Anexo I descriçÃo da área de atuaçÃo com categoria artística a ser credenciada



Baixar 24,33 Kb.
Encontro28.10.2017
Tamanho24,33 Kb.
ANEXO - I

DESCRIÇÃO DA ÁREA DE ATUAÇÃO COM CATEGORIA ARTÍSTICA A SER CREDENCIADA
As listas de credenciamento serão publicadas de acordo com cada enquadramento relacionado abaixo, sendo área de atuação, categoria e estilo.
1. GRUPOS DE CULTURAS POPULARES E TRADICIONAIS

Descrição:

Grupos de Culturas Populares e Tradicionais - criações coletivas de comunidades, fundadas na tradição e transmitidas oralmente ou através de gestos, as quais envolvem linguagens como dança, música, teatro e artes plásticas.

2. MÚSICA

Descrição:

Compõem e arranjam obras musicais, regem e dirigem grupos vocais, instrumentais ou eventos musicais. Estudam, pesquisam e ensinam música. Editoram partituras, elaboram textos e restam consultoria na área musical.



TEMAS E DESCRIÇÃO PARA ORGANIZAÇÃO DAS LISTAS:
I - Multiplicidade de Gêneros – artistas ou bandas que musicalmente utilizam uma multiplicidade de gêneros na composição do seu repertório, desde que constem nos estilos especificados no respectivo regulamento.
II - Música Instrumental – produção musical cujo foco está na interpretação e expressão musical através de temas instrumentais e improvisação melódica, sem a presença de intérpretes vocais, envolvendo, principalmente, estilos como o jazz, o choro, a MPB, a bossa nova, o frevo e o fusion.
III – Blues e Jazz – compõe-se de um estilo musical que pode ser cantado ou tocado, o qual se baseia na utilização de notas baixas (graves), com fins expressivos, de modo que mantém uma estrutura musical repetitiva. Define-se por Jazz, aquela manifestação artística que pode ser dança ou música, onde se pode verificar a presença de elementos marcantes como o swing, variações e a improvisação
IV –Afro e Samba – produção musical cujo foco está na criação e expressão musical através de elementos oriundos de matrizes africanas, seja na interpretação dos ritmos, na utilização da instrumentação, nos desfiles, em cortejos públicos, ou nas temáticas das letras. Envolve, principalmente, a música dos Blocos Afro, dos Afoxés, das Escolas de Samba, o Samba-Reggae e o Afro-Pop. O Samba é um estilo musical brasileiro que de forma geral, sempre apresenta instrumentos percussivos e, atualmente, além destes, uma grande variedade de instrumentos de sopro e harmonia, bem como inovações e associações a outros tantos gêneros musicais.
V - Rock – produção musical geralmente aberta às diversas possibilidades de criação e experimentação sonora e fusões estilísticas, com temáticas universais e que tem na utilização da guitarra elétrica o seu elemento condutor. Envolve, principalmente, estilos como o Rock, o Blues, o Pop, o Rock-Pop e o Metal.
VI - Hip-Hop\Rap – estilo musical cantado, de forte influência norte-americana, que tem na utilização das bases eletrônicas, das rimas e dos duelos de improvisos vocais os seus principais elementos, assim como a centralização em torno das figuras dos MCs (Mestres de Cerimônias). A cultura das periferias brasileiras assimilou este estilo de forma bastante abrangente, sendo este estilo musical o porta-voz preferido das insatisfações e protestos contra as injustiças sociais.
VII - Forró – produção musical cujo foco está na expressão musical através dos elementos oriundos das culturas nordestinas, seja na reinterpretação dos ritmos tradicionais (Baião, Xote, Arrasta Pé), na utilização da instrumentação (sanfona, zabumba, triângulo, pífano, viola), ou nas temáticas das letras, geralmente referentes ao modo de vida nordestino. São estilos musicais o Forró Tradicional, o Forró Universitário, a Cantoria, as formações de Trios Nordestinos e Bandas de Pífanos e o Forró Eletrônico, marcado pela utilização de instrumentos eletrônicos que substituem os órgãos de origem (sanfona, zabumba, triângulo, pífano, viola).
VIII - Reggae – o Reggae possui origem Jamaicana, além de ser marcado pela influência do movimento religioso Rastafari. É um tipo particular de música que se originou do desenvolvimento do ska e do rocksteady. São-lhe comuns os instrumentos elétricos, tais como guitarra(s), baixo (cujas linhas exercem grande força estilística) e órgão, além de bateria e metais.
IX – Música Sertaneja – estilo musical cuja convergência está na expressão musical através de temáticas românticas, de forte apelo popular e na utilização dos teclados eletrônicos, duplas de cantores ou bailarinas. A música sertaneja se originou das modas tocadas, por duplas de violeiros mais comumente encontrados no interior da região centro - oeste do Brasil. No ritmo sertanejo predomina o estilo caipira, embora atualmente as duplas sertanejas, como são chamadas, tenham passado por transformações e deram espaço à utilização de instrumentos eletrônicos como a guitarra e o teclado.
X – Axé e Pagode – estilos musicais cuja convergência está na expressão musical através de temáticas urbanas, de forte apelo popular e comercial, com ênfase na utilização de teclados eletrônicos e estética pop e na reinterpretação dos ritmos de origem africana (samba e ritmos afro).
3. DANÇA

Descrição:

Concebem e concretizam projeto cênico em dança, realizando montagens de obras coreográficas; executam apresentações públicas de dança e, para tanto, preparam o corpo, pesquisam movimentos, gestos, dança, e ensaiam coreografias. Podem ensinar dança.

TEMAS E DESCRIÇÃO PARA ORGANIZAÇÃO DA LISTA:
I – Grupos de escolas e academias – grupos de escolas e academias de danças, com preparação para apresentação temática ou de animação.

II – Companhia de Dança – grupos de dança consolidados, com montagens de espetáculos envolvendo muitas vezes montagem de cenários e performances coletivas.


4. TEATRO

Descrição :

Interpretam e representam um personagem, uma situação ou idéia, diante de um público ou diante das câmeras e microfones, a partir de improvisação ou de um suporte de criação ( texto, cenário, tema etc) e com o auxílio de técnicas de expressão gestual e vocal.


TEMA E DESCRIÇÃO PARA ORGANIZAÇÃO DA LISTA:

I – Teatro - Apresentação teatral, voltado para os diversos públicos.


5. CONTADOR DE HISTÓRIA

Descrição:

Interpretam e representam um personagem, uma situação ou idéia, diante de um público ou diante das câmeras e microfones, a partir de improvisação ou de um suporte de criação ( texto, cenário, tema etc) e com o auxílio de técnicas de expressão gestual e vocal.

TEMA E DESCRIÇÃO PARA ORGANIZAÇÃO DA LISTA:

I – Contador de história – será considerado no credenciamento contadores de história com experiência superior a 02 anos.


6. APRESENTADORES DE ESPETACULOS, EVENTOS E PROGRAMAS

Descrição:

Apresentam e/ou animam programas de rádio e televisão, festas populares, eventos, atrações circenses ou outros tipos de espetáculos; orientam-se por roteiros ou fazem improvisações para divertir, informar, instruir o público, telespectador ou ouvinte.


TEMA E DESCRIÇÃO PARA ORGANIZAÇÃO DA LISTA:

I - Apresentador de eventos - Animador de eventos; Apresentador animador de eventos; apresentador de convenções; Apresentador de espetáculos.


7. Grafiteiros

Descrição:

Realizam intervenções artísticas visuais variadas, com estética própria de arte de rua, com a utilização de várias cores, técnicas, materiais e recursos (spray, rolinho, pincel, canetão, colagens, compressores, tinta acrílica, colagens, etc).


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal