Ao falarmos em comportamento organizacional, falamos em comportamento humano



Baixar 313,23 Kb.
Encontro13.11.2018
Tamanho313,23 Kb.
MOTIVAÇÃO

Ao falarmos em comportamento organizacional, falamos em comportamento humano. A maneira como o homem se comporta tem relação direta com aquilo que o motiva , o impulsiona ou não a adotar comportamentos assertivos, passivos ou até mesmo agressivos.



O impulso à ação pode advir de um estímulo externo (provindo do ambiente) ou pode ser originado de um estímulo interno- relacionado aos processos mentais do indivíduo. Em virtude de as pessoas serem diferentes, as necessidades humanas motivadoras do comportamento humano produzem padrões de comportamento que variam de indivíduo para indivíduo.Assim, a necessidade causa uma tensão que por sua vez gera uma ação. Ao ser satisfeita a necessidade chegamos ao equilíbrio interno, no entanto ao sermos estimulados nos deparamos novamente com outra necessidade e o ciclo motivacional se efetiva.


Há de se atentar a possibilidade do ciclo não se efetivar em virtude de frustações a partir do surgimento de uma necessidade. Nesses casos,a tensão irá encontrar uma obstáculos para sua liberação, utilizando, nesse sentido, algumas válvulas de escape a exemplo do contexto social social (agressividade, descontentamento, tensão emocional, apatia, indiferença etc.). Assim como, do aspecto fisiológico (tensão nervosa, insônia, repercussões cardíacas ou digestivas, entre outras) e do psicológico.

A motivação é o resultado das atitudes adotadas pela administração, voltadas para a satisfação e o bem estar de seus funcionários, tendo como base, recompensas e benefícios oferecidos aos empregados, que podem ser materiais e não materiais. A motivação é abordada em conceitos e teorias, demonstrando a importância de o líder impulsionar seus liderados de forma a expandir o desempenho humano na organização.Como a motivação está diretamente relacionada com as necessidades e desejos das pessoas, sua importância cresce à medida em que ocorre um aumento no nível educacional e há uma melhoria na qualidade de vida de um determinado idividuo, grupo ou sociedade.

 

De acordo com MEGGINSON, MOSLEY, PIETRI ( 1998) a motivação é caracterizada como o processo de induzir uma pessoa ou grupo, cada qual com necessidades e personalidades distintas, a atingir os objetivos da organização, enquanto tenta também atingir os objetivos pessoais.



As recompensas citadas anteriormente podem ser :

  • recompensas intrínsecas = sentimento de realização, auto estima.

  • recompensas extrínsecas = dadas por agentes exteriores - promoção, elogio - fundamentais para a autorealização das pessoas

Diante do apresentado, podemos compreender a motivação a partir de duas abordagens de teorias lançadas a respeito do tema. Temos as teorias de processo e as teorias de conteúdo. Esta, tenta explicar a motivação a partir do que pode possibilitar o comportamento humano. Aquela, a partir de como se pode favorecer esse comportamento.


As Teorias de processo
As teorias de processo buscam compreender :como motivar as pessoas?Como agir para motivá-las? Estão focadas no processo de pensamento pelo qual as pessoas decidem como alcançarão objetivos. A seguir temos exemplos de teorias embasadas nessa abordagem:
Teoria da expectativa/expectrância(Victor Vromm): o processo de motivação deve ser explicado em função dos objetivos e das escolhas de cada pessoa e das suas expectativas em atingir esses mesmos objetivos . Dessa forma , a teoria é construída em função da relação entre três variáveis: valência, força (instrumentalidade) e expectativa, referentes a um determinado objetivo. Essas variáveis são classificadas da seguinte maneira:

  • valência é a orientação afetiva em direção a resultados particulares. Pode-se traduzi-la como a preferência em direção, ou não, a determinados objetivos. Valência positiva atrai o comportamento em sua direção, valência zero é indiferente e valência negativa é algo que o indivíduo prefere não buscar. Em outras palavras, a valência tem a ver com o desejo do indivíduo em relação a determinado resultado. No caso de valência positiva, o resultado pode ser uma recompensa ou algo que o indivíduo deseja. Valência negativa é um evento que o indivíduo não quer que ocorra.

  • expectativa é o grau de probabilidade que o indivíduo atribui a determinado evento, em função da relação entre o esforço que vai ser despendido no evento e o resultado que se busca alcançar.

  • força, ou instrumentalidade, por sua vez, é o grau de energia que o indivíduo irá ter que gastar em sua ação para alcançar o objetivo.


Em resumo:

1) Valência: é o desejo do indivíduo em obter algo;

2) Expectativa: é a probabilidade, a chance de êxito;

3) Força: é a quantidade de trabalho gasta ate conseguir tal objetivo.
Assim, o esforço que um indivíduo está disposto a fazer para alcançar um objetivo depende do valor que ele atribui à recompensa e da probabilidade de alcançar o objetivo. A Valência é a preferência em direção (ou não) a um objetivo. Quando ela é positiva (ex. uma recompensa), ela atrai o comportamento para atingir o objetivo. Valência nula é indiferente, e a negativa causa desmotivação e o indivíduo prefere não atingir o objetivo.

Portanto, a MOTIVAÇÃO = Valência + Expectativa + Força



Teoria da equidade (Adams): cada pessoa tenderia a comparar aquilo que lhe é oferecido como recompensa pelo seu desempenho com aquilo que foi oferecido a pessoas semelhantes a ele. Nesta comparação, está implícita a busca de um tratamento justo, ou, como colocam os teóricos, a busca da eqüidade (BERGAMINI, 1997). Na interpretação de Robbins (2002), os funcionários fazem comparações entre o seu trabalho - as entradas (esforço, experiência, educação, competência) e os resultados obtidos (remuneração, aumentos, reconhecimento) - e as entradas e resultados dos outros. Quando eles percebem que as relações são desiguais, eles experimentam uma tensão de eqüidade. Esse estado de tensão negativa oferece motivação para uma ação corretora (ADAMS apud ROBBINS, 2002).

Conforme propõe Adams (apud BERGAMINI, 1997), aqueles que contribuem mais para uma organização também esperam receber mais em termos de recompensa. Nesse sentido, a teoria da eqüidade fornece orientações úteis para que se possa compreender os diferentes tipos de relacionamento social no ambiente de trabalho. Ela se baseia essencialmente na comparação, implicando necessariamente na existência de um ponto de referência para que esta comparação seja realizada.



Teoria do estabelecimento de objetivos (Edwin Locke) : a intenção de trabalhar em direção a algum objetivo constitui uma grande fonte de motivação. Os objetivos influenciam o comportamento das pessoas. Os objetivos específicos melhoram o desempenho, enquanto os difíceis, quando aceitos pela pessoa, resultam em desempenho mais elevado do que os fáceis. Estabelecer objetivos é o processo de desenvolver, negociar e formalizar metas ou objetivos que uma pessoa se responsabiliza por alcançar.

Teorias de conteúdo
As teorias de conteúdo buscam compreender o que motiva as pessoas. O que fazer para motivá-las? A seguir temos exemplos de teorias embasadas nessa abordagem:
Hierarquia das necessidades (Maslow): o conceito de hierarquia de necessidades possui dois princípios:

  • as necessidades humanas podem ser classificadas em uma hierarquia de importância, progredindo dos níveis mais baixos até os mais altos.

  • depois de satisfeita uma necessidade, ela não poderá mais ser utilizada como sendo o principal motivador.

Segundo o estudo de Maslow, uma necessidade é mais importante que as demais até que seja satisfeita. Depois de satisfeita, uma necessidade não motiva mais o comportamento. Assim, a próxima mais alta torna-se predominante. As necessidades básicas surgem em primeiro plano e, somente após estarem satisfeitas, as de nível superior tornam-se atraentes. Maslow dividiu as necessidades humanas em cinco grupos, como vemos a seguir:

 (1) Necessidades fisiológicas ou básicas: são as necessidades de nível mais baixo, porém essenciais, como alimento, abrigo, repouso, exercício, sexo e outras necessidades orgânicas.

(2) Necessidades de segurança: necessidades de proteção contra perigos, ameaças ou privações.

(3) necessidades sociais: é a necessidade de amizade, afeto e aceitação pelos colegas e pela sociedade.

(4) necessidades de estima: estão acima das necessidades sociais e relacionam-se às necessidades de autoconfiança, independência, realização, competência, status, conhecimento, reconhecimento e respeito dos colegas.



(5) necessidades de auto-realização: é a procura em executar bem o próprio trabalho, realizando o próprio potencial e o desenvolvimento contínuo de forma a alcançar a realização pessoal.



Teoria dos dois fatores( Hezberg): existem dois fatores que explicam como o ambiente de trabalho e o próprio trabalho influenciam a motivação e a produtividade dos funcionários. Herzberg classificou esses fatores em:

  • Fatores econômicos/higiênicos: política empresarial, condições de trabalho, salário, segurança e status.

  • Fatores motivacionais: oportunidade de crescimento, progresso na carreira, aumento de responsabilidade, reconhecimento pelo trabalho bem feito e satisfação.

Os fatores higiênicos tornam o clima psicológico e material saudável e influenciam a satisfação no ambiente de trabalho e qualquer deficiência desses fatores gera insatisfação nos funcionários.No entanto, as condições ambientais não são suficientes para criar um estado de motivação para o trabalho. Para que essa motivação ocorra, a pessoa precisa estar sintonizada com seu trabalho e ver nele a possibilidade de exercitar suas habilidades ou desenvolver suas aptidões.

A teoria dos dois fatores afirma que a motivação pelo trabalho é diferente da satisfação com o ambiente de trabalho. Assim, o aumento dos fatores higiênicos/econômicos não substituem os fatores de desenvolvimento pessoal.

Resumindo, os fatores higiênicos estão associados à satisfação e os fatores motivacionais, à motivação. Motivação vem do trabalho e não do ambiente. Os fatores motivacionais atendem a necessidades que estão no topo da hierarquia das necessidades. Já os fatores higiênicos, atendem suas necessidades básicas.


Teoria Xe Y ( Mc Gregor):

As teorias do autor partem das seguintes hipóteses:


Pressuposições da Teoria X:

As pessoas são preguiçosas e indolentes.

As pessoas evitam o trabalho.

As pessoas evitam a responsabilidade, a fim de se sentirem mais seguras.

As pessoas precisam ser controladas e dirigidas.

As pessoas são ingênuas e sem iniciativa.


Pressuposições da Teoria Y:

As pessoas são esforçadas e gostam de ter o que fazer.

O trabalho é uma atividade tão natural como brincar ou descansar.

As pessoas procuram e aceitam responsabilidades e desafios.

As pessoas podem ser automotivadas autodirigidas.

As pessoas são criativas e competentes.


Teoria X: As organizações partem do pressuposto de que as pessoas têm aversão ao trabalho e à responsabilidade, preferindo ser dirigidas e, por isso, devem ser controladas e motivadas pela coacção, pela punição, pelo dinheiro ou pelos elogios. Estes pressupostos correspondem à concepção mecanicista dos trabalhadores utilizada pela Escola Clássica e levam as organizações a colocar a ênfase na satisfação dos fatores higiênicos definidos por Frederick Herzberg.

Teoria Y: Parte-se da hipótese de que as pessoas são criativas e competentes e consideram que o trabalho é tão natural como a diversão ou o descanso. Assim sendo, sob condições corretas desejam trabalhar, daí que é fundamental proporcionar-lhe condições para o seu desenvolvimento pessoal. Estes pressupostos constituem a base da chamada Administração Participativa.


Teoria das Necessidades Socialmente Adquiridas – Davi McClelland: descreve que as pessoas são motivadas por três necessidades básicas, que são: a necessidade de realização, necessidade de poder e necessidade de associação.

  • necessidade de realização: um interesse recorrente em fazer as coisas melhor, ultrapassando os padrões de excelência. Os indivíduos bem cotados neste motivo têm um forte desejo de assumir responsabilidade pessoal por encontrar soluções para os problemas e preferem situações em que obtém feedback acerca do seu desempenho (REGO & JESUINO, 2002), se caracteriza pela vontade de ser bem sucedido em situações de competição, pelo desejo de fazer alguma coisa melhor ou de forma mais eficiente do que já feita (SOUZA, 2001). McClelland (1997) considera que as pessoas que tem a necessidade de realização como motivadora, primeiramente focalizam o crescimento pessoal, em fazer melhor e preferencialmente sozinhas. Em seguida querem feedback concreto e imediato do seu desempenho, para que possam dizer como estão se saindo. Um aspecto importante é que elas evitam tarefas que vêem como muito fáceis ou muito difíceis. Querem superar obstáculos, mas precisam sentir que o fracasso ou sucesso dependeu de suas próprias ações. Isto significa dizer que gostam de desafios com dificuldade intermediária (ROBBINS, 2002).

  • necessidade de poder: vem do desejo de ter impacto, de ser forte e influenciar as pessoas (McCLELLAND, 1997), em outras palavras, vem da necessidade de fazer os outros se comportarem de uma maneira que não fariam naturalmente. As pessoas que têm esta necessidade em alta, gostam de estar no comando. Buscam a influência sobre os outros, preferem estar em situações competitivas e de status e tendem a se preocupar mais com o prestígio e a influência do que propriamente com o desempenho eficaz (ROBBINS, 2002) e sentem-se atraídos por riscos elevados (REGO &JESUINO, 2002)

  • necessidade de afiliação :vem da necessidade de afeição, do desejo de possuir relacionamentos interpessoais agradáveis e estar bem com todo mundo. São pessoas que buscam a amizade e a cooperação. Uma característica das pessoas que possuem esta necessidade é que são mais propensas a fazerem concessão a demandas particulares (McCLELLAND, 1997).

http://www.artigonal.com/gerencia-artigos/motivacao-como-instrumento-de-desempenho-humano-1284152.html

http://www.simpep.feb.unesp.br/anais/anais_13/artigos/114.pdf

Questões de concursos
Comportamento organizacional
CESPE - 2011 - TJ-ES - Analista Judiciário - Área Administrativa - Específicos - 01

Com referência ao comportamento organizacional, julgue os itens subsecutivos.

I-O grau de comprometimento organizacional e a rotatividade de funcionários são aspectos dependentes, ou seja, quando o comprometimento do funcionário é alto, alta é a tendência de ele sair da organização. E
II-O comportamento organizacional relaciona-se ao conjunto de ações, atitudes e expectativas humanas no ambiente de trabalho e abrange os níveis pessoal, grupal e institucional. C
CESPE - 2005 - TRT-16R - Analista Judiciário - Área Judiciária

Em cada um dos itens que se seguem, é apresentada uma situação hipotética acerca do trabalho em equipe e do comportamento profissional, seguida de uma assertiva a ser julgada.

I-Ênio, gestor de qualidade de uma organização pública, tem empatia com seus colaboradores no trabalho. Nessa situação, Ênio é capaz de escutar ativamente, reconhecer as opiniões e influenciar o comportamento de seus colaboradores. C

CESPE - 2005 - TRT-16R - Analista Judiciário - Área Judiciária

Em cada um dos itens que se seguem, é apresentada uma situação hipotética acerca do trabalho em equipe e do comportamento profissional, seguida de uma assertiva a ser julgada.

I-Cleide, servidora pública, é lotada há 3 anos no mesmo setor e tem atitude favorável em relação ao seu trabalho. Nessa situação, é correto afirmar que a atitude de Cleide é resultado do julgamento positivo de seu trabalho com relação aos componentes cognitivo, afetivo e comportamental. C
CESPE - 2010 - ABIN - OFICIAL TÉCNICO DE INTELIGÊNCIA - ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO

No que se refere ao comportamento organizacional, julgue os itens a seguir.

I-Pesquisas revelam que os funcionários mais antigos normalmente se sentem menos comprometidos com a organização em que trabalham. E
CESPE - 2010 - ABIN - OFICIAL TÉCNICO DE INTELIGÊNCIA - ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO

No que se refere ao comportamento organizacional, julgue os itens a seguir.

I-As atitudes dos empregados, reflexo de sentimentos e crenças, determinam, em grande parte, o modo como os funcionários percebem seus ambientes.C

II-Dado o conceito multidimensional de satisfação no trabalho, uma pessoa pode estar satisfeita com um aspecto do seu trabalho, mas insatisfeita com outro.C



Motivação
TJ-SC - 2011 - TJ-SC - Analista Administrativo

A Teoria de “Motivação de Maslow” afirma que as necessidades humanas não satisfeitas influenciam o comportamento das pessoas. Segundo Maslow, as necessidades humanas são classificadas em:

a) Fisiológicas, de segurança, sociais, de estima e de auto-realização.

b) Fisiológicas, de segurança, políticas, ambientais e de auto-realização.

c) Fisiológicas, sociais, ambientais, políticas e financeiras.

d) Fisiológicas, sociais, ambientais, políticas e organizacionais.

e) Nenhuma das alternativas acima.
CESPE - 2011 - TJ-ES - Analista Judiciário - Área Administrativa - Específicos - 01

Com referência ao comportamento organizacional, julgue os itens subsecutivos.

I-No trabalho de motivação dos funcionários, pesquisas recentes recomendam que os profissionais de gestão de pessoas adotem, sem restrições, a teoria de Maslow. E
UFBA - 2009 - UFBA - Administrador

Uma empresa de seguros resolveu empregar, como agentes de venda, funcionários


temporários oriundos de abrigos de pessoas que sofreram violência. Na interpretação dos gestores dessa organização, esses indivíduos têm uma motivação especial para o trabalho por necessitar satisfazer o nível mais baixo na pirâmide de necessidades. Essa iniciativa remunerava os vendedores em 10% do valor do seguro colocado. Os funcionários já anteriormente contratados, ao perceberem a ameaça dessa ação para seus empregos, dobraram o faturamento médio esperado por colaborador.
Diante desse exemplo, é correto afirmar:

I-O fator motivacional que originou a reação dos trabalhadores dessa empresa é condizente com a teoria X de McGregor. E – refere-se a teoria Y

CESPE - 2011 - Correios - Analista de Correios - Administrador

Julgue os itens seguintes, referentes a motivação e liderança nas organizações.

I-Necessidades são razões para que o ser humano se ponha em movimento para buscar determinados fins. C
FUNIVERSA - 2010 - MTur - Administrador

Acerca da Teoria de McGregor, assinale a alternativa que apresenta uma pressuposição da teoria X.

a) Os indivíduos comuns gostam de trabalhar desde que as condições sejam favoráveis.

b) Os indivíduos procuram pela responsabilidade para realizar os objetivos da organização.

c) A motivação dos indivíduos ocorre nos níveis de necessidades sociais, de estima e de autorrealização, bem como nos níveis fisiológicos e de segurança das necessidades.

d) As pessoas podem ser criativas no trabalho, desde que adequadamente estimuladas.

e) Os indivíduos comuns são preguiçosos e indolentes, não gostam de trabalhar.
CESPE - 2011 - STM - Analista Judiciário - Área Administrativa - Específicos

Com relação à gestão de recursos humanos, julgue os itens a seguir.

I-É possível afirmar que quanto maior for a motivação de um funcionário para o trabalho, tanto melhor será o seu desempenho em determinado contexto laboral. E

II-Prover a empresa com pessoal qualificado, elevar a satisfação e a autorrealização dos empregados e ajudar a organização a alcançar suas metas constituem objetivos da gestão de recursos humanos.C


CESGRANRIO - 2010 - Petrobrás - Administrador

Uma diretora executiva de uma multinacional brasileira trabalha mais de 12 horas diárias. Constantemente, visita as subsidiárias em diversos países para acompanhar o desenvolvimento das estratégias. A alta direção está desenvolvendo um plano de reestruturação da sua diretoria para que ela possa viajar menos, trabalhar um número inferior de horas e se dedicar mais a seus projetos pessoais e familiares.


A executiva não aceitou a proposta, sugerindo que outras pessoas não conseguiriam realizar suas funções executivas adequadamente. Adicionalmente, afirmou que não poderia abrir mão de sua posição para, em troca, se dedicar aos seus projetos pessoais e familiares.
Conclui-se que sua motivação está na satisfação de necessidades

a) básicas.

b) de segurança.

c) de participação.

d) de estima.

e) de autorrealização.

CESPE - 2010 - ABIN - OFICIAL TÉCNICO DE INTELIGÊNCIA - ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO

No que se refere ao comportamento organizacional, julgue os itens a seguir.

I-Dado o conceito multidimensional de satisfação no trabalho, uma pessoa pode estar satisfeita com um aspecto do seu trabalho, mas insatisfeita com outro.C

II-Pesquisas realizadas em organizações têm demonstrado que a alta satisfação no trabalho implica maior desempenho.E


VUNESP - 2010 - CEAGESP - Analista - Recursos Humanos - Nível I - 34

Sabe-se que motivação é um assunto de grande interesse porque, no ambiente corporativo, entende-se que uma força de trabalho motivada traduz-se em maior produtividade. Sobre esse assunto, assinale a alternativa correta.

a) Na avaliação de desempenho funcional, considera-se que um funcionário que está totalmente satisfeito com a empresa tem alto desempenho.

b) No treinamento, considera-se que a motivação do treinando está associada ao estado de equilíbrio de suas necessidades de autorrealização.

c) A satisfação tem impacto no desempenho do empregado, contudo deve-se considerar que há fatores de remuneração que evitam a sua insatisfação, mas não causam motivação.

d) Na análise de índice de movimentação de empregados, deve-se considerar que a satisfação de um empregado está relacionada de forma positiva com sua decisão de sair da empresa.

e) Ao fazer análise de um cargo, deve-se considerar a satisfação do empregado como um dos requisitos do cargo, porque assim estará garantida a permanência do sujeito no cargo.
UFF - 2009 - UFF - Assistente Administrativo

Observe as afirmativas abaixo.

I O reconhecimento é o bastante para motivar alguém para realizar algo.
II Uma pessoa motivada para trabalhar pode não ter motivação para fazer outra coisa qualquer e vice-versa.

III A única forma que há de motivar alguém é através do incentivo do dinheiro.

Das afirmativas acima:

a) apenas I está correta;

b) apenas II está correta;

c) apenas III está correta;

d) apenas I e II estão corretas;

e) todas estão corretas.




UFF - 2009 - UFF - Assistente Administrativo

Uma necessidade insatisfeita, cada vez mais intensa, gera um crescente comportamento de:

a) frustração;

b) fuga;

c) compensação;

d) agressão;

e) deslocamento.

CESPE - 2008 - TCU - Analista de Controle Externo - Gestão de Pessoas - Prova 2

Uma empresa tem apresentado, nos últimos meses, perda de qualidade dos resultados, conflitos entre os membros das equipes e aumento no número de atestados médicos. Após levantamento, verificou-se que o clima organizacional não estava favorável e que algumas medidas deveriam ser tomadas para melhorar o quadro descrito.

Na situação hipotética em apreço, a empresa deve

I-buscar ações efetivas que aumentem a motivação dos empregados, pois o clima organizacional é fator intimamente relacionado ao nível de motivação dos membros da organização. C

II-

II-As metas individuais devem ter sido definidas aleatoriamente, sem a participação dos empregados, para evitar distorções ou tendência à proteção de determinados grupos.

III-Deve ter sido definido que os empregados mais antigos da empresa receberiam as melhores recompensas.

IV-Conforme a teoria da hierarquia das necessidades de Maslow, por serem as necessidades da base da pirâmide de hierarquias as únicas que realmente produzem motivação para o trabalho, as recompensas oferecidas aos empregados devem ter sido de natureza monetária.E 
ACAFE - 2009 - MPE-SC - Analista do Ministério Público

As teorias que fazem parte da perspectiva de processo e buscam que compreender o "como" da motivação, ou seja, o processo de pensamento por meio do qual as pessoas decidem como agir são:

a) Teoria das Três Necessidades de McClelland, Teoria dos Dois Fatores de Herzberg e Teoria da Equidade.

b) Pirâmide das Necessidades de Maslow e Teoria dos dois Fatores de Herzberg.

c) Teoria da Expectativa, Teoria da Equidade e Teoria do Estabelecimento de Objetivos.

d) Pirâmide das Necessidades de Maslow, Teoria do Estabelecimento de Objetivos e Teoria da Expectativa.

e) Teoria do Reforço, Teoria da Equidade e Teoria dos Dois Fatores de Herzberg.
I-A motivação de um indivíduo inserido em uma organização tem relação direta com a intensidade de esforços que ele emprega, por isso indivíduos motivados geram resultados favoráveis para a organização. E nem sempre motivação implica resultados
CESPE - 2010 - INCA - Analista em C&T Júnior - Gestão de Recursos Humanos

Acerca da motivação, julgue os próximos itens.

I-Considere que um gestor de pesquisas de determinado órgão governamental da área de saúde, em vez de se esforçar para solucionar problemas e definir novas metas mais desafiadoras, idealiza ser influente e controlar os outros integrantes da sua unidade. A sua preferência é atuar em situações competitivas voltadas para o status, e ele se preocupa mais com o prestígio decorrente dos resultados e da influência sobre os outros. Com base na teoria das necessidades de McClelland, esse indivíduo possui a necessidade de afiliação como a mais preponderante. E poderE poder e não afiliação
CESPE - 2010 - INCA - Analista em C&T Júnior - Gestão de Recursos Humanos

Acerca da motivação, julgue os próximos itens.

I-A teoria motivacional da equidade reconhece que os indivíduos julgam a quantidade absoluta de suas recompensas organizacionais, não só pelos seus esforços, mas também pela recompensa obtida pelos outros em face dos insumos por eles empregados. C comparação C
FCC - 2009 - TCE-GO - Analista de Controle Externo - Gestão de Pessoas

As forças básicas que definem o nível de produtividade individual, segundo a Teoria Contingencial da Motivação de Victor Vroom, são

a) expectativa, esforço e resultado.

b) crença, valência e performance.

c) valência, expectativa e instrumentalidade.

d) autocontrole, individualidade e performance.

e) remuneração, produtividade e satisfação.
FCC - 2009 - TCE-GO - Analista de Controle Externo - Gestão de Pessoas

Segundo as teorias da motivação, recompensas extrínsecas são

a) aquelas que geram um sentimento de autorrealização pela participação na gestão da empresa.

b) aquelas que os indivíduos recebem por seu envolvimento com programas de responsabilidade social da organização.

c) externas à própria organização e resultantes da valorização do trabalho da empresa pelo mercado.

d) independentes da direção da organização, decorrendo da necessidade de autorrealização dos indivíduos.

e) fundamentais para a possibilidade de satisfação das necessidades de autorrealização das pessoas.

FCC - 2009 - MPE-SE - Analista do Ministério Público – Especialidade Administração

Segundo Herzberg, que ressaltou a importância da motivação no trabalho, a possibilidade de aumento de status ou mesmo de posição social é uma determinante motivacional associada

a) à responsabilidade.

b) ao desenvolvimento pessoal.

c) à realização.

d) à possibilidade de crescimento.

e) ao trabalho em si.


FCC - 2009 - MPE-SE - Analista do Ministério Público – Especialidade Administração

Na teoria motivacional de Maslow, a necessidade das pessoas de se sentirem valorizadas pelos que as rodeiam representa o tipo de necessidade

a) de auto-realização.

b) fisiológica.

c) de estima.

d) de segurança.

e) social.

FCC - 2002 - TRE-CE - Analista Judiciário - Área Administrativa

A motivação não é comportamento em si, nem é desempenho, mas, refere-se à ação e às forças internas e externas que influenciam a escolha de um indivíduo. As teorias de motivação

a) são indefinidas na relação comportamental.

b) são definidas como um fenômeno social.

c) predizem comportamentos.

d) são descritas como não-intencionais.

e) não são multifacetadas.
CESPE - 2010 - BASA - Técnico Científico - Administração

Julgue os itens subsequentes, relativos à motivação e à liderança.

Se o gerente de uma agência bancária com 35 funcionários do quadro, 10 terceirizados e 5 estagiários adotar uma postura única como forma de motivar seus colaboradores, essa conduta estará de acordo com os pressupostos da teoria de Maslow. E as necessidades variam de pessoa a pessoa.

CESPE - 2009 - TCU - Analista de Controle Externo - Tecnologia da Informação - Prova 1

Julgue os próximos itens, a respeito do comportamento humano nas organizações, das teorias de motivação e do comprometimento e da satisfação com o trabalho.
I-Segundo a teoria proposta por McClelland, os principais vetores da necessidade, para que um ser humano possa obter a sua satisfação, são realização, afiliação e poder. CC

II-Considerando a teoria dos dois fatores de Hezberg, existem duas formas de motivar os empregados: uma pautada em uma ação mais dura, voltada apenas para aspectos financeiros (fator X), e outra mais participativa, voltada para aspectos de socialização (fator Y). E misturou a teoria de McGregor (X e Y) com a de Herzberg (Higiênicos e Motivacionais)

III-O administrador público, buscando atuar alinhado com um estilo de liderança pautado em pressupostos de motivação propostos por Maslow, deve assegurar, como primeiro aspecto que motivará o seu subordinado, a garantia de atendimento das necessidades que geram o comprometimento e a satisfação do grupo no trabalho. E necessidades básicas
FCC - 2009 - TRT - 3ª Região (MG) - Analista Judiciário - Estatística

Com relação ao estilo de direção baseado na Teoria Y, considere:

I. Nesta abordagem, a função da direção é basicamente criar oportunidades e liberar os potenciais de autodesenvolvimento das pessoas.

II. Esta teoria apregoa um estilo de direção baseado na fiscalização e no controle externo rígido.

III. A direção deve incentivar a autoavaliação de desempenho dos funcionários como forma de envolvê-los nos destinos da organização.

IV. É tarefa da direção criar condições para que as pessoas alcancem seus objetivos ao mesmo tempo em que realizam os objetivos da organização.

V. A direção deve utilizar a remuneração como recompensa ou como punição para superar a tendência humana à indolência.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) I e III.

b) I, III e IV.

c) I, IV e V.

d) II, III, IV e V.

e) II, III e V.



CESPE - 2009 - ANAC - Técnico Administrativo


No que concerne à gestão de recursos humanos, julgue os próximos itens.

I-Douglas MacGregor desenvolveu as teorias X e Y. Segundo tal conceituação, a teoria X parte do pressuposto de que as pessoas teriam aversão ao trabalho e à responsabilidade, preferindo ser dirigidas, demandando, portanto, um tipo de liderança que privilegia o controle, ao passo que o pressuposto da teoria Y seria de que as pessoas são criativas, têm propensão a gostar do trabalho e, portanto, rendem melhor quando submetidas a um tipo de liderança que incentive a motivação e a perspectiva de valorização profissional e pessoal. C


CESPE - 2004 - TRE-AL - Técnico Judiciário - Área Administrativa

No que se refere ao comportamento organizacional, julgue os itens a seguir.



I-Um dos principais problemas das teorias da motivação está no fato de não incluírem, entre as principais necessidades humanas, aquelas relacionadas à estima. Elas incluem apenas necessidades fisiológicas, de segurança, sociais e de autorealização. E Maslow prevê isso.E- teoria de Maslow prevê isso.




©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal