CaracterizaçÃo de superfícies de titânio tratadas por plasma dbd



Baixar 0,72 Mb.
Página2/4
Encontro19.06.2017
Tamanho0,72 Mb.
1   2   3   4

3.2 Microscopia Óptica
A microscopia óptica das amostras tratadas demonstraram modificações superficiais (microporosidades), quando comparadas com as amostras controle como indicado na Fig. 3.


a)

b)



c)

d)



Fig. 3: Microscopia Óptica a) amostras controle com aumento em 80x; b) amostras tratadas com aumento em 80x; c) amostras controle com aumento em 200x; b) amostras tratadas com aumento em 200x.


Essas microporosidades analisadas nas superfícies das amostras de titânio tratadas possuem uma distribuição aleatória. Segundo Zhang (2008) essa distribuição pode ser atribuída à orientação localizada das discargas filamentares no aparato experimental. De acordo com Rosales-Leal (2010) e Zhu (2004) microporosidades ao serem aplicadas em biomateriais podem ocasionar mudanças nas respostas biológicas encontradas durante o processo de osseointegração.

Ademais, notou-se durante o ensaio de molhabilidade que as amostradas tratadas reagiram com a água destilada, formando um filme em sua superfície. Foram realizadas fotomicrografias após o ensaio de molhabilidade como demonstrado na Fig. 4.



a)

b)

Fig. 4: Amostra tratada após o ensaio de molhabilidade a) aumento em 80x; b) aumento em 200x.



3.2 Ensaio de Molhabilidade
Os ensaios de molhabilidade revelaram que as amostras tratadas apresentam uma característica hidrofílica. A gota de água se espalha completamente, impossibilitando a aquisição da medida do ângulo de contato com a água em relação às não tratadas explicitado na Fig. 5.


a)

b)

c)











1   2   3   4


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal