Avivamento, um movimento do espirito santo de deus 02-02-1997 II cro 29. 12-36



Baixar 84,29 Kb.
Encontro04.01.2017
Tamanho84,29 Kb.


avivamento, um movimento do espirito santo de deus

02-02-1997



II Cro 29.12-36

12-Então estes levitas puseram-se a trabalhar: debtre os descendentes de Coate:

Maate, filho de Amasai, e Joel, filho de Azarias; dentre os descedentes de Merari: Quis, fillho de Abdi, e Azarias, filho de Jealelel; dentre os descendentes de Gerson: Joá, filho de Zima, e Éden, filho de Joá;

13-dentre os descendentes de Elisafã: Sinri e Jeuel; debtre os descendentes de Asafe: Zacarias Matanias;

14- dentre os descendentes de Hemá: Jeuel e Simei; dentre os descendentes de Jedutum: Semaías e Uziel.

15- Tendo reunido e consagrado os seus parentes, os levitas foram purificar o templo do Senhor, conforme o rei havia ordenado, em obediência à palavra do Senhor.

16- Os sacerdotes entraram no santuário do Senhor para purificá-lo e trouxeram para o pátio do templo do Senhor todas as coisas impuras que lá havia, e os levitas as levaram para o vale de Cedrom.

17-Começaram a consagração no primeiro dia do primeiro mês e no oitavo dia cehgaram ao pórtico do Senhor. Durante mais de oito dias consagraram o templo do Senhor propriamente dito, terminando tudo no décimo sexto dia.

18-Depois foram falar com o rei Ezequias e lhe relataram: “Purificamos o templo do Senhor, o altar dos holocaustos e a mesa do pão consagrado, ambos com todos os seus utensílios.

19-Preparamos e consagramos todos os utensílios que o rei Acaz em sua infedelidade, retirou durante o seu reinado. Eles estão em frente do altar do Senhor”.

20-Cedo, na manhã seguinte, o rei Ezequias reuniu os líderes da cidade e, juntos, subiram ao templo do Senhor,

21-levando sete novilhos, sete carneiros, sete cordeiros e sete bodes como oferta pelo pecado, em favor da realeza, do santuário e de Judá. O rei ordenou que os sacerdotes , descendentes de Arão, sacrificassem os animais no altar do Senhor.

22-Então os sacerdotes abateram os novilhos e aspergiram o sangue sobre o altar; em seguida fizeram o mesmo com os carneirios e com cordeiros.

23-Depois, os bodes para a oferta pelo pecado foram levados para diante do rei e da assembléia, que impuseram as mãos sobre eles,

24-Os sacerdotes abateram os bodes e apresentaram o sangue sobre o altar como oferta pelo pecado, para fazer propiciação por todo o Israel, pois era em favor de todo o Israel que o rei havia ordenado o holocausto e a oferta pelo pecado.

25-O rei posicionou os levitas no templo do Senhor, com címbalos, liras e harpas, segundo a prescrição de Davi , de gade, vidente do rei, e do profeta Natã; iisso foi ordenado pelo Senhor, por meio dos seus profetas.

26-Assim os levitas ficaram em pe, preparados com os instrumentos de Davi, e os sacerdotes com as cornetas.

27-Então Ezequias ordenou que sacrificassem o holocausto sobre o altar. Iniciado o sacrificio, começou tambem o canto em loucor ao Senhor, ao som das cornetas e dos instrumentos de Davi, rei de Israel.

28-Toda a assembleia prostrou-se em adoração, enquanto os músicos cantavam e os corneteiros tocavam, até que terminou o holocausto.

29- Então o rei e todos os presentes se ajoelharam e adoraram.

30- O rei Ezequias e seus oficiais ordenaram aos levitas que louvassem o Senhor com as palavras de Davi e do vidente Asafe. Eles louvaram com alegriaa, depois inclinaram suas cabeças e o adoraram.

31-Disse então Ezequias: “Agora que vocês se dedicaram ao Senhor, tragam sacrifícios e ofertas de gratidão ao templo do Senhor”. Assim a comunidade levou sacrificios e ofertas de gratidão, e alguns, espontâneamente levaram holocaustos.

32-Esses holocaustos que a assembleia ofertou ao Senhor foram setenta bois, cem carneiros, e duzentos cordeiros.

33- Os animais consagrados como sacrifícios chegaram a seiscentos bois e três mil ovelhas e bodes.

34- Como os sacerdotes eram muito poucos para tirar a pele de todos os holocaustos, os seus parentes, os levitas os ajudaram até o fimd a tarefa, e até que outros sacerdotes se consagrassem, pois os levitas demoraram menos que os sacerdotes para consagrar-se.

35- Houve holocausto em grande quantidade, oferecidos com a gordura das ofertas de comunhão e com as ofertas derramadas qeu acompanhavam esses holocaustos. Assim foi restabelecido o culto no templo do Senhor.

36-Ezequias e todo o povo regozijavam-se com o que Deus havia feito por seu povo, e tudo em tão pouco tempo.

introdução


  1. No dia 31/12/97 estivemos estudando a primeira parte deste texto, onde percebemos a visão que o Senhor dava a Ezequias um moço de 25 anos de idade, novo rei, de levar de volta o seu povo ao Senhor.

  2. Na sua palavra aos levitas e sacerdotes de Judá encontramos os desafios de Deus todos quanto querem tomar parte desta obra.

  3. Mas nestes versículos encontramos a descrição do movimento do Espírito Santo tomando forma de avivamento no meio da nação.

  4. Por isso quero estudar as características do mover do Espirito Santo nos avivamentos. Entendendo que as mesmas são tambem as características de uma vida cheia do Espírito Santo.

i um movimento de santificação v.15


  1. Os levitas e os sascerdotes se santificaram primeiro.

a) Eles haviam sido convocadods por Deus para tomarem parte do movimento do Espírito Santo que ocorreria em sua nação.

b) alguns atenderam a convocação, outros não



c) Isto é o que Deus esta fazendo agora, ele esta convocando os seus levitas e sacerdotes para o moviemnto do Espirito Santo que virá. Alguns estão se dispondo outros estão a margem do processo de Deus. E você como está? Você já começou a se santificar.

d) Ilustração- Livro Seja Santo de Warren W. Wiersbe Tempo de ser santo cantado pela congregação quando o dirigente pede para ser cantada a 1 e a 4 estrofes. Se você não tem tempo de cantar um hino inteiro sobre santidade que leva 4 minutos você não achará tempo em sua vida para buscar a santidade.

e)O movimento do Espirito Santo começa com o povo de Deus.


  1. Depois santificaram a casa de Deus v.15

a) A casa de Deus havia sido profanada e fechada pelo rei Acaz

b) Os utensílios sagrados do templo quebrados

c) ela estava suja e abandonada

d) o Santificar a casa de Deus era”:



  • Limpeza

  • Retirada de tudo o que era impuro diante do Senhor

e) Santificar era tirar do lugar sagrado a imundícia  (coração)

  • Era prepara-la para ser verdadeiramente a casa de Deus

f) Todos os movimentos do Espirito Santo nos avivamentos, foram movimentos que visavam restaurar a casa de Deus.

  • Wesley- Restauração de uma vida de compromisso com Deus e não somente de membresia na Igreja (grupos de santidade)

  • 1 Avivamento Americano- uma reação a ordenação de pastores não convertidos (sem experiência de conversão e chamada para o ministério)

  • 2 Avivamento americano a busca de uma experiência de conversão

g) Hoje Deus nos convoca a santificarmos a sua casa:

  • Pastores que defendem a união de gays

  • Os escândalos evangélicos envergonham o nome de Jesus

  • A vida moral de muitos crentes não condiz com a mensagem do evangelho

  • Tradição cristã e não conversão

  • Política denominacional

h) Hoje o Senhor nos convoca a uma busca de compromisso e santidade com Ele.

ii um movimento de restauração v.16-19


  1. Os sacerdotes e levitas foram restaurados

  2. Alguns se tornaram promotores do culto idólatra, mas agora eram restaurados ao Senhor.

  3. Outros deixaram seus negócios para entrarem no movimento do Espírito Santo

  4. A casa de Deus e os seus utensílios foram restaurados (é interessante perceber que em todo avivamento o povo de Deus devota atenção para construir, reformar e restaurar a casa de Deus, é uma espécie de honra dad ao Senhor)

  5. Todo avivamento é um grande movimento do Espírito Santo de Deus para restauração do seu povo e da sua casa.

  6. O grande fenômeno é a transformação, não só da Igreja mas da sociedade.

a) Wesley e as reformas sociais na Inglaterra

b) 1 Avivamento Americano e as escolas do Oeste

c) Gales- e as cadeias vazias

d) Qual é o impacto de nossa presença na sociedade barsileira?

e) No que estamos promovendo mudança e restauração?

f) que tipo de impacto Deus quer fazer em sua vizinhança através da sua presença ali?

g) Quem pode ser restaurado através de você?



iii Um movimento de confissão e purificação no sangue v.20-24


  1. Mas nenhum avivamento acontece por determinação humana, ou por esforço próprio. Nós não temos este poder

  2. Ezequias e os levitas do seu tempo sabiam disto, por isso o próximo passo foi confissão de pecados da nação e sacrifícios de sangue

  3. Toda limpeza humana é insuficiente. Só no sangue remidor há poder para perdão e santificação.

  4. Nem boas obras, nem desejos espirituais podem fazer um pecador santo

  5. Somente o Sangue de Jesus pode limpar-nos dos nossos pecados

  6. Somente o glorificado e ressureto salvador pode interceder por nós diante de Deus como nosso advogado e sumo sacerdote

  7. O que o Velho testamento viu somente em sombras, os crentes hoje vêem no brilho da luz de Jesus

  8. O movimento do Espirito Santo em um avivamento leva as pessoas a confissão de pecados e confiança no perdão do sangue de Jesus.

a) Jonathan Edwards e o seu sermão pecadores nas mãos de um Deus irado

b) Charles Finney- banco dos aflitos

c) É uma confiança somente na graça revelada neste sangue


  1. É este sangue quem abre as portas para nossa santificação, restauração, perdão e poder do Espírito Santo

  2. Você não quer tomar parte neste movimento de Deus?

  3. Ele é mais que uma cerimônia, é uma confissão, é uma busca de compromisso e santificação, é uma busca de restauração no Espírito de Deus, é uma busca de poder para servir e adorar ao Senhor.

  4. Você quer tomar parte desta bênção?

IV Um movimento de louvor e adoração v.25-28


  1. Como consequência da apresença do Senhor no meio deles, do mover do seu Espírito, o louvor e a adoração tomaram conta de todos os presentes.

a) Primeiro os levitas começaram a tocar louvores ao Senhor

b) depois os sacerdotes tocavam suas trombetas

c) depois os coristas começaram a cantar e então:

d) toda a congregação irrompeu em louvor e adoração




  1. Era a resposta natural de um coração agradecido e impactado pela apresença do Senhor

  2. Não foi diferente nos outros avivamentos

a) Charles Wesley compôs 5.000 hinos de louvor a Deus

b) 1º avivamento Americano era chamado de Novas Luzes por causa dos novos estilos de culto e adoração a Deus

c) Muitas das críticas ao 2º grande avivamento americano vieram por causa das maneirasdiferentes de adorar e orar que surgiram então

d)No avivamento de Gales os cultos não terminavam, eram verdadeiras vigílias de oração testemunho e louvor

e) Não tinham dirigentes alguém no meio do salão começava a cantar um hino e todos iam atrás, outro começava a orar, e todos ouviam, outro se levantava e dava testemunho e louvor pelo que Deus fizera e todos adoravam.


  1. Isto é a celebração da redescoberta da presença de Deus, é festa, é louvor. É a alma que celebra o Deus vivo que esta no meio do seu povo.

  2. Os cultos não podem ser somente liturgia. Não podem ser mecânicos, eles precisam ser a expressão de um povo que adora o Deus de sua alma.

  3. Há um poder extraordinário no meio deste louvor:

a) pessoas se convertem Os morávios cantando em meio aos perigos do mar, abalam o coração amedrontado de Wesley

b) guerras são vencidas por este louvor ( II Cro 20.22)

c) Simplesmente porque no meio dos louvores que Deus habita, pessoas são curadas em meio aos louvores, e o pdoer de Deus é manifestado.

d) Hoje eu lhes convido a adorar e a louvar o nome do Senhor e exaltá-lo de todo coração. Ele esta vivo e presente entre nós, no seu culto e no seu santo templo.




  1. O avivamento que Deus esta derramando entre nós é tambem um mover do Espírito Santo para o louvor e a adoração do nosso Santo e poderoso Deus que se revela em pdoer e glória no meio do seu povo. “Ele me glorificará porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará”Jo 16.1-4



V um movimento de oração v.29-30


1. Outra característica do avivamento é mover do Espírito Santo levando o povo de Deus a se prostrar em oração aos seus pés

2. Foi isto que aconteceu com o povo em meio ao louvor e adoração, eless se curvaram com o rosto no chão em oração

3. O sentimento da presença de Deus os levava a curvar-se diante dele e a falar com ele.

4. Este Deus vivo e presente é aquele que ouve e responde com poder as orações do seu povo. É aquele que confirma a fé manisfestando a sua graça em resposta ao clamor dos seus adoradores.

5. Ilustração A lâmpada de Deus que nunca deveria ser apagada no tabernácu-lo e no templo. Ela era um sinal de Deus de que a sua luz nunca se apaga no lugar da oração.

6. O poder da oração sempre é redescoberto quando o Espírito Santo de Deus se move em avivamento no meio do seu povo.

7. É isto o que Deus esta fazendo no mundo hoje. Há um mover do Espírito Santo despertando a sua igreja para a oração

a) Em 1967, a pedido da cruzada das américas, Evelyn Christenson, conduziu uma pesquisa para descobrir na prática, O que acontece quando as mulheres oram, e nunca mais se afastou do ministério da oração.

( Ela afirmou em setembro de 1996 em belo Horizonte quando falou a rede de mulheres do AD2000 e tambem a rede Déboras, mulheres que oram pelos seus filhos e pela juventude de nosso país: “agradeço a Deus o privilégio de envelhecer e refletir sobre como ele apanhou o vidro quebrado da minha vida, e cuidadosamente, moldou o vitral que esta fazendo de mim, cirurgias, dificuldades, tudo isso foi usado por Deus para me transformar. E sempre para melhor”.)
b) As redes de oração espalhadas pelo mundo (Eu participo de 2 resdes de oração nacional e outra mundial, recebo pelo computador via internet, toda semana informações missionárias atuais de todo mundo e de várias agências, e as vezes, boletins extraordinários de emergência, com pedidos de oração.

c) Rede Débora no Brasil

d) Os faróis de oração

e) a bênção dos sentinelas de oração

f) as espostas do Senhor nos cultos matinais e vespertinos de oração

8. Tudo isto é a certeza de que quando oramos os anjos se movimentam, nós somos despertados, as cadeias de opressão caem, e as portas se abrem.

9. Quando oramos, milagres acontecem. Por isso a palavra de Deus nos diz:

Hb 4.16 Cheguemo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno.

10. Há um mover do Espírito em nosso meio. Há muito que Deus quer nos ensinar, mas precisamos nos prostrar diante dele. Gastar tempo em sua presença. Você tem feito?



  1. 11. Ilustração: um jovem pastor perguntou a Tozzer, um dos grandes evangelistas do passado. Qual o segredo de uma vida de poder, e o velho evangelista disse: venha me encontrar todos os dias as 6 da manhã em determinado parque de sua cidade e eu lhe mostrarei o segredo. O horário não era o melhr, as atividades do ministério não permitiam, e alguns anos se passaram. Lutas problemas, sentimento de fracasso espiritual, fizeram o jovem pastor lelbrar das palavras do velho evangelista e um dia ele foi, e o velho evangelista lhe disse: você demorou de chegar. O segredo é este: dobre os seus joelhos diante do Senhor.

12. Você quer experimentar algo do poder de Deus em sua vida? Você quer uma comunhão mais forte e franca com o Senhor? Você quer ver os milagres de Deus, então decubra o segredo:- Ele é o segredo, não são livros, as pessoas, os métodos. É o Senhor.


13. Um dos sinais de um genuíno avivamento é quando o coração da igreja esta aberto para oração. É quando a agenda da Igreja esta aberta para oração. É quando o povo de Deus ora.
14. Você não quer participar deste movimento do Espírito Santo?

VI um movimento de generosidade e doação V.31-36 e II Cr 31.5-10


1. A próxima característica do mover do Espírito Santo é um sentimento que só Deus poderia promover no coração humano: Generosidade e Doação.

2. logo após os sacrifícios oferecidos pelo rei, o povo, voluntariamente começou a trazer ofertass para serem oferecidas em sacrificio e outras para serem consagradas ao Senhor.

3.Quando Espírito Santo move o coração humano, vamos entendendo que nada é nosso, tudo é de Deus. Um sentimento de Gratidão invade o nosso coração. Desejamos tomar parte da sua obra e sustentar o seu culto.

4.Um dos sinais de frieza espiritual é quando não nos sentimos movidos a adorar a Deus com nossos dízimos e ofertas.

5. A liberalidade é fruto do mover do Espírito Santo no meio do seu povo.

a) Avivamento dos tempos de Josias

b) Avivamento de pentecostes

At. 4.32 Da multidão dos que criam, era um só o coração e uma só a alma, e ninguém dizia que coisa alguma das que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns.

c) Todas as vezes que a sua igreja é avivada o povo de Deus é despertado a entregar ao Senhor os seus dízimos e ofertas. Há alegria em fazê-lo. Pois o adorador tem prazer de honrar o seu Deus com o fruto do seu trabalho. Tem alegria de ver a casa de Deus restaurada. Quer que a obra do Senhor seja realizada em toda a terra.


6-Tenho visto muitos crentes que tem perdido a bênção da promessas do Senhor retendo consigo os seus dízimos e ofertas. Mas o que mais me entristece é perceber que este é um sinal de que suas vidas não estão cheias do Espírito Santo onde estiver o seu tesouro ai estará seu coração.

7. Podem até estar cheias de ativismo religioso, podem até ter a aparência de piedade cristã, mas na verdade não existe a devoção necessária para que o Senhor gere neles generosidade e doação.


8. Este mover do Espírito Santo fazia não somente com que a casa de Deus tivesse seu sustento, mas que as necessidades dos filhos do Deus Eterno fossem supridas. A generosidade vertical, em direção a Deus, sempre nos leva a generosidade horizontal, relação aos nossos semelhantes.
9. As grandes obras sociais cristãs surgiram em momentos de avivamento da fé quando o povo de Deus era movido a ser generoso.
10. O movimento do Espírito Santo sobre a sua vida é um apelo a que você possa ser desprendido para consagrar, primeiro aquilo que não é seu, é de Deus, os seus dízimos, mas mais do que isto ofertas alçadas de gratidão e amor ao Deus que tem manifestado em sua vida.
11. Este mover do, Espirito Santo já passou por sua vida?


conclusão


  1. Ao estudarmos cada uma das características de um avivamento, desejamos que o Senhor opere em nosos meio promovendo0 em nossas vidas

  2. Uma coisa é saber que todo aquele que busca o Senhor o encontra, que todo aquele que o invoca não é decepcionado por ele.

  3. Não sei se hoje Deus derramará algo que abale a nação brasileira, mas sei que se eu ou você o buscarmos desta maneira ele pode avivar o meu e o seu coração.

  4. Sei que os votos que fazemos em sua presença ele leva a sério. Sei que ele pode soprar o seu Esp;irito sobre nós.

  5. Ilustração do Cáio Fábio, assobiando para chamar o vento e soltar a pipa.

  6. O nosso assobio não é uma crendice, na verdade são passos de fé.

a) Buscando santificação pessoal, e da sua casa.

b) Buscando a restauração do Senhor sobre nossas vidas

c) Confessando os nossos pecados e os do nosso povo para que o sangue de Jesus nos redima

d) Adorando-o com inteireza de coração

e) Curvando-nos diante dele em oração

f) Servindo-o com nossa vida e bens


  1. Você não gostaria de dar estes passos de fé hoje?


VII um movimento que gera uma certa oposição da religião institucionalizada





  • Quando estudamos o que estava acontecendo no avivamento nos tempos de Ezequias descobrimos que Ele começou a revelia dos Sacerdotes, que não empreenderam total apoio ao movimento, ao que parece exerciam até uma certa oposição.

a) No primeiro momento foram poucos os que se apresentaram: II Cro 29.34

b) No segundo momento, na celebração da páscoa eles não haviam aderido ao movimento II Cro 30.3, 15,17

c) Eles vão aderir somente quando este já era um movimento popular na nação, II Cro 30.24
2. Mas por que isto aconteceu neste e em tantos outros avivamento?

3. porque uma das razões da frieza espiritual do povo de Deus é a conduta espiritual dos seus líderes. Aqueles que dirigem a religião institucionalizada.

4.O problema de Israel e Judá estava na vida e conduta dos seus sacerdotes, reis e profetas, que como pastores conduziam o rebanho para longe do Senhor

a) Urias, o sumo sacerdote dos tempos de Ezequias estava comprometido com o pecado do seu povo: II reis 16.10-16

10- Então o rei Acaz foi a Damasco para se encontrar com Tiglate-Pileser, rei da Assíria; e, vendo o altar que estava em damasco, enviou ao sacerdote Urias a figura do altar, e o modelo exato de toda a sua obra.

11-E Urias, o sacerdote, edificou o altar: conforme tudo o que o rei Acaz lhe tinha enviado de Damasco, assim o fez o sacerdote Urias, antes que o rei Acaz viesse de Damasco.

12- Tendo o rei vindo de Damasco, viu o altar; e, acercando-se do altar, ofereceu sacrificio sobre ele;

13-queimou o seu holocausto e a sua oferta de cereais, derramou a sua libação, e espargiu o sangue dos seus sacrificios pacíficos sobre o altar.

14-E o altar de bronze, que estava perante o Senhor, ele o tirou da parte fronteira da casa, de entre o seu altar e a casa do Senhor, e o colocou ao lado setentrional do seu altar.

15-E o rei Acaz ordenou a Urias, o sacaerdote, dizendo: No grande altar queima o holocausto da manhã, como tambem a oferta de cereais de noite, o holocausto do rei e a sua oferta de cerais, o holocausto de todo o povo da terra, a sua oferta de cereais e as suas libações; e todo o sangue dos holocaustos, e todo o sangue dos sacrificios espargirás nele; porém o altar de bronze ficará ao meu dispor para nele inquirir.

16-Assim fez Urias o sacerdote, conforme tudo quanto o rei Acaz lhe ordenara.

b) Os profetas sempre afirmaram que a ruína do povo de Deus eram seus pastores, líderes que os afastavam do verdadeiro Deus.



      • Isaías 56.10-11

10- Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; deitados, sonham e gostam de dormir.

11- E estes cães são gulosos, nunca se podem fartar; eles são patores que nada compreendem; todos se tornam para ao seu camminho, cada um para a sua ganância, todos sem exceção.


      • Jeremias 2.8

8- Os sacerdotes não disseram: Onde está o Senhor? E os que tratavam da lei não me conheceram, e os governadores prevaricaram contra mim, e os profetas profetizaram por Baal, e andaram após o que é de nenhum proveito.


      • Jeremias 10.21

21-Pois os pastores se embruteceram, e não buscaram ao Senhor; por isso não prosperaram, e todos os seus rebanhos se acham dispersos.
5. Na história não foi diferente, os avivamentos, na sua grande parte surgiram sem apoio da religião institucionalizada, pois esta havia se conformado com o pecado e não mais fazia diferença espiritual no meio em que estava inserida.

a) Os Jansenitas, católicos que criam na salvação pela graça de Deus em Cristo Jesus, ao ponto do grande pensador Pascal esconder a sua conversão, mantendo costurado em suas roupas o relato dela.”O coração tem razões que a própria razão deconhece”Pascal

b)Os pietistas da mesma maneira ( avivamento luterano)

c) A vivamento Inglês, 1 americano, e 2º

6. Falo isto com profundo temor e tremor, pois sou pastor, e esta mensagem é uma mensagem para mim e para todos quantos exercem liderança espiritual em sua igreja.

7. Ela é um alerta para os pastores, diáconos, professores, diretores, coordenadores, líderes de estudo etc...

8. Nossa missão não é outra a não ser ajudar o povo de Deus, que esta sob nossa liderança, a conhece-lo, bem como o seu pdoer. É fazer distinção e ensinar ao povo de Deus a diferença entre o que é precioso e o que é vil, e a não se conformar com os padrões distorcidos do mundo.

9. Em um avivamento, Deus usa gente simples, para dizer que o poder não se encontra no paramento, na liturgia, no sacramento, nem na sabedoria humana, mas em um Deus vivo e poderoso que se manifesta na vida daqueles que o invocam e se deixam moldar segundo a sua vontade.

10. Que tipo de instrumento você tem sido? A sua vida é uma inflência que incendeia o coração dos que estão ao seu redor, ou é um tropeço. Deus pedirá contas do nosso ministério.

vii um poderoso movimento de evangelismo e missões


  1. Uma das mais fortes características de um genuíno avivamento é mover do Espírito levando o seu povo a evangelizar e a fazer missões.

  2. Quando o coração do povo foi avivado, eles precisavam falar, conclamar o povo a voltar para o Senhor.

  3. Eles não se contentaram em fazê-lo apenas em Jerusalem, mas fizeram em toda a Judéia e Israel, o reino do norte.Convidando o povo a celebrar a páscoa do Senhor.

  4. Boca fala do que está cheio o coração”Lc 6.45

  5. Se o nosso coração esta cheio do Espirito Santo, então estaremos fazendo alguma coisa para que o mundo possa crer. Entenderemos que esta é a nossa responsabilidade.

  6. Se nossa vida esta cheia do Espírito santo, então estaremos fazendo alguma coisa para que o mundo possa crer. Entenderemos que esta é a nossa responsabilidade.

  7. Você quer saber, de modo prático, se você esta ou não cheio do Espirito Santo? É simples! Há um fogo dentro de você que lhe permite deixar de falar de Jesuss a qualquer pessoa em qualquer circunstância? Se a sua resposta for sim você esta cheio do Espírito santo.

  8. Há um fogo dentro de você que o impede a se importar com a pregação do evangelho em qualquer lugar desta terra?Este é o motivo de suas orações, e de sua contribuição sacrificial? Então você esta cheio do Espirito Santo.

  9. Não é possível ser cheio do Espírito Santo e continuar acomodado, sem sentir um peso de responsabilidade pela salvação dos perdidos.

  10. Os correios saíram correndo (literalmente hb) para avisar o povo que era tempo de arrependimento.

  11. Ilustração A vinda do Senhor ( Os Morávios)

      • A contribuição mais importante dos morávios foi a sua ênfase sobre a idéia de que todo o cristão é um missionário e deve testemunhar através da sua vida diária”.

      • A segunda grande contribuição é que é o Senhor quem comanda a geografia da minha missão pessoal.

◊ Os artesãos, movidos pelo Espirito santo, mudavam-se para lugares onde o Evangelho não havia chegado, para como fazedores de tendas, continuar a sua obra missionária nos lugares mais necessitados.

◊ Você já considerou a hipótese de que Deus mude a geografia de sua missão?

◊ Em 10 anos de avivamento, aquele bando de refugiados, enviaram mais missionários do que todos os protestantes e aglincanos haviam enviado nos 2 séculos passados.

1732- Ilhas Virgens

1733- Groelândia

1734- America do Norte

1735- América do Sul

1736- África do Sul

1771- Labrador



  • Esta paixão podia sere verificada pelo númwro dos seus missionários em relação ao numero dos seus membros. Um em cada 60 Morávios era missionário fora da Vinha do Senhor.

  • Hoje os evangëlicos no mundo tem 1 missionário para cadsa 5.000 membros, e se olharmos para aqueles que estão trabalhando entre os povos não alcançados a relação é assustadoramente menor.

12. O avivamento que estamos esperando exige que estejamos dispostos:



  • A sermos, cada um de nós missionários do Senhor.

  • A estarmos dispostos a deixar o Senhor cuidar da nossa geografia. ( universitários, comerciantes, profissionais liberais, aposentados). Se deixamos a empresa que trabalhamos cuidar da nossa geografia, porque não temos a coragem de deixar Deus cuidar da nossa geografia.

* Você já parou para pensar que a aparóxima congregação desta igreja pode nascer em sua casa, sob sua liderança, aqui em Curitiba, ou em outro lugar?

* Você estaria disposto a mudar para uma cidade que Deus lhe mostrasse para ser um missionário ali exercendo a sua profissão? Exemplos: Igreja em Campinas, Ribeirão Preto, florianópolis). Nossa necessidade, na China e outros países.



  • A consagrar os nosso filhos à esta obra. Hoje 30 membross desta igreja estão se preparando para a obra do Senhor no Seminário e 24 missionários sustentados pela igreja entre os que são parcial ou totalmente ou seja 1/85, e o Senhor esta levantando um grande número de vocacionados e evangelistas).

  • A consagrar o nosso tempo em oração a favor desta obra ( A vigilia de 24 h. De oração que se iniciou em 13/08/1727 e só terminou 100 anos depois)

  • A investir o nosso dinheiro no cumprimento da grande comissão. (oferta de missões mundiais, compromissos mensais)

13. Você quer tomar deste movimento do Espírito santo? Você realmente quer estar vivendo um avivamento? Então comece a dar passos de fé.



IX um movimento que gera uma mudança radical nos valores morais e espirituais onde ele ocorre II Cro 31.1





  1. Os efeitos do avivamento são semelhantes ao de um terremoto, onde as ondas de impacto se espalham em círculos concêntricos de transformação

  2. Primeiro Deus transformou o moço de 25 anos que acabara de tornar-se rei, depois, os levitas e alguns sacerdotes, o impacto chegava ao reino do norte e agora começava a transformar os costumes da nação toda.

  3. O povo fez em poucos dias o que qualquer rei levaria anos para realizar.

  4. Saíram da celebração da páscoa abolindo toda a forma de idolatria tanto em Jerusalem, Judéia e Israel.

  5. Como eles, vivendo uma experiência pessoal como seu Senhor podriam permitir que sua terra fosse amaldiçoada por aquilo que Deus considera abominação?

a) naqueles dias quase em cada esquina havia um lugar de culto idólatra, adoração de demômios ou prostituição cultual ( deuses da fertilidade que eram adorados através de relações sexuais, com homossexuais, bem como homossexuais)

b) Até a serpente de bronze erigida no deserto por Moisés era considerada um deus ( foi destruída por Ezequias, II Rs 18.4)

c) Era tempo de santificar a terra.( não somente a pessoa, o templo, o sacerdócio, mas a terra em que estavam inseridos)

6.Como a nossa nação precisa de um genuíno avivamento que promova mudança nos valores morais e espirituais.

a) Uma nação que em cada esquina se encontra oferendas para o diabo

b) Idolatria espalhada nas mais variadas formas de crendices

c) Uma moral corrompida;


  • Onde o mais importante é ser esperto e levar vantagem em tudo

  • Onde a nudez e exposta com naturalidade como cultura nacional

  • Onde a pornografia é incentivada e apreciada pela família

  • Onde os deputados da nação buscam a legalização do casamento de homossexuais

  • Onde graça a vilolência

7. Quando um avivamento vem o povo, a moral e a visão espiritual se introduzem como parte da cultura da nação.

8. Ilustração:- África do sul e o fechamento de Editoras pornô por causa da ação popular que proibia a publicidade e divulgação das mesmas. Não somos tão inocentes assim pelo estado espiritual de nossa nação.

9. A Igreja tem se esquecido que uma das suas missões é ser sal da terra e luz do mundo. Que tipo de sal temos sido? Como pessoas? E como igreja?

10. Quais os valores que temos tentado preservar?

11. O que nossa nação tem ouvido, de nós sobre seus pecados espirituais e morais?

12. O pior é que as vezes ficamos escandalizados daqueles que tem coragem de falar o que deveríamos ter falado a mais tempo

13. Eu gostaria de saber o que pensaria de nossa reação os profetas, os apóstolos e aqueles que viverem genuínos avivamentos?

14. Talvez pensassem que nos acomodamos e nos conformamos com este mundo



15. Será que não teriam razão?


X Um movimento de unidade espiritual do povo de deus II Cro 30.12


  1. Uma outra característica do mover do Espírito Santo em um avivamento é a unidade espiritual que se processa no meio do povo de Deus.

  2. Isto ocorre porque o Senhor passa a ser o centro da motivação e da atenção e não a paixão humana.

  3. Este é o grande contraste. De um lado a oposição, mas entre os que foram alcançados pelo fogo do Senhor, uma nova experiência de unidade no Espirito Santo.

  4. Ilustração A Vinha do Senhor, nas terras do Conde Zinzendorf. Influenciado pelo pietismo, ele recebeu em suas terras os perseguidos da Europa por causa da fé, e nomeou o lugar de a Vinha do Senhor. O grupo cresceu e os problemas tambem, baseados nas várias diferenças doutrinárias dos diferentes grupos refugiados que brigavam entre si, até que em 13 de agoasto de 1727, quando em um culto de celebração da ceia do Senhor e verdadeiramente se tornaram a vinha do Senhor.




  1. A unidade é o mover do Espírito Santo nos mostrando que etoda a barreira que possamos levantar entre nós não tem sentido e valor diante da sua glória.




  1. Unidade é manifestação de um amor prático capaz de:




  • Perdoar as ofensas

  • Respeitar as diferenças (unidade na diversidade)

  • Perceber os valor dos outros

  • Dar-se para abençoar o seu próximo ( só sentimos a verdadeira expressão da benção quando nos dispomos a ser uma benção)

  • Como vai seu amor? Ele tem podido gerar estas coisas em você?



  1. Unidade é se deixar ser regido e controlado pelo Espírito Santo. Facção é o fruto da paixão de nossa carne.

  • Amor ou ciúme tem regido a sua confrontação vom pessoas?

  • Perdão ou acusação tem sido seu estilo?




  1. Unidade não é anarquia, mas respeito e cadeia de comando de líderes que Deus ungiu para aquele momento.

Cumprirem a ordem do rei e dos sprincipes conforme a palavra do Senhor. V. 12b.

  • Como você tem visto os homens e mulheress de Deus que tem sido ungidos para aeste momento na sua vida?




  1. Unidade éconsequência natural de ser ter um só coração no Senhor

  2. O ataque da unidade é uma das primeiras tentativas de Satanás para frear a força de um avivamento ( veja atos)



XI movimento que sempre corre um grande perigo II Cro 32.25,


II Cro 32.25 Mas Ezequias não correspondeu ao benefício que lhe fora feito, pois o seu coração se exaltou; pelo que veio grande ira sobre ele, e sobre Judá e Jerusalem.


  1. Já no final da história, o autor sagrado nos faz uma impressionante revelação. Nem tudo estava tão bem assim!

  2. O rei e a nação toda caaíram na armadilha do orgulho espiritual.

  3. E Deus condenou este pecado, pois Ele não divide a sua glória com mais ninguém.

  4. São tão grandiosos os feitos de Deus em um avivamento que corremos o risco de imaginar que nós somos especiais poderosos.

  5. Outras vezes começamos a buscar mais a experiência do que o Deus da experiência.

  6. No avivamento morávio encontramos um momento profundamente místico, onde os crentes buscavam experiências 1 e isto quase fez morrer a sua ação evangelística.

  7. Talvez, os excessos na ênfase em experiências, e o orgulho espiritual, tem sido ao longo dos anos uma das grandes críticas aos movimentos de avivamento.

  8. Toda vez que aceitamos a glória para nós que é devida a Deus, ou não dermos a glória a Ele pecamos. Corremos o risco de perder a apreciosidade do que Deus está nos dando.

  9. O orgulho é síndrome de Lúcifer. Cuidado

  10. Aplicação

a) Orgulho pessoal do saber e do fazer

b) Orgulho espiritual do poder

c) orgulho da Igreja

d) No lugar de orgulho dê louvor a quem merece. O Senhor todo poderoso e ao seu filho Jesus autor e consumador de nossa fé.



11. Lembrar que outro grande perigo é não corrigir formas deste momento e passar a geração seguinte.
1- Enquanto alguns podem considerar a obsessão dos morávios pela morte física de Cristo como simplesmente uma estranha aberração da herança cristã evangélica , o siginificado é muito profundo do que sua relação com as missões cristãs. Quanto mais místicos e introspectivos os morávios se tornavam em sua identificação com o sofrimento físico do Senhor, menos se preocupavam com suas necessidades alheias, especialmente com relação a evangelização mundial. Eles consideravam suas experiências místicas, sensoriais como evidência de suprema espiritualidade e negligenciavam o lado prático de sua fé.

Os missionários ativos eram na verdade desprezados por não terem alcançado ainda o plano elevado de espeiritualidade dos místicos e a causa das missões ficou assim prejudicada ( Tcker, Ruth A, Até os confins da terra. Pag.77).




©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal