Blog na construçÃo de conhecimento no ensino de língua estrangeira montes Claros- mg – maio 2013



Baixar 0,76 Mb.
Encontro04.10.2017
Tamanho0,76 Mb.


O BLOG NA CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO NO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

Montes Claros- MG – maio 2013

Marcelo de Miranda Lacerda – IFNMG – mmlacerda2@hotmail.com


Categoria: C - Métodos e Tecnologias
Setor Educacional: 5 - Educação Continuada em Geral
Classificação das Áreas de Pesquisa em EAD:

Macro: (B)/ Meso: (K)/ Micro: (N)
Natureza do Trabalho: A - Relatório de Pesquisa
Classe: 1 - Investigação Científica
RESUMO

O presente trabalho surgiu da carência de leitura e conhecimento lingüístico e acerca da língua espanhola ministrada nas aulas do “Pré vestibular Municipal” implantado no município de Montes Claros- MG. Após uma breve pesquisa em artigos e textos disponibilizados na plataforma E-proinfo, do curso de especialização em Mídias na Educação ofertado a professores da Secretaria de Educação deste município junto ao MEC em parceria com a Unimontes, foi possível eleger o BLOG como estratégia midiática capaz de auxiliar os alunos na descoberta de novos conhecimentos. Este estudo tem como metodologia a pesquisa qualitativa de cunho bibliográfico, utilizará como ferramenta de pesquisa a observação e análise de fatos e posts pelos alunos no Blog desenvolvido pelo professor para estimulá-los quanto vestibulandos e futuros acadêmicos. A intervenção ocorreu naturalmente durante as próprias aulas e pode-se concluir que os alunos que utilizam a internet para estudo e/ou mesmo lazer passaram a visitá-lo com freqüência para se atualizarem. Com certeza foi um trabalho prazeroso por parte do autor e inovador por parte dos alunos. O blog continua ativo interagindo não só os alunos do Pré vestibular Municipal mais todos os alunos e ex alunos de língua espanhola de outras Instituições de ensino.

Palavras–chave: Blog ; recurso midiático; conhecimento.

1- Introdução

Este trabalho é fruto das atividades desenvolvidas no curso de Pós Graduação Lato Sensu em Mídias na Educação desenvolvido pela UNIMONTES em parceria com o MEC. Durante as atividades do módulo sobre blogs surgiu a ideia de criação de um blog voltado para a leitura e ensino de língua espanhola. Tal inspiração veio depois de visitar um blog em espanhol (http://amis95.blogspot.com.br/) onde uma senhora de 97 anos comungava suas vivências e comentava assuntos do seu cotidiano.



FIGURA 01: Blog “A mis 95 años” da senhora María Amélia.


A ideia inicial era levar aos alunos do Pré vestibular Municipal da cidade de Montes Claros – MG, a oportunidade de atualizar-se em relação à leitura e conhecimentos gerais. Tal modalidade de Ensino é um projeto integrado à Secretária de Educação, Esporte e Lazer do Município existente há 10 anos. No decorrer deste tempo mais de um mil alunos já tiveram a oportunidade de ingressar na Universidade e em empregos públicos. Durante as aulas de língua espanhola ministradas no referido projeto é possível perceber a falta de interesse dos alunos em se atualizarem com as notícias econômicas, políticas, sociais e culturais do nosso país e do mundo. Questionados se acessam a internet e o que acessam, foi possível identificar como problema a ser investigado a falta de direcionamento e/ou orientação em relação aos conteúdos acessados. Tendo em vista a problemática observada, surgiu a iniciativa de criar um Blog como elo de informações interdisciplinares e divulgação da língua espanhola, que passou a integrar o currículo nacional da Educação Básica, especificamente no Ensino Médio através da Lei nº 11.161/2005. Com esse intuito, tal recurso midiático fora criado em 2009. A idéia nasceu da necessidade de levar o aluno pré-vestibulando a capacidade de refletir e construir novos conceitos.

Nesse sentido, espera-se com essa intervenção pedagógica verificar se os alunos do Pré Vestibular Municipal utilizam recursos midiáticos como auxílio na preparação para os exames e assim, como objetivo geral, interagir alunos e mídia no processo ensino aprendizagem. Nota-se que a maioria deles possui perfil em sites de relacionamentos, email e acessam páginas relacionadas aos concursos prestados. É preciso estimulá-los a usarem outros recursos, como o Blog, Twitter para seu enriquecimento pessoal potencializando o êxito, já que o ensino não se processa somente com aulas expositivas e repetitivas. A partir deste pressuposto esta intervenção pretende como objetivos específicos: proporcionar aos vestibulandos um ambiente agradável de leitura e interação com vários tipos de textos; enriquecer o vocabulário dos alunos na língua espanhola; estimular a interação entre os vestibulandos, alunos de outros colégios, professores de espanhol e as mídias selecionadas e dinamizar a aprendizagem em outros ambientes que não seja a Escola. Vale lembrar que estes alunos têm um histórico de exclusão, pois estudaram em escolas públicas, muitos estão há anos sem estudar e em sua maioria possuem dificuldades básicas em todos os conteúdos, principalmente na leitura e interpretação de textos, causando assim um número grande de evasão no decorrer das aulas.

Para alcançar os objetivos propostos, esse estudo utilizará como metodologia a pesquisa bibliográfica e de campo e utilizará como ferramenta de pesquisa a observação e análise de fatos e postagens no Blog. Toma-se ainda como referencial teórico o trabalho de autores renomados como: Maria Elizabeth Bianconcini Almeira (2001), Hugh Hewitt (2007), Pierre Lévy (2000), Fredric Litto (2008), José Manoel Moran (1995) e Carlos Seabra (1993), dentre outros.

2 – O Blog e a construção de conhecimento

Vivemos uma era informacional, numa sociedade do conhecimento, onde tudo acontece online e o aprendizado se dá de forma autônoma. Na sociedade do conhecimento e da aprendizagem, nada mais significativo que trabalhar com problemas reais, adotar posições variadas de interpretação, estimular a vivência de múltiplos papéis em contextos realistas, articular o conhecimento declarativo, procedimental, atitudinal, fomentar múltiplas formas de representação dos conhecimentos, a consciência do processo de aprendizagem (metacognição).

Segundo Fonseca (2000), podemos estimular a busca de soluções em grupo, por meio do diálogo entre alunos e professores e do estudo sistemático, promover o desenvolvimento de habilidades e destrezas cognitivas complexas, como projetar, avaliar, analisar, sintetizar, investir nos processos de memória (armazenamento e recuperação de experiências e informações) que subsidiam a aprendizagem, em vez de estimular a memorização vazia. Desenvolver flexibilidade cognitiva na aprendizagem favorece o pensamento crítico e a metacognição, explorando-se a capacidade espontânea de reestruturar o próprio conhecimento diante de situações em constante mudança, pela forma de representar o conhecimento.

Avanços tecnológicos costumam gerar novos tipos de armas, mas a conquista de inovações consistentes no poder de fogo também exige inovações organizacionais e doutrinárias. (HEWITT, 2007, 107)

Esse processo é muito mais radical do que se pensa, segundo Hewitt (2007) o que realmente esta acontecendo é uma revolução na informação semelhante, em suas conseqüências, à Reforma, que dividiu a cristandade no século XVI. A chave da transformação foi a ampla divulgação das Escrituras entre leigos cada vez mais alfabetizados.

Hoje nós não temos um cânone, mas temos sede de informação, temos uma nova tecnologia de distribuição e um milhão de fornecedores de conteúdo.

A velha guarda da velha mídia está em uma situação muito semelhante à da Igreja Católica Romana quando Lutero se ergueu para questionar a autoridade do papa. Assim que a centelha de Lutero acendeu o fogo, a disponibilidade de edições da Bíblia tornou inevitável o colapso da autoridade da Igreja, embora a luta tenha sido longa e frequentemente sangrenta. (Hewitt, 2007. 222)

O mesmo autor diz que a palavra blog surgiu da contração da expressão inglesa webblog. Log significa diário, como o diário de um capitão de navio. Webblog, portanto, segundo Hewitt, é uma espécie de diário mantido na internet por um ou mais autores regulares. O primeiro deles urgiu em 1999 e hoje há mais de quatro milhões de blogs. Em cinco anos os blogs se tornaram em uma corrente forma de expressão onde todo tipo de assunto é abordado naturalmente, com uma linguagem simples e parecida com a de um diário. Não só os jovens se tornaram adeptos a este movimento, mas sim os adultos e profissionais do jornalismo. Os blogs de cunho político foram os primeiros a se difundirem no Brasil, seguidos de blogs de caráter cronista, substituindo muitas vezes as crônicas jornalísticas habituais.

“... a habilidade de pensar criticamente pouco valor tem se não for exercitada no dia-a-dia das situações da vida real. É aí que as simulações, feitas em computador ou não, têm seu papel, fornecendo o cenário para interessantes aventuras do intelecto." (SEABRA, 1993).


Segundo Ferreira (2007) Os blogs são páginas na internet (Web), que utilizam os protocolos de transmissão de dados e contam com um servidor para armazenar as informações que apresentam e que precisam ser atualizadas com frequência. Historicamente, surgiram no final de 2001, no site Blogger.com. Por Ferreira, apud Hewitt ( 2007, s/n)

Apresenta-se com uma linha de tempo para as postagens, abarcando uma infinidade de assuntos que vão desde diários, piadas, links, notícias, poesias, artigos, idéias, fotografias e tudo mais que seja possível para sua atualização. Quando “no ar”, isto é, postado na web, qualquer pessoa pode acessá-lo. Sendo uma excelente forma de comunicação, permite que grupos e pessoas interem-se sem restrição temporal, pois o leitor pode registrar comentários acerca da exposição do blog. (FERREIRA, apud HEWITT, 2007)

Enquanto educador é possível percebê-lo como uma ferramenta valiosa para a prática pedagógica, pois um blog não se restringe somente a língua portuguesa. Ele funciona como recurso para todos os eixos do conhecimento. Além de tantas possibilidades educativas os blogs aproximam as pessoas, novas idéias, novos olhares. Permiti interações, reflexões além de ampliar a aula para um mundo virtual e ao mesmo tempo real.

O blog é hoje considerado um gênero linguístico, pois tem características próprias e objetivo próprio distinto de outros modelos textuais. A prática pedagógica de hoje visa o ensino baseado na variação textual, em sua leitura e interpretação. Aqui vale ressaltar a importância desta intervenção, pois tem com objetivo principal a interação dos alunos do Pré vestibular Municipal (turma da área de Humanas) com o meio (blog), com a língua espanhola, com uma variedade lingüística e outras que serão apresentadas a partir deste recurso. Não é possível dizer que uma mudança na prática docente está a caminho e sim que esta em curso. A informação está sendo absorvida de formas novas e inacreditavelmente diferentes a partir de fontes novas e até recentemente desconhecidas.

Essa nova maneira de conceber a prática social e didática obriga-nos a repensar nosso papel como educador e nos atualizar. O foco desta intervenção não é o professor e sim o aluno, pois temos como objetivo interagir alunos e mídias no processo de aprendizagem não desvalendo do professor, pois como foi citado anteriormente é ele o responsável por esta mudança e quebra de paradigmas dentro da Escola.

2- 1 Como se procedeu a Intervenção

Em 2009, foi concretizada a idéia de criar um blog sobre a língua espanhola voltado para a todos os alunos do ensino fundamental, médio e pré vestibular das Instituições de Ensino Pública e privada onde leciono. Tal idéia é fruto da leitura de textos e artigos sobre o assunto no curso de especialização em Mídias na Educação oferecido pelo MEC em parceria com a Universidade Estadual de Montes Claros – MG – UNIMONTES _ no ambiente virtual E-Proinfo.

A princípio foram várias tentativas sem êxito. Houve dificuldades em encontrar um site hospedeiro que se enquadrasse com o objetivo do blog. Dinâmico, com layout atrativo, colorido e de fácil usabilidade. Depois de vários acessos a blogs consagrados na mídia adotamos o blogspot como web site hospedeiro. A escolha do nome do blog não foi difícil, pois já havia um nome em mente que unisse a idéia ao objetivo passando pelo uso gramatical. Assim surgiu o blog amimegustaespanhol.blogspot.com.



O segundo passo seria rechear a página com informações novas e úteis a todos os níveis de leitores sem descriminá-los, pelo contrário integrá-los, interagir alunos de níveis e escolas diferentes em debates e discussões sem se esquecer da apresentação do blogueiro como forma de deixar os leitores mais a vontade e dentro do que se deseja com este recurso. (Figura 02)

Figura 02- Página inicial do blog


Houve uma preocupação, por parte do conteudista, que aqui pode ser chamado de blogueiro, em postar textos variados, de gêneros distintos e sempre com a referência para que o leitor pudesse ler ir atrás da notícia, conforme figura 03. Com o passar dos meses já foi possível postar links de notícias para que o leitor se orientasse na busca de informações visto que o mesmo já estava habituado em entrar constantemente no blog e procurar por assuntos comentados em sala.

Figura 03 – Variação textual

Outro fator importante para o sucesso do blog foi o incentivo por parte do professor que comentava assuntos atuais em sala de aula e disponibilizava o endereço eletrônico para que os alunos buscassem. Os textos utilizados em provas e atividades eram previamente postados no blog e assim os alunos se mantinham estimulados em saber que texto e/ou assunto seria cobrado em prova.

Dentre as dificuldades encontradas por parte dos alunos a maior foi a dificuldade em responder ou comentar os post, pois era preciso ser assinante do blogspot, ou seja, ter um blog no mesmo web site. O que foi superado, pois os alunos comentavam em sala suas descobertas assim como também suas dificuldades em acessar, ler e comentar os textos. Já o autor do blog teve como dificultador a atualização do mesmo, pois a freqüência de acesso dos alunos se tornou maior do que as postagens em determinados momentos.



O blog oferece outros links interessantes aos leitores como: blog de provas de vestibulares, de contos em espanhol, de jornais em espanhol, de gramática da língua portuguesa e espanhola, blogs de literatura de colegas professores em outras instituições. Ou seja, o blog faz uma ponte com outros blogs amigos como o intuito de se auto divulgar e ainda complementar a leitura dos alunos de forma orientada. É possível verificar nas figuras que se seguem.
3- Considerações Finais

No decorrer dos semestres foi possível perceber a familiaridade criada por parte de alguns alunos em acessar a internet e buscar informações contidas no Blog “amimegustaespañol”, comentá-las e cobrar que fossem postados mais textos sobre determinados assuntos, como música, pegadinhas, exercícios, etc. O blog passou a ser “moeda de troca” entre o professor e seus alunos pois quando solicitado uma informação extra, um vídeo, uma letra de música e mesmo o gabarito de exercícios o professor utilizava este recurso para disponibilizá-los virtualmente.

Foi possível averiguar também que os alunos do pré vestibular acabavam acessando outras fontes através do blog. Assim tiveram contato com outros sites de notícias em espanhol. Outros incentivados pelos colegas e professores criaram perfis em sites de relacionamentos ampliando horizontes e relacionamentos nas Redes Sociais. Este tema, por ser atual e instigante ajudou, pois foi cobrado também em provas de seleção de diversas Universidades no país reforçando a fala do professor e a curiosidades dos alunos.

A ferramenta escolhida não poderia ter sido outra porque o blog é fácil de ser manuseado, com menu acessível a todos (conteudista e leitores) e com layout agradável. As dificuldades encontradas por parte dos alunos são as mesmas encontradas em relação ao uso de qualquer outra ferramenta tecnológica: dificuldade de acesso a internet por parte de alguns que moram distantes ou não possuem computador em casa e nem recursos financeiros para frequentar uma lan house; falta de interesse em quaisquer coisas relacionada à informática e por ultimo a falta de tempo, visto que o publico do Pré vestibular Municipal é de jovens e adultos que trabalham durante o dia e estudam a noite. Aqueles que acessam e acompanham os posts novos relatavam acessar de casa, trabalho ou lan house, sendo esta a opção mais freqüente entre os relatos ouvidos.

Em alguns momentos percebemos que os alunos mais assíduos se mostraram autônomos na leitura e interpretação de texto na língua espanhola. Foram capazes de buscar as fontes sugeridas, inferir opinião e complementar seu conhecimento com outras leituras. Tal atitude seria difícil construir em sala de aula, com duas aulas de cinqüenta minutos semanalmente. Vejo aqui a importância de incentivar e mostrar aos alunos que existem outras estratégias para estudar uma língua estrangeira e o melhor de forma prazerosa.

Este projeto possibilitou de forma satisfatória que o aluno criasse assim um paralelo entre o que foi dito em sala e um mundo diferente do seu, de sua realidade interagindo com novas informações e potencializando ainda mais seus estudos. Foi possível com este estudo resgatar o papel social de docente e rever meus objetivos profissionais e pessoais.

Os objetivos desta intervenção foram alcançados abrindo caminho para novos estudos e observações sobre a utilização de novos recursos tecnológicos na educação de forma natural e sem traumas para nós professores. Não podemos deixar de citar a importância de cursos como o “Mídias na Educação” que vem levando este assunto para as Escolas em diferentes localidades do país e proporcionando aos alunos integração e inclusão social e tecnológica.

Referências

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Tecnologia na escola: criação de redes de conhecimentos. Boletim do Salto para o Futuro – TVE. MEC/SEED/TV Escola, 2001. Disponível na web: www.tvebrasil.com.br/salto/tec/tectext2.htm. Acesso em março de 2002.


ALONSO, Kátia M. Multimídia, organização do trabalho docente e política de formação de professores. In FIORENTINI, L. M. R.; MORAES, Raquel A. (Coords.) et al. Fundamentos políticos da educação e seus reflexos na educação a distância. Curitiba: UniRede e UFPR. Módulo 1 do Curso de Formação em EAD.
BRASIL, Lei Nº 9.394 – Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional, 20 de Dezembro de 1996.
FAGUNDES, L. C., Sato, L. S. & Maçada, D. L. Aprendizes do futuro: as inovações começaram. Cadernos informática para a mudança em educação. MEC/SEED, Prfo, 1999. Disponível na web: http//:www.proinfo.mec.gov.br. Acesso em março de 2007.
HEWITT, Hugh. Blog : entenda a revolução que vai mudar o seu mundo. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2007.
LÉVY, Pierre. Cibercultura. Tradução Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Ed. 34, 2000.
LITTO , Fredric M. Repensnao a educação em função de mudanças sociais e tecnológicas recentes. In: OLIVEIRA, Vera B. Informática em Psicopedagogia. São Paulo: Editora SENAC, 1996. P. 85 – 110.
LITTO, F. M.. Entrevistas. O Ensino a Distância e as novas Tecnologias aplicadas à educação. In: Revista Aprender, out./2002. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. de 2007.

LUCENA, M. Um modelo de escola aberta na Internet: Kidlink no Brasil. Rio de Janeiro: Brasport, 1997.


MORAN, José Manoel. Novas Tecnologias e o Reencantamento do Mundo. Revista Tecnologia Educacional. Rio de Janeiro, vol. 23, n.126, set.-out., 1995.
SEABRA, Carlos. O computador na criação de ambientes interativos de aprendizagem. Revista Em Aberto, Brasília, ano 12, n. 57, jan.-mar., 1993.

http://pt.scribd.com/doc/23378802/Tecnologia-Na-Educacao-De-Professores-De-Ead João josé SAraiva da Fonseca.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal