Comparação de iluminâncias internas e externas obtidas por meio de simulação computacional Greici Ramos



Baixar 161,83 Kb.
Página1/6
Encontro16.06.2017
Tamanho161,83 Kb.
  1   2   3   4   5   6



Comparação de iluminâncias internas e externas obtidas por meio de simulação computacional
Greici Ramos (1); Enedir Ghisi (2)

(1) Arquiteta, Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, greici@labeee.ufsc.br

(2) PhD, Professor do Departamento de Engenharia Civil, enedir@labeee.ufsc.br

Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Engenharia Civil, Laboratório de Eficiência Energética em Edificações, Caixa Postal 476, Florianópolis - SC, 88040-900, Tel.: (48) 3721-5184



Resumo


Para uma boa avaliação do desempenho termo-energético da edificação é necessário analisar também o uso da iluminação natural, uma vez que o seu uso influencia na carga térmica da edificação. Assim, este trabalho tem como objetivo avaliar as diferentes iluminâncias internas calculadas por quatro programas de simulação: EnergyPlus, Daysim/Radiance, Troplux e Radiance. A análise foi realizada através da comparação dos valores da iluminância interna, gerada através de simulações realizadas para salas com três geometrias diferentes (quadrada, retangular rasa e retangular profunda) e para cinco cidades: Belém, Brasília, Florianópolis, Genebra e Oslo; de latitudes diferentes, entre 27°S e 59°N. A partir da comparação dos resultados encontrou-se uma diferença de até 80% entre os programas, para uma mesma latitude. Ao comparar as iluminâncias geradas para as cinco cidades encontrou-se o maior erro para as regiões de latitude baixa, diminuindo à medida que a latitude aproxima-se dos 45°. As diferenças nas iluminâncias encontradas pelos programas ficam mais evidentes ao analisar o potencial de economia de energia elétrica em iluminação, com o uso da iluminação artificial apenas para a complementação da natural, onde para o programa Troplux o consumo é 50% maior que o resultante do EnergyPlus.
Palavras-chave: iluminação natural, iluminância, simulação computacional.
  1   2   3   4   5   6


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal