Dai-me filhos senão eu morrerei Gn 30, 1



Baixar 5,61 Kb.
Encontro16.10.2017
Tamanho5,61 Kb.


Dai-me filhos senão eu morrerei (Gn 30, 1)

Todo mundo deseja ser abençoado, e sem sombra de dúvidas os filhos são um sinal de benção. Gerar filhos significa estar vivo. Dá alegria. Este é o clamor de Raquel a Jacó. Raquel tinha a preferência de Jacó, o seu amor, mas não tinha filhos. Raquel sentia-se frustada em não poder dar filhos a seu esposo.

Interessante que quando olhamos para os antepassados de Jacó, a incapacidade de gerar filhos era uma marca, tudo começou com seu avô Abraão e sua avó Sara (Gn 15, 1-4). Depois continuou com Isaque seu pai e sua mãe Rebeca (Gn 25, 21). Está é a história de nossos patriarcas: uma promessa de uma nação e situações de esterilidade.

Promessa X Realidade

Abrãao tinha a promessa de uma grande nação, mas seus olhos contemplavam uma realidade, a impossibilidade de ter filhos. Em qual destas situações crer? Abrãao creu na promessa (Tiago 2, 23) e tornou amigo de Deus - amigo é aquele que anda junto, companheiro, auxiliador. O exemplo de fé de Abraão supostamente é seguido por seus filhos.

A promessa e os filhos

A promessa persegue os filhos, Isaque e Jacó eram conhecedores da promessa de Deus, a visão de Deus foi comunicada por Abraão, recebida e passada adiante. Dar continuidade a promessa não era algo possível naturalmente a Isaque e a Jacó, pois os mesmos convinham com a realidade da esterilidade, só seria possível levar adiante o cumprimento da promessa por fé, e por intervenção sobrenatural de Deus.

A origem da promessa

Fica claro que Deus, aquele que fez a promessa é que daria condições para que ela se cumprisse, não estava nas mãos de Abraão, Isaque e Jacó a concretização da promessa, mas em Deus. Por esta razão diante das impossibilidades dos patriarcas em gerar filho, deveria ser superada pela fé em Deus. Cabia aos patriarcas a fé, e a Deus o cumprimento da promessa.

Conclusão:



Assim como os patriarcas Deus nos tem feito promessa. Jesus nos concedeu uma missão: ...fazei discípulos de todas as nações Mt 28,19. Jesus também disse: ...no mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo Jo 16,33. A missão que Jesus nos concedeu é uma continuidade daquilo que começou em Abraão, somos a descendência de Abraão e por isso herdeiros da promessa reafirmada em Cristo. Igualmente alguns vivem a realidade da esterilidade e ao invés de frutificarem filhos frutificam a religiosidade. Como Isaque e Jacó diante deste quadro necessitamos agir em fé para dar a Deus uma geração de filhos discípulos de Jesus.



©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal