1. refrão meditativo Deus é bom, Deus é Pai, /Deus é Santo, Deus é amor!



Baixar 64,26 Kb.
Encontro25.08.2018
Tamanho64,26 Kb.
8o domingo do tempo comum

Ano A | Cor: verde | 26 de fevereiro de 2017



1. refrão meditativo

Deus é bom, Deus é Pai, /Deus é Santo, Deus é amor!
2. entrada

Vimos aqui, ó Senhor, pra cantar / Tua bondade, amor que se dá, sem cessar!

1. És o caminho, verdade e vida! / És o amigo que perde a vida, / Buscando a todos salvar!



2. És o rochedo, o guia fiel, / És a esperança de todos que buscam / Viver em tua casa, Senhor!
3. ato penitencial

1. Senhor, tende piedade dos corações arrependidos.



Tende piedade de nós / Tende piedade de nós. / Tende piedade de nós. (2x)

2. Jesus, tende piedade / dos pecadores, tão humilhados!



3. Senhor, tende piedade / Intercedendo por nós ao Pai!

4. glória

Glória a Deus / lá nos céus / e paz na terra aos seus amados (bis)

1. Glória a Deus do universo, / paz a toda a humanidade. / Rei do céu é o Senhor, / Deus, Pai todo poderoso.

2. Vos louvamos e adoramos, / damos glória e bendizemos, / Vos louvamos, ó Senhor, / pela vossa imensa glória.

3. Cristo, Filho unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro santo./ Sois o filho de Deus Pai, / destruístes o pecado.

4. Vós que estais junto do Pai, / perdoai nossos pecados. / Vós somente sois o santo, /acolhei as nossas preces.

5. Vós, altíssimo o Senhor, / com o Espírito Divino, / vós somente sois o Santo, / acolhei as nossas preces.

oração da coleta

Fazei, ó Deus, que os acontecimentos deste mundo decorram na paz que desejais, e vossa Igreja vos possa servir, alegre e tranquila. PNSJC.



T.: Amém!
5. primeira leitura

Is 49, 14-15

Leitura do Livro do Profeta Isaías

Disse Sião: “O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-se de mim!”

Acaso pode a mulher esquecer-se do filho pequeno, a ponto de não ter pena do fruto de seu ventre?

Se ela se esquecer, eu, porém, não me esquecerei de ti.



Palavra do Senhor!

T.: Graças a Deus!

6. Salmo 61(62)

Só em Deus a minha alma tem repouso, só ele é meu rochedo e salvação.

1. Só em Deus a minha alma tem repouso,* porque dele é que me vem a salvação! Só ele é meu rochedo e salvação,* a fortaleza, onde encontro segurança!

2. Só em Deus a minha alma tem repouso,* porque dele é que me vem a salvação! Só ele é meu rochedo e salvação,* a fortaleza, onde encontro segurança!

3. A minha glória e salvação estão em Deus;* o meu refúgio e rocha firme é o Senhor! Povo todo, esperai sempre no Senhor,* e abri diante dele o coração.



7. segunda leitura

1 Cor 4, 1-5

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios

Irmãos: Que todo o mundo nos considere como servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus. A este respeito, o que se exige dos administradores é que sejam fiéis.

Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vós ou por algum tribunal humano. Nem eu me julgo a mim mesmo. É verdade que a minha consciência não me acusa de nada. Mas não é por isso que eu posso ser considerado justo. Quem me julga é o Senhor.

Portanto, não queirais julgar antes do tempo. Aguardai que o Senhor venha. Ele iluminará o que estiver escondido nas trevas e manifestará os projetos dos corações. Então, cada um receberá de Deus o louvor que tiver merecido.



Palavra do Senhor!

T.: Graças a Deus!
8. canto de aclamação

1. Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça. E tudo o mais vos será acrescentado, Aleluia, Aleluia.

2. Não só de pão o Homem viverá, mas de toda palavra que procede da boca de Deus, Aleluia, Aleluia.



3. Se vos perseguem por causa de mim, não esqueçais o porquê não é o servo maior que o Senhor, Aleluia, Aleluia.
9. Evangelho

Mt 6, 24-34

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus

“Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. Por isso eu vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com o vosso corpo, com o que havereis de vestir.

Afinal, a vida não vale mais do que o alimento, e o corpo, mais do que a roupa? Olhai os pássaros dos céus: eles não semeiam, não colhem, nem ajuntam em armazéns.

No entanto, vosso Pai que está nos céus os alimenta. Vós não valeis mais do que os pássaros? Quem de vós pode prolongar a duração da própria vida, só pelo fato de se preocupar com isso? E por que ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam. Porém, eu vos digo: nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada no forno, não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé?

Portanto, não vos preocupeis, dizendo: O que vamos comer? O que vamos beber? Como vamos nos vestir? Os pagãos é que procuram essas coisas. Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso.

Pelo contrário, buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo.

Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações! Para cada dia, bastam seus próprios problemas.”

Palavra da Salvação!

T.: Glória a vós, Senhor!
10. profissão de fé

11. ORAÇÃO DO ANO DA VOCAÇÃO SACERDOTAL



Ó Deus, nosso Pai, nós vos agradecemos pelo precioso dom do sacerdócio que, por vosso divino Filho, concedestes à vossa Igreja.

Conservai no vosso santo serviço aqueles que chamastes para exercer, em nome de Jesus Cristo, a sublime missão de ensinar, santificar e conduzir o vosso povo santo.

Dai-lhes força, alegria e felicidade no exercício do sagrado ministério, mesmo diante das dificuldades que acompanham a vida dos discípulos e missionários de Jesus.

Dai perseverança aos seminaristas e despertai entre os jovens muitas vocações para o ministério sacerdotal, a fim de que o vosso povo santo possa contar com a indispensável presença daqueles que, em nome de vosso Filho, apascentam o vosso rebanho, repartem o Pão da palavra e o sustentam com a Sagrada Eucaristia e os demais sacramentos.

Amparados pela intercessão de Nossa Senhora da Assunção e de São José, Padroeiros da Arquidiocese de Mariana, nós vos dirigimos esta súplica, por Jesus Cristo, Bom Pastor, Sumo e Eterno Sacerdote, na unidade do Espírito Santo. Amém!

12. canto das ofertas

1. Muitos grãos de trigo, se tornaram pão. Hoje são Teu Corpo, ceia e comunhão. Muitos grãos de trigo, se tornaram pão.



Toma, Senhor, nossa vida em ação, para mudá-la em fruto e missão. Toma, Senhor nova vida em ação, para mudá-la em missão.

2. Muitos cachos de uva se tornaram vinho. Hoje são Teu Sangue, força no caminho.

3. Muitas são as vidas, feitas vocação, Hoje oferecidas em consagração. Muitas são as vidas feitas vocação.

sobre as oferendas

Ó Deus, que nos dais o que oferecemos, e aceitais nossa oferta como um gesto de amor, fazei que os vossos dons, nossa única riqueza, frutifiquem para nós em prêmio eterno. PCNS.



T.: Amém!
13. oração eucarística VI-D

Pr.: Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação, dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Pai misericordioso e Deus fiel. Vós nos destes vosso Filho Jesus Cristo, nosso Senhor e Redentor. Ele sempre se mostrou cheio de misericórdia pelos pequenos e pobres, pelos doentes e pecadores, colocando-se ao lado dos perseguidos e marginalizados.

Com a vida e a palavra anunciou ao mundo que sois Pai e cuidais de todos como filhos e filhas.

Por essa razão, com todos os Anjos e Santos, nós vos louvamos e bendizemos, e proclamamos o hino de vossa glória, cantando a uma só voz:

santo

1. Santo, Santo, Santo / Senhor, Deus do Universo! / O céu e a terra proclamam / Vossa glória, ó Senhor!

2. Hosana, Hosana, Hosana! / Hosana nas alturas! / Hosana, Hosana, Hosana! Hosana ao Senhor!

3. Bendito o que vem / Em nome do Senhor!

4. Hosana, Hosana, Hosana! / Hosana nas alturas! / Hosana, Hosana, Hosana! / Hosana ao Senhor!
Pr.: Na verdade, vós sois santo e digno de louvor, ó Deus, que amais os seres humanos e sempre os assistis no caminho da vida. Na verdade, é bendito o vosso Filho, presente no meio de nós, quando nos reunimos por seu amor. Como outrora aos discípulos, ele nos revela as Escrituras e parte o pão para nós.

T.: O vosso Filho permaneça entre nós!

Pr.: Nós vos suplicamos, Pai de bondade, que envieis o vosso Espírito Santo para santificar estes dons do pão e do vinho, a fim de que se tornem para nós o Corpo e o Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo.

T.: Mandai o vosso Espírito Santo!

Pr.: Na véspera de sua paixão, durante a última Ceia, ele tomou o pão, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

Tomai, todos e comei...

Pr.: Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele, tomando o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o entregou a seus discípulos, dizendo:

Tomai, todos e Bebei...

Pr.: Eis o mistério da fé!

T.: Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

Pr.: Celebrando, pois, ó Pai santo, a memória de Cristo, vosso Filho, nosso Salvador, que pela paixão e morte de cruz fizestes entrar na glória da ressurreição e colocastes à vossa direita, anunciamos a obra do vosso amor até que ele venha e vos oferecemos o pão da vida e o cálice da bênção.

Olhai com bondade para a oferta da vossa Igreja. Nela vos apresentamos o sacrifício pascal de Cristo, que vos foi entregue. E concedei que, pela força do Espírito do vosso amor, sejamos contados, agora e por toda a eternidade, entre os membros do vosso Filho, cujo Corpo e Sangue comungamos.



T.: Aceitai, ó Senhor, a nossa oferta!

Pr.: Senhor Deus, conduzi a vossa Igreja à perfeição na fé e no amor, em comunhão com o nosso papa (N.), o nosso bispo (N.), com todos os bispos, presbíteros e diáconos e todo o povo que conquistastes.

T.: Confirmai o vosso povo na unidade!

Pr.: Dai-nos olhos para ver as necessidades e os sofrimentos dos nossos irmãos e irmãs; inspirai-nos palavras e ações para confortar os desanimados e oprimidos; fazei que, a exemplo de Cristo, e seguindo o seu mandamento, nos empenhemos lealmente no serviço a eles. Vossa Igreja seja testemunha viva da verdade e da liberdade, da justiça e da paz, para que toda a humanidade se abra à esperança de um mundo novo.

T.: Ajudai-nos a criar um mundo novo!

Pr.: Lembrai-vos dos nossos irmãos e irmãs que adormeceram na paz do vosso Cristo, e de todos os falecidos, cuja fé só vós conhecestes: acolhei-os na luz da vossa face e concedei-lhes, no dia da ressurreição, a plenitude da vida.

T.: Concedei-lhes, ó Senhor, a luz eterna!

Pr.: Concedei-nos ainda, no fim da nossa peregrinação terrestre, chegarmos todos à morada eterna, onde viveremos para sempre convosco. E em comunhão com a bem-aventurada Virgem Maria, com São José, seu esposo, os Apóstolos e Mártires, e todos os Santos, vos louvaremos e glorificaremos, por Jesus Cristo, vosso Filho.
Por Cristo, com Cristo...

T.: Amém!
14. cordeiro

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo / Tende piedade nós!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo / Tende piedade nós!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo / Dai-nos a paz! Dai-nos a paz! Senhor a vossa paz! Senhor a vossa paz!
15. comunhão i

1. No caminhar, Senhor, / deste viver aqui, / quero sentir o irmão / e construir em nós. / Na comunhão do amor / eu vou abrir então / todo o meu coração / a esta luz.



Que nosso encontro com Jesus / possa a nós todos libertar / por este pão que também é amor.

2. A tua voz ouvir / e entender também / a nossa comunhão / reconhecer os dons / reconhecer os dons / de nossa vida, sim / e ver em cada irmão / o teu falar.



Que nosso encontro com Jesus / possa a nós todos libertar / por este pão que também é amor.

3. Na comunhão de fé / vou caminhar, vou crer / na vida do irmão, / a quem darei amor, / não poderei deixar / o meu irmão passar / sem que a ele eu dê / as minhas mãos.

4. Vi meu irmão sofrer, / cansado de lutar / para se libertar / da opressão de pão / mas, que fazer do pão, / que vamos repartir / se entre nós não há libertação.

5. Libertação, irmão, / que vai partir de nós / do nosso interior, / da conversão total / só repartir o pão, / para mostrar que há / pobreza social, / é tudo vão!

6. Vou confiar no Pai / e decidir também / a minha conversão, / quero voltar, irmão / e com você partir / o nosso pão do céu / que não é de alguns, / é para nós.
16. comunhão iI

1. Bem-aventurados os puros de coração./ Bem-aventurados todo aquele que não/ busca neste mundo a sua exaltação./ Bem-aventurado seja você meu irmão.

2. Bem-aventurados os que por justiça clamam./ Os injustiçados porque eles verão/ a Deus que é promessa de libertação./ Bem-aventurado seja você, meu irmão.

3. Bem-aventurados os que neste mundo choram./ Pois serão consolados e os pobres/ então serão chamados filhos do Deus/da salvação./ Bem-aventurado seja você, meu irmão.

4. O pecado mora ao lado, assim falou a canção./ Hoje sou eu que falo: Deus mora no seu coração./ Dele vem a força pra vencer a tentação./ Bem-aventurado seja você, meu irmão.
pós comunhão

Ó Deus todo-poderoso, concedei-nos alcançar a salvação eterna, cujo penhor recebemos neste sacramento. PCNS.



T.: Amém!
17. canto final

1. Ao Pai de amor as nossas vozes elevamos, num canto novo de louvor e gratidão, / Pelas sementes plantadas neste solo, que geram frutos de vida e salvação. / Atentos ao mandado do Senhor: “Permanecei no meu amor.”



Sim, permaneceremos no vosso amor. / Nós somos o Rebanho e Vós sois o nosso Pastor.

2. Jesus cristo, Sumo e Eterno Sacerdote, / Misericórdia que brotou do Amor do Pai. / Continua a chamar pra sua Vinha, / Operários que tanto precisamos. / Alegre e escutando do Senhor: “Permanecei no meu amor.”

3. Conduzidos pela luz do Santo Espírito, / O Evangelho nós queremos proclamar. / Com a voz, o testemunho e alegria, / Sem perder a coragem de sonhar. / Mistério e Sacramento do Senhor: “ Permanecei no meu amor.”

4. A Igreja que está em Mariana, / Se alegra neste ano jubilar. / Pelo dom da vocação sacerdotal, / Fiéis ministros a serviço do altar. / Respondendo ao convite do Senhor: “Permanecei no meu amor.”


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal