Foucault. É o coordenador do Arquivo Municipal da Prefeitura de Campinas.

Pausa de 15 minutos.

16h30 – Roda de conversa com Ana Maria Camargo, Paulo Elian e Antonio Carlos Galdino e participação do público (perguntas);

18 horas – Encerramento, feito pelo mesmo representante da REDARQ que conduziu a abertura.

Realização:

Rede de Arquivos do Estado de São Paulo – REDARQ - SP

Apoio:

Arquivos da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – ALESP

Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros da USP - IEB USP

Arquivo Geral da Câmara Municipal de São Paulo

Arquivo geral da USP

Arquivo Histórico Municipal

Arquivo Público do Estado de São Paulo – APESP

CEDEM – UNESP



Sistema de Arquivos da UNESP

Sistema de Arquivos da UNICAMP


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal