Autor: Mauro Estival Adaptação Livre



Baixar 206,16 Kb.
Página1/8
Encontro02.08.2017
Tamanho206,16 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8

Pág.

Do Egito a Canaã

Autor: Mauro Estival – Adaptação Livre


Introdução


Deus criou o homem com o propósito de ter um povo na Terra que O expressasse. Adão cedeu ao pecado da desobediência e foi separado da presença de Deus, pois como um Deus santo pode relacionar-se com um homem pecador?

Então, Deus arquitetou um plano para resgatar o homem de sua nova e degradante posição. Porém, mais uma vez o homem caiu e Deus recomeçou tudo a partir de Noé. O povo se corrompeu novamente e Deus, em Gênesis 11 – na ocasião da Torre de Babel – separou os povos através da confusão das línguas.

Em uma nova tentativa, Deus chamou um homem chamado Abrão que deu início a uma geração, conhecida hoje como “os filhos da fé”, que são os filhos de Deus. Abrão teve um filho chamado Isaque que por sua vez teve um filho chamado Jacó, que gerou doze filhos, estes são um dos símbolos da Igreja na Bíblia. O principal filho de Jacó foi José que se tornara governador do Egito. Como governador, José levou Jacó e toda sua família para morar no Egito. Eles chegaram como livres, mas com o passar do tempo foram escravizados por um tirano Faraó.

Então o povo de Deus (os filhos de Jacó, que também era chamado de Israel) tornou-se prisioneiro no Egito, terra que simboliza o “mundo” e escravos de Faraó, que representa o diabo.



Entendemos:

Egito – Mundo governado pelo inimigo;

Os filhos de Israel – Os filhos de Deus;

Faraó – O inimigo;

Moisés – Representa Jesus, o libertador.

É interessante conhecermos um pouco da historia do Velho Testamento, pois iremos utilizá-la nestas lições com o objetivo de mostrar a você o caminho da libertação do povo de Deus do Egito, que depois de anos de caminhada chegaram a um lugar chamado Canaã, que representa o propósito de Deus para nós.


Capítulo 1 - Novo Nascimento


Precisamos conhecer as verdades da Palavra de Deus, e nada melhor do que conhecê-las através de uma história tão preciosa e útil quanto a historia do povo de Israel, pois é através desta verdade que seremos libertos de toda escravidão.

“Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” Jo 8.32

O Egito na Bíblia simboliza o mundo perdido que tem como príncipe Satanás. O povo de Israel aprisionado no Egito simboliza o povo de Deus e a terra de Canaã simboliza a posição que todos nos precisamos ter e viver em Deus.

Então temos três símbolos nesta história:


  • Egito, o mundo perdido;

  • O povo de Israel, o povo de Deus convertido;

  • A Terra de Canaã, lugar que Deus tem para nós.

Antes do povo de Deus entrar no Egito, era um povo livre, mas ao entrar no Egito – que é o mundo – foi feito escravo. Isso aconteceu quando o homem que Deus criou livre caiu no pecado e se tornou escravo de Satanás. Adão foi criado por Deus e colocado no jardim para viver uma vida plena, mas a queda de adão através do pecado levou toda a humanidade a ser escrava do pecado, pois todos nos somos descendentes de Adão.

Portanto, assim como por um só homem entrou o pegado no mundo, e pelo pecado, a mote, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.” Rm 5.12

Após quatrocentos anos de escravidão, Deus chamou um homem chamado Moisés para ser Seu instrumento para a libertação deste povo. Mas só podem ser libertos aqueles que são Seus.

No Egito havia duas raças: os judeus e os egípcios, sendo que os primeiros foram separados por Deus para serem a sua raça exclusiva.

Pois assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O Último Adão, porém, é espírito vivificante.” I Co 15.45

Assim como antigamente, hoje nós temos duas raças de seres humanos na Terra: aqueles que são “almas viventes” e os que são “espíritos vivificados”. O que isso significa? Significa que nem todos os humanos são filhos de Deus. Deus só pode libertar quem está qualificado como filho, aquele que tem o DNA do Pai Celestial, aquele que é nascido de novo.

O Senhor quer libertar a todos, mas para isso, as pessoas devem ser transformadas em filhos de Deus. Então, ou você é da raça dos filhos de Adão ou da raça dos filhos de Jesus Cristo.

Infelizmente, todos nós somos ensinados que nascemos filhos de Deus, mas isso não é verdade. Vamos ver na Palavra de Deus se estamos no caminho certo ou não. Observe esse texto:



“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” Mc 16.15

Jesus antes de ser elevado aos céus chamou seus discípulos e ordenou-lhes visitar o mundo inteiro e pregar o evangelho de Jesus Cristo para todas as criaturas. Agora acompanhe minha linha de raciocínio: o Senhor estava falando para eles pregarem para quem? Quem são as “criaturas”? Será que as criaturas são os animais? Claro que não. Você acha que o Senhor estava pedindo para eles pregarem para quem? É claro que era para os homens, mas qual o objetivo da pregação para essas pessoas.

Mas, a todos quantos o recebem, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome;” Jo 1.12

Todos os homens desde o pecado de Adão são criaturas, mas aqueles que recebem a Jesus são transformados em filhos de Deus, ou seja, quem é criatura permanece criatura, quem recebe Jesus Cristo é filho de Deus.

Toda criatura pode ser transformada em um filho de Deus, mas, nem todos são filhos de Deus espontaneamente, precisam passar pelo processo de receber Jesus.

Deus criou a todos, logo todos são criaturas de Deus. Jesus comissionou apenas os discípulos, a quem Ele mesmo já havia pregado o evangelho. Enfim, aqueles que ouvem esta Palavra e crêem se tornam filhos de Deus.

Segundo o texto que lemos anteriormente, as criaturas são as almas viventes e os filhos de Deus são os espíritos vivificados, duas raças: criaturas e filhos.

É isso que está na Bíblia, esta transformação de natureza é chamada de conversão ou novo nascimento.

Para exemplificar, gostaria de mostrar para você a historia de um homem chamado Nicodemos, que mostra claramente o que estamos explicando. Veja só:

Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele. A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez? Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.” Jo 3.1-7

Nicodemos possuía aproximadamente cinqüenta anos de idade e era um judeu reconhecido e cheio de status em sua sociedade. Este nobre homem chegou a Jesus perguntando acerca da vida eterna. Jesus disse a ele que a primeira coisa que deveria fazer era “nascer de novo. Nicodemos não compreendeu o que Jesus disse, e perguntou o que talvez, eu também perguntaria.

Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?” Jo 3.4

Jesus explicou que o novo nascimento não PE um nascimento natural, feito por um medico em um hospital. O nascimento natural ocorre apenas uma vez e não muitas, como algumas religiões ensinam a seus fiéis. E no caso de Nicodemos, este nascimento já havia acontecido. Mas havia um tipo de nascimento que lhe faltava: o nascimento do espírito.

“O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito.” Jo 3.6

Os nascidos da carne são almas viventes e os nascidos do espírito são espíritos vivificados. Jesus estava dizendo: - você nasceu de sua mãe (alma vivente), mas você precisa nascer do espírito (espírito vivificado), isto sim é a conversão.

Jesus esta mostrando a Nicodemos – e a nos também – que só existe uma maneira de entrar no Reino de Deus: nascendo de novo. Agora, porque todos os homens precisam nascer de novo? A Bíblia tem a resposta:

pois todos pecaram e carecem da gloria de Deus,” Rm 3.23

Todos pecaram, não há distinção. Todos nos herdamos o pecado de adão e fomos separados da presença de Deus e por isso todos nós somos criaturas de Deus, estamos longe dele.

Vou te dar uma ilustração. Mudei para o estado de Tocantins em 2000 e na ocasião não tinha filhos, toda a minha família morava no estado de Goiás. Eu estava longe de meus pais e a minha esposa dos pais dela. Em 2002 nasceu meu primeiro filho, João Pedro. Agora eu te pergunto? Meu filho nasceu perto ou longe do avô? Claro que foi longe, porque eu estou longe. Assim é o homem. Se Adão está longe de Deus, então todos aqueles que descenderam dele estavam longe de Deus, inclusive você.

Sendo assim, todos nós estamos longe de Deus e precisamos voltar para Ele. O que nos aproxima de Deus? O novo nascimento. É o novo nascimento que te aproxima de Deus.

E o Senhor Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Gn 2.16, 17

O Senhor alertou a Adão dizendo que o caminho do pecado o levaria a morte. Mas, diferente do que o texto diz, Adão viveu novecentos e trinta anos. Veja:

Os dias todos da vida de Adão foram novecentos e trinta anos; e morreu.” Gn 5.5

No dia que Adão pecou ele morreu? Não, ele viveu e muitos dias ainda. Seria isso uma contradição bíblica? Adão como todos os outros seres humanos, foi criado à imagem e semelhança de Deus: gerado com espírito, alma e corpo. O principal propósito de sua criação era manter comunhão com Deus. Entretanto Deus é espírito e só é possível manter comunhão com Deus quem é espírito também, por isso, a Bíblia diz que o Senhor vinha na viração do dia e conversava com Adão.

Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim.” Gn 3.8

O homem é constituído de Espírito alma e corpo. O propósito do corpo é que tenhamos contato com o mundo exterior, a nossa alma é que dá cor a nossa vida através de nossos sentimentos, pensamentos e a nossa vontade, e o nosso espírito tem a função de termos contato com o mundo interior, ou seja, só podemos contatar a Deus através do nosso espírito.

Veja bem, Deus não poderia ter comunhão com um animal, Ele fez o homem dotado do espírito para se relacionar com Ele. Entretanto, após o pecado, o homem morreu, e esta morte foi a morte do espírito, ou seja, a separação da presença de Deus. Com isso, o espírito do homem ficou amortecido e ele foi limitado a possuir alma e corpo apenas.

A partir de então, vemos vários acontecimentos movidos pela alma: Caim matou Abel; as cidades de Sodoma e Gomorra tornaram-se pervertidas e a violência avançou em uma humanidade sem Deus.

Como percebemos, o mundo está longe de Deus, o homem é apenas alma e corpo, criaturas de Deus, mas não filhos.

“Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados,” Ef 2.1

O pecado fez separação entre nós e o nosso Deus. Todos estão separados de Deus e são criaturas apenas. Para serem transformadas em filhos de Deus, precisam nascer de novo.

O novo nascimento é algo que acontece em nosso interior, não é algo externo. O homem continua com a mesma aparência, o mesmo cabelo, mas o coração é outro.

O novo nascimento acontece no espírito. Aquele espírito que estava amortecido lá dentro do nosso interior agora tem a oportunidade de voltar à vida. O homem que é alma e corpo, volta a ser espírito, alma e corpo. Com isso, Pode voltar a ter comunhão, relacionamento com Deus.

Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” I Co 2.14

O novo nascimento é algo que acontece no seu interior e a partir daí os seus olhos são abertos para ver o que antes você não conseguia ver. Isso acontece porque agora você é um homem espiritual e não mais “almático”. As coisas de Deus não tinham significado para você, mas agora em um estalar de dedos você começa a ver a vida de outra forma.

Com o novo nascimento você passa a fazer parte de uma nova genealogia, de uma nova família.

Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele.” I Jo 4.9

Jesus é chamado aqui de filho unigênito, e o filho unigênito é único, Jesus é o único filho de Deus, e se Ele é o único os outros eram o quê? Deus só tinha um filho, Jesus Cristo e todos os outros homens eram criaturas de Deus. Agora, uma vez que estas criaturas nascem de novo elas se tornam filhos de Deus, assim como Jesus.

Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” Rm 8.29

Jesus, após sua morte e ressurreição, deixou de ser o único filho e passou a ser o primeiro entre muitos irmãos, porque após sua ressurreição, todos aqueles que nasceram de novo se tornaram filhos de Deus, irmãos de Jesus.

Confirmando o novo nascimento

Vamos confirmar o seu novo nascimento.

Como alguém pode nascer de novo? Aqueles que aceitaram a Palavra de Deus e creram nela tornaram-se filhos de Deus.

Porém que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos. Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Rm 10.8, 9

Duas coisas são importantes no novo nascimento: a fé e o falar, você deve falar aquilo que crê. Então a seqüência é a seguinte: a mensagem é pregada, depois vem a fé e conseqüentemente a confissão daquilo que se creu.

Todos aqueles que são criaturas que creram na mensagem e confessarem com seus lábios estão salvos, nasceram de novo e serão transformados em filhos de Deus eternamente.



Oração de confissão

Deus eu creio com o meu coração e confesso com os meus lábios que o senhor Jesus veio em carne, morreu e ressuscitou dentre os mortos e é o único e suficiente salvador da minha vida, perdoa os meus pecados e escreve o meu nome no livro da vida. Abençoa-me nesta nova caminhada, livra-me do mal e leva-me a conhecer o Senhor a cada dia, em nome de Jesus amém.



Fim da Primeira Semana

Que bom que você completou a primeira lição! Isso indica que você é uma nova criatura e que as coisas velhas passaram na sua vida. Tudo agora é novo, pois você é um filho de Deus.

Isso indica também que você está saindo do domínio do inimigo e caminhando em direção ao propósito de Deus. Continue firme, pois Deus tem grandes coisas para realizar em sua vida.

Deus esta alegre com suas atitudes, mas o seu inimigo não. Ele tentará impedi-lo de continuar nos caminhos de Deus.

Partiremos para a próxima lição, onde entenderemos como o inimigo trabalha e assim podermos firmar os nossos pés em Deus contra suas estratégias.

Deus abençoe nesta caminhada.

Não esqueça, sua célula é sua nova família e as reuniões da igreja o alimentarão para sair do território do inimigo.

Versículo da Semana

Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele.” I Jo 4.9


  1   2   3   4   5   6   7   8


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal