Das origens ao Barroco na Dança – Século V ao XVIII aula 1 – a origem da dança cênica ocidental



Baixar 447,97 Kb.
Página3/4
Encontro20.09.2019
Tamanho447,97 Kb.
1   2   3   4

Danças da Europa medieval

Uma das danças mais populares e difundidas na Europa medieval, principalmente na França e na Inglaterra, foi a carola. Nesta dança de formação circular, os participantes além de dançarem também cantavam. Sua dinâmica baseava-se na figura de um líder ou solista, que cantava os versos enquanto o grupo respondia em coro, podendo haver uma conotação amorosa, satírica ou macabra.










A ductia e a estampie foram outros importantes tipos de dança encontrados na França. Bastantes similares em seus andamentos melódicos, suas principais características eram ritmos um pouco mais acelerados, permitindo uma dança “sapateada”. A ductia se distinguia por uma melodia mais leve, e a estampie por seu ritmo mais forte e irregular.



Dança da Itália medieval

Uma dança bastante conhecida na Itália foi a tripudium, cujas origens remetem à Roma antiga. O próprio nome já aponta sua principal especificidade: bater o pé no chão três vezes, em velocidades alternadas, avançando três passos para frente e um para trás. Era dançada em roda, em fila ou em procissões, em uma atitude de alegria ou júbilo, que significava a humildade e reverência do homem perante a Igreja. O saltarello, ou “dança saltitante”, foi comum tanto na Itália quanto na Espanha, executada com movimentos rápidos que incluíam pequenos saltos.













Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4


©bemvin.org 2019
enviar mensagem

    Página principal