Bora Bora Bora



Baixar 23,93 Kb.
Encontro20.08.2018
Tamanho23,93 Kb.
Bailinho de Quinta lança seu primeiro cd “Bora Bora Bora”

O grupo lançará o cd independente no dia 29 de janeiro, na internet para download colaborativo

 

 

Para celebrar cinco carnavais, a Banda Bailinho de Quinta lança seu primeiro trabalho autoral, o cd independente Bora Bora Bora. O álbum composto por canções inéditas chegará até o público a partir do dia 29 de janeiro, disponibilizado no endereço: www.bailinhodequinta.com.br.  O trabalho marca um novo momento da banda, nascida com o objetivo de trazer um repertório calcado nas Marchinhas Carnavalescas que povoaram as rádios e as ruas entre as décadas de 30 e 60, relembrando a riqueza e o potencial que essas músicas têm para unir e divertir públicos da mais diferentes gerações e gostos.

Com Bora Bora Bora, o Bailinho de Quinta mostra que o ritmo das marchinhas não ficou no passado e pode dar conta de comportar letras e atmosferas do presente, injetando doses de atualidade no gênero musical. De acordo com Thiago Trad, bateirista do grupo, o disco é uma celebração do espírito do carnaval, feito para pessoas que amam a festa de rua e praça. Construído de forma independente, sem apoios, nem patrocínios, o trabalho reflete um projeto autoral do grupo, mas também o interesse em trazer um discurso novo para dentro do carnaval da Bahia, arejando a festa com novas canções, com forte apelo popular e dançante, mantendo a atmosfera de inocência e malícia, dualidades características das marchas e frevos carnavalescos. O cd poderá ser baixado livremente e o internauta poderá contribuir com quanto quiser com o trabalho, colaborando com a banda. Em março, o álbum estará disponível na versão física, nos shows e lojas do ramo em Salvador. 

O músico explica que o novo trabalha marca o reposicionamento da banda, que desde 2009 faz um repertório essencialmente de releituras de clássicos dos carnavais desde o início do século XX. O novo trabalho reúne um time de compositores como Walter Queiroz, maior criador de marchinhas da Bahia, além de Tenison Del Rey, Marcela Belas, Marcio Mello, Alex Gois, Edu Casanova, Fabio Cascadura entre outros.

Para Graco Vieira, a produção criativa do Bailinho de Quinta se insere num contexto de retomada das próprias marchinhas, que voltaram com força pelas mãos de projetos como o da própria banda. “Esse movimento que acontece em Salvador com o Bailinho de Quinta, encontra pares no Rio de Janeiro e em Recife, dentro de uma cena reviver as marchinhas, mas também de valorização do carnaval de rua, de chão” afirma o guitarrista.

*Rememorar, reviver, vivenciar,



TRAJETÓRIA - Esse projeto que movimenta bailes carnavalescos desde 2009, mostra que confete, serpentina, máscaras e a alegria não tem época, nem ficam fora de moda. E essa trajetória, querida e reconhecida pelo público, tem se dado de forma independente na cena musical de Salvador (Bahia).

A banda é composta por músicos atuantes no cenário musical de Salvador, como o guitarrista e cantor Graco (Scambo), o baterista Thiago Trad (Cascadura) e a cantora Juliana Leite (Orquestra do Maestro Zeca Freitas). 2014 marca uma mudança no projeto do Bailinho de Quinta, que deixou de ser uma banda dedicada apenas ao período do verão, para ter uma produção mais permanente.

O que: lançamento do disco Bora Bora Bora, do Bailinho de Quinta

Quando: dia 29 de janeiro

Onde: www.bailinhodequinta.com.br

 

Faixa a Faixa

 

1 - O Bloco vai passar - Graco e Fabio Cascadura

Cantada em coro, a marchinha traz a sonoridade das orquestras carnavalescas, com presença marcante dos sopros e uma atmosfera dos carnavais pernambucanos.



2 - Malucada – Marcela Bellas, Tenison Del Rey e Edu Casanova

(Participação Armandinho Macedo)

A participação de Armandinho Macedo na guitarra baiana em conjunção com a letra divertida fazem de Malucada um frevo baiano trielétrizado e irresistível.

3 - Minha Loucura – Alex Góes

Composição belíssima de Alex Góes, um frevo baiano inédito.



4 – Vou te pegar – Gabriel Moura/ Jovi Joviniano

Uma marchinha absolutamente atual, marcada pela atmosfera dos encontros furtivos dos carnavais.



5 -  Marcha Cigana – Marcela Bellas, Tenison Del Rey e Edu Casanova

Marchinha inocente e extremamente leve, com elementos que evocam uma festa cigana.



6 - Palhaço Palhaço – Marciso Carvalho e Walter Queiroz

Linda Marcha que convida o ouvinte a um passeio por outra época. Presença de Walter Queiroz, compositor emblemático das marchinhas e hinos de carnaval.



7 - Amor de Carnaval - Emilinha e Campos

(Participação: Vanessa Mello)

Canção que traz as míticas figuras do pierrô e colombina, numa atmosfera mais tradicional e mágica do carnaval relembrando os grandes bailes de salão.

 8 – Chuva chover – Marcio Mello

(Participação: Marcio Mello e Livia Mattos)

A canção propõe uma outra possibilidade estética, seja pela presença do acordeão de Lívia Mattos e pela composição de Marcio Mello, Chuva Chover promove um encontro entre a marcha carnavalesca e um suave baião moderno.



9 - Coisa Linda – Carlos Bernas

Marchinha que evoca o romantismo com seus encontros e desencontros.



10 - Zoológico – Jorge Papapá e Helson Hart

Com influências diretas do reggae e ska, Zoológico é uma canção que passeia no mundo dos bichos e sem dúvida terá comunicação direta com as crianças.



11 - Pra frente e pra trás – Gabriel Moura/ Jovi Joviniano

Marcha contagiante que evoca o carnaval de rua.



12 - Balança o saco (Frevo e folia) – Zé Carlos e Pitangui

Canção das mais queridas e pedidas do repertório do Bailinho de Quinta, a única canção não inédita a fazer parte do cd. A pura poesia carnavalesca e a atemporal malicia das marchinhas.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal