Curso Edificando Casamento dos Sonhos



Baixar 20,3 Kb.
Encontro02.01.2018
Tamanho20,3 Kb.

Curso Edificando Casamento dos Sonhos


Módulo 2 - Investimento

Aula 6 – COMUNICAÇÃO E DIALOGO - PARTE 1

1 MEDITANDO

Juízes 6, 11-24: “Então o anjo do Senhor veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas. Então o anjo do Senhor lhe apareceu, e lhe disse: O Senhor é contigo, homem valoroso. Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Porém agora o Senhor nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas.
Então o Senhor olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força, e livrarás a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu? E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. E o Senhor lhe disse: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como se fossem um só homem. E ele disse: Se agora tenho achado graça aos teus olhos, dá-me um sinal de que és tu que falas comigo. Rogo-te que daqui não te apartes, até que eu volte e traga o meu presente, e o ponha perante ti. E disse: Eu esperarei até que voltes. E entrou Gideão e preparou um cabrito e pães ázimos de um efa de farinha; a carne pôs num cesto e o caldo pôs numa panela; e trouxe-lho até debaixo do carvalho, e lho ofereceu. Porém o anjo de Deus lhe disse: Toma a carne e os pães ázimos, e põe-nos sobre esta penha e derrama-lhe o caldo. E assim fez.
E o anjo do Senhor estendeu a ponta do cajado, que estava na sua mão, e tocou a carne e os pães ázimos; então subiu o fogo da penha, e consumiu a carne e os pães ázimos; e o anjo do Senhor desapareceu de seus olhos. Então viu Gideão que era o anjo do SENHOR e disse: Ah, Senhor DEUS, pois vi o anjo do SENHOR face a face.
Porém o Senhor lhe disse: Paz seja contigo; não temas; não morrerás.
Então Gideão edificou ali um altar ao SENHOR, e chamou-lhe: O SENHOR É PAZ; e ainda até o dia de hoje está em Ofra dos abiezritas.”


2 REFLETINDO

Neste texto vemos claramente Deus ajustando o modelo de comunicação de Gideão. O processo clássico de comunicação do Antigo Testamento traz Deus como Transmissor, uma mensagem clara e o homem como Receptor obedecendo à voz de Deus e tendo vitorias e conquistas por isso.

Gideão demonstra em sua jornada muitas dúvidas e problemas de autoestima, além de incredulidade, mas Deus sendo soberano e poderoso não desconsiderou a dificuldade de Gideão então:

- Buscou formas diferentes de se comunicar com ele – Voz, gestos, sinais, - quando temos amor nos esforçamos para avaliar a necessidade do outro e passamos a discernir qual a melhor linguagem para atingir nosso objetivos na comunicação.

- Não desistiu no primeiro obstáculo – Deus não desistiu de seu dialogo com Gideão e Deus tinha um objetivo em sua comunicação com ele, portanto seguiu em frente ate Gideão se desarmar e ter entendimento.

- Desarmou com estratégia as defesas de Gideão – Deus respeitou o pedido dele e deu um sinal superior ao que ele pediu. Isso não aconteceu porque Deus não tem o que fazer, isso aconteceu porque para Deus era importante a comunicação com seu servo e filho Gideão. Quando amamos damos importância em buscar estratégias de comunicação com o outro.

O Anjo não estava focado nele ou em quão óbvio seria de que se a ordem vinha de Deus e se Deus estava enviando, Gideão seria vitorioso na missão. O Anjo estava focado em Gideão e em todas as suas limitações e na necessidade de ajuda que ele precisaria até compreender a mensagem e se sentir seguro para executá-la.
3 APRENDENDO

O processo de comunicação envolve 3 coisas:



Os papéis são conhecidos e normalmente claros:

Transmissor: é aquele que emite a mensagem

Mensagem: conteúdo da informação, pedido ou resposta

Receptor: aquele que recebe a mensagem

O problema começa quando o foco do Transmissor está nele mesmo ou apenas na mensagem, ignorando o estilo e história do Receptor. Isso pode gerar bloqueios no Receptor que o impedem de receber a mensagem.

Portanto para nos comunicarmos bem precisamos:

- Ter amor: quando temos amor, temos paciência, longaminidade, mansidão e domínio próprio, o amor nos coloca no foco e percebemos a linguagem do outro e também suas necessidades afetivas

- Ter discernimento – este dom nos faz perceber quando, como e porque falar e nos comunicar. Tudo tem a hora certa e o ambiente adequado, não devemos expor o outro, mas avaliando estado emocional, momento e ambiente podemos falar menos com um efeito muito melhor.

- Ter qualidade: muitas vezes nosso foco esta na quantidade e falamos muito, repetimos, justificamos e massacramos. Veja as vezes o silencio, olhar e gestos falam mais que qualquer palavra. Busque estratégia e qualidade para conversar voce se desgastará menos e terá muito mais resultado

Quando falamos de família, precisamos avaliar nossa comunicação para nos certificarmos de que conhecemos o estilo de comunicação do outro e de que estamos expressando com clareza tudo o que precisa ser comunicado. Não podemos ser grosseiros, para sermos claros. Deixar subentendido e pressupor que o outro vai entender é o melhor caminho para o desentendimento.

4 PERGUNTANDO

1. Se meu marido/ esposa me ama como diz, ele(a) não deveria saber o que eu gosto? Por que eu preciso contar?

R. Amor não tem nada a ver com estilo. O fato de a pessoa amar alguém não a faz vidente, precisamos contar e explicitar o que queremos. Ao fazer isso, muitas vezes descobrimos coisas sobre nós que nunca prestamos atenção. Isso faz parte do amadurecimento pessoal e do casal.

2.Por que eu tenho que prestar atenção em tudo, se o outro mudar eu melhoro. ?

R. Os ciclos viciosos precisam ser quebrados por alguém. Normalmente, a pessoa mais incomodada só reclama. Se você é o incomodado, precisa agir com maturidade e começar a provocar mudanças.

3. Como vou melhorar o processo de comunicação se normalmente não concordo com nada do que meu marido/ esposa / pai/ mãe diz? Ele fala absurdos.

R. Não há como afirmar quem está certo ou errado se não explorarmos o conteúdo da mensagem. Antes de discordar e simplesmente metralhar uma ideia diferente da sua, faça perguntas, explore possibilidades, entenda de onde a ideia/sugestão surgiu e procure ser complementar ao invés de terminantemente discordante.
5 CONCLUINDO

Comunicação é, antes de qualquer coisa, um exercício de convivência e respeito. É preciso conhecer o interlocutor, ouvir antes de falar, propor ao invés de impor.

Controle o tom de voz, faça perguntas, trate o outro como ele quer ser tratado. Não se feche no seu estilo, explore o estilo do outro e fale uma língua que ele entende. Em uma comunicação existem 3 idiomas: o meu, o do outro e aquele que construímos juntos com Deus.

Deus faz isso por cada um de nós todos os dias, por que não podemos fazer uns pelos outros? Certamente estaremos agindo em nosso próprio benefício.

Se você é o transmissor seja mais amoroso e estratégico, se você é o receptor se ofenda mais, pergunte se tiver divida e não deixe nada fluir de forma errada em seu interior.

Lembre-se clareza não é grosseria e quando penso na melhor forma de me comunicar faço isso por amor e zelo.



Uma boa comunicação e absolutamente essencial para que um casamento de certo, trás benefícios aos sentimentos, pensamentos e ambiente. Não existe aliança sem comunicação.

Pense minha vida intima, financeira, relacionamento com os filhos..., enfim minha paz depende de minha comunicação o que preciso melhorar ?


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal