A linguagem não-verbal de cantares



Baixar 2,87 Mb.
Página10/16
Encontro10.09.2018
Tamanho2,87 Mb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   16
Essa é uma das outras características da inteligência de Salomão. Sua sensibilidade.

Ele percebe a mudança da cor do rosto de Sunamita, assim como de seus lábios, ele acompanha o movimento de seus olhos e relata que eles se movimentam como as pombas. A distancia que os separa ele quebra diversas vezes. Os orientais possuíam também uma distancia confortável para eles, relacionada aos graus de intimidade entre as pessoas, mestre-aluno, pai-filho, mãe-filha, irmãos, amigos, desconhecidos. Na maior parte do Cântico Salomão parece estar a poucos centímetros de Sunamita. A cada capitulo ele vai reduzindo a distancia entre ele e a Sunamita, do espaço que ele “forçou” sem permissão, sendo um estranho e dando um beijão na moça. Ele vai da caminhada ao seu lado como pastor de ovelhas e ela arrastando um bando arranjado de cabras, é levada para jantar num restaurante da região, senta-se com ele nos campos e dorme ao seu lado na campina, vai cativando a moça até que finalmente consegue abraçá-la. Salomão descreve-a pelo que vê e seus elogios são fruto do conhecimento prévio que ele tem da menina, ele desde o inicio sabia quem ela era, e de seu pequeno convívio vai elogiando-a com observações que DESNUDAM o coração da menina. “Aos carros com éguas de faraó te comparo, ó amiga minha”, é um dos versos em que ele declara a coragem da menina de cerca de 19 anos em meio do sofrimento, quando a compara com uma pomba e a chama de imaculada ele reconhece a pureza do coração da menina, e que ela possui uma natureza muito similar a dele. Ele se vê refletido nela. O poder de observação de Salomão é observado de modo sutil e ao mesmo tempo espetacular quando a menina dança em sua frente na dança de Maanaim. Sabemos que ela está morena, ela mesmo o declara no inicio de Cantares “sou morena, mas sou formosa” e mesmo assim Salomão exalta no capítulo seis a brancura do pescoço da moça. O sol também queimaria a parte frontal do pescoço. Só há um trecho do pescoço que seria protegido do sol. A parte coberta o tempo inteiro pela negra cabeleira de Sunamita, e que ela deixa a mostra enquanto dança quando seu cabelo se levanta enquanto gira.



1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   16


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal