ContiTech Power Transmission Group



Baixar 42,15 Kb.
Encontro26.06.2017
Tamanho42,15 Kb.





Conselho prático

ContiTech

Power Transmission Group



ContiTech: Conselhos dos especialistas sobre a substituição de correias dentadas


  • Instruções detalhadas para Audi A3 1,8 l T com o código do motor ARZ

  • A ContiTech mostra como se podem evitar erros durante a substituição da correia

Hanôver, maio de 2015. Durante a substituição da correia dentada são muitas vezes cometidos erros importantes. Para garantir uma substituição da correia sem problemas, o ContiTech Power Transmission Group fornece instruções auxiliares de montagem detalhadas aos técnicos de instalação. Os especialistas da ContiTech explicam passo-a-passo como se processa a substituição correta num veículo Audi A3 1,8 l T com o código do motor ARZ.

O fabricante recomenda a substituição da correia dentada e da polia tensora aos 180.000 km ou após cinco anos.

O processo demora 2,2 horas.

Conselho: No momento de substituição da correia dentada deve também ser substituída a correia estriada. A correia estriada tem o mesmo intervalo de substituição da correia dentada. Por isso, é importante substituir também a correia estriada para evitar avarias posteriores e custos desnecessários.

Para a substituição, os técnicos de instalação precisam das seguintes ferramentas especiais:

1. Ferramenta de bloqueio OE (T40011)

2. Parafuso de aperto OE (T10092)

3. Ponte para montagem/desmontagem de motores OE (10-222A)


Trabalhos de preparação:


Identificar o veículo com base no código do motor.

Desligar os cabos da bateria do veículo. Não rodar a cambota nem a árvore de cames depois de a correia dentada ser retirada. Rodar o motor no sentido de rotação normal (para a direita), salvo indicação em contrário.

Rodar o motor apenas pela roda da cambota (não através de outras rodas dentadas).

Observar todos os binários de aperto indicados pelo fabricante do veículo. Levantar o veículo e suportar o motor ou montar a ponte para montagem/desmontagem de motores, de modo a aliviar a chumaceira dianteira do motor.

Desmontagem: Tampa do motor, reservatório da direção assistida (não soltar as tubagens), correia dos agregados auxiliares e respetivo tensor, o depósito de expansão do líquido de refrigeração (não é necessário soltar as tubagens), a proteção da correia dentada superior, intermédia e inferior, separar as tubagens de combustível, desligar as fichas do sensor Hall, a tubagem entre o tubo do ar de sobrealimentação e intercooler, proteção inferior do compartimento do motor, polia da correia da cambota e chumaceira dianteira do motor, para o efeito, apoiar o motor ou levantar o motor com a ponte para montagem/desmontagem de motores.

Desmontagem – Correias das árvores de cames:


1. Ajustar os tempos de distribuição para a marcação do PMS do 1.º cilindro.

2. A marcação (entalhe) na roda da árvore de cames tem de ficar alinhada com a marcação (entalhe) na proteção da correia dentada posterior (Fig. 1).

3. Verificar a marcação da cambota. Para o efeito, retirar o bujão de borracha da carcaça da transmissão (Fig. 2, 3, 4). A marcação (entalhe) no volante de inércia tem de ficar alinhada com a marcação (ponta) da abertura (Fig. 5).

4. Enroscar o parafuso de aperto OE (T10092) no amortecedor hidráulico e, rodando o parafuso de aperto OE (T10092), afrouxar lentamente a correia dentada/polia tensora (Fig. 6, 7, 8a, 9) até ser possível colocar a ferramenta de bloqueio OE (T40011) no pequeno orifício do amortecedor hidráulico (Fig. 8b, 9).

5. A correia dentada pode agora ser removida (Fig. 10).

Montagem – Correias das árvores de cames:


1. Enroscar o parafuso de aperto OE (T10092) no amortecedor hidráulico novo (Fig. 11).

2. Montar a nova polia tensora (27 Nm) e o novo amortecedor hidráulico (15 Nm) e apertar o parafuso de aperto OE (T10092) de modo que, posteriormente, seja possível remover facilmente a ferramenta de bloqueio do novo amortecedor hidráulico (Fig. 12). Não retirar o pino de bloqueio antes de a correia dentada e a polia tensora estarem corretamente montadas! O amortecedor hidráulico só pode ser acionado com o parafuso de aperto. A compressão com um torno de apertar ou um alicate pode danificar o amortecedor hidráulico.

3. Colocar a correia dentada na roda da cambota no sentido dos ponteiros do relógio. Tem de se ter cuidado para não vincar/dobrar a correia durante a colocação! A correia dentada tem de ficar firmemente esticada no lado de tração, entre as rodas dentadas!

4. Apertar a correia dentada, extraindo o pino de bloqueio do amortecedor hidráulico e removendo o parafuso de aperto OE (T10092). A tensão é ajustada pelo amortecedor hidráulico. Não há outras marcações na polia tensora.

5. Rodar o motor duas voltas no sentido de rotação. Colocar o motor no ponto morto superior do cilindro 1. Verificar e, se necessário, corrigir os tempos de distribuição.

6. Voltar a montar a polia da correia da cambota. Para o efeito, segurar o parafuso central da cambota com chave anular ou contrassuporte! E apertar com binário (classe de resistência M8 8.8, 10 Nm +90°, M8 10.9, 40 Nm).

7. Montar os componentes pela ordem inversa da desmontagem:

Montagem: Colocar a proteção da correia dentada superior e inferior (10 Nm) utilizando um produto de travamento de roscas e parafusos, a correia dos agregados auxiliares e o respetivo tensor (23 Nm). Os parafusos da chumaceira do motor e a chumaceira do motor (apoio do motor no bloco do motor 45 Nm, ponte de ligação à carroçaria/chumaceira do motor 25 Nm, chumaceira do motor na carroçaria 40 Nm +90°, utilizar novos parafusos). Tubagem entre o tubo do ar de sobrealimentação e intercooler, reservatório da direção assistida e depósito de expansão do líquido de refrigeração, voltar a ligar as tubagens de combustível e a encaixar as fichas do sensor Hall. Voltar a montar a tampa do motor e a proteção inferior do compartimento do motor.

8. Registar a substituição da correia dentada original ContiTech no autocolante fornecido (Fig.13) e afixá-lo no compartimento do motor.

No final, pôr a funcionar ou realizar uma viagem de teste.

A Continental desenvolve tecnologias inteligentes para a mobilidade de pessoas e mercadorias. Na qualidade de parceiro de confiança, o fornecedor da indústria automóvel, fabricante de pneus e parceiro industrial, com presença internacional, oferece soluções sustentáveis, seguras, práticas, individuais e a custos comportáveis. Com as suas cinco divisões Chassis & Safety, Interior, Powertrain, Pneus e ContiTech, o grupo alcançou em 2014 um volume de vendas de aprox. 34,5 mil milhões de euros e emprega atualmente cerca de 200.000 colaboradores em 53 países.

A Division ContiTech está entre os principais fornecedores mundiais de elastómeros técnicos e é um parceiro especializado na tecnologia de plásticos. Desenvolve e produz peças funcionais, componentes e sistemas para a engenharia de máquinas e equipamentos, setor mineiro, indústria automóvel e outras indústrias importantes. Em 2014, em conjunto com a empresa norte-americana Veyance Technologies Inc., adquirida no início de 2015, a ContiTech obteve um volume de negócios de aprox. 5,4 mil milhões de euros ("pró-forma"), empregando atualmente cerca de 41 mil colaboradores em 34 países.



Contacto para a imprensa

Antje Lewe

Assessora de imprensa

Coordenadora de Imprensa e Relações Públicas

ContiTech AG

Telefone: +49 511 938-1304

Telemóvel: +49 160 4767260

E-mail: antje.lewe@contitech.de

www.contitech.de


Sibylle Engel

Head of Communications

Power Transmission Group

Automotive Aftermarket

ContiTech AG

Telefone: +49 511 938-14024

Fax: +49 511 938-14025

E-mail: sibylle.engel@contitech.de

www.contitech.de


O comunicado de imprensa está disponível nos seguintes idiomas: Alemão, inglês, francês e espanhol.



Links

Para transferência de comunicados de imprensa e fotografias, visite www.contitech.de/presse




1


A sua pessoa de contacto:



Antje Lewe, telefone: +49 511 938-1304




©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal