Anjos do meio ambiente



Baixar 43,85 Kb.
Encontro07.07.2017
Tamanho43,85 Kb.


ANJOS DO MEIO AMBIENTE
Texto: Flávio Alves
A história é contada na beira de um rio muito poluído por seis atores.
Atores: A – B – C – D – E – F
MÚSICA - 1
Atirei o anzol no rio ô, ô

Mas o rio ô, ô, se irritou ô, ô

Tinha lixo, xô, dentro dele, le, le

E assim, e assim, ele chorou.


Tinha muita porcaria a, a.

Que o homem, mem, colocou ô, ô

Neste rio ô, ô, que era lindo do, do

E assim, e assim ele chorou.


O homem é muito mau, mau, mau

Mata os peixes, xe, é ilegal, gal, gal

Não sujar, já, já, nosso rio ô, ô

Pra não ser, pra não ser, cara de pau.


Mas podemos mudar isso, sô, sô

Evitando do, não sujar, já, já

Sendo assim, sim, sim, todo mundo do, do

Sendo assim, todo mundo vai ganhar.


A

Saudação meu pessoal

Estou aqui para narrar

Uma história atual

E sei que irão gostar

Envolvendo seis amigos

Que à tarde vão pescar.
B

É um grupo de amigos

Mas todos são conscientes

E quando a tarde vai caindo

Todos saem sorridentes

Direto para um rio

Poluído totalmente.


C

Peixe que é bom não tem

Só sujeira e tudo mais

Mas eles são perseverantes

E não desistem jamais

E com suas belas varinhas

Se garantem no que faz.
D

Toda tarde a mesma coisa

Lá no rio eles estão

Despoluindo aquele rio

Sem mágoa ou reclamação

Eles amam a natureza

E adeus poluição.
E

E agora fiquem atentos

Numa história muito quente

Uma aula bem bolada

Servirá a muita gente

Com um nome muito simples

S.O.S. meio ambiente.
F

Espero que a nossa peça

Sirva de reflexão

Pra ajudar nosso planeta

Dessa maldita agressão

Com um futuro bem melhor



Pra uma próxima geração.
A – O dia está lindo. E o melhor seria uma boa pescaria
B – Claro pessoal, então vamos pegar as varas e vamos pescar.
C – Mas pescar o quê, se o rio está poluído?
D – Ora! Ora! Se não tem peixes, pesca-se pneus, garrafas pets e outras coisas. Meu pai montou uma borracharia tirando pneus deste rio.
E – E o meu no ano novo, calçou todo mundo em casa tirando sapatos do rio, e ainda pescou um sofá, botamos no sol e o sofá ficou novinho.
F – Que ridículo! Pescaria é pra pescar peixe. Nunca vi ninguém pescar lixo. Me poupem pelo amor de Deus.
A – Mas se é o próprio homem que causa tudo isso. Vai deixar o rio ficar sujo desse jeito é?
B – Por isso que a gente tem que fazer a nossa parte.
C – Mas nós já estamos fazendo. Não é a primeira vez que estamos aqui.
D – É verdade. Todo dia depois da nossa caminhada, estamos sempre aqui tirando essas porcarias de dentro do rio.
E – Falar em limpar o rio, vamos ver o que pescamos ontem?
F – Eu pesquei vários tipos de lixos diferentes.
A – É, Mas esse lixo pode ser uma fonte de renda, vocês estão sabendo?
B – É mesmo, quase todo lixo pode ser reciclado e virar um novo produto.
C – Isso mesmo pessoal. O lixo pode virar brinquedos e até mesmo uma obra de arte. Eu já vi vários brinquedos feitos de garrafas pet.
D – Você tem razão, é por isso que estou juntando essas garrafas.
E – A gente poderia limpar e vender tudo isso, e o dinheiro a gente repartia.
F – Eu pesquei um pneu, e acho que vou vende-lo na borracharia do teu vizinho. Será que ele compra?
A – Sendo assim, eu vou vender um pneu que pesquei também.
BEu pesquei treze garrafas, quatro de vodka, quatro de cerveja e cinco de whisky, que iriam passar milhões de anos dentro do solo.
C – O povo também precisa saber que não se pode jogar lixo nas ruas, pra não entupir a rede de esgoto.
D – E quando entope, todo mundo fala do prefeito, do governador e até do presidente.
E – Isso é verdade, se fala de todo mundo e não se fale de si mesmo.
F – E a gente tem que fazer a nossa parte, não sujar o meio ambiente.
A – Eu não entendo esta palavra, por que meio, e não todo o ambiente?
B – Prestem atenção: vamos pensar na terra que é redonda. A terra é o ambiente, e o meio ambiente é o que está dentro da terra, como: os mares, as pessoas, as casas, os animais... Tudo que está dentro da terra, entenderam?
TODOS – Entendemos professor (a).
C – Gente do céu! Que danado é aquilo ali boiando?
D – Acho que aquilo ali é uma caixa branca.
E – É nada! De jeito nenhum, aquilo ali é uma geladeira, e já estou lendo até a marca. P r o s d ó c i m o.
F – Poxa! Ta bem distante, se tivesse perto eu ia tirar e levar pra minha casa. Estamos sem geladeira.
A – Meu Deus! Olha ali boiando!
B Onde pessoal, onde?
C – Ali, ó, boiando, acho que é outro sofá.
D – É mesmo, um sofá de três lugares. Ficava ótimo na sala de casa, só era lavar e botar no sol pra secar.
E – Pessoal tá muito quente e não tem uma nuvem no céu.
F – É melhor a gente usar protetor solar da próxima vez que viermos pescar.
A – O meu professor de geografia falava sobre os raios ultravioleta, que podem causar câncer de pele.
B – Gente, olha lá do outro lado do rio! Tá parecendo um incêndio.
C – Não é não, é que botaram fogo no canavial.
D – Tá vendo só? Isso também agride o nosso meio ambiente. Essa fumaça fica no espaço causando o tal do efeito estufa.
E – E deve ser o que se chama de aquecimento global.
F – O ser humano é inconsequente mesmo, não é?
A – Não fala assim que não é todo ser humano, existem pessoas que tem consciência como nós.
B – Meus pais falavam que quando eram crianças, eles tomavam banho neste rio.
C – Os meus também, inclusive eles diziam que a água era cristalina.
D – Sendo assim, eu acredito que muitas pessoas viviam da pesca.
E – É, mas hoje o homem acabou com tudo, matou os peixes e deixou várias pessoas carentes passando fome.
F – Acho que já está na hora, e é melhor irmos embora, outro dia a gente volta novamente pra continuar limpando o rio.
A – Mas a gente poderia ficar mais um pouquinho.
B – Não pessoal, eu preciso chegar em casa pra fazer minha coleta seletiva.
C – Que danado é coleta seletiva?
D – Não vai me dizer que tu não sabe o que é?
E – É fácil, coleta seletiva é separar o lixo, por exemplo: papel, plástico, metal, vidro, resto de comida, cada um no seu lugar.
F – Então é por esse motivo que nas escolas, empresas e outros ambientes estão usando coletores coloridos, é cada cor corresponde a um tipo de lixo.
A – Estou com sede e vou beber água.
B – Aproveita que daqui a alguns anos, a água vai acabar. Não viu na televisão que os rios estão secando?
C – Isso é culpa do povo. Meu vizinho mesmo, tem mania de deixar a torneira aberta enquanto tá lavando o carro. Isso três vezes por semana.
D – Já o meu vizinho, quando toma banho deixa o chuveiro aberto e quando tira a barba é a mesma coisa.
E – Energia, água e outras coisas devemos economizar, pra o bem do nosso planeta e nossos filhos e netos.
F – É por isso que muita gente nos chama de anjos do meio ambiente, porque fazemos nossa parte limpando a sujeira dos outros.
A – E olha que já atingimos uma boa idade.
B – Pessoal o papo tá bom, mas vamos pra nossas casas, e quando for amanhã discutimos os problemas na nossa associação.
C – Então vamos sair cantando.

MÚSICA – 2
Olê meu povo, preste muita atenção

Olê meu povo, no que agora vou falar

Olê meu povo, você é um cidadão

Olê meu povo, o negócio é educar

Olê meu povo.
Proteger nosso planeta

De agressão e coisas feitas

Para o mundo melhorar.
Olê meu povo, comece na sua casa

Olê meu povo, pra seus filhos educar

Olê meu povo, sobre o planeta terra

Olê meu povo, que só vive a chorar

Olê meu povo.

Proteger nosso planeta

De agressão e coisas feitas

Para o mundo melhorar.


Olê meu povo, estamos nos despedindo

Olê meu povo, vamos conscientizar

Olê meu povo, todo mundo do universo

Olê meu povo, pra podermos respirar

Olê meu povo.
Proteger nosso planeta

De agressão e coisas feitas

Para o mundo melhorar.
Para montagem do texto favor entrar em contato com o autor.

Flavio Alves – Fone: 81 – 98587-2546 email – flavioactor@gmail.com



Facebook – flavioactor@hotmail.com



©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal