Apresentação de mia



Baixar 9,77 Kb.
Encontro15.09.2018
Tamanho9,77 Kb.
Apresentação de MIA
A cor não tem existência material. Ela é uma informação visual, uma sensação provocada pela ação da luz sobre o órgão da visão e descodificada pelo cérebro. As cores só existem se estiverem presentes: um observador, um objeto e uma fonte luminosa dado que os objetos não têm luz própria.

Assim, quando neles incide uma radiação policromática (luz branca) , o objecto pode absorver alguns comprimentos de onda e refletir outros que correspondem às cores que vemos – Cor complementar. Quando um objecto iluminado por uma luz branca e absorve todos os comprimentos de onda menos o verde, então vamos ver a cor verde. Neste caso teria o máximo de absorção no comprimento de onda correspondente à cor vermelho (cor principal). Um corpo é branco quando reflete todos os comprimentos de onda que nele incidem e é preto quando absorve todos. A nossa percepção de cor depende da luz que é refletida, da fonte que emite a luz e da sensibilidade dos nossos olhos em relação à luz refletida. Exemplo:. Se ele refletisse por exemplo a cor verde e vermelha veríamos amarelo. Esta cor que nós vemos é a cor complementar.

Concluindo, a cor complementar é aquela que vemos à luz ambiente. Esta resulta da subtração de uma cor no espectro visível, ou seja, da adição das cores remanescentes.

A cor de algumas moléculas depende do solvente em que estão dissolvidas. Algumas delas alteram a sua cor dependendo da polaridade do solvente – Efeito Solvatocrómico. O mesmo corante pode adquirir diferentes cores dependendo do solvente onde é dissolvido. As moléculas de solvente, consoante a polaridade vão interferir na densidade electrónica da molécula de soluto, alterando o valor de energia associado à absorção da luz pelo corante. Isto faz com que consoante o solvente as moléculas de soluto absorvam diferentes comprimentos de onda, refletindo assim, cores diferentes.

Um espectro é como um traçado gráfico que relaciona intensidade de radiação transmitida, absorvida ou refletida em função do comprimento de onda da solução. No caso do espectro de absorvência é possível identificar o comprimento de onda para qual o absorvente das espécies é mais elevado, para além de nos poder ajudar a saber a constituição da solução no que diz respeito aos grupos funcionais.

Os espectrofotómetros possuem 5 componentes básicos: a fonte de luz, a célula onde se coloca a solução, o monocromador que seleciona o comprimento de onda, o detetor que transforma o sinal luminoso num sinal eléctrico amplificando-o e um registador. Existem dois tipos básicos de espectros de Absorção Atômica: o de feixe simples e ode feixe duplo.

Os espectros de feixe simples são obtidos de modo discreto em que os comprimentos de onda são selecionados pelo operador. Realizam-se medições em intervalos regulares de comprimentos de onda para os quais se observem valores de absorvência mais elevados ou de transmitância mais reduzidos. Para cada novo comprimento de onda selecionado, é necessário o ajuste do zero de absorvência ou do 100% de transmitância com um “branco”- solvente ou solução reagente.

A obtenção mais detalhada de um espectro pode ser conseguida com recurso a um espectrofotómetro de feixe duplo Nestes equipamentos, as medidas instrumentais da amostra e do branco são efetuadas de modo simultâneo ou sequencial e o varrimento dos comprimentos de onda é automático. Neste trabalho, concretiza-se a realização de espectros de absorção molecular do corante de Reichardt em diferentes solventes, por recurso a um espectrofotómetro de duplo feixe.

Na obtenção do espectro é necessário confirmar se não há desvios à lei de Beer. A lei tende a não ser válida para concentrações muito elevadas, especialmente se o material dispersa muito a luz. A relação da lei entre concentração e absorção de luz é a base do uso de espectroscopia para determinar a concentração de substâncias.

A conclusão a que se chega é que quanto maior o comprimento de onda, menor a frequência e consequentemente, menor a energia da radiação


http://www.vestibulandoweb.com.br/fisica/teoria/introducao-optica.asp

http://pt.wikipedia.org/wiki/Espectro

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAiFkAE/espectrofotometria

http://www.slideshare.net/b.cortez/aula-05-espectrofotometria-uv-vis

http://www.infoescola.com/fisica/espectro-visivel/









©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal