Desenvolvimento: Enquadramento da área geográfica em estudo



Baixar 21,98 Kb.
Encontro23.08.2018
Tamanho21,98 Kb.
Memória descritiva:

Plano do trabalho:

Introdução

Objetivos

Metodologia

Desenvolvimento:

-Enquadramento da área geográfica em estudo (perfil sociodemográfico, história do Terreiro do Paço, perfil morfológico e perfil funcional)

-Identificação dos problemas urbanos

-Soluções

-Conclusão

-Bibliografia

Introdução: Com a realização deste trabalho, o Estudo de caso no âmbito da disciplina de geografia, pretendemos identificar e apresentar propostas de solução para os problemas detetados na área em estudo, Terreiro do Paço em Lisboa.

Objetivos: Temos como objetivos para além de resolver os problemas detetados, encontrar também a sua solução a fim de promover uma melhoria do ambiente do local, de modo a que influencie uma maior adesão e confortabilidade para as pessoas (quer sejam visitantes, trabalhadores, residentes, turistas, etc).

Metodologia: O nosso estudo de caso começou por ser elaborado numa das aulas, seguido do aprofundamento das nossas ideias de um problema e a sua solução.

Primeiramente, deslocámo-nos para a área em estudo com o intuito de encontrarmos os problemas que precisariam de uma solução.

Seguidamente, preparámos um questionário para realizar na área em estudo, pensando cuidadosamente em que problemas nos podíamos focar. Durante a execução do trabalho houve uma divisão de tarefas. Enquanto certos elementos se debruçavam no perfil morfológico, outros elementos concluíam os inquéritos, para finalmente termos as bases essências e começarmos o trabalho de campo.

Após a sua consumação, dirigimo-nos para a área em estudo, Terreiro do Paço, e inquirimos pessoas aleatoriamente, tanto turistas como residentes ou pessoas fora de Lisboa.

Durante o trabalho de campo na área em estudo, para além da realização de inquéritos, realizamos também o levantamento funcional, que deu origem á planta funcional.

Depois dos resultados dos inquiridos tratámos a informação e elaborámos os gráficos e todos os restantes tratamentos de dados, na sala de aula, utilizando programas como o Excel, o Word e paint.

Concluímos com a elaboração de uma apresentação de doze diapositivos no PowerPoint, que iremos apresentar oralmente.

Desenvolvimento: Enquadramento da área geográfica em estudo:

Perfil Socio demográfico

Segundo os dados do INE (Instituto Nacional de Estatística) Lisboa tem uma população residente de 547773 habitantes, sendo 45,82% do sexo masculino e 54,18% do sexo feminino. As cerca de 244.271 famílias espalham-se por 323.981 alojamentos.

Fonte: INE, Censos 2011

FREGUESIA DE SANTA MARIA MAIOR

Agregando doze freguesias que partilham um longo passado comum, a freguesia de Santa Maria Maior está intimamente ligada à Sé de Lisboa, inicialmente Igreja de Santa Maria Maior, mandada construir em 1150 por D. Afonso Henriques, três anos depois de ter conquistado Lisboa aos Mouros.

As duas primeiras freguesias de que há notícia, após a reconquista da cidade, são S. Vicente e Santa Maria dos Mártires, locais onde os cruzados acamparam e fizeram cemitérios durante o cerco, daí a designação “mártires”.

Santa Maria Maior reúne as freguesias do Centro Histórico de Lisboa – Castelo, Madalena, Mártires, Sacramento, Santa Justa, Santiago, Santo Estevão, São Cristóvão e São Lourenço, São Miguel, São Nicolau, Sé e Socorro. Representa 2% do território da Cidade mas 5% dos edifícios, o que faz com que tenha o dobro da densidade da Cidade, nesta variável.

Mapa:


A freguesia de Santa Maria Maior agrega as antigas freguesias de Santa Justa, São Nicolau, Castelo, Sé, Madalena, São Miguel, Santo Estêvão, São Cristóvão e São Lourenço, Socorro, Santiago, Mártires e Sacramento.

Dados Gerais:

• Área: 1,49km2

• População (2011): 12.765

• Eleitores (2012): 12.976

• Alojamentos (2011): 10.729

Caracterização sociodemográfica dos inquiridos na área em estudo: pudemos concluir que, 50% dos inquiridos eram menores de vinte anos, sendo os restantes 40% entre os 20-40 anos e a restante minoria entre os 40-60. Quanto ao sexo, pudemos observar que o sexo feminino teve uma ligeira maioria com uma percentagem de 56%. Em relação á sua ocupação, é notório que a maioria, que representa 52%, eram estudantes, 36% trabalhadores, e apenas 12% desempregados, não havendo nenhum reformado. Em relação ao local de residência dos inquiridos, pudemos concluir que a grande maioria 68% reside nos arredores de Lisboa e os restantes habitam no centro de Lisboa. Quanto ao motivo de visita dos inquiridos, podemos confirmar que a grande maioria 76% desloca-se ao local por lazer, 22% frequenta o Terreiro do Paço por ser o seu local de trabalho, sendo apenas 2% aqueles que frequentam o local por la residirem.

História:

A Praça do Comércio, mais conhecida por Terreiro do Paço, é uma praça da Baixa de Lisboa situada junto ao rio Tejo, na zona que foi o local do palácio dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos e que hoje está ocupado por ministérios e outros departamentos governamentais. É uma das maiores praças da Europa, com cerca de 36 000 m². É o centro da cidade de Lisboa, bem como a sua principal praça.

Após a Revolução de 1910 os edifícios foram pintados a cor-de-rosa. Contudo, voltaram recentemente à sua cor original, o amarelo. Esta foi sempre a entrada nobre de Lisboa e, nos degraus de mármore do Cais das Colunas, vindos do rio, desembarcam chefes de estado e outras figuras de destaque (como Isabel II de Inglaterra). No centro da praça, vê-se a estátua equestre D. José, erigida em 1775 por Joaquim Machado de Castro, o principal escultor português do século XVIII. Ao longo dos anos, a estátua de bronze ganhou uma patina verde. No lado norte da praça, encontra-se o Arco Triunfal da Rua Augusta, a entrada para a Baixa. A área serviu como parque de estacionamento até à década de 1990, mas hoje este vasto espaço é usado para eventos culturais e espetáculos.

Perfil Morfológico:

A Praça, já delineada pelo plano Pombalino, é caracterizada pelos seus edifícios arqueados, pintados recentemente à sua cor original amarela, sede de departamentos governamentais e de alguns restaurantes, encontrando-se aqui o café-restaurante mais antigo de Lisboa: o "Martinho da Arcada".

No centro geométrico da Praça, e virada para o rio, encontra-se a estátua equestre de D. José I, montado no seu cavalo Gentil, trabalho em bronze.

No lado norte da praça, encontra-se o Arco Triunfal da Rua Augusta, a entrada para a Baixa, pela Rua do Ouro, uma das principais áreas de comércio pedestre da baixa de Lisboa. O arco contém diversas figuras de prumo do País (Vasco da Gama, Marquês

de Pombal, Nuno Álvares Pereira, entre outras) ladeadas pelas representações dos rios Tejo e Douro, com referências aos grandes valores e virtudes da Pátria.

Perfil Funcional:

A nossa Praça é constituída por três lados, abundante essencialmente em serviços públicos, nomeadamente diversos ministérios. Em minoria existem também alguns espaços de restauração, tais como restaurantes e bares, não esquecendo as lojas de informação turística.

Identificação dos problemas urbanos:

Com a realização de inquéritos a uma vasta diversidade de indivíduos na área em estudo, chegámos à conclusão que, baseadas nas respostas dos inqueridos, os dois problemas mais relevantes são:


  • Ausência de bancos na praça

  • Extrema poluição na praia

No que toca à identificação de problemas, é notório que o principal problema identificado (64%) é a poluição na praia, sendo os restantes (36%) referentes á ausência de bancos na praça.

Soluções:

Com identificação dos dois problemas mais graves na nossa área em estudo (Terreiro do Paço), tivemos, por parte dos inquiridos, diversas propostas de soluções entre as quais mais requisitadas foram:


  • A limpeza da praça com mais frequência

  • A limpeza da praia por voluntariados

  • Implementação de bancos na praça

  • Implementação de mais caixotes perto da praia

  • Ações de sensibilização para a poluição na praia

A partir da análise do gráfico podemos constatar que que a solução mais requisitada foi a recolha do lixo referente à poluição da praia (12 pessoas); seguida da sugestão para colocarmos mais bancos no Terreiro do Paço (10 pessoas); a limpeza da praia, a limpeza dos esgotos, as multas e as ações de sensibilização foram também sugestões com alguma relevância por parte dos inquiridos. As outras ideias também referidas, embora com menos adesão foram a limpeza da praia por voluntariado e mais caixotes do lixo.

Após a observação de perto dos problemas, as soluções que o grupo concluiu serem as mais relevantes são a recolha regular do lixo, mais caixotes do lixo, a limpeza dos esgotos, ações de voluntariado para vigilância e recolha do lixo na praia. E referente ao problema da falta de bancos, pensámos que seria uma boa sugestão para não mudar muito a estrutura do Terreiro do Paço, aproveitarmos os postes de eletricidade e colocarmos bancos à volta.

Conclusão:

Com a realização deste estudo de caso conseguimos concluir a existência de diversos problemas, que condicionavam o bem-estar que a área em estudo proporcionava ás pessoas. Porque apesar de o Terreiro do Paço ser um local histórico e muito bonito, pode sempre ser melhorado. E foi por esse motivo que fomos avaliar de perto todas as situações para vermos os aspetos em que podemos melhorar. Como tal, depois de uma grande reflexão, decidimos que a melhor opção era sabermos a opinião de quem frequenta este local regularmente. Procurámos solucionar os problemas através de inquéritos feitos aos presentes na área em estudo, com o objetivo da implementação de melhorias.

Depois da realização dos inquéritos, fizemos uma síntese das respostas das pessoas a todas as perguntas. E juntámos as sugestões de solução mais relevantes. Com o objetivo da implementação de melhorias.

Bibliografia:

http://lxi.cm-lisboa.pt/lxi/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pra%C3%A7a_do_Com%C3%A9rcio

http://www.cm-lisboa.pt/municipio/juntas-de-freguesia

http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_main



http://www.guiadacidade.pt/pt/poi-praca-do-comercio-terreiro-do-paco-16393

http://www.cm-lisboa.pt/municipio/demografia


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal