A videira e os ramos



Baixar 125,26 Kb.
Encontro12.11.2017
Tamanho125,26 Kb.

A VIDEIRA E OS RAMOS

Escritos do Bv. Pe. Zefirino Agostini

I

Cristo, depois que anunciou que ele era a videira verdadeira e o seu Pai era o Agricultor, acrescentou que todos os ramos não produzem fruto, serão cortados e jogados fora pela próprio Pai: «Eu sou a videira verdadeira e o Pai é o agricultor. Todo ramos que em mim não der furto, ele o cortará» (Jo 15, 1-2a).

Ele acrescentou que o próprio Pai que se ocupara de limpar, de purificar, para que frutifique mais todo ramo unido a ele, como videira que produz fruto. Próprio como faz o agricultor que, na primavera, é totalmente ocupado em podar a videira, isto é, em limpar os ramos, cortar aquilo que pode impedir o nascer de excelente brotos, para uma colheita abundante e de lindíssimos cachos de uva: «E todo ramos que produz fruto, será podado para que produza ainda mais frutos» (Jo 15,2b).

E logo depois acrescenta: voces, meus discípulos, são já purificados em virtude da palavra que lhes anunciei: «Voces são já puros, por causa da palavra que lhes anunciei» (Jo 15,3).



II

Minhas filhas, eu espero que o Jesus de voces, o Esposo divino, lhes fale com a mesma linguagem. Voces imaginem Ele está aqui no meio de voces, como está certamente com o seu Espírito de Amor. Abram os seus ouvidos, escutem o que ele diz: minhas discípulas, voces são purificadas por causa da escuta do meu Evangelho, por se submeter ao meu santo jugo e, sobretudo, por terem correspondido a especialíssima graça que lhes fiz, de escolhê-las como minhas esposas e uni-las, assim, a mim como eleita vinha, plantada no jardim da Companhia das Ursulinas. Companhia que eu mesmo edifiquei por meio das virtudes, dos méritos e das obras da minha serva e mãe Santa Ângela Merici. Sim, por tudo isso voces são já purificadas.



III

Minhas filhas, mas é verdade que voces todas estão puras, assim como quer e deseja ardentemente Jesus Cristo? Se assim fosse, nao poderia ser diferente, por serem ramos puros, poduzirem frutos sempre mais abundantes e perfeitos.

Estamos aqui, minhas filhas, próprio para meditar sobre este aspecto importante. Esta vinha divina, que é Cristo, quer, dos ramos sólidos, frutos , mas frutos em abundância, sempre mais lindos e saborosos, sempre mais apreciados: «Para que produza mais frutos» (Jo 15, 2b).

A

Portanto, minhas filhas, a humildade de voces produza estes lindos e preciosos frutos, porém vivificadas pela humildade da videira que é o próprio Cristo. Que a mansidão, a obediência e a paciência de voces sejam inspiradas e nutridas pela mansidão, pela obediência, pela paciência da videira que é Cristo. Ele orientou toda a sua divina missão na terra a esta obra de salvação. Fez isso até o último sacrifício: se aniquilou até não ter mais semblante de homem, opróbrio dos homens e vergonha do povo.

E para produzir estes frutos tudo depende da oração, da meditação, da leitura espiritual, do exame proposta pela Regra, ...

B

Ora, minhas filhas, se voces se examinem retamente, e percebam se deixam a desejar no que diz respeito a abundância e a preciosidade dos frutos que poderiam produzir, porém não se desanimem e não percam a confiança. Voces são bons ramos, vivificados sempre pela videira que é Cristo.

Eles ama voces: se confiem inteiramente a Ele. Se tiver necessidade de purificação, quem pensará é o seu Pai, o Agricultor celeste: Ele possui todos os meios e os instrumentos para efetuá-lo. Isso disse Jesus Cristo: «Todo ramo que produz fruto, ele o corta para produzir mais fruto» (Jo 15, 2b).

C

Vejamos, agora, em que consiste esta purificação e por quais caminhos, geralmente, o nosso divino agricultor a cumpre. Breves acenos, sobre um argumento assim amplo, mas voces verifiquem bem com a sua reflexão.

A purificação dos ramos, para que dêem mais frutos, consiste no «se aniquilou... humilhou a si mesmo» (cf. Fil 2, 7a; 8a), no despojamento de todas as afeições humanas que derivam da tríplice mortal concupiscência, que seduz e corrompe, e se aloja, como centro, na orgulhosa suberba e no amor próprio.

A mão do divino Agricultor, portanto, em muitas e diversas maneiras elimina estes cativos brotos dos amados ramos da sua amadíssima videira e faz isso com as preocupações cotidianas, com as tentações e com a ajuda da sua graça potente.



  • Minhas filhas: voces sentem tribulaçao por este ou aquela calamidade ou tragédia? Esta é uma purificaçao do Pai celeste que quer tornar mais preciosos os frutos da sua virtuosa paciencia nas fadigas da vida e da vocaçao.



  • Voces estao treinadas nas virtudes cristas, sobretudo na angélica castidade, para enfrentar as insidiosas e violentas tentaçoes do inimigo da salvaçao de voces? Esta é uma purificaçao que quer aperfeiçoar a sua virtude no meio dos conflitos da humana fraqueza, como diz Sao Paulo: «A força se manifesta plenamente na fraqueza» (2Cor 12,9).



  • Voces tem sempre necessidade da ajuda da graça que combate em voces, que triunfa com voces para enriquecer-lhes do fruto de numerosissimos e preciosissimos méritos, para uma sublime gloria imortal. Com grande purificaçao opera da graça de Deus por meio dos Sacramentos. Que pureza e fecundidade prodigiosa tem os misticos ramos da divinissima vinha que é Jesus Cristo.

O tesouro desta graça voces tem em maos, minhas filhas. A caridade de Deus, pelo Espirito Santo que habita em voces, difundiu, difundi e difundera nos seus coraçoes a sua inestimavel riqueza: «O amor de Deus foi derramado nos nossos coraçoes por meio do Espirito Santo que nos foi doado» (Rm 5,5).

Correspondam fielmente e bastara para ser sempre ramos otimamente purificados e limpos, para produzir em abundancia, preciosissimos frutos de vida eterna.



Assim seja.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal