Brasília 2017 ministério da educação



Baixar 11.35 Mb.
Pdf preview
Página7/12
Encontro09.04.2020
Tamanho11.35 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12

59
A coleção apresenta um projeto gráfico-editorial organizado, coerente e funcional. Os aspectos edi-
toriais e os elementos visuais estão adequados.
O Manual do Professor é organizado como um recurso de atualização para o docente. São oferecidas 
informações sobre metodologias diversas para o ensino e aprendizagem de Geografia, propostas de pla-
nejamento e atividades a serem executadas com os estudantes em sala de aula e fora da escola. O papel 
do professor é reforçado enquanto mediador que intervém, proativamente, no processo educativo.
Os sítios eletrônicos são coerentes com as temáticas abordadas nos capítulos e com as orientações 
para o professor, fornecendo informações complementares que auxiliam a contextualizar os conte-
údos. Isentos de veiculação de preconceitos e estereótipos, muitos dos endereços eletrônicos suge-
ridos contribuem para os princípios éticos e democráticos necessários à construção da cidadania, 
problematizando as desigualdades socioeconômicas e a degradação ambiental.
em sala de aula
Professor, a coleção apresenta uma grande diversidade de seções especiais que merecem destaque. 
A seção Conexão de conhecimento problematiza fenômenos e conceitos a serem abordados, relacio-
nando-os aos conhecimentos prévios dos estudantes. A seção A notícia em diversas óticas trata de 
temas atuais e cotidianos, proporcionando o desenvolvimento do senso crítico e posicionamento 
frente aos problemas sociais, econômicos e ambientais contemporâneos.
Há atividades que valorizam a construção coletiva do conhecimento pelos estudantes: projetos de 
investigação, atividades interdisciplinares e trabalhos de campo. Elas possibilitarão aos discentes 
identificar e analisar suas práticas espaciais e conhecer as de jovens de outros espaços e tempos.
As ilustrações são utilizadas para veicular informações que possibilitam o aprofundamento dos con-
teúdos e permitem analisar os fenômenos geográficos, oportunizando o emprego de diferentes pro-
cedimentos e estimulando o raciocínio dos educandos. Algumas delas retratam a diversidade étnica 
da população brasileira, em especial, os povos indígenas, porém precisam ser exploradas em maior 
profundidade. É necessário dar mais informações sobre esses grupos, destacando a presença em 
espaços sociais, culturais e profissionais, além de realçar a sua participação no mercado de trabalho 
e nas lutas por igualdade social.
As tabelas e os gráficos referentes à desigualdade entre homens e mulheres e entre negros e brancos no 
acesso à educação e ao mercado de trabalho, contribuem para debater o Mito da Democracia Racial no 
Brasil. A compreensão do tema requer de você, professor, a articulação com outras áreas do conhecimento.

60
Os direitos dos idosos e as relações de gênero, homofobia e transfobia, são abordados apenas pontu-
almente na coleção, sem proporcionar o debate sobre a necessidade de respeito ao outro e garantia 
de seus direitos. É preciso que você, professor, estabeleça relações entre estes temas e o cotidiano 
do estudante, sendo necessário recorrer a materiais complementares para que este conteúdo possa 
ser compreendido pelos estudantes.
No Manual do Professor, tanto na parte comum quanto na específica, há poucas indicações de obras 
relacionadas à prática escolar do ensino de Geografia. Ademais, há poucas indicações de atividades 
complementares além daquelas sugeridas no Livro do Estudante.

61
A coleção apresenta o espaço geográfico como produto dinâmico e processual, construído a partir 
da relação sociedade e natureza. Tem como proposta uma abordagem sobre a formação histórica do 
espaço geográfico, com uma perspectiva na qual os estudantes são desafiados a exercitar um olhar 
crítico sobre as realidades locais, regionais, nacionais e internacionais.
O Livro do Estudante do 1º ano apresenta conteúdos referentes às transformações espaciais na produção 
do espaço geográfico. Há, também, abordagens de temas sobre a dinâmica da natureza, numa tentativa 
de articular fenômenos físicos e sociais, bem como os respectivos impactos causados pela ação antrópica.
O Livro do Estudante do 2º ano ocupa-se do tratamento de questões urbanas e ambientais. Além 
disso, são abordados conteúdos relacionados à dinâmica populacional, às políticas territoriais e aos 
aspectos culturais, religiosos e socioeconômicos, no mundo e no Brasil.
O Livro do Estudante do 3º ano aborda questões sobre o contexto geopolítico e geoeconômico, res-
saltando processos em escalas distintas. Discute-se a globalização e a regionalização geopolítica do 
espaço mundial e são apresentados conteúdos relacionados às dimensões físico-naturais, históricas, 
religiosas, sociais e geopolíticas nos Estados Unidos, Europa, Ásia, África e América Latina.
O Manual do Professor é composto pelo conteúdo do Livro do Estudante e por uma parte específica 
com orientações para o professor.
EDILSON ADÃO
LAERCIO FURQUIM JR.
0132P18053
FTD
2

edição - 2016
GEOGRAFIA EM REDE
visão geral

62
A coleção apresenta a seguinte estrutura: sumário, unidades temáticas, capítulos, seções e subse-
ções. As unidades temáticas são introduzidas por uma imagem contendo uma questão inicial. A aber-
tura de cada capítulo é composta por uma imagem de página dupla, em que aparece a seção Ponto de 
partida. Os capítulos organizam-se a partir das seguintes seções: Inserções interativas e as subseções: 
Navegar; Ler; Ver e Pauta musical, Conversando com a...!; Interagindo; Enfoque; A Geografia na...; Boxe; 
Roteiro de estudos e Exercícios.
O Livro do Estudante do 1º ano tem duas unidades e onze capítulos, assim distribuídos: Unidade um 
– O espaço geográfico; O capitalismo e a transformação do espaço geográfico; Organização e regio-
nalização de um mundo desigual; Nós estamos aqui. Unidade dois – A estrutura da Terra; Relevo, mi-
nérios e solos brasileiros; Hidrografia e recursos hídricos; Geografia dos mares e oceanos; A dinâmica 
do Clima; As grandes paisagens naturais; e Domínios morfoclimáticos do Brasil.
O Livro do Estudante do 2º ano tem três unidades e quatorze capítulos, assim distribuídos: Unidade 
um – Urbanização; Urbanização brasileira; A temática ambiental e o meio urbano; A morada urbana 
e os dilemas ambientais. Unidade dois - A população mundial; A população brasileira; O espaço do 
cidadão. Unidade três - Geografia das indústrias; O espaço industrial brasileiro; Geografia dos trans-
portes; O dilema energético; Energia no Brasil: matriz energética e fontes alternativas; Brasil: potên-
cia agrícola; Espaço e turismo.
O Livro do Estudante do 3º ano tem duas unidades e treze capítulos, assim distribuídos: Unidade um - 
Geografia das relações internacionais; Geografia do poder mundial; Estados Unidos: a hiperpotência; 
A globalização; Globalização e regionalização: os blocos econômicos. Unidade dois - China: a nova 
potência; Rússia, Japão e Índia: potências distintas; O espectro geopolítico do Oriente Médio; Mundo 
árabe, Cáucaso e Ásia Central; África: o legado colonial; A nova face da África: crescimento urbano e 
econômico; Geopolítica da América Latina; Geopolítica do Brasil.
Na divisão interna de cada livro, as seções Interagindo,Conversando com a...! , A Geografia na..., In-
fográfico e Enfoque, possibilitam uma abordagem dinâmica dos conteúdos e, através das diversas 
linguagens, promovem um diálogo com outros gêneros textuais. Além disso, a coleção permite que se 
compreenda a articulação entre diferentes escalas geográficas e favorece a interação dos estudantes 
com o processo de aprendizagem. Essas características implicam em uma abordagem crítica e inter-
disciplinar dos conteúdos geográficos.
Os Manuais do Professor são compostos pelos Livros do Estudante na íntegra, acrescidos de uma 
segunda parte denominada Orientações para o professor.
descrição da obra

63
A segunda parte do Manual do Professor é subdividida em diferentes partes, como segue: Estrutura da 
obra; Pressupostos teórico-metodológicos: o objeto da Geografia; O processo de avaliação; Normatização 
da educação brasileira; Textos de complementação pedagógica; e Orientações específicas para cada ano.
análise da obra
Na coleção, são exploradas diversas linguagens e diferentes formas didático-pedagógicas de abordar os 
conteúdos geográficos. O modo como os conteúdos são apresentados, a interação entre as seções e o 
diálogo com outras áreas do conhecimento qualificam a coleção, buscando o contexto vivenciado pelos 
estudantes diante de uma perspectiva crítica e interdisciplinar, contemplando temas contemporâneos.
A diversidade de linguagens apresentada permite a realização de um trabalho autônomo, tendo ao 
seu dispor a linguagem cartográfica e outras representações, diferentes gêneros textuais, bem como 
linguagens imagéticas. Essa pluralidade auxilia o processo de aprendizagem, sendo um elemento 
importante da coleção.
A coleção possui grande quantidade de ilustrações e mapas. Constam, também, gráficos, infográficos 
e fotografias que qualificam os livros, uma vez que problematizam/contextualizam os conceitos e 
conteúdos, além de representarem os lugares e fenômenos.
Os mapas que compõem a coleção possuem elementos que contribuem para que a comunicação 
cartográfica seja compreendida pelos estudantes, como: escala gráfica e cartográfica; referenciais de 
localização e de orientação; fonte de autoria e data de elaboração.
A coleção possui vocabulário com conceitos e termos específicos da Geografia, favorecendo a apro-
priação, por parte do estudante, da linguagem particular da ciência geográfica.
No campo das atividades, há variedade de exercícios com diferentes focos, desde sugestões para 
trabalhos em grupos, até atividades de revisão que exigem memorização, interpretação, análise e 
síntese. Há, ainda, as que envolvem gráficos e mapas, potencializando a leitura e interpretação, por 
parte do estudante, acerca da Cartografia. Esta linguagem é um elemento presente nos textos, enfo-
cando majoritariamente a localização dos fenômenos geográficos.
É possível encontrar ou construir diálogos entre professores e estudantes, a partir das atividades 
que estão distribuídas ao longo de cada livro. Na maior parte das seções - Conversando com a ...!, A 
Geografia na ... !, Interagindo, Enfoque, entre outras  que constituem a coleção, há, também, sugestões 
de atividades que reforçam um diálogo entre os estudantes e as realidades em que vivem.
Os conteúdos sobre as dinâmicas da natureza e sua ação/reação na transformação do espaço, ainda 
que não apareçam de forma frequente no texto guia, estão presentes nas seções da coleção. Nelas 

64
é possível trabalhar casos empíricos que promovem a articulação entre sociedade e natureza. Dessa 
forma, apresentam situações para que o estudante perceba como as dinâmicas da natureza estão 
relacionadas ao seu cotidiano, em diferentes escalas geográficas.
A coleção apresenta uma fragilidade referente à ausência/insuficiência de abordagens geográficas 
que levem em consideração o contexto de estudantes oriundos de escolas localizadas no campo e/
ou nas periferias urbanas, de modo a valorizar e problematizar suas realidades socioespaciais. Des-
taca-se a centralidade de uma abordagem didático-pedagógica que prioriza espacialidades urbanas, 
sobretudo dos grandes centros.
Cabe ressaltar que os principais conceitos geográficos - espaço, lugar, paisagem, território e região 
- são definidos de modo sucinto na coleção, apresentando interpretações que não problematizam a 
complexidade conceitual dos avanços do campo geográfico. A maioria desses conceitos é trabalhada 
no Livro do Estudante do 1º ano e não é retomada nos livros posteriores ou é tratada apenas de for-
ma pontual, com pouca articulação e continuidade.
Na abordagem da Geografia Regional, os conteúdos partem de uma narrativa eurocêntrica e estaduni-
dense, dando pouca atenção aos espaços localizados no Hemisfério Sul. Os estudos sobre a América do 
Sul aparecem apenas ao final da coleção e de modo sintético. No que diz respeito ao Continente Afri-
cano, o debate se organiza, em sua maioria, a partir de características negativas desse recorte espacial.
A coleção promove positivamente e dá visibilidade à imagem da mulher, considerando sua participa-
ção profissional e sua atuação em espaços sociais e culturais, além de cargos de poder. Os textos e as 
imagens buscam promover uma reflexão sobre igualdade, empoderamento e direitos das mulheres 
na sociedade contemporânea.
No que diz respeito às questões pertinentes à diversidade étnica, elas estão presentes de forma 
pontual, com menções sobre as populações brasileiras indígenas e negras concentradas em um dos 
livros. Suas contribuições no âmbito social, econômico e político e seu papel na formação do territó-
rio são pouco abordados.
As discussões sobre os direitos das crianças e adolescentes, bem como o Estatuto do Idoso, concentram-
-se no Livro do Estudante do 2º ano. Os princípios de cidadania e sustentabilidade são abordados na 
coleção, que apresenta, ainda, práticas coletivas e individuais de cuidado e respeito ao meio ambiente.
Ao longo da coleção, conteúdos importantes para o exercício da cidadania são apresentados, a saber: 
redução da maioridade penal no Brasil; xenofobia e preconceito ao redor do mundo, dentre outros.
O projeto gráfico-editorial organiza-se de maneira coerente e funcional. Os aspectos editoriais e os 
elementos visuais possuem boa legibilidade, estando adequados e bem posicionados nas páginas 
dos livros, contribuindo, assim, para uma leitura proficiente. Portanto, os aspectos gráficos estão 
adequados ao público-alvo, inclusive no que se refere ao tamanho de fonte, espaço entre as linhas, 
formatação das páginas e coloração.

65
O Manual do Professor constitui-se numa ferramenta didática importante com conteúdos e atividades, 
possibilitando encaminhamentos pertinentes ao trabalho do professor no ensino e aprendizagem. Há 
orientações específicas para as atividades individuais e coletivas a serem desenvolvidas pelos estu-
dantes. As discussões teóricas, aliadas ao uso de diversas linguagens e à extensa indicação de fontes 
complementares, qualificam positivamente o Manual do Professor, além do conjunto da coleção.
Destaca-se a quantidade de sítios indicados na coleção, sobretudo na seção “Navegar”, bem como 
em atividades e no Manual do Professor.
em sala de aula
Professor, a coleção permite que os estudantes, juntamente com você, construam e (re)elaborem conhe-
cimentos geográficos, a partir das dimensões do cotidiano. Aproxima-se, dessa forma, de uma abordagem 
que concebe os estudantes como sujeitos protagonistas na construção do conhecimento geográfico.
O uso dos diferentes gêneros textuais e das diversas linguagens pode ser uma boa estratégia didáti-
co-pedagógica, possibilitando o acesso a diferentes pontos de vista sobre os conteúdos abordados. 
Nessa mesma direção, as fotografias e os mapas permitem o reconhecimento e a localização dos 
acontecimentos e/ou fenômenos representados.
Sugere-se a você, professor, que seja ampliado o trabalho com a Cartografia, atualizando discussões 
em torno de mapeamentos coletivos e da Cartografia social. Esses conteúdos auxiliam a elaboração 
e construção de mapas pelos estudantes, considerando a aproximação de conteúdos abordados com 
as espacialidades juvenis e eventos de escala local que podem ser mapeados.
No que se refere à Formação Cidadã, há um número significativo de textos e atividades que colocam 
o estudante frente a temas importantes no cenário nacional e mundial. Tais textos são fundamentais 
para a compreensão e o combate das desigualdades e dos preconceitos, além da promoção de uma 
sociedade justa e igualitária.
Ao trabalhar com as diferentes manifestações de religiosidade, é possível extrapolar os conteúdos da 
coleção, abordando os fatores históricos e geográficos que apresentem os motivos de alguns grupos 
extremistas se localizarem em países islâmicos. Entre os temas presentes que podem ser aprofunda-
dos, encontram-se: violência urbana; acessibilidade; sustentabilidade; os movimentos ambientalis-
tas; os dilemas dos imigrantes e os diversos processos de xenofobia.
Cabe atenção à questão étnico-racial, pois o conteúdo dos livros não apresenta o papel de populações in-
dígenas e negras na formação do território e pouco discute o racismo no Brasil. Deste modo, sugere-se que 
você, professor, recorra a outras fontes e materiais que possibilitem o aprofundamento desses conteúdos.

66
De forma semelhante, é preciso cuidado com a narrativa eurocêntrica que constitui o repertório de 
representações estigmatizadas sobre a África e, no caso da América Latina, apresenta um debate 
reduzido. Uma estratégia a ser adotada diz respeito ao uso de materiais que contenham informações 
atualizadas indicando as relações econômicas, culturais e políticas de países africanos e latino-ame-
ricanos na produção do espaço global.

67
Os livros permitem ao estudante conhecer o significado dos termos técnicos e científicos destacados 
nos textos, além de boxes contendo informações complementares. Em todos os livros da coleção, há 
ilustrações – fotografias, mapas, desenhos, quadros, gráficos, tabelas, infográficos – e excertos de 
textos de diferentes gêneros textuais tais como letras de músicas, poemas, poesias, artigos científi-
cos, trechos de matérias de jornais e revistas, charges, tiras, que auxiliam o estudante na compreen-
são dos temas estudados.
Ao final de cada capítulo, o estudante encontrará seções com textos, indicação de filmes/documen-
tários, livros paradidáticos e sites que possibilitarão a ampliação de seus conhecimentos, além de 
atividades com questões das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e de vestibulares de 
diversas universidades e fundações do país.
A proposta pedagógica que orienta a coleção possibilita a abordagem dos conceitos e temas básicos 
da ciência geográfica – paisagem, lugar, território, região e espaço – ancorada na contextualização, na 
transversalidade e na interdisciplinaridade. As atividades e os textos possibilitam a articulação dos 
temas geográficos com outros componentes curriculares e temas transversais. A coleção apresenta 
os textos de forma contextualizada, além de sugerir leituras complementares provenientes de fontes 
variadas – livros paradidáticos, sites, filmes/documentários – visando à ampliação dos conhecimen-
tos abordados em cada unidade temática.
ROGÉRIO MARTINEZ
WANESSA GARCIA
0145P18053
QUINTETO
1

edição - 2016
#CONTATO GEOGRAFIA
visão geral

68
Toda unidade temática de cada Livro do Estudante da coleção é composta pelas seções: Abertura da 
Unidade, com duas subseções: Boxes complementares, contendo textos complementares e imagens 
sobre o tema abordado e VocabulárioExplorando o tema: textos diversificados, extraídos de diferen-
tes fontes; Contexto geográfico, que se apresenta de duas formas: Ponto de vista, buscando opiniões 
de especialistas e do estudante sobre os temas que serão discutidos na sequência, e Estudo de Caso
com alguma questão relacionada ao tema estudado; Infográfico: os temas abordados em diferentes 
recursos gráficos e textuais; Atividades: seção que se apresenta de duas formas: Sistematizando o 
conhecimento, sobre os conteúdos/temas abordados ao longo das unidades, e Expandindo o conte-
údo, com o uso de diferentes gêneros textuais. Esta subseção contempla questões de compreensão, 
interpretação, análise e levantamento de hipóteses sobre temas que se relacionam e complementam 
os conteúdos abordados.
Ao final de cada unidade, é apresentada a seção Ampliando seus conhecimentos, que comporta infor-
mações complementares relacionadas aos temas abordados. Contempla três subseções: a subseção 
Geografia, ciência e cultura; Geografia no cinema; Questões do Enem e Vestibular.
Os conteúdos do Livro do Estudante do 1º ano abordam questões gerais da Geografia, com ênfase 
nas noções espaciais, a partir do uso didático dos conhecimentos da Cartografia e, também, sobre 
temas correlatos ao estudo das paisagens. As unidades temáticas são: Noções espaciais; A Cartografia 
e suas linguagens; A evolução da Cartografia; A litosfera e a dinâmica do relevo; Estruturas geológicas 
e o relevo terrestre; Hidrosfera e a dinâmica das águas continentais; As águas oceânicas; Atmosfera, 
tempo e clima; Os climas da Terra; e As grandes paisagens naturais da Terra.
No Livro do Estudante do 2º ano, os conteúdos versam sobre a relação natureza, sociedade e espaço 
geográfico, conforme a seguinte disposição: Natureza, sociedade e espaço geográfico; Indústria e 
espaço geográfico; Fontes de energia; População Mundial; População Brasileira; Urbanização; Urbani-
zação e industrialização no Brasil; A urbanização brasileira e seus problemas; A agricultura no mundo; 
e O espaço agrário brasileiro.
O Livro do Estudante do 3º ano tem como principal temática o capitalismo e o espaço geográfico mun-
dial, subdivididos nas temáticas: Capitalismo e espaço geográfico; A globalização; Comércio interna-
cional e blocos econômicos; O subdesenvolvimento; As potências econômicas; Economias emergentes; 
Geopolítica; Conflitos no mundo; Natureza, sociedade e meio ambiente; e Os problemas ambientais.
O Manual do Professor, além da reprodução do Livro do Estudante, possui outra parte denominada 
Orientações para o Professor. Esta segunda parte está estruturada em: Estrutura da coleção; Orien-
tações didáticas e metodológicas; Mapa de conteúdos, recursos e habilidades do livro, do ano de re-
ferência; Objetivos, comentários e sugestões; Referências bibliográficas; e Respostas das Atividades.
descrição da obra

69
análise da obra
A proposta pedagógica que orienta a coleção encontra-se assentada em referenciais teórico-meto-
dológicos ancorados nos princípios da interdisciplinaridade, da transversalidade e da contextualiza-
ção dos conteúdos. Articula a abordagem dos conceitos e temas da Geografia com os demais com-
ponentes do currículo escolar, através do uso de diversas linguagens e diferentes gêneros textuais.
Com inspiração na perspectiva crítica e socioconstrutivista de ensino, a seleção, a organização e a 
abordagem dos conteúdos da coleção consideram os saberes e conhecimentos prévios do estudante 
como ponto de partida do/no processo de ensino-aprendizagem dos conceitos, temas, fenômenos e 
processos geográficos.
A abordagem conceitual, pedagógica e os conteúdos selecionados e organizados na coleção, potenciali-
zam o desenvolvimento de capacidades como a de observar, comparar, refletir, interpretar, investigar, ana-
lisar e sintetizar, a partir da abordagem de temas, conceitos, fatos e processos geográficos que privilegiam 
a opinião do estudante. Tais temas abordam e valorizam, relativamente, a diversidade cultural e regional 
do Brasil e do mundo em vários textos informativos e jornalísticos, atividades variadas e imagens – foto-
grafias, gráficos, quadros e mapas –, os quais estão isentos de preconceitos e estereótipos em relação a 
gênero, idade, religião, entre as regiões do Brasil e nações do mundo. Esses temas e textos favorecem dis-
cussões críticas que levam à conscientização do papel do estudante na sociedade contemporânea e con-
tribuem para o desenvolvimento de habilidades, competências e atitudes para o exercício da cidadania.
No âmbito da discussão e sugestões de práticas didático-pedagógicas relacionadas à Cartografia Es-
colar, é valorizado o potencial dos mapas no ensino de Geografia, cujas práticas de leitura, interpre-
tação e análise possibilitam a representação das espacialidades dos fatos, fenômenos e processos 
geográficos no Brasil e no mundo.
As proposições de atividades – pesquisas, trabalhos de campo, debates, entrevistas, entre outros – 
possibilitam a problematização dos conteúdos e promovem o desenvolvimento de um pensamento 
autônomo e crítico, na medida em que o estudante é instigado a observar, descrever, comparar, 
interpretar e analisar os textos e as imagens que compõem as atividades dos livros, estando em con-
formidade com os princípios que norteiam o ensino de Geografia para o Ensino Médio.
Quanto à Formação Cidadã, a coleção favorece a discussão de princípios éticos, tendo em vista o con-
vívio democrático, cuja proposta se encontra pautada no respeito à diversidade e ao multicultura-
lismo, a partir do tratamento de questões relacionadas ao ensino de conceitos e temas da Geografia 
articulados com temas transversais, os quais são abordados numa proposta interdisciplinar.

Baixar 11.35 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
Serviço público
reunião ordinária
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
espírito santo
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
nossa senhora
língua portuguesa
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar