A porsche no Salão do Automóvel de Xangai 2017



Baixar 65,61 Kb.
Encontro13.09.2018
Tamanho65,61 Kb.

Dossiê de imprensa




Conteúdo

A Porsche no Salão do Automóvel de Xangai 2017



Três lançamentos do Panamera na China 3

Nova linha de carros esportivos com valor acrescentado: Panamera Sport Turismo 3

Com o conceito do 918 Spyder: Panamera Turbo S E-Hybrid Executive 4

Novidade exclusiva para a China: Panamera Executive 4

Maior performance esportiva: Os novos modelos 911 GTS da Porsche 5

Crescimento contínuo: A Porsche na China 5

Novidade: Porsche Club China e Porsche Motorsport Asia Pacific 6

Lançamento asiático em Xangai: O Sport Turismo complementa a linha de modelos Panamera 8

Design e conceito de um carro esportivo versátil 8

Primeiro spoiler de teto extensível adaptável da categoria 9

Três lugares no compartimento traseiro reformulado 9



Potência sustentável e muito espaço: Turbo S E-Hybrid Executive 11

Conceito de propulsão único com motor V8 e motor elétrico 11

Uma tríade composta por performance de carro esportivo, conforto em trechos longos e eficiência 12

Extensa gama de equipamentos de série 13



Exclusivamente para a China: Porsche Panamera Executive 14

Porsche Rear Seat Entertainment com tablets Highend 15



Dinâmicos, confortáveis e eficientes – os novos modelos Porsche 911 GTS 17

Melhor performance com mais potência 17

Típicos do GTS: Inúmeros elementos em preto no exterior e no interior 17

Novo app Porsche Track Precision e equipamentos de alta qualidade 18



911 GT3 Cup com motor de última geração 19

Consumo de combustível e emissões 21


A Porsche no Salão do Automóvel de Xangai 2017

Três lançamentos do Panamera na China


Xangai. A Porsche continua a expandir a família do Panamera: Três novas versões do carro esportivo de quatro portas comemoram o seu lançamento no Salão do Automóvel de Xangai 2017 (de 19 a 28 de abril de 2017). O foco central é o lançamento do Panamera Sport Turismo na Ásia. A nova variante da carroceria proporciona uma união inovadora e única na categoria entre carro esportivo e sedã de luxo, design elegante e alta versatilidade. O segundo recém-chegado ao mercado asiático é o Panamera Turbo S E-Hybrid Executive. Com 500 kW (680 cv) de potência de sistema, o novo modelo top da linha do Gran Turismo é atualmente o sedã Hybrid mais potente do mundo. O seu potencial estende-se desde a direção local livre de emissões com propulsão elétrica até a dinâmica de direção de um carro esportivo de alta potência. O Panamera Executive foi desenvolvido exclusivamente para o mercado chinês: O novo modelo básico, com tração traseira e uma oferta abrangente de equipamentos, é indicado para o ingresso particularmente econômico no mundo do Panamera com distância entre eixos alongada. O lançamento do 911 GT3 Cup na Ásia reforça a popularidade crescente da Copa da Marca Porsche na região asiática. Graças à sua construção leve coerente, o carro de corrida apresenta um peso aproximado de apenas 1.200 quilos. Uma tarefa fácil para o motor boxer de quatro litros com 357 kW (485 cv) de potência. Além disso, os novos modelos 911 GTS também podem ser vistos na Ásia pela primeira vez.

Nova linha de carros esportivos com valor acrescentado: Panamera Sport Turismo


O Panamera Sport Turismo é uma reinterpretação do conceito do Gran Turismo. Com a sua grande tampa traseira, o veículo de quatro portas une o DNA de design típico da marca Porsche com uma disponibilidade de espaço maior e de utilização versátil. A partir da coluna B, a linha do teto do Sport Turismo estende-se de forma mais retilínea do que a dos sedãs esportivos tipo Coupé. Assim, à aparência elegante é acrescentado mais espaço para passageiros e bagagem (conceito de bancos 4+1). Graças à grande tampa traseira elétrica, além das malas para as férias, a nova variante engole sem esforço também equipamentos esportivos maiores. Apesar disso, o caráter de carro esportivo do Gran Turismo permanece inalterado. Ambas as linhas de carroceria fundamentam-se na mesma base técnica. O lançamento do Panamera Sport Turismo na China ocorrerá no início de novembro de 2017. De início, o portfólio de modelos do mercado chinês englobará quatro versões: Panamera 4, Panamera 4S, Panamera 4 E-Hybrid e Panamera Turbo.

Com o conceito do 918 Spyder: Panamera Turbo S E-Hybrid Executive


O trabalho em equipe entre o motor V8 potente e a propulsão elétrica com torque elevado tornou o Porsche 918 Spyder o super carro esportivo mais veloz de sua época no circuito de Nürburgring no ano de 2013. Agora o Panamera Turbo S E-Hybrid assume este conceito, e com isso o primeiro lugar como o sedã Hybrid mais potente atualmente no mundo. A partir de outubro de 2017, o novo modelo top da linha Panamera será introduzido na China exclusivamente na versão especialmente luxuosa Executive com distância entre eixos alongada. A união das forças do motor de oito cilindros (404 kW/550 cv) e do motor elétrico de 100 kW / 136 cv de potência está em conformidade com um consumo normalizado (NEDC) de 2,9 l/100 km de combustível e 16,2 kWh/100 km de energia elétrica. A aceleração de zero a 100 km/h em 3,5 segundos figura na faixa dos carros esportivos de alta classe. Além disso, o híbrido plug-in com bateria totalmente carregada é capaz de deslizar até 50 quilômetros (NEDC) de modo puramente elétrico. No que se refere ao chassi, a capacidade do Panamera top de linha alcança desde a dinâmica de um carro esportivo nas curvas até o conforto de um sedã de luxo. Com o Panamera Turbo S E-Hybrid a Porsche deixa claro: A eletromobilidade é um fator fixo no aperfeiçoamento da excelência da performance esportiva.

Novidade exclusiva para a China: Panamera Executive


O Panamera Executive comemora o seu lançamento mundial. O novo sedã esportivo com distância entre eixos alongada (150 milímetros a mais) e tração traseira é reservado exclusivamente ao mercado chinês. O Panamera Executive com motor turbo V6 de três litros e 243 kW / 330 cv proporciona aos clientes chineses um ingresso atraente em termos de preço ao mundo do Panamera com distância entre eixos alongada.O lançamento do novo modelo no mercado será em outubro de 2017.

Maior performance esportiva: Os novos modelos 911 GTS da Porsche


Para clientes do 911 especialmente conscientes da potência, a Porsche escreve um novo capítulo da história dos carros esportivos GTS com cinco novos modelos. Eles são compostos por Coupé e Cabriolet com tração traseira ou integral e pelo 911 Targa 4 GTS. Todos contam com o aumento de potência do motor para 331 kW (450 cv), a carroceria larga dos modelos com tração integral, o chassi esportivo PASM e um acabamento interno especialmente elaborado. Novos turbocompressores desenvolvidos elevam a potência do motor de seis cilindros e três litros em 22 kW (30 cv) em comparação com o motor dos modelos 911 Carrera e Targa S. Um spoiler dianteiro mais baixo e um spoiler traseiro com maior altura de extensão reduzem ainda mais os coeficientes de sustentação nos eixos traseiro e dianteiro em comparação com os modelos 911 Carrera S. Elementos de design em preto e as rodas de 20 polegadas com fixação central também pintadas de preto, assim como inscrições GTS nas portas, caracterizam o visual exclusivo dos novos modelos.

Crescimento contínuo: A Porsche na China


A Porsche está em rápido crescimento na China: Em 2016 a montadora de carros esportivos forneceu 65.246 veículos, doze por cento a mais do que no ano anterior. Com isso, a China foi o mercado individual mais forte para a Porsche pelo segundo ano consecutivo. A lenda do 911 continuou em 2016, com um aumento anual de 11% nas vendas. Mais uma vez, os novíssimos 718 Boxster e 718 Cayman reforçaram a posição da Porsche como marca de carros esportivos genuínos. Com mais de 1.300 unidades entregues, os carros esportivos planos de quatro cilindros com turbocompressor foram recebidos com entusiasmo pela geração mais jovem na China. Um grande destaque deste ano foi o lançamento da nova geração do Panamera, que combina com perfeição a performance de um carro esportivo e o conforto de um sedã de luxo. No segmento dos SUVs, a Porsche China apresentou um desempenho extraordinariamente bom: O Macan e o Cayenne representaram uma fonte de crescimento significativo. Com mais de 34.000 veículos vendidos, o dinâmico Macan alcançou um crescimento anual considerável de mais de 22%, reforçando a sua posição como o carro mais vendido da Porsche. As vendas do Cayenne também aumentaram cerca de 5,5% em comparação com o ano anterior.


Novidade: Porsche Club China e Porsche Motorsport Asia Pacific


Com a fundação do Porsche Club China, a montadora de carros esportivos continua a expandir o mundo da marca no mercado asiático. O lançamento da nova organização, sob responsabilidade da Porsche China, ocorrerá durante o Salão do Automóvel de Xangai 2017. O clube deverá reunir sob o mesmo teto as associações regionais existentes, atualmente com mais de 250 membros. Entre outros, os membros terão acesso a eventos e comunidades internacionais da Porsche, bem como a ofertas e eventos esportivos exclusivos – tais como o Carrera Cup Asia, por exemplo.
Na Porsche, o automobilismo está intrinsecamente ligado ao desenvolvimento dos veículos de série. O Porsche Carrera Cup Asia vem atraindo equipes e espectadores já há 15 anos. Em 2016, a Copa da Marca contou com mais de meio milhão de espectadores nas pistas e 1,5 milhões de telespectadores em mais de 135 países. Este ano são esperados 25 novos participantes de dez nações. Com a fundação da Porsche Motorsport Asia Pacific, a Porsche apoia e incentiva esse compromisso, assim como o entusiasmo continuamente crescente pelo GT Sport na Ásia. No futuro, o novo centro em Xangai será o ponto central de fábrica para clientes de automobilismo com veículos GT. E estará localizado em uma pista de testes exclusiva para clientes: Vizinho ao circuito de Fórmula 1 Shanghai International Circuit (SIC), no qual é disputado, entre outros, o Mundial de Endurance da FIA (WEC), está atualmente em construção o primeiro Porsche Driving Experience Center da Ásia. A inauguração da área de aproximadamente 100.000 metros quadrados com pista de testes, circuito off-road e salas de treinamento está prevista para a primavera de 2018.

Nova variante da carroceria do Porsche Panamera

Lançamento asiático em Xangai: O Sport Turismo complementa a linha de modelos Panamera


A Porsche expande a família Panamera com uma nova variante da carroceria: Apenas algumas semanas após o seu lançamento mundial no Salão do Automóvel de Genebra, o Panamera Sport Turismo pode ser visto na Ásia pela primeira vez. Quatro versões estão disponíveis para escolha no mercado chinês: Panamera 4, Panamera 4S, Panamera 4 E-Hybrid e Panamera Turbo. Derivado do sedã esportivo de sucesso, a nova variante com um design inconfundível marca uma nova posição na categoria luxo. Ao mesmo tempo, o Sport Turismo com até 404 kW / 550 cv de potência é versátil como nenhum outro representante da sua categoria. Com tampa traseira grande, borda de carga mais baixa, maior volume do bagageiro e um conceito de bancos 4+1, o novo modelo Panamera satisfaz altos níveis de exigência em matéria de adequação ao cotidiano e versatilidade.
Em termos de tecnologia e conceito, o Sport Turismo possui todas as inovações da linha de modelos Panamera, totalmente renovada ainda no ano passado. Estas incluem o Porsche Advanced Cockpit digitalizado, sistemas de chassi tais como um eixo traseiro direcional, a estabilização ativa de rodagem eletrônica Porsche Dynamic Chassis Control Sport (PDCC Sport) e motores potentes e eficientes. Além disso: Todos os Panamera Sport Turismo são equipados de série com o Porsche Traction Management (PTM) – uma tração integral ativa com embreagem multidisco controlada eletronicamente. A partir do 4 E-Hybrid, do modelo S e do Turbo, é incluída nos equipamentos de série a suspensão a ar adaptável com tecnologia de três câmaras.

Design e conceito de um carro esportivo versátil


Assim como o sedã esportivo Panamera tipo Coupé, o Sport Turismo também se distingue por proporções extremamente dinâmicas – uma característica do DNA de design da Porsche. O veículo possui 5.049 milímetros de comprimento, 1.428 milímetros de altura e 1.937 milímetros de largura. Entre estes, estende-se uma grande distância entre eixos de 2.950 milímetros. Além disso, saliências concisas na carroceria e as rodas de até 21 polegadas marcam a silhueta.

A partir das colunas B, ou seja no começo das portas traseiras, o Sport Turismo distingue-se por design totalmente exclusivo. Sobre os ombros pronunciados estendem-se uma linha alongada da janela e um contorno do teto igualmente longo. O teto estende-se para trás com uma inclinação menor do que a da linha da janela. O resultado é uma coluna D marcante e inconfundível, que funde-se ao ombro tal como um coupé.



Primeiro spoiler de teto extensível adaptável da categoria


Em cima, o teto se une a um spoiler adaptável. Dependendo da situação de direção e das configurações selecionadas do veículo, o ângulo de ajuste do spoiler do teto é posicionado em três níveis, gerando um downforce adicional de até 50 quilos sobre o eixo traseiro. Até uma velocidade de 170 km/h, o elemento aerodinâmico de condução do ar – componente central do sistema Porsche Active Aerodynamics (PAA) – reduz a resistência do ar em posição retraída com um ângulo de sete graus negativos, contribuindo assim para a otimização do consumo.
A partir de 170 km/h, o spoiler do teto move-se automaticamente para a posição Performance e, com um ângulo de ajuste de um grau positivo, aumenta a estabilidade de direção e a dinâmica transversal. Nos modos de direção Sport e Sport Plus o spoiler do teto move-se para esta posição já a uma velocidade de 90 km/h. A partir de 90 km/h, o suporte ativo do PAA muda o ângulo de ajuste do spoiler do teto para 26 graus positivos, quando o teto solar panorâmico opcional é aberto. Neste caso, o spoiler contribui para minimizar o ruído do vento.

Três lugares no compartimento traseiro reformulado


O novo Sport Turismo é o primeiro Panamera equipado com um banco traseiro com três lugares. Uma vez que os dois lugares externos – de acordo com a premissa tanto esportiva quanto de conforto da linha de modelos – são projetados como bancos individuais, o resultado é uma configuração 2+1 no compartimento traseiro. Opcionalmente, é possível encomendar o Panamera Sport Turismo com quatro lugares, com dois bancos traseiros individuais elétricos atrás.
A linha mais alta do teto do Sport Turismo facilita a entrada e a saída no compartimento traseiro, proporcionando também um espaço nitidamente maior para a cabeça. A usabilidade do bagageiro beneficia-se da tampa traseira elétrica com abertura ampla e da borda de carga baixa com apenas 628 milímetros. Até a extremidade superior dos bancos traseiros, o Sport
Turismo com até 520 litros (Panamera 4 E-Hybrid Sport Turismo: 425 litros) conta com 20 litros a mais de volume de armazenamento do que o sedã esportivo. Com carga até o teto e bancos traseiros rebatidos, o ganho de espaço aumenta em aproximadamente 50 litros. Os três encostos dos bancos traseiros podem ser rebatidos separadamente ou em conjunto (relação de 40:20:40); o desbloqueio do bagageiro é elétrico. Com os três encostos rebatidos, obtém-se uma superfície de carregamento quase plana. Neste caso, o volume de carregamento aumenta para até 1.390 litros (Panamera 4 E-Hybrid Sport Turismo: 1.295 litros).
Para o bagageiro do Panamera Sport Turismo é disponibilizado um gerenciamento do compartimento de carga opcional. O sistema variável para transporte seguro inclui, entre outros, dois trilhos de fixação integrados no piso do bagageiro, quatro argolas de amarração e uma rede divisora do bagageiro. Adicionalmente, é oferecida como opcional uma tomada de 230 volts no bagageiro.

O modelo mais potente da linha Panamera comemora o seu lançamento na Ásia

Potência sustentável e muito espaço: Turbo S E-Hybrid Executive


Desempenho sustentável de ponta na Porsche: Com o novo Panamera Turbo S
E-Hybrid, a montadora de carros esportivos posiciona um híbrido plug-in como modelo top de linha pela primeira vez. Nele, o motor V8 de quatro litros do Panamera Turbo é combinado com um motor elétrico. O resultado é uma potência de sistema de 500 kW / 680 cv – e um desenvolvimento de energia soberano: Já pouco acima da rotação em ponto morto são disponibilizados 850 Nm de torque. No Panamera top de linha, disponibilizado na China unicamente na versão Executive com distância entre eixos alongada, isso possibilita uma aceleração de zero a 100 km/h em 3,5 segundos e uma velocidade máxima de 310 km/h. A estratégia de Boost do Panamera com tração integral teve sua origem no super carro esportivo 918 Spyder. O consumo médio no Novo Ciclo de Direção Europeu é de 2,9 l/100 km, o novo modelo top de linha é capaz de rodar até 50 quilômetros (NEDC) de modo puramente elétrico. O Panamera Turbo S E-Hybrid reforça a grande importância da eletromobilidade para a Porsche.

Conceito de propulsão único com motor V8 e motor elétrico


Depois da estreia bem-sucedida do Panamera 4 E-Hybrid, no qual é empregada uma combinação entre motor V6 e motor elétrico, a Porsche mostra novamente o grande potencial de desempenho da tecnologia híbrida. No novo Panamera Turbo S E-Hybrid são combinados um motor elétrico (100 kW/136 cv) e um motor V8 (404 kW/550 cv). Tal como no Panamera 4 E-Hybrid, a embreagem de separação instalada no módulo Hybrid da Porsche é acionada de modo eletromecânico por um Electric Clutch Actuator (ECA). O resultado são tempos de reação curtos e um alto nível de conforto. Para a transmissão de força para o sistema adaptável de tração integral de série Porsche Traction Management (PTM) é utilizado – como em todos os outros modelos Panamera da segunda geração – o sistema Porsche Doppelkupplung (PDK) de oito marchas com troca rápida. O motor E-Performance acelera o sedã de luxo com distância entre eixos alongada a 100 km/h em apenas 3,5 segundos e assegura uma capacidade de tração excepcional em velocidades mais altas. Com isso, atingindo uma velocidade de até 310 km/h, o Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid estabelece padrões na sua categoria mais uma vez. O Panamera Turbo S E-Hybrid com suspensão pneumática de série oferece um equilíbrio único nesta categoria: o conforto de um sedã de luxo aliado aos valores de performance de um carro esportivo.
O motor elétrico é alimentado com energia através de uma bateria de íon-lítio refrigerada a fluido com um conteúdo energético de 14,1 kWh. Através de uma conexão de 230 volts com dez amperes, a bateria de alta voltagem integrada na parte traseira é totalmente carregada em seis horas. Se ao invés do carregador de série de 3,6 kW o Panamera utilizar o carregador on-board opcional de 7,2 kW e uma conexão de 230 volts com 32 amperes, a bateria estará totalmente carregada depois de 2,4 horas. Através do Porsche Communication Management (PCM) ou do app Porsche Connect (para smartphone e Apple Watch), também é possível iniciar o carregamento via temporizador. Além disso, o Panamera Turbo S E-Hybrid é equipado com uma climatização do carro no estado parado, para resfriar ou aquecer o interior do veículo já durante o carregamento.

Uma tríade composta por performance de carro esportivo, conforto em trechos longos e eficiência


Performance, conforto e eficiência formam aqui uma tríade perfeita: Por
padrão, o Panamera Turbo S E-Hybrid dá a partida no modo puramente elétrico
“E-Power”; por uma distância de até 50 quilômetros (NEDC), o carro esportivo de quatro portas roda livre de emissões. Ao pisar sobre um ponto de pressão no pedal do acelerador ou atingir um estado de carregamento mínimo da bateria, o Panamera muda para o modo “Hybrid Auto” – com isso, a força de ambos os motores é disponibilizada. O consumo no Novo Ciclo de Direção Europeu (NEDC) para modelos híbridos plug-in é de 2,9 l/100 km com gasolina super (66 g/km de CO2) e 16,2 kWh/100 km com energia elétrica.

Extensa gama de equipamentos de série


Os equipamentos de série do Panamera Turbo S E-Hybrid, disponibilizado na China unicamente como Executive (150 milímetros a mais de distância entre eixos), incluem, entre outros, o eixo traseiro direcional, o Porsche Ceramic Composite Brake (PCCB), o Porsche Dynamic Chassis Control Sport (PDCC Sport) com Porsche Torque Vectoring Plus (PTV Plus), direção assistida Plus e rodas de liga leve de 21 polegadas com o design do 911 Turbo. Também de série: climatização do carro no estado parado, elementos de aerodinâmica adaptável e a suspensão a ar com três câmaras e Porsche Active Suspension Management (PASM). O lançamento no mercado na China ocorrerá em outubro de 2017.

Ingresso no mundo dos sedãs de luxo com distância entre eixos alongada

Exclusivamente para a China: Porsche Panamera Executive


A partir de outubro de 2017, será disponibilizada exclusivamente para o mercado chinês uma nova versão estendida do sedã esportivo Panamera. O novo Porsche Panamera Executive com motor turbo V6 de três litros com 243 kW / 330 cv de potência e tração traseira distingue-se pela expansão e personalização dos equipamentos de série dos modelos Executive a um preço atraente. É possível reconhecer os modelos Executive através de acabamentos pequenos, porém refinados, do exterior: Nas laterais, estes são os frisos prateados de alto brilho em cada um dos estribos nas laterais e os frisos das saídas de ar no mesmo tom de cor nos para-lamas dianteiros. Na dianteira, um friso também em prata alto brilho confere sofisticação à entrada de ar. Além disso, o novo Panamera para o mercado chinês traz a inscrição prateada “Executive” na área das colunas C.
Todos os modelos Panamera com distância entre eixos alongada são equipados de série com um teto panorâmico transparente. O sistema de teto panorâmico de 1.780 milímetros de comprimento e até 1.200 milímetros de largura é o maior teto de vidro integrado em um veículo pela Porsche até hoje. A parte frontal do teto pode ser elevada e totalmente aberta. O teto transparente pode ser escurecido por meio de duas persianas rolô internas.
Além disso, todos os modelos Executive são equipados com uma suspensão a ar adaptável com tecnologia de três câmaras e Porsche Active Suspension Management (PASM). A expansão dos equipamentos de série inclui bancos Comfort com ajuste elétrico múltiplo e encostos de cabeça Comfort no compartimento traseiro, aquecimento dos bancos dianteiros e traseiros, assim como uma persiana rolô atrás dos encostos de cabeça traseiros. Uma função de massagem opcional está disponível para todos os quatro bancos. Com ela, dez almofadas de ar instaladas em cada um dos encostos dos bancos massageiam a musculatura das costas com o aperto de um botão; é possível escolher entre cinco programas e cinco níveis de intensidade. No compartimento traseiro, airbags laterais de série encarregam-se da segurança. Um console central grande, com uma superfície de apoio adicional para smartphone e interface indutiva para antena, foi especialmente concebido para os modelos Executive. O console central pode ser encomendado como opcional.

Porsche Rear Seat Entertainment com tablets Highend


Um destaque do compartimento traseiro é o Porsche Rear Seat Entertainment (RSE) opcional. Através dele, em especial na versão alongada, o compartimento traseiro do Panamera Executive transforma-se em um local de trabalho confortável de alta tecnologia, uma vez que o Rear Seat Entertainment proporciona a melhor conectividade. Em viagens particulares mais longas, os ocupantes mais jovens a bordo ficarão felizes com as possibilidades multifuncionais do sistema opcional.
Duas telas touch de 10,1 polegadas constituem o centro tecnológico e visual do Porsche Rear Seat Entertainment. As telas com antirreflexo eficaz e alta resolução (1.920 × 1.200 pixels) são clicadas nos encostos dos bancos dianteiros, podendo ser utilizadas também fora do Panamera. Conceito: Os displays são dois tablets de alto padrão, que foram projetados com alto nível de qualidade e robustez. O design dos tablets da Porsche foi integrado de modo harmonioso ao interior do Panamera.
O Rear Seat Entertainment do Panamera utiliza o sistema operacional Android. Ele possui uma memória flash interna de 32 GB, que pode ser expandida por meio de um cartão micro SD. Além disso, as telas touch são equipadas com uma câmera para chamadas de vídeo e chats. O som é reproduzido através dos alto-falantes integrados nas telas touch, pelo sistema de som do veículo ou pelos fones de ouvido Bluetooth da Porsche.
O leque de utilização das fontes digitais é extremamente abrangente: É possível reproduzir mídias do PCM a partir de um cartão SD, da jukebox, do drive de CD/DVD ou de um pendrive. Além disso, os passageiros do compartimento traseiro têm acesso ao rádio e ao sintonizador de TV opcional. Adicionalmente, é possível exibir os dados do veículo e a rota de navegação atual com as respectivas informações complementares. Através do Porsche Rear Seat-Entertainment, pode-se até mesmo inserir um destino no sistema de navegação do Porsche Communication Management (PCM).
Os novos membros esportivos da família 911 da Porsche

Dinâmicos, confortáveis e eficientes – os novos modelos Porsche 911 GTS


Com os modelos GTS, que comemoram a sua estreia na Ásia no Salão do Automóvel de Xangai 2017, a Porsche continua a ampliar o seu portfólio de produtos do 911. É possível escolher entre um total de cinco versões: 911 Carrera GTS com tração traseira, 911 Carrera 4 GTS com tração integral – tanto como Coupé quanto como Cabriolet – e o 911 Targa 4 GTS com tração integral. Novos turbocompressores desenvolvidos para o motor boxer de seis cilindros e três litros elevam a potência para 331 kW / 450 cv. O motor gera 22 kW / 30 cv a mais do que no 911 Carrera S e 15 kW / 20 cv a mais do que no modelo GTS anterior correspondente com motor aspirado. Na China, todas as versões oferecidas são equipadas exclusivamente com o sistema Porsche Doppelkupplung (PDK).

Melhor performance com mais potência


O torque máximo de 550 Nm assegura valores de aceleração e de elasticidade ainda melhores. Ele se dá entre 2.150 e 5.000 rpm. Todos os modelos GTS são equipados de série com o Porsche Active Suspension Management (PASM). Os Coupés GTS são equipados com o chassi esportivo PASM, que rebaixa a carroceria em dez milímetros. O sprinter mais veloz da família é o 911 Carrera 4 GTS Coupé: Com sistema Porsche Doppelkupplung e pacote Sport Chrono de série, ele leva 3,6 segundos para o completar o sprint de zero a 100 km/h. Em todos os modelos GTS, a velocidade máxima supera a marca dos 300 km/h.
Apesar do aumento de potência, o GTS permanece econômico: O 911 Carrera GTS com PDK, por exemplo, consome apenas 8,3 l/100 km conforme o NEDC. Isso corresponde a uma emissão de CO2 de 188 g/km.

Típicos do GTS: Inúmeros elementos em preto no exterior e no interior


Os modelos GTS distinguem-se não apenas tecnicamente, mas também visualmente dentro da linha de modelos 911: Todos os veículos têm como base a carroceria larga com tração integral, agora com 1.852 milímetros de largura também nos modelos com tração traseira. O novo revestimento da dianteira Sport Design reforça o caráter esportivo. A aerodinâmica da dianteira foi otimizada. Um spoiler dianteiro mais baixo e uma maior altura de extensão do spoiler traseiro reduzem ainda mais os coeficientes de sustentação nos eixos traseiro e dianteiro em comparação com os modelos Carrera S. Na traseira, lanternas traseiras escurecidas, a grade de entrada de ar em preto acetinado e as saídas de escape duplas pretas centralizadas do sistema de escape esportivo de série tornam o GTS inconfundível. Um novo friso decorativo preto entre as lanternas traseiras caracteriza os modelos com tração traseira. A faixa luminosa é reservada aos modelos com tração integral. Retrovisores externos Sport Design, rodas de 20 polegadas com fixação central pintadas em preto acetinado, assim como inscrições GTS nas portas completam a vista lateral. Além disso, é possível reconhecer o 911 Targa 4 GTS através do arco do Targa característico, mantido na cor preta pela primeira vez .

Novo app Porsche Track Precision e equipamentos de alta qualidade


Os genes do GTS também determinam o interior. O cronômetro do pacote Sport Chrono de série é integrado no centro do painel de instrumentos. O app Porsche Track Precision foi especialmente aperfeiçoado para o lançamento dos modelos GTS no mercado. Ele possibilita, entre outros, o registro automático, a visualização detalhada e a análise de dados de direção no smartphone. Os passageiros do GTS ocupam seus lugares sobre bancos de Alcantara com costura com novo design. Os bancos esportivos Plus elétricos com quatro posições e inscrição GTS nos apoios de cabeça proporcionam maior apoio lateral e conforto. A estes somam-se ainda frisos decorativos em alumínio escovado anodizado em preto no painel de instrumentos e uma grande parte do revestimento em Alcantara, encontrada por exemplo no aro do volante, no console central do braço e nos descansos de braço.

A nova geração do carro de corrida mais vendido do mundo

911 GT3 Cup com motor de última geração


Com um motor totalmente reprojetado, o Porsche 911 GT3 Cup será lançado também na Ásia a partir da temporada 2018. Na traseira do carro de corrida GT mais fabricado do mundo, um motor boxer de seis cilindros e quatro litros assegura uma propulsão ainda mais vigorosa. Graças à tecnologia automobilística mais pura, o motor compacto com injeção direta de gasolina desenvolve uma potência máxima de 357 kW (485 cv).
Uma série de soluções inovadoras detalhadas aprimoram não apenas a potência do motor, mas também a eficiência, assegurando uma maior durabilidade do motor aspirado nas corridas e a redução dos custos de manutenção. Assim, são empregados pela primeira vez um comando de válvulas com balancins rígidos e um abastecimento central de óleo. Uma centrífuga de óleo integrada assegura a remoção ideal de espuma de óleo no motor. Além disso, é instalado um virabrequim com grau de rigidez significativamente maior.
Uma nova saia dianteira, assim como uma nova traseira, melhoram o downforce do novo 911 GT3 Cup e, consequentemente, a aderência ao solo e a performance. O aerofólio traseiro gigantesco com 184 centímetros de largura foi adotado do modelo anterior. A dimensão das rodas também permaneceu inalterada: São utilizadas rodas de corrida mono peça de 18 polegadas com fixação central – com pneus lisos de corrida da Michelin com 270 milímetros de largura no eixo dianteiro, e 310 milímetros de largura de banda de rodagem no eixo traseiro. A liga inteligente de aço e alumínio assegura a máxima rigidez e o baixo peso da carroceria. Pronto para correr, o novo 911 GT3 Cup pesa somente 1.200 quilos.
Durante o desenvolvimento, os engenheiros deram novamente especial atenção à segurança dos motoristas. Eles são protegidos por uma gaiola de proteção maciça e por um banco de corrida tipo concha inovador, solidamente moldado em especial na área da cabeça e dos ombros. No teto, a escotilha de saída de emergência maior, de acordo com o padrão mais recente da FIA, facilita os primeiros socorros e o resgate no caso de um eventual acidente.
A partir do próximo ano, o novo GT3 Cup, utilizado este ano por ora exclusivamente na Porsche Mobil Supercup no âmbito das corridas de Fórmula 1, na Porsche Carrera Cup da Alemanha e nas GT3 Cup Challenges nos EUA e em Kanda, estará disponível para as Copas de Marcas na Ásia. No total, a Porsche organiza 20 destas séries de corridas em todo o mundo para equipes de clientes que utilizam unicamente o 911 GT3 Cup. Desde 1998, foi produzido um total de 3.133 exemplares do 911 GT Cup das gerações dos modelos 996, 997 e 991. Isso torna o carro de corrida de Copas de Marcas de Stuttgart o GT mais fabricado e vendido do mundo.

Imagens dos modelos no Porsche Newsroom (http://newsroom.porsche.de) e no banco de dados de imprensa da Porsche (https://presse.porsche.de).



Consumo de combustível e emissões


911 Carrera GTS: Consumo de combustível urbano 12,9 – 10,7 l/100 km, extraurbano 7,3 – 6,9 l/100 km, combinado 9,4 – 8,3 l/100 km; emissões de CO2 212 – 188 g/km

911 Carrera GTS Cabriolet: Consumo de combustível urbano 12,9 – 10,8 l/100 km, extraurbano 7,3 – 7,0 l/100 km, combinado 9,4 – 8,4 l/100 km; emissões de CO2 214 – 190 g/km

911 Carrera 4 GTS: Consumo de combustível urbano 13,0 – 10,9 l/100 km, extraurbano 7,4 – 7,1 l/100 km, combinado 9,5 – 8,5 l/100 km; emissões de CO2 216 – 192 g/km

911 Carrera 4 GTS Cabriolet: Consumo de combustível urbano 13,3 – 11,2 l/100 km, extraurbano 7,6 – 7,3 l/100 km, combinado 9,7 – 8,7 l/100 km; emissões de CO2 220 – 196 g/km

911 Targa 4 GTS: Consumo de combustível urbano 13,3 – 11,2 l/100 km, extraurbano 7,6 – 7,3 l/100 km, combinado 9,7 – 8,7 l/100 km; emissões de CO2 220 – 196 g/km

Panamera Turbo S E-Hybrid Executive: Consumo de combustível combinado 2,9 l/100 km;
consumo de energia elétrica combinado 16,2 kWh/100 km; emissões de CO2 66 g/km

Panamera 4 Sport Turismo1): Consumo de combustível urbano 10,0 – 9,9 l/100 km, extraurbano 6,7 – 6,6 l/100 km, combinado 7,9 – 7,8 l/100 km; emissões de CO2 180 – 178 g/km

Panamera 4S Sport Turismo1): Consumo de combustível urbano 10,4 – 10,3 l/100 km, extraurbano 6,9 – 6,8 l/100 km, combinado 8,3 – 8,2 l/100 km; emissões de CO2 189 – 187 g/km

Panamera Turbo Sport Turismo1): Consumo de combustível urbano 13,1 – 12,9 l/100 km, extraurbano 7,4 – 7,3 l/100 km, combinado 9,5 – 9,4 l/100 km; emissões de CO2 217 – 215 g/km



Panamera 4 E-Hybrid Sport Turismo: Consumo de combustível combinado 2,6 l/100 km;
consumo de energia elétrica combinado 15,9 kWh/100 km; emissões de CO2 59 g/km

1) O intervalo depende do conjunto de pneus utilizado

Dr. Ing. h.c. F. Porsche Aktiengesellschaft de
Relações Públicas e Imprensa
Porscheplatz 1 Comunicação de produtos e tecnologia
70435 Stuttgart https://presskit.porsche.de


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal